Você está na página 1de 1

I CONGRESSO INTERNACIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA INTEGRATIVA

VISCUM ALBUM E SUAS ATIVIDADES BIOLÓGICAS: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA


Lopes, D.F.¹; Barbosa, G.A.O2; Pilla, M.C3; Valle, A.C.V4; Carvalho, A.C5. 2018.Instituto Lamasson IDIS, Rua Florêncio de Abreu,
1112- Centro Ribeirão Preto-SP-14015-060, Ribeirão Preto, Brasil. e-mail:danielavethomeopata@hotmail.com

INTRODUÇÃO V. album diminuiu o nível de enzimas hepáticas (ALT) e


O Viscum album Linnaeus é uma planta semiparasita, da (AST), melhorando a qualidade do vida (Tusenius et al.
família Loranthacea (Wichtl, 2004), prefere árvores como 2005). Em Distúrbios Neurológicos como síndrome Epilética
Carvalho, Macieira e Pinheiro, as quais são cultivadas em e infeções diversas, tem sido observado o uso empírico
toda Europa. Na antiga Galícia(Suíça), era muito apreciada desde os tempos antigos. Testes realizados em animais,
pela sociedade Celtas e Druidas, desde o ano 5000 a. C, com confirmaram que o extrato aquoso das folhas, provocaram
a finalidade de espantar energias ruins, aumentar a fertilidade efeito multidirecional, influenciando o sistema nervoso
e como amuleto da sorte, simbolizando o poder da força da central, promovendo efeito sedativo leve, bem como
vida (Glöckler & Schulhoz, 2000). Após passar por um antiepiléptico. A atividade antipsicótica, foi observada, nestas
processo de preparo dos extratos aquosos, reverberam os ações, sistemas Gabaérgicos e dopaminérgicos estavam
princípios ativos que são as (1) lectinas, (2) viscotoxinas, (3) envolvidos (Gupta et al. 2012).
compostos fenólicos ou polifenólicos, (4) compostos
terpenóides como o acetato de b-amirina, ácido oleanólico,
ácido betulínico e uma mistura de fitosteróis (estigmasterol,
b-sitosterol) e seus glicosídeos (Fukunaga et al. 1987). De
acordo com a Matéria Médica, o V. album foi, inicialmente,
administrado nos casos de cardiopatias e edemas, no século
XVIII. Em 1907, Gaultier comprovou o efeito anti-hipertensivo,
do referido extrato. As indicações terapêuticas são CONCLUSÃO
imunomodulador, hepatoprotetor, anti-inflamatório, anti-
O V. album é considerada uma planta medicinal cercada de
hipertensivo, sedativo, antioxidante, diabetógeno e
lendas e mitos, todavia, tem sido usado na medicina
hiperpirético, oncologia, analgesia em artrite reumatoide. Sua
complementar para o tratamento do câncer e de várias
via de utilização é a parenteral (Nazaruk & Orlikowski, 2016).
enfermidades que podem ou não estar associadas ao
O objetivo deste trabalho foi a revisão bibliográfica e histórica
processo neoplásico. Promove a imunomodulação,
que demonstra as atividades biológicas e as possibilidades
melhorando a qualidade de vida, reduzindo o limiar de dor,
de utilização clínica com o V. album.
de forma seletiva, sem efeitos colaterais, pois atua
DISCUSSÃO multidirecionalmente em receptores gabaérgicos,
dopaminérgicos e muscarínicos, sendo portanto um
DISCUSSÃO
A maior utilização do V. album é para o tratamento medicamento seguro para pacientes com enfermidades
complementar de pacientes oncológicos, por meio da cronico degenerativas com alto stress oxidativo e
indução apoptótica e do bloqueio dos mecanismos da metabólico.
proliferação celular (Carvalho et al. 2016), promovendo Referências Bibliográficas: Wichtl M, ed. 2004. Herbal
melhora da qualidade de vida e aumentos da tolerância aos drugs and phytopharmaceuticals.Stuttgart: Medpharm.
quimioterápicos e radioterapia (Kienle et al. 2010). Orhan et Glöckler, M VK; Schulhoz, J. “El cáncer y su tratamiento
al. (2005) demonstraram que o extrato da planta possui con la Medicina Antroposófica”. 2000. Editorial
efeitos cardioprotetores, hipoglicêmicos, anti-hipertensivos, Antroposófica. Buenos Aires – Argentina. Ball. PW. 1993.
vasodilatadores in vitro e in vivo. Parte desses efeitos Fukunaga T, Kajikawa I, Nishiya K, Watanabe Y, Takeya K,
ocorrem pela ação através das vias muscarínicas, Itokawa H. 1987. Studies on the constituents of the
promovendo uma redução na pressão arterial, de forma European mistletoe, Viscum album L. Chemical and
seletiva, onde a sua maior ação ocorre em pacientes Pharmaceutical Bullettin. 35(8):3292–3297. Nazaruk. J.;
hipertensos, não alterando a pressão de pacientes Orlikowski. P. Phytochemical profile and therapeutic potential
normotensos. Os compostos fenólicos (fenilpropanóides e of Viscum album L. Natural Products Research. 2016; 30:
flavonóides), são responsáveis pelo miorelaxamento 373±385. Carvalho, A C; Bonamin, L. V.; Xavier, J. G.;
vascular de maneira dose-dependente (Radenkovic et al, Hurtado, E. C. P.; Nader, T. T.; Facina, A S.Atividade Anti-
2009). O V. album como medicamento antidiabético foi Neoplásica de Viscum album(L) em tumores experimentais:
confirmado in vitro e in vivo, onde os extratos aquosos Revisão Crítica e estudo experimental em tumor de Ehrlich.
produziram a libertação de insulina para a circulação 2015. Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação
sanguínea (Ohiri et al., 2003; Shahaboddin et al., 2011). em Patologia Ambiental e Experimental da Universidade
Alguns compostos fenólicos inibem a síntese de produtos Paulista – UNIP, para a obtenção do título de Doutor em
finais de glicação avançada, que são a causa de muitas Patologia Ambiental e Experimental.Kienle, G S. Influence of
complicações do diabetes (Choudhary et al., 2010) .O efeito Viscum album L.(European Mistletoe) Extracts on Quality of
hepatoprotetor ficou mais evidenciado quando administrado Life in Cancer Patients: A Systematic Review of Controlled
em associação ao Cardus marianus(Abdel-Salam et al., Clinical Studies. 2010.Integrative Cancer Therapies.Orhan
2010).Estudos clínicos anteriores em pacientes portadores DD, Aslan M, Sendogdu N, Ergun F, Yesilada E. Evaluation
de Hepatite C crônica, mostraram que o tratamento com of the hypoglycemic effect and antioxidant activity of three
Viscum album subspecies (European mistletoe) in
streptozotocin-diabetic rats. Journal of
Ethnopharmacology. 2005. 98: 95±102.

Você também pode gostar