Você está na página 1de 2

“PAI NOSSO” - Oração Universal – Comentado

1- Pai nosso
2 – Que estais no céu
3 – Santificado seja o vosso nome
4 – Venha a nós o vosso reino
5 – Seja feita a vossa vontade. Assim na terra como no céu
6 – O Pão nosso de cada dia nos dai hoje
7 – Perdoai as nossas ofensas... como nós perdoamos
8 – Não deixeis cair em tentação
9 – Mas livrai-nos do mal
10 – Amém

1- “PAI NOSSO”

“Pai nosso, não meu, portanto ele não é só meu, é de todos, nele me encontro com todos. Não posso
querer que ele me proteja ou me fortaleça em detrimento dos outros. Que Pai faria isto? Pedir a Ele
alguma coisa tendo em meu poder coisas que não preciso e que faltam aos outros é não crer que Ele
é nosso Pai. Por ser nosso Pai, pai de todos, Ele também é Pai de meus desafetos, do criminoso, da
prostituta, portanto estes são meus irmãos.”

2 - “QUE ESTÁIS NO CÉU”

“Pai Nosso não está preso a lugar nenhum. O Pai Nosso não é de determinada nacionalidade. O Pai
Nosso não é de tal tempo, portanto está ultrapassado, ou fora de moda”

3 - “SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME”

“Santificado é o contrário de amaldiçoado. Ter nome santificado é ser bem aceito. Queremos que
respeitem o nome de nosso Pai. Ter o nome honrado é ser honrado. Quando defendemos o nome de
alguém é porque o estimamos. Quando digo”Santificado seja o vosso nome” me disponho a
promover a glória de nosso Pai.”

4 – “VENHA A NÓS O VOSSO REINO”

“ O reino de Deus. Semente que cai na terra. Devemos ser terra fértil. Devemos acolher a semente.
Devemos dar-lhe condição de germinação. “venha a nós o vosso reino”. VOSSA SEMENTE.
Aceitar o reino de Deus é lutar pela implantação, em nós, nos outros, no mundo.”

5 – “SEJA FEITA VOSSA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU”

“À vontade de um Pai é que o filho seja feliz. “A vossa vontade” é a nossa felicidade. Se somos
felizes, vossa vontade esta sendo feita, porque ele é bom, é justo. Quando procuro fazer os outros
felizes estou fazendo a vontade de Deus. Quando alguém me faz infeliz esta contrariando a vontade
de Deus.”

6 – “O PÃO NOSSO.... NOS DAÍ HOJE”

“ O pão nosso, não é meu, portanto é de todos. Não pedimos o pão de sempre. Pedimos o pão de
hoje. O pão de cada dia nos liga ao Pai, cada dia. O pão de outros dias não resolve o nosso problema
de hoje. “Pedir o pão de hoje me afasta da tentação de amontoar recursos a pretexto de ter sempre
pão. Amontoar pão é correr o risco de ficar com o pão de meu irmão.” Dai-nos também o Pão
espiritual, o pão da vida, vida que nos alimenta, nós que somos Alma, pois sabemos que o corpo
carnal é só um instrumento para nós almas podermos evoluir e viver a grandeza de nosso Pai.”

7 – “PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS... COMO NÓS PERDOAMOS”

“Não posso ser perdoado se não desejo que os outros também o sejam. Não posso ser perdoado se
não perdôo o meu irmão, o meu desafeto. Peço perdão de nossas ofensas. Ofendo a Deus quando
me recuso a amar. Quando peço perdão reconheço que falhei no amor. Não conseguimos ter
confiança numa pessoa que nos enganou muitas vezes. O Pai nosso nunca perde a confiança em
nós. Em toda reconciliação quem dá o primeiro passo é aquele que ama mais. Perdoar sem amar é
humilhar. Pedir perdão sem amar e perdoar é ludibriar. Se tenho o coração pronto para perdoar
quem me ofendeu, já tenho o perdão do Pai.”

8 – “NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO”

“Tentação é a prova, o teste do amor. Tentação é a oportunidade para crescer no amor. Ciar em
tentação é ser reprovado no teste do amor. Só a força do “Pai Nosso” nos livra de cair em tentação.
A maior tentação é não querer reerguer-se da queda, é não acreditar no perdão, na regeneração.”

9 – “MAS LIVRAI-NOS DO MAL”

“ O mal é a ausência do bem. Só posso destruir o mal fazendo o bem. Só posso espantar as trevas
acendendo uma luz. “Livrai-nos do mal” quer dizer guardai-nos no bem. Trata-se de atitudes
radicalmente minhas. Deus nunca destrói nossa liberdade de escolha, nem para nos salvar. Nossa
salvação é no ato de nossa livre escolha. A única pressão que Deus exerce sobre nós é a pressão do
amor.”

10 – “AMÉM”

“Eu acredito, eu aceito, eu concordo”.

O Questionador

Publicado no Recanto das Letras em 07/02/2010


Código do texto: T2074096