Você está na página 1de 31

0

1
Sempre soube que eu havia nascido para algo
grande, que a minha existência não era em vão. Eu
sempre almejei coisas grandiosas, ficava imaginando
a vida perfeita pra mim, mas tinha um problema.
Não bastava eu saber que algo grande me aguardava
e apenas ficar na imaginação, eu tinha que ter
atitude pra realizar e chegar onde eu queria. Ah, e
como foi difícil eu ter atitude, acredite! Mas foi
justamente essa atitude que me trouxe até aqui, com
mais de 160 alunas aprendendo comigo. Algo que se
alguém me dissesse que aconteceria, eu jamais iria
acreditar.

Para algumas pessoas era impossível eu não


ser uma pessoa de atitude, pois eu sempre resolvia
os meus problemas e deixava bem claro os meus
gostos e não deixava de expor a minha opinião a
quem quer que fosse. Mas a realidade é que eu era
assim somente por fora, eu tentava me passar por

2
alguém que eu não era. A verdade é que eu era
insegura e no meu interior havia uma confusão
imensa de pensamentos e sentimentos. Eu vivi por
anos não sendo “eu”.

Até que um dia eu parei e olhei pra dentro de


mim. Olhei pra tudo o que eu era e no que eu estava
me tornando. Eu tentei achar em mim todas as
causas – dos meus problemas, das minhas
decepções, dos meus fracassos, das minhas raivas,
das minhas dores, minhas alegrias, enfim, tudo -
que faziam com que eu não fosse quem eu deveria
ser.

Olhar pra dentro de mim foi algo doloroso,


não vou mentir. Eu tive que lidar com coisas que eu
fingia não me importar, mas que na realidade me
afetavam demais. Eu tive que lidar com o famoso
orgulho e admitir que muitas coisas estavam do jeito
que estavam por culpa minha, afinal, eu deixei que
tudo isso me afetasse, eu me deixei ser moldada por
fatores externos. Eu havia perdido a minha essência
e junto com ela a minha vontade de viver. A vida não
fazia sentido, viver não fazia sentido.
3
Mas depois desse encontro comigo mesma eu
pude mudar a minha percepção sobre a vida, sobre
as pessoas, os relacionamentos e até mesmo sobre
Deus. Eu me descobri, descobri uma Larissa que eu
achei que nunca encontraria e o melhor, eu me
amei. Amei os meus erros, os meus defeitos, as
minhas qualidades, a minha história. Eu entendi que
tudo que eu vivi me fez chegar até aqui, pra que hoje
eu pudesse ajudar quem passa pelo mesmo que eu
passei.

Eu quero que você, assim como eu saia dessa


vida de tristeza, achando sempre que está
incompleta, buscando algo que nem você sabe o que
é. Eu quero te ajudar a olhar pra dentro de você e
descobrir uma infinidade de coisas sobre você
mesma. Quero que você tenha uma vida plena, feliz
e o melhor, sabendo QUEM VOCÊ REALMENTE É!

4
Desejo a você uma ótima leitura e espero de
todo meu coração que este livro te ajude a se
descobrir e que seja um divisor de águas na sua vida.

Com carinho, Larissa.

5
Possivelmente você já leu, viu ou ouviu que
nós somos a soma das cinco pessoas com quem mais
convivemos. Então já comece a puxar na memória as
cinco pessoas com quem você teve - ou tem - mais
contato durante a sua vida e perceba que alguma
coisa delas você tem, seja uma mania, um
pensamento, uma crença... O fato é que todos nós
adquirimos, mesmo que inconscientemente,
características que estão presentes em nosso
cotidiano.

Nós somos influenciados no desenvolvimento


do nosso caráter, nas escolhas que fazemos, nos
hábitos que criamos, enfim, em tudo. E isso é
inevitável durante um período da vida, afinal, nós
não nascemos comendo, falando, andando ou até
mesmo pensando. Necessitamos de alguém que nos
ensine sobre a vida, e quem nos ensina, ensina

6
através das suas próprias experiências e convicções.
E é a partir daí que somos moldados, uma cópia de
alguém que viveu de alguma maneira específica.

