Você está na página 1de 4

Alcançando a África

1. O Continente Africano
A África é um continente diversificado formado por muitos países
mostrando tremendos desafios e necessidades. Entre os sete
continentes mundiais, a África é o segundo maior em área territorial e
o terceiro em população. Tem 55 países independentes, o maior
deserto do mundo (o Saara, que é aproximadamente do mesmo
tamanho que os Estados Unidos), e o rio mais extenso (o Nilo, que
possui mais de 6.400 km de comprimento). O Sudão ocupa a maior
área. E o menor país são as Ilhas Seychelles. A Nigéria tem a maior
população. No tempo colonial, a África foi denominada “O
Continente Escuro”, mas hoje está se tornando iluminada no mundo
com o crescimento explosivo da igreja com milhares de decisões por Cristo. A Igreja
Cristã na África está crescendo rapidamente por causa da soberana mão de Deus e da fé
vibrante que está brilhando através das vidas dos cristãos africanos, freqüentemente em
situações desesperadoras.
[O mapa básico do continente africano deve ser usado para suas notas pessoais ou
ministeriais]

2. Crescimento da População
A população africana mesmo enfrentando anos de árduos sofrimentos, guerras
étnicas, e tendo uma média de expectativa de vida em torno
dos 48 anos, continua crescendo rapidamente. Mais de 20
cidades possui população acima de um milhão de pessoas
(Cairo, a maior cidade da África, tem mais de 7 milhões de
habitantes), apesar da maioria das pessoas viverem na área
rural. O Quênia tem o maior crescimento populacional,
enquanto a Nigéria tem a maior densidade demográfica. O
Saara Ocidental tem a menor densidade demográfica. Muitos
fatores podem reduzir o rápido crescimento da população, incluindo a AIDS, fome,
drogas, doenças, guerras étnicas, má distribuição de recursos, e desastres naturais,
econômicos e políticos. Embora o crescimento populacional seja o maior do mundo,
existem ainda muitas questões críticas para serem resolvidas, que incluem: a distribuição
de recursos, alfabetização e educação, discipulado e treinamento de liderança,
desenvolvimento comunitário e implantação de igrejas.
3. Crianças ao redor do mundo
A Bíblia diz que as crianças são herança do Senhor, e
abençoado é o homem cuja aljava está cheia delas (Sl.
127:3-5). Mas uma em cada três crianças no mundo em
desenvolvimento (especialmente na África), precisa
abandonar a escola aos 10 anos para ajudar no sustento de
sua família. Há uma necessidade muito grande de prover
ensino para as crianças do mundo e servir e ajudar essas
crianças e suas famílias. Ore pelas crianças ao redor do
mundo, especialmente as milhões de crianças da África. O Quênia tem a maior
população do mundo, com idade abaixo dos 15 anos. Mat. 19:13-15

4. Concentração de muçulmanos e cristãos


A África é uma das últimas fronteiras onde há conflito entre as
maiores religiões do mundo. Através dos séculos o Islamismo se
expandiu do Oriente Médio até o Norte da África. Os muçulmanos
representam 26.7% da população da África, crescendo uma média
de 4.5% ao ano (principalmente pelo fato de possuírem famílias
grandes). Ore para que Deus possa abrir os olhos dos muçulmanos,
e levantar uma grande colheita de cristãos maduros, dispostos a
serem instrumentos do grande amor de Cristo aos seus vizinhos
muçulmanos. Os cristãos representam 57.3% da população africana
(protestantes estão crescendo a uma média de 6% ao ano e os católicos romanos numa
média de 3.4%).

