Você está na página 1de 7

CONTRATO PARTICULAR DE LOCAÇÃO DE

IMÓVEL COMERCIAL

Os signatários deste instrumento, de um lado xxx, brasileiro, casado, vigilante,


portador de Cédula de Identidade nº xxx – SSP/PR, inscrito no CPF/MF sob nº xx,
residente e domiciliado na Rua xxx, nº xx, Cachoeira, Almirante Tamandaré-PR,
doravante denominado, LOCADOR bem como seu PROCURADOR, xxx, portador
da portador de Cédula de Identidade nº xxxx1 SSP/PR, inscrito no CPF/MF sob nº
xxx, residente e domiciliado na Rua xxxr, nº xxx, Cachoeira, Almirante Tamandaré-
PR. De outro lado, xxxx, solteiro, maior e capaz, portador da Cédula de Identidade
nº xxx– SSP/PR, inscrito no CPF/MF sob nº 0xxx, residente e domiciliado na xxxx, nº
xxx, xx, Almirante Tamandaré-PR, doravante denominado, LOCATÁRIO, os quais
tem entre si justo e acordado as cláusulas abaixo descritas.

I. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

O imóvel COMERCIAL, objeto deste Contrato é constituído pelo Ponto e


Estabelecimento Comercial, situado na Ruaxxxx, nº xxxx, xxx, Almirante
Tamandaré-PR, o qual possui como medida a área total de xx m (xxx) por xx m
(xxxxx) de altura, tendo como medida de área útil, xxx m² (xxx).
Este Contrato encontra embasamento na Lei nº 8.245/91 e Lei Orgânica de
Almirante Tamandaré/PR.

II. DA VIGÊNCIA

Cláusula 1ª.
O presente Contrato terá início em xxxde novembro de 2014, vigência de 6 (seis)
meses, podendo ser prorrogado por iguais e sucessivos períodos, conforme previsto
no art. 51 da 8.245/91. Desta forma, caso não haja a prorrogação, se findará em 15
de maio de 2015, data que o LOCATÁRIO se compromete e se obriga a desocupar
o imóvel ora locado, entregando-o nas mesmas condições em que o recebeu.

Cláusula 2ª.
Para a prorrogação deste Contrato, é necessária a anuência das partes, bem como,
o LOCATÀRIO não poderá ter sofrido nenhuma das sanções previstas neste
instrumento.

III. DO VALOR

Cláusula 3ª.
O valor do aluguel será de R$ xxx (xxxeais), ficando convencionado que o
LOCATÀRIO deverá fazer o pagamento pontualmente do aluguel, ficando acordado
entre as partes que o pagamento deverá ocorrer até o dia 10 (dez) de cada mês.

Cláusula 4ª.
Fica convencionado que, o reajuste do valor mensal correspondente ao aluguel,
será corrigido anualmente, de acordo com a variação do IGP/FGV (Índice Geral de
Preços da Fundação Getúlio Vargas). Na falta do aludido indexador, na sua extinção
ou se por algum motivo, tornar-se impraticável sua aplicação, os aluguéis passarão
a ser reajustados pelo IGP-M/FGV (Índice Geral de Preços de Mercado da
Fundação Getúlio Vargas), ou por outro indexador autorizado pela legislação
vigente, cuja escolha ficará a critério do LOCADOR.

Cláusula 5ª.
Em caso de atraso por parte do LOCATÁRIO, no pagamento do aluguel no dia
acordado, conforme previsto na Cláusula 3ª, ficará sujeito a multa de 2% (dois por
cento), e juro de 1% (um por cento) ao mês, sobre o valor líquido, bem como, em
caso de reincidência no atraso, a qual será o LOCATÁRIO devidamente notificado
pelo LOCADOR, ficará o LOCATÁRIO responsabilizado a pagar além do valor do
aluguel acrescido dos juros e multa, uma taxa de R$ 400,00 (quatrocentos reais).

Cláusula 6ª.
Ocorrendo atraso no pagamento do aluguel por 3 (três) meses consecutivos, o
LOCADOR poderá rescindir unilateralmente o Contrato. Poderá ainda, cumular o
pedido de rescisão com a cobrança dos aluguéis, conforme prevê o art. 62, inciso I
da Lei 8.245/91.