Você já parou para pensar no porque você faz


algumas coisas, porque você tem certos hábitos,
porque você é do jeito que é? Acredite, tudo está
ligado aos seus influenciadores. São três as pessoas
que mais influenciam em nossa vida – nossos pais,
nossos professores e nossos líderes religiosos. Toda
nossa liberdade ou prisão foi determinada por essas
pessoas, na maioria das vezes de forma inconsciente.

Vou tratar neste capítulo um pouco sobre


cada um desses três influenciadores e quais os
possíveis bloqueios eles possam ter instalado dentro
de nós.

7
É muito raro você ver um pai ou uma mãe que
não quer o melhor para o seu filho – salvo raras
exceções. Nossos pais, antes mesmo de nascermos,
fazem planos e mais planos pra nós. Eles querem
que a gente tenha a melhor educação, que a gente se
forme na faculdade e que tenhamos um bom
emprego numa grande empresa. Enfim, nossos pais
transferem para nós todos os seus desejos, na
maioria das vezes o que eles não puderam ser eles
querem que nós sejamos.

Eu sou filha assim como você que está lendo


esse livro e eu sei como minha mãe gostaria que eu
tivesse feito uma faculdade e tivesse um emprego em
uma empresa bem conceituada, que eu tivesse a tal
da “estabilidade”. Eu sei o quanto eu ouvi da minha
mãe “primeiro faça o que dá dinheiro, depois o que
você gosta”. Tenho certeza que alguns de vocês, se
não todos, alguma vez já ouviu essa frase.

8
Infelizmente pra eles, mas felizmente pra
mim, eu não quis realizar o sonho deles. E não
porque eu sou rebelde ou quis usar como uma forma
de me vingar deles por algum motivo. Eu não quis
porque não era o que eu realmente queria. Não era a
vida que eu queria pra mim.

Me lembro do meu primeiro emprego como


menor aprendiz em uma multinacional. Aquilo era o
começo da realização do sonho dos meus pais, e por
certo momento eu achei que fosse do meu também.
Mas conforme o tempo foi se passando dentro
daquela empresa, eu pude perceber que não era
aquilo que eu queria. Eu odiava ficar presa naquele
lugar por quatro horas seguidas tendo que mostrar
estar trabalhando quando na realidade eu fazia tudo
o que eu tinha que fazer em 30 minutos lá dentro.
Odiava ter horário pra entrar e horário pra sair.
Enfim, eu odiava cada parte daquele lugar. Até que
um dia eu resolvi que iria sair de lá. Acho que você
pode imaginar o desespero da minha mãe. E eu pude

9
ver na cara dela a tamanha decepção que eu estava
causando.

Nossos pais têm dentro deles ensinamentos


que nossos avós passaram e, na maioria das vezes,
eles nunca procuraram fazer de outra forma porque
sempre acharam que aquilo era o certo afinal, uma
autoridade (mãe e pai) os havia ensinado. Não tinha
porque rebater, pais sempre querem o melhor para
os seus filhos, ponto.

Uma coisa que eu quero passar pra vocês


sobre os nossos pais: Sim, eles sempre querem o
melhor pra nós e eles sempre tentam nos ensinar da
melhor maneira possível. Mas entenda uma coisa,
nós não podemos viver a vida deles. Quantas
pessoas eu encontrei na vida que faziam algo porque
aquilo era a vontade da sua mãe ou do seu pai e não
porque realmente queriam.

Eu sei que na maioria das vezes, o que não


nos deixa fazer o que realmente queremos é o medo

10
de decepcioná-los, é o medo da reprovação, é o
medo deles deixarem de nos amar por não fazermos
o que eles desejam que façamos. Mas pare já com
isso! Seu pai e sua mãe nunca deixarão de te amar e,
se você realmente acredita que o que você irá fazer
será o melhor para você e que lá na frente seus pais
vão te olhar com admiração, FAÇA!

Comece a viver a SUA vida. A vida que você


escolheu pra você! Agradeça a seus pais por todo
amor, ensinamento, bronca, conselho... Ame-os
como eles devem ser amados, honre-os em todos os
seus caminhos e aceite quem eles são.