5. Crescimento evangélico na África


Os cristãos ao redor do mundo estão reconhecendo a vitalidade
do cristianismo africano e louvando a Deus pelo que Ele está fazendo
nesse continente. Durante os últimos 30 anos, a maior parte da
África tem experimentado um grande crescimento evangélico. Mais
da metade da população africana ao sul do Saara afirma ser cristã.
Esta é a primeira vez na História, que um continente se volta para
Cristo dessa maneira. Em 1900 havia apenas 8 milhões de cristãos
africanos (2.5% de protestantes). Em 1990, esse número já cresceu
para 275 milhões e 57.3% da população. A exceção é o Norte da
África onde o crescimento do cristianismo é mínimo devido à opressão governamental e
perseguição islâmica. O crescimento evangélico mais rápido acontece hoje na Nigéria.
Muitas igrejas e agências africanas estão enviando missionários para fora de seus
próprios países a fim de alcançar pessoas para Cristo.
6. Missionários por População
Embora a igreja africana esteja crescendo de forma significativa, há
muito trabalho a ser feito, e ainda há a necessidade de mais
missionários que possam trabalhar em verdadeira parceria com as
igrejas locais. Alguns missionários estão sendo convidados para ajudar
no treinamento de liderança, outros estão indo a países onde há povos
não alcançados que nunca ouviram falar de Cristo, o Salvador do
mundo. A população evangélica de países como Ilhas Comoros,
Dibuti , Níger, Senegal, Somália, Guiné Equatorial, Gâmbia, Guiné, e Guiné Bissau é de
menos de um por cento. Etiópia, Egito, Argélia, Nigéria e Marrocos, são países com alta
população e grande necessidade de evangelização, seja por missionários de além-mar
ou mesmo de países africanos. Mat. 28:18-20

7. Cidades Portais da África


As cidades são os imãs da sociedade, atraindo
todos os tipos de pessoas. Cada cidade é um centro
estratégico econômico, político, social e espiritual de
seu respectivo país ou província. Mas as cidades
podem também ser lugares de solidão, dor e escuridão
espiritual. Como parte de um enfoque estratégico de
oração, 100 cidades na região chamada Janela 10x40
foram selecionadas por uma associação global
chamada AD2000. 20 dessas cidades-chaves estão no
Norte da África. Unindo crentes em torno de um alvo comum de oração é um elemento
central para alcançar as cidades para Cristo. Ore por essas cidades africanas. Cada
uma é um “portão” através do qual as boas novas podem se expandir para toda a região
ou país.

8. A falta de literatura na África


Os livros têm se tornado tão caros na África que as
igrejas e escolas freqüentemente não possuem a literatura
que precisam. Os líderes das igrejas não têm condições
de comprar livros. A falta de livros é tão séria que tem sido
chamada de “a fome de livros”. Esta fome está afetando
cada seminário e instituto bíblico da África e prejudicando a
liderança espiritual desse grande continente. Leia II Tm.
2:15 (...que maneja bem a palavra da verdade).
9. Situação da Tradução da Bíblia
A língua une ou divide pessoas. Com mais de 3000 povos etno-
lingüísticos e 1995 línguas, a África é o último grande desafio para a
tradução da Bíblia. Um grupo étnico ou um segmento da população
não é considerado evangelizado se não possuir as Escrituras em
uma língua compreensível. Um povo sem Bíblia em seu próprio
idioma (língua materna), é presa fácil de falsas doutrinas. Deus
amou o mundo (cada nação, tribo, povo e língua) de tal maneira que
deu Seu Filho unigênito e Sua Palavra. (Hb. 4:12 e II Tm. 3:16-17)

10. O Povo Sicito da África


O Evangelho não tem se espalhado de maneira
uniforme na África. Alguns povos etno-lingüísticos,
como os sicitos de Burkina Faso, quase não possuem
conhecimento do amor de Deus e de Sua graça
salvadora. Escolhemos como exemplo, o povo sicito,
um dos povos estratégicos não alcançados da África.
Ore para que Deus quebre as fortalezas demoníacas e
abra os olhos do povo sicito para enxergar a glória de
Cristo. Você estaria disposto a orar por este povo? Ser
enviado a este povo? Ou enviar alguém a este povo, no
poder do Espírito Santo? Leia II Pe. 3:9

SEPAL
Serviço de Evangelização Para a América Latina
Cx Postal 2029, 01060-970 São Paulo, SP

Tel: 11-5523-2544 E-mail: info@sepal.org.br Fax: 11-5523-2201