IV – DAS OBRIGAÇÕES DO LOCADOR

Cláusula 7ª.
Conforme prevê o art. 22 da Lei 8.245/91:

Art. 22. O locador é obrigado a:

- entregar ao locatário o imóvel alugado em estado de servir ao uso a


que se destina;
II - garantir, durante o tempo da locação, o uso pacífico do imóvel
locado;
III - manter, durante a locação, a forma e o destino do imóvel;
IV - responder pelos vícios ou defeitos I anteriores à locação;
V - fornecer ao locatário, caso este solicite, descrição minuciosa do
estado do imóvel, quando de sua entrega, com expressa referência
aos eventuais defeitos existentes;
VI - fornecer ao locatário recibo discriminado das importâncias por
este pagas, vedada a quitação genérica;
VII - pagar as taxas de administração imobiliária, se houver, e de
intermediações, nestas compreendidas as despesas necessárias à
aferição da idoneidade do pretendente ou de seu fiador;
VIII - pagar os impostos e taxas, e ainda o prêmio de seguro
complementar contra fogo, que incidam ou venham a incidir sobre o
imóvel, salvo disposição expressa em contrário no contrato;
IX - exibir ao locatário, quando solicitado, os comprovantes relativos
às parcelas que estejam sendo exigidas;
X - pagar as despesas extraordinárias de condomínio.

Cláusula 10ª.
Ficará o LOCADOR, responsável pelo pagamento do IPTU.

V – DAS OBRIGAÇÕES DO LOCATÁRIO

Cláusula 9ª.
Conforme prevê o art. 23 da Lei 8.245/91:

Art. 23 O locatário é obrigado a:

I - pagar pontualmente o aluguel e os encargos da locação, legal ou


contratualmente exigíveis, no prazo estipulado ou, em sua falta, até o
sexto dia útil do mês seguinte ao vencido, no imóvel locado, quando
outro local não tiver sido indicado no contrato;
II - servir - se do imóvel para o uso convencionado ou presumido,
compatível com a natureza deste e com o fim a que se destina,
devendo tratá - lo com o mesmo cuidado como se fosse seu;
III - restituir o imóvel, finda a locação, no estado em que o recebeu,
salvo as deteriorações decorrentes do seu uso normal;
IV - levar imediatamente ao conhecimento do locador o surgimento de
qualquer dano ou defeito cuja reparação a este incumba, bem como
as eventuais turbações de terceiros;
V - realizar a imediata reparação dos danos verificados no imóvel, ou
nas suas instalações, provocadas por si, seus dependentes,
familiares, visitantes ou prepostos;
VI - não modificar a forma interna ou externa do imóvel sem o
consentimento prévio e por escrito do locador;
VII - entregar imediatamente ao locador os documentos de cobrança
de tributos e encargos condominiais, bem como qualquer intimação,
multa ou exigência de autoridade pública, ainda que dirigida a ele,
locatário;
VIII - pagar as despesas de telefone e de consumo de força, luz e gás,
água e esgoto;
IX - permitir a vistoria do imóvel pelo locador ou por seu mandatário,
mediante combinação prévia de dia e hora, bem como admitir que
seja o mesmo visitado e examinado por terceiros, na hipótese prevista
no art. 27.

Cláusula 11ª.

O LOCATÁRIO, a partir da presente data, fica responsável pelo pagamento do


fornecimento de energia elétrica, água, telefone, taxa de coleta de lixo e demais
taxas incidentes sobre o imóvel ora locado, efetuando o pagamento nos seus
respectivos vencimentos, qualquer que seja ou venha a ser o sistema de cobrança.

Cláusula 12ª.
O LOCATÁRIO, se obriga a manter o imóvel locado no mais perfeito estado de
conservação e limpeza,, para assim restituí-lo ao LOCADOR, por ocasião do
término ou rescisão do contratual, correndo por sua conta as despesas necessárias
para esse fim, notadamente as que se referirem a conservação de pintura, portas],
janelas, aparelhos sanitários, torneiras e demais acessórios do imóvel.

Cláusula 13ª.
O LOCATÁRIO, se compromete a NÃO fazer qualquer instalação, adaptação, obra
ou benfeitorias no imóvel, sem o prévio consentimento por escrito do LOCADOR, ou
de seu representante legal.
Parágrafo Único.
No caso de reforma, obra ou qualquer outro tipo de adaptação que venham a ser
executadas pelo LOCATÁRIO, responderá o mesmo pela segurança do imóvel, bem
como por eventuais intimações do Poder Público, arcando com o ônus de multas e
emolumentos por transgressões que, por ventura, vier a infringir.