Você que está lendo esse livro e me conhece,


você sabe que eu nunca gostei de estudar (risos). Eu
sempre fui à escola por obrigação (acho que é o caso
da maioria das pessoas). E você que me conhece
também sabe que eu sempre tentei empreender de

11
alguma forma. No fim, acho que não gostar de ir a
escola foi bom pra mim. Agora você vai me
perguntar: nossa como assim? O que tem a ver
empreender com não gostar de ir à escola? Vou te
falar a relação disso.

A escola é um lugar muito bom pra nos


ensinar a ler, escrever, fazer contas e tudo mais que
a gente usa no nosso cotidiano, mas convenhamos
que mais da metade do que a gente aprende na
escola não vale pra vida, não é mesmo? Mas sabe o
que a escola e os professores não ensinam? Eles não
nos ensinam a pensar por nós mesmos, a sermos
empreendedores, não nos falam pra criarmos nossas
próprias empresas e dominarmos o mundo. Pelo
contrário, nos ensinam a ser bons subordinados,
pessoas que vivem debaixo de regras de
organizações, nos ensinam a depender de governos e
buscarmos pela tal da “estabilidade”.

Eu sei que pode ser que algum professor leia


isso. E se você não é como os outros, se você apoia

12
seus alunos a pensarem por si próprios, a criarem
suas empresas e a não dependerem do governo,
desconsidere o que vou dizer aqui. Eu sei que muitas
vezes os professores são obrigados a seguir as regras
da escola – deixar as pessoas alienadas a alguém ou
a alguma coisa.

Se olharmos nas estatísticas, menos de 30%


da população brasileira é empreendedora. Ou seja,
mais da metade dos brasileiros são subordinados,
trabalham incansavelmente por anos e anos apenas
gerando lucro pros seus patrões e muitas vezes com
um salário baixíssimo.

Sabe o que é isso? Influência dos nossos


professores, que um dia disseram que deveríamos
ter nossa carteira de trabalho assinada, que
deveríamos ter nosso seguro INSS, que deveríamos
seguir todas as regras estabelecidas pela sociedade.
Sinceramente, eu só estou falando aqui do que eu
sei.

13
Eu cursei secretariado junto com o ensino
médio e nunca em quatro anos de curso ouvi um
professor me dizer para montar uma empresa de
secretárias ou qualquer coisa do tipo. No curso eu
aprendi a ser uma ótima funcionária, uma ótima
secretária para o meu chefe. Ou seja, nos ensinam
tudo que temos que fazer pelos outros, mas nunca
por nós mesmos. Não é atoa que nossos pais e a
maioria das outras pessoas têm medo de
empreender. Já percebeu que sempre quando
falamos em empreender as pessoas falam “dá muito
trabalho”, “não tem segurança nenhuma”. Tudo isso
é fruto das instalações dos professores em nossa
mente.

Aposto que você deve estar achando que eu


sou uma pessoa que não aceita de forma alguma que
as pessoas sejam funcionárias e que eu abomino
isso. Acredite, não é isso! Eu particularmente nunca
quis ser funcionária, mas eu entendo que existem
pessoas que gostam e se sentem seguras assim. O

14
que eu defendo é que você seja um funcionário que
viva de maneira plena, que tenha tempo com a sua
família, que não viva apenas para pagar as contas e
não aproveitar nada da vida. Eu não quero que você
seja um simples funcionário, mas que você seja O
funcionário. Que além de cumprir com excelência
suas obrigações ainda ganha de acordo com o que
você produz. Porque você acha que existem muitos
funcionários meia boca? Porque eles não têm
motivação. Eles entendem que, se empenhando ou
não dentro da organização, no fim do mês o salário
será o mesmo e isso é DESMOTIVADOR.

Uma dica que eu vi no livro “Os segredos da


mente milionária” e que eu quero transmitir pra
você é: Quando for trabalhar em uma empresa, peça
para ser pago de acordo com seus resultados. Isso
fará com que você busque a melhoria constante e
que você também tenha a gana de crescer ainda
mais. Diga até que você não precisa ter a carteira
assinada, mas que você quer ganhar conforme os

15
seus resultados. Você vai deixar de ser empregado
para ser prestador de serviços. E se você gosta de
depender do governo, pague por fora seu INSS e
coisas a mais que te dão “segurança”.

