Você está na página 1de 2

FACULDADE ÚNICA

CURSO DE PEDAGOGIA
DISCIPLINA:
TUTOR:
ALUNA:

TEXTO DISSERTATIVO

A expressão currículo é um termo de significado profundo, ambíguo,


polissêmico. A profundidade da palavra surgiu com o aumento das inferências entre
educação, cultura e sociedade. Deste modo, o currículo centrou-se no elo poder–
saber. Esse progresso transcorreu do conceito do currículo como algo inerte, uma
coisa estabelecida, para um procedimento. Existe uma superação na concepção da
palavra no interior de um significado inerte “o quê” para uma descrição que o
distingue como método – o que fazer/práticas com um significado. O currículo não é
um “que/fazer” indiferente. Ele está sujeito à construção de parcialidades. Estas, por
sua circunstância, apresentam-se centradas na composição de personalidades.
É imprescindível entender que na cultura escolar precisa haver um significado
a mais do que constituir somente debates de temáticas na preparação do currículo
escolar. O currículo autêntico trata de todos os exercícios habituais vividos em sala
de aula e fica evidente por meio daquilo que os alunos compreendem ou deixam de
compreender, ao mesmo tempo em que o currículo documentado auxilia somente na
reflexão dos propósitos e projetos que se consigam ordenar para um específico
momento.
A diversidade de culturas nas relações contemporâneas demanda assimilar a
multiplicidade da comunicação que se constitui por meio de pessoas de
personalidades culturais opostas. Tal diversidade evidencia a imprescindibilidade de
se proporcionar uma educação que exceda o etnocentrismo sociocultural e elimine,
portanto, com a restrição das classes sociais que não se encaixam nas classes
determinantes.
Desta forma, analiso que as discussões inerentes à educação e cultura
permanecem a provocar professores/as na variedade cultural, tão observada
atualmente na sociedade brasileira, induz a contestar-se sobre o desempenho da
educação em uma autenticidade múltipla e expande espaços de discussões que
encaminham à pesquisa de novas probabilidades de como enfrentar as provocações
que surgem no nosso dia a dia. Os distintos espaços culturais necessitam, portanto,
tornarem-se conhecidas como fundamental para a constituição e reconstrução da
nossa identidade, cultura e sociedade.
As diversas culturas necessitam ser compreendidas e respeitadas procurando
a autêntica concepção do homem e, desta maneira entender o humano é perceber
sua identidade na diversidade, sua diversidade na igualdade.

REFERÊNCIAS

Carvalho, Lívia. Introdução a Antropologia (Vídeo aula da disciplina de Estudos


Culturais e Antropológicos) Disponível em: https://www.youtube.com/watch?
v=8soslrpvYaY Acesso: 19.04.2021.

Você também pode gostar