Você está na página 1de 3

CAMPUS DE PORTO NACIONAL - UFT

CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS


FISIOLOGIA ANIMAL COMPARADA II

Exercício Teórico-Prático 3: formação da urina (1,0pt)

Trabalho em dupla

Livia S Rocha e Sabrina Milhomem

Data de entrega: até 15/06

Objetivo: compreender a dinâmica da função renal na produção da urina

Procedimento metodológico: Um grupo de voluntários potencialmente saudáveis foi


submetido a diferentes protocolos para avaliar o pH, volume e cor da urina. Foram
formados 4 grupos com 8 indivíduos. Para iniciar o procedimento todos os voluntários
esvaziaram suas bexigas. O primeiro grupo não ingeriu água, o segundo ingeriu 500ml de
água, o terceiro 500ml de suco de laranja e o quarto grupo o mesmo volume de coca-cola,
ingerido em um período de 30 minutos. Os indivíduos foram mantidos em uma sala a
temperatura de 24°C, por 1h e 30 min. Em seguida os voluntários coletaram suas urinas
para determinar o pH, volume urinário e verificaram a cor do líquido. Os resultados
obtidos estão apresentados nas tabelas abaixo.

Atividade
- Com os dados disponibilizados realize a análise estatística e plote os resultados em
gráfico.

Outro arquivo
CAMPUS DE PORTO NACIONAL - UFT
CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
FISIOLOGIA ANIMAL COMPARADA II

- Descreva e discuta os resultados seguindo a sequência das questões abaixo.

1 – o pH da urina varia em decorrência do pH da solução ingerida?


Não. Os organismos mantem o equilíbrio entre o pH 4,5 e 7.
2 – o que define o volume urinário?
O volume urinário é definido a partir da quantidade de água doce ou dos
alimentos que contem água e que são ingeridos menos o que foi perdido pelo
corpo através da transpiração, do suor, respiração e fezes.
3 – a cor da urina está relacionada com o volume excretado? O que estabelece a
cor urinária?
Sim. A cor da urina se dá através da ingestão diária de água e alimentos. O
consumo de pouca água causa coloração escura
4 – Como os diferentes protocolos podem interferir na constituição da urina?
Nenhum dos protocolos alterou de forma drástica o funcionamento do corpo dos
voluntários o corpo manteve seu trabalho para mover o excesso de substâncias
ácidas ou alcalinas que não puderam ser neutralizadas e manter o pH adequado
do sangue.

- As informações a serem entregues estão relacionadas a resultados, discussão e


referencial utilizado, portanto relate as referências utilizadas no final da atividade.

NAKAMAE, D. D. et alii. Exame de urina: todo o rigor na colheita de amostras. Rev. Esc.
Enf. USP, São Paulo, 74(1):51-57, 1980.
https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/medicina-alternativa/equilibrio-
do-ph-e-saude/58881
CAMPUS DE PORTO NACIONAL - UFT
CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
FISIOLOGIA ANIMAL COMPARADA II

Sem água Com água


AMOSTR Volume AMOSTRA pH Volume (ml) Cor
pH cor
A (ml)
1 6,66 180 claro
1 7,00 68 claro
2 6,19 150 cítrico
2 6,75 70 cítrico
3 6,59 220 claro
3 5,35 43 cítrico
4 6,37 300 cítrico
4 5,66 38 cítrico
5 6,27 240 cítrico
5 5,46 53 claro
6 5,88 240 cítrico
6 5,74 74 claro
7 5,90 126 cítrico
7 6,00 54 cítrico
8 6,22 145 claro
8 6,70 60 cítrico

Laranja
AMOSTR
pH Volume (ml) cor
A
1 6,80 154 claro Coca-Cola
2 7,30 195 claro Amostra pH Volume (ml) cor
3 5,88 148 claro 1 5,42 152 claro
4 7,30 120 cítrico 2 4,58 254 claro
5 6,20 95 claro 3 4,49 154 claro
6 5,71 200 claro 4 4,37 105 citrico
7 5,25 110 citrico 5 4,52 142 claro
8 6,35 130 claro 6 4,57 300 claro
7 4,59 148 claro
8 4,55 155 claro

- pH do suco de laranja = 4,0


- pH da coca-cola = 1,86
- cor da urina = amarelo claro ou
amarelo cítrico

Você também pode gostar