Indico você ler o livro “Os segredos da mente


milionária”, ele vai transformar seu modo de pensar.

Todos nós fomos criados dentro de uma


religião, mesmo muitas vezes não sendo praticantes
temos impregnado em nós alguns frutos dela. Pra
falar a verdade eu nem gosto do termo “religião”.
Porque, sinceramente pra mim, por muito tempo
isso foi sinônimo de prisão. Porque é isso o que a
religião faz com a gente.

Vou contar um pouquinho sobre a minha


experiência como “religiosa” (risos). Pra falar bem a
verdade eu nunca fui religiosa, nesse aspecto sempre

16
fui meio “rebelde”. Meus pais faziam parte de uma
igreja que não podia usar nada como brinco,
maquiagem, calça e tudo mais que vocês já sabem.
Essa religião que eles seguiam dizia que tudo era
pecado. Desde pequena eu não gostava de seguir
essas regras, eu sempre achei que isso não tinha
nada a ver com quem eu era, e eu tinha razão.

Se olharmos na bíblia, Tiago nos fala que a


verdadeira religião que Deus aceita como pura e
imaculada é a de cuidar dos órfãos e viúvas, ou seja,
praticamente ninguém segue essa religião (risos). O
que as pessoas seguem são lideres impondo sobre
elas suas visões erradicadas da bíblia. Eles falam
para as pessoas que tal coisa é pecado e a maioria
aceita sem mesmo buscar, no caso na bíblia, se
aquilo realmente é verdadeiro.

Como cresci dentro da igreja eu pude


perceber que a maioria das pessoas que estavam ali
estavam por medo ou por interesse. As que estavam
por medo era porque tinham medo do diabo, da

17
morte, da doença e até mesmo de Deus. E as que
estavam por interesse eram porque queriam
prosperidade sem esforço afinal, ser filho de Deus
significa que teremos tudo de graça, só que não!

A influência dos nossos lideres religiosos


sobre nós sempre foi muito grande, afinal os víamos
como “homens de Deus”, pessoas que sabiam o que
estavam fazendo e nunca pensamos que algum
ensinamento deles pudesse estar equivocado.
Quantas coisas você deixou de fazer porque seu líder
disse que era pecado e depois você descobriu que
não tinha nada a ver? Vou te falar, eu nunca havia
entendido o porquê as pessoas diziam que Cristo
libertava sendo que viviam aprisionadas por regras
de homens.

Pode ser que você esteja se perguntando que


tipo de pessoa eu sou e a que religião eu pertenço
(risos). Vou responder aos seus questionamentos.
Eu sou cristã, sou discípula de Cristo e não nego
jamais a minha fé. Não sou Cristã porque meus pais

18
foram e são, mas porque eu entendi o amor de Deus
por mim e o sacrifício que Cristo fez para que hoje
eu pudesse ter o direito de viver uma vida
abundante e plena. Sou cristã porque eu sou livre e
entendo essa liberdade. Não estou presa às pessoas,
mas sim a Cristo. Não me importa qual a sua crença,
mas essa é a minha.

Quero que você entenda que é muito


importante ter líderes religiosos, mas mais
importante é ter acesso direto a fonte de toda a
sabedoria, Deus. Todos os homens, sem exceção, são
falhos e estão suscetíveis ao erro. Eu sempre
incentivo as pessoas a correrem atrás das respostas
por conta própria, se elas querem saber a verdade
elas mesmas devem buscá-la e tirar suas próprias
conclusões.

19
Ah, a comparação! Quantos sonhos e projetos
são destruídos por ela, quantas pessoas brilhantes
estão escondidas porque se compararam a alguém e
decidiram não fazer mais nada, pois “não eram
como fulano” ou “não tinham o mesmo que o
fulano”. Já parou pra pensar quantas coisas você
deixou de fazer pelo simples fato de se comparar a
alguém?