Cláusula 14ª.
Por ocasião da desocupação do imóvel e, por ocasião da entrega das chaves,
deverá o LOCATÁRIO exibir os comprovantes de quitação das contas de luz, água,
telefone e etc. E demais encargos que recaiam sobre o imóvel e que sejam de sua
responsabilidade quanto ao pagamento.
Cláusula 15ª.
Para a entrega das Chaves da presente locação, o LOCATÁRIO se obriga a
notificar o LOCADOR de sua intenção, com antecedência de no mínimo 30 (trinta)
dias, para a apuração de eventuais danos e reparos necessários ao imóvel,
assumindo o LOCATÁRIO a obrigação de indenizar o LOCADOR, das importâncias
apuradas, independentemente de procedimento judicial.
Parágrafo Único.
Caso haja interesse em renovação do presente instrumento, a parte interessada,
deverá comunicar a outra com antecedência mínima de 60 (sessenta) dias antes do
término do presente Contrato.

Cláusula 16ª.
O LOCATÁRIO será responsável pela multa, juros e demais incidências
provenientes de sua demora em entregar ao LOCADOR, qualquer intimação do
Poder Público ou quaisquer comunicações que se refiram ao imóvel, e que sejam de
responsabilidade do LOCADOR.

VI – DAS VEDAÇÕES

Cláusula 17ª.
O LOCATÁRIO destina o imóvel para fins comerciais. Ficam proibidos Shows ao
vivo com baterias, pandeiros ou qualquer outro instrumento de percussão que
cause perturbação ao sossego do LOCADOR. Desta forma, resta vedado a
utilização de som a partir da 22:00 (vinte e duas) horas, sendo somente autorizado
som ambiente. Demais regulamentações sobre horário de liberação de som estão
dispostas na Lei Orgânica de Almirante Tamandaré/PR.

Cláusula 18ª.
O LOCATÁRIO, não poderá de qualquer forma, sublocar, ceder ou emprestar sob
qualquer pretexto, no todo ou em parte, o imóvel ora locado, sem o consentimento
prévio, expresso e por escrito do LOCADOR.
VII – DAS SANÇÕES

Cláusula 19ª.
O LOCATÁRIO, será notificado primeiramente de forma verbal e no caso de
reincidência será notificado por escrito caso haja desrespeito a qualquer cláusula
proibitiva pactuada neste instrumento.

Cláusula 20ª.
Após o LOCATÁRIO ter sido notificado verbal e por escrito, acerca de
descumprimento das cláusulas previstas neste instrumento, o LOCADOR iniciará
processo de rescisão contratual, seja judicial ou extrajudicial.

Cláusula 21ª.
A parte que infringir o presente Contrato, em qualquer de suas cláusulas, pagará à
outra, multa de 3 (três) aluguéis vigentes à época, a qual será devida sempre por
inteiro e por via de ação executiva , nos termos do art. 1.533 do Código Civil e art.
585, incisos II e IV do Código de Processo Civil, os quais serão aplicados ao caso,
seja qual for o tempo decorrido do prazo avençado e sem prejuízo para a parte
inocente, do direito de exigir o cumprimento do Contrato ou de considerá-lo
rescindido.

VIII - DISPOSIÇÕES FINAIS

Cláusula 21ª.
Para as questões oriundas do presente Contrato, fica eleito desde já o Foro da
situação do imóvel, com renúncia expressa de qualquer outro, por mais privilegiado
que seja ou venha a ser.

Cláusula 22ª.
O presente Contrato é firmado em caráter irrevogável e irretratável, não
comportando arrependimento de nenhum dos contratantes, ficando em caso de
morte, ausência ou falência, os herdeiros e sucessores da parte faltante,
responsáveis pelo fiel cumprimento de todos os termos aqui expressos.

Cláusula 21ª.
Por si, ou por pessoa de confiança devidamente autorizada por escrito, poderá o
LOCADOR, visitar o imóvel locado, a fim de se certificar do tratamento dispensado
ao imóvel pelo LOCATÁRIO
E, por estarem assim justos e contratados, lavram, datam e assinam o
presente contrato em duas vias de igual teor e forma, juntamente com as
testemunhas, maiores e capazes e de tudo cientes.
Almirante Tamandaré, 15 de novembro de 2014.

xxxxxx
LOCADOR

xxxxx
PROCURADOR DO LOCADOR

xxxx
LOCATÁRIO

TESTEMUNHA TESTEMUNHA

Você também pode gostar