Você está na página 1de 1

A GUARDA

Motores 28 de Abril de 2011


15
Coordenação:
têxtil translúcido e elástico. Todo instalação transversal e, graças à
Luis Celínio, João Lopes o interior lembra o fogo dos mo- injecção directa e ao turbo com-
Pinto Moreira e Nuno Antunes tores de um avião a jacto, a co- pressor, oferece um desempenho
meçar na forma das saídas de ar. elevado mas com emissões e con-
A luz vermelha presente nos mos- sumo de combustível mínimos. O
Concept Classe A tradores remata esta reminiscên- Concept Classe A está equipado
cia. Um smartphone está total- com a variante de dois litros, de-
Uma nova geração Mercedes-Benz mente integrado no conceito fun-
cional do veículo. Todas as fun-
bitando 155 kW (210cv). Esta
unidade BlueEFFICIENCY é
Já é conhecido o novíssimo Concept Classe A da Marca parece rodeado por um ções são apresentadas no ecrã combinada com a nova transmis-
Mercedes-Benz, um veículo irreverente que combina um céu estrelado conseguido com como aplicações, e podem ser são de dupla embraiagem da Mer-
design expressivo e emocionante e está já a revolucionar uma grande grelha de radiador de abertas utilizando o botão rotati- cedes-Benz. Sendo o primeiro ve-
a nova era da classe compacta na marca. hexágonos prateados sobre bases vo. A apresentação visual dos ele- ículo da classe compacta, o con-
pretas. As rodas e as luzes refor- mentos do ecrã é única, com uma cept car tem um sistema de aviso
çam este tema, com os inovado- aparência tridimensional profun- de colisão através de radar com
res faróis dianteiros, de elevado da pelas linhas magenta. função de travagem adaptativa,
desempenho em LED. As luzes Não é só o design que marca que reduz o risco de colisões tra-
de condução diurna são compos- este Concept Classe A. Este mo- seiras. Este sistema emite um avi-
tas por 90 fibras ópticas com delo de tracção dianteira é ali- so visual e sonoro para um con-
mangas de alumínio, e estão or- mentado por um motor a gasoli- dutor, eventualmente desatento,
ganizadas em forma de asa den- na de quatro cilindros da nova preparando a viatura para uma
tro do farol. As vistas laterais com série M270. Foi desenhado para resposta absolutamente precisa de
janelas estreitas e a traseira acen- travagem. Esta é iniciada assim
tuam o carácter de estilo coupé que o condutor acciona fortemen-
do veículo. te o pedal do travão.
No interior do Concept Clas- Ainda que se trate de um con-
se A, o olhar é imediatamente cept, o novo classe A não deverá
O design exterior do Concept que a Mercedes-Benz apresentou atraído para o painel de instru- ser muito diferente, nomeada-
Classe A combina novas linhas pela primeira vez no F 800 Sty- mentos, que tem a forma de uma mente no que às linhas exteriores
com as superfícies da carroçaria le. Na dianteira, o logótipo da asa de avião e um revestimento diz respeito.

Ao Volante Bridgestone Ecopia


Seat Ibiza Bocanegra TDI equipa Nissan LEAF
Há automóveis que nos ambas associadas a uma caixa A Bridgestone
transmitem determinadas DSG e esta versão 2.0 TDI de irá fornecer como
ideias e que comunicam 143cv e caixa manual de seis re- equipamento ori-
connosco como se tivessem lações, com indicações de velo- ginal, o Nissan
vida própria. Apelidado pela cidade ideal e um escalonamen- Leaf, o primeiro
marca de “Bocanegra”, este to correcto. No interior, encon- carro 100% eléc-
Ibiza lança-nos, à partida, um tramos um contraste entre os di- trico com preços
olhar de desafio. versos tipos de materiais utili- bastante acessíveis,
zados, que, se no primeiro con- comercializado desde Dezembro de
A versão TDI revela-se um tacto não agrada, depois de mo- 2010. Na linha de pneus Bridgesto-
pouco mais “soft” que a versão tivados a sentir todo o potencial ne ecológicos, a marca Ecopia foi es-
a gasolina mas mesmo assim não deste Ibiza, não incomoda, até pecialmente desenvolvida para ofe-
passa despercebida através das porque demonstra uma razoável recer menor resistência ao rolamen-
lindas jantes 17” ligeiramente exclusivas desta versão, não é fá- acção assim que provocamos o absorção dos ruídos parasitas. to, ao mesmo tempo que assegura um
saídas dos limites da carroçaria, cil encontrar a posição de con- chassis do Ibiza para uma con- Esta versão TDI une dois uni- desempenho superior em todas as áre-
com pneus de baixo perfil, da dução ideal e rapidamente per- dução mais empolgante. Outro versos cada vez mais procura- as, incluindo a segurança. Os Eco-
enorme ”boca negra” na parte cebemos que tudo está direcci- ponto em destaque, mas aqui dos: o look desportivo que mar- pia são produzidos desde 1991 ten-
frontal, mas também na parte onado para uma condução des- pela positiva, é a suspensão que ca a diferença e a economia de do em vista o desenvolvimento de
traseira, com a sigla e a dupla portiva. O motor prima pela li- surpreende, não deixando com- combustível que permite aper- pneus para veículos eléctricos. Des-
ponteira de escape cromada. O nearidade e disponibilidade e prometer demasiado o conforto tar o cinto em altura de crise, de então, a Bridgestone desenvolveu
conjunto traduz-se numa imagem encanta pela agradável condu- dos ocupantes mesmo em piso com apenas 4.6l/100km e 119g uma linha diversificada, incluindo
agressiva e extremamente ex- ção que proporciona, revelando degradado. O Ibiza Bocanegra de Co2. O Ibiza conduzido tem pesados e autocarros, camiões e au-
pressiva. consumos muito comedidos. está disponível exclusivamente 1968c.c. e 143cv, conseguindo tomóveis de passageiros. Os Ecopia
Apesar de todas as regulações Só desilude quando, mesmo em duas cores: vermelho Dako- 8.2 segundos dos 0 ao 100km, e têm sido muito bem classificados pela
possíveis do banco e volante, depois de desligarmos o ESP, ta e branco Candy e nas versões uma velocidade máxima de imprensa, tanto no Japão como in-
ambos com costuras a vermelho damos conta que ele entra em gasolina 1.4 TSI de 150 e 180cv, 210km/h. ternacionalmente.