Eu já sofri desse mal, acredite. Eu fiquei


muito, digo MUITO tempo da minha vida sem fazer
o que eu nasci para fazer pelo simples motivo de me
comparar. Eu sempre quis ser uma influenciadora,
mas não aquelas que só ficam te influenciando a
comprar milhões de coisas. Eu queria influenciar as
pessoas a serem melhores, a viverem uma vida
abundante, a não aceitarem viver uma vida

20
medíocre. Eu queria influenciar as pessoas a serem
elas mesmas e viverem de acordo com seus
propósitos, para que elas parassem de somente
sobreviver. Mas devido as minhas comparações eu
simplesmente travei. Eu olhava as grandes
influenciadoras e pensava “jamais serei como elas”,
“olha quantos seguidores elas têm”, ”como que eu
vou influenciar com esse tantinho de gente nas
minhas redes sociais”.

Ei, pare de se comparar! Ninguém cresceu do


nada, acredite. As pessoas não começaram lá de
cima, elas começaram de baixo. O sucesso, o
reconhecimento, a habilidade vem com o tempo.
Sabe qual o maior problema nosso? É que nós
comparamos o nosso bastidor com quem está em
cima do palco, esquecendo que eles também um dia
estiveram no bastidor.

Pare de se comparar e se diminuir. Pare de


achar que já tem gente demais fazendo o que você
quer fazer. Uma coisa que eu aprendi é que ninguém

21
vai fazer o que eu tenho que fazer. Existem pessoas
que somente eu vou alcançar e não outra
influenciadora. Entenda, o mundo precisa de você,
as pessoas precisam do seu conhecimento, as
empresas precisam do seu serviço. Pare agora
mesmo de se comparar. Faça o que tem que ser
feito!

Com certeza você conhece a lei do plantio e


colheita, só colhe quem planta. Por isso comece a
plantar! Mas vou te advertir algo, muitas vezes vai
parecer que você está plantando em vão, mas não
desista. Primeiro a semente tem que criar raiz, ou
seja, primeiro deve ser formada a base para
sustentar o crescimento, pra depois de fato começar
a crescer e dar frutos. Não tenha medo de plantar,
porque você sabe o quanto você planta, mas nunca o
quanto colhe. Então plante ao máximo, para que a
colheita seja extraordinariamente abundante.

22
Se você realmente está disposto a ser quem
você nasceu para ser, vou te dizer uma coisa,
acostume-se com as críticas. As críticas, pelo menos
para mim, elas não vêm para me desanimar ou para
me parar, pelo contrário, elas vêm pra fazer com que
eu avance ainda mais. Você não verá ninguém
criticando uma pessoa que não aparece ou uma
pessoa que vive igual a todas as outras.

Se olharmos pra Jesus, podemos perceber o


quanto ele não estava nem aí para as críticas, e sabe
por quê? Porque Ele sabia quem Ele era, Ele tinha
certeza sobre a sua identidade embora todos
dissessem o contrário. Essa é a chave para vencer
toda e qualquer crítica: saber quem você é! Quando
você sabe quem é e qual é o seu propósito você não
liga para as críticas, não liga para o que as pessoas
pensam sobre você.

23
Durante a maior parte da minha vida eu fui
muito criticada pelo meu jeito de ser, as pessoas me
julgavam e falavam coisas que não eram verdades.
Mas deixa eu te dizer uma coisa: as pessoas
enxergam o mundo e as outras pessoas com base
nelas mesmas. Se você parar para pensar, uma
pessoa que é caloteira vive achando que as outras
pessoas também são. Do mesmo modo, uma pessoa
que é arrogante vive achando que as outras pessoas
são arrogantes. Dificilmente você encontrará alguém
que te enxergue exatamente como você é, mas eu
conheço uma pessoa: Deus.

Já disse aqui que não me importa qual seja a


sua crença, mas essa é a minha. Eu sei que Deus me
enxerga exatamente como eu sou. Ele sabe sobre
todas as minhas qualidades e meus defeitos, Ele
sabe exatamente quais são meus planos e
pensamentos. E mais, ele nunca está disposto a me
criticar, mas sim, a me perdoar.

24
Aprendi algo lendo o livro “Vá cuidar da sua
vida” do Pablo Marçal que me ajudou demais.
Sempre quando alguém me critica eu penso “eu sou
pior do que essa pessoa pode imaginar”. Sabe por
que pensar assim? Pra que eu não desanime e não
me aborreça com o que a pessoa falou de mim. Isso
serve para blindar a mente contra ataques externos,
pois se você sabe que você sempre será pior do que
as pessoas imaginam, não tem porque se preocupar
com a crítica delas.

Digo mais uma vez, acostume-se com as


criticas e aprenda a lidar com elas. Lembre que se
estão te criticando é porque você esta aparecendo,
prego que se destaca é martelado. Não deixe que
críticas te privem de viver o seu propósito!

25
Eu falo muito sobre propósito sabe por quê?
Porque é isso que nos move. Uma pessoa sem
propósito é uma pessoa perdida na vida, sem rumo.
Com certeza você já ouviu aquela famosa frase do
gato em Alice no País das Maravilhas “Para quem
não sabe aonde vai, qualquer caminho serve”. Se
você não tem propósito você pega qualquer caminho
e quando tropeça nele parte pra outro, então tropeça
mais uma vez e parte pra outro de novo e de novo, e
vira um ciclo sem fim porque você nunca tem um
destino.

Imagine o propósito como uma viagem.


Primeiro você precisa definir qual será o destino da
viagem, pois não tem como você pegar a estrada sem
saber aonde quer chegar, isso é loucura. Então o
primeiro passo é descobrir aonde você quer chegar,
entendido?

26
Depois de decidir pra onde vai viajar você
precisa definir a rota. A rota nada mais é que o
caminho que você irá percorrer para chegar ao seu
destino/propósito. Essa pra mim é uma das partes
mais importantes, pois existem N caminhos, uns
mais curtos outros mais longos, uns mais fáceis
outros mais difíceis. Você terá que decidir que
caminho percorrer.

Depois de definir o destino da viagem e o


caminho que você irá percorrer pra chegar até ele,
arrume as malas e coloque o pé na estrada. Vai sem
medo, vai com garra, vai com fé. Não tenha medo de
errar, eu costumo dizer que você pode errar quantas
vezes forem necessárias, mas nunca erre nas
mesmas coisas.

Se você não tinha um propósito comece agora


a ter! Pare de viver em vão, pare de somente
sobreviver. Já parou pra pensar que tudo que Deus
fez tinha um propósito? Quando ele formou a terra o
propósito dEle era nos colocar nela, quando ele

27
enviou Jesus para morrer por nós o propósito era a
nossa salvação. Porque você vai insistir em viver
sem propósito?

Na bíblia, em Jeremias 29 capítulo 11 diz:


“Porque eu bem sei os pensamentos que penso de
vós, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal,
para vos dar o fim que esperais”. Qual é o fim que
você espera? A palavra esta falando sobre propósito,
sobre destino. Quem não espera por nada é porque
não tem propósito, é porque está perdido. Deus vai
te dar o fim que você espera, porém se você não
espera por nada é isso o que você irá ter: NADA. Não
seja essa pessoa! Tenha propósito e viva uma vida
abundante e plena.

28
Comece a partir de hoje a pensar e viver de
forma diferente. Não viva a vida dos outros, viva a
SUA VIDA! Deixe de ser influenciado pelas pessoas
e comece a influenciar.

Não se compare mais com ninguém a não ser


com você mesmo. Você não precisa ser melhor que
ninguém, você simplesmente precisa ser melhor do
que você. Busque por isso todos os dias, atreva-se a
se desafiar.

Considere as críticas como combustíveis para


te lançarem mais perto do seu propósito, sejam elas
construtivas ou destrutivas. Nunca, jamais pare no
meio do caminho porque alguém te criticou, acredite
VOCÊ É PIOR DO QUE AS PESSOAS IMAGINAM!

Tenha propósito e não tenha medo de vivê-lo,


coisas grandiosas te esperam. Pare de somente

29
sobreviver e comece a de fato VIVER. Dê o primeiro
passo para essa viagem incrível que é a vida!

E ai? Ficou com aquele gostinho de “quero mais”?

Bom, o E-book “Liberte-se” tem uma versão


completa, e além do e-book você leva junto um Curso
Pocket de Inteligencia Emocional que serve como um
complemento ao e-book. Os feedbacks tem sido
incriveis. Vale a pena você conferir!

https://larissasaldanha.com.br/combo-ebook-
mais-curso

30

Você também pode gostar