Você está na página 1de 39

Ebook

Finanças
(s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Índice
Introdução 4

Como Lidar com uma Crise 6

1. Organize-se 8

2. Corte nas despesas 9

3. Crie um fundo de emergência 16

Não vou conseguir pagar as contas. E agora? 18

1. O que fazer para evitar o incumprimento 20

2. Como agir em caso de incumprimento 24

Poupar em tempo de crise, é possível? 28

1. Estabeleça objectivos de poupança 30

2. Faça esse dinheiro crescer 31


Crise é uma
palavra geralmente
associada a
situações
negativas. Mas sabia
que, na origem, o
substantivo
crisis (em latim)
significava
“momento
de decisão ou
mudança súbita”?
Crise é uma palavra geralmente associada a
situações negativas. Mas sabia que, na origem, o
substantivo crĭsis (em latim) significava “momento
de decisão ou mudança súbita”?
Uma crise, qualquer que ela seja, é sempre um ponto
de viragem. E tanto pode dever-se a uma situação
pessoal concreta, como a perda de emprego, ou a
um fenómeno global como o da crise financeira de
2008 ou a pandemia de Covid-19 em 2020.
Quando tem implicações financeiras, é também um
momento para alterar padrões de consumo, adquirir
hábitos de poupança ou, quem sabe, mudar de
estilo de vida. Reorganizar, renegociar e recuperar
são algumas das palavras-chave para lidar com
uma crise.
Se está a atravessar tempos mais complicados,
neste guia há várias pistas e conselhos que podem
ajudar. Se não for o caso, vai certamente encontrar
dicas úteis não só para manter as finanças de boa
saúde, mas também para preparar o futuro que,
como sabemos, é tudo menos previsível.

4
Capítulo 1
A crise nem sempre é generalizada E mesmo que a sua situação
COMO ou imediatamente percetível. financeira seja mais desafogada,
LIDAR COM Quando surge de forma inesperada é recomendável ter forma de lidar

UMA CRISE - por exemplo devido a desemprego,


doença ou acidente - pode ser mais
com uma eventual crise pois, como
percebemos em 2008 e 2020, por
difícil de gerir e de perceber qual vezes ela surge quando menos se
o melhor caminho a seguir. Mas a espera.
verdade é que existem soluções.
Vejamos, então, como lidar com
Quanto mais depressa tomar um momento mais complicado,
consciência da situação e decidir recorrendo a três passos
fazer alguma coisa em relação a importantes.
isso, mais fácil é resolver. O pior
a fazer, nestas situações, é deixar
agravar o problema: as contas
acumulam-se, as prestações em
atraso vão aumentando, os juros de
mora sobem e, se nada fizer, podem
surgir ações judiciais que levem à
perda de bens. Reagir e agir são, por
isso, os dois pontos fundamentais
quando a crise chega.

7
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE

1. Organize-se começar a pensar como reduzir


ou cortar totalmente esse tipo de
Sabe realmente quanto ganha e gastos.
quanto gasta por mês? A pergunta
pode parecer descabida, mas a Não se esqueça de incluir também
verdade é que nem sempre temos as despesas anuais, como o seguro
a noção de todas as despesas. Entre e o selo do carro (IUC), o IMI e outros
débitos diretos, pequenas despesas encargos, para saber ao certo qual
como cafés, pequenos-almoços o valor gasto anualmente em cada
e lanches ou outros gastos que uma das rubricas. Tome nota das
passam despercebidos, nem sempre datas de pagamento das despesas
percebemos para onde vai o nosso mais importantes e crie lembretes na
dinheiro. sua agenda. É uma forma de evitar
atrasos e penalizações.
O mesmo se passa com os
rendimentos, sobretudo quando há No final, avalie bem o peso das suas
dois ordenados ou reformas a entrar despesas em função do total dos
na conta. rendimentos (essa é a sua taxa de
esforço). Se o saldo for negativo,
Assim, o primeiro passo é justamente isto é, se aquilo que ganha não for
este: fazer um orçamento. Comece o suficiente para cobrir aquilo que
por reunir os extratos bancários, gasta e ainda por algum de lado,
faturas e recibos de vencimento. então é urgente passar ao passo
Anote, detalhadamente, quanto seguinte: cortar nas despesas.
dinheiro recebe (vencimentos,
subsídios de férias e de natal, Mas mesmo tendo um saldo positivo,
prémios, etc.) e quanto gasta pode aproveitar esta oportunidade
(despesas fixas e variáveis). Pode para diminuir os seus gastos e
recorrer a tabelas, apps ou até ganhar alguma folga financeira.
a ferramentas online, como o
simulador do portal Todos Contam.
Dica: Recorra à tecnologia. Há apps
Ao fazer este exercício vai certamente
que ajudam a poupar e que sugerem
detetar algumas despesas que lhe
onde cortar nas despesas.
parecerão supérfluas, pelo que pode

8
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE
2. Corte nas despesass serviço fundamental para trabalhar
e estudar. Ainda assim, pode pagar
Quando se fala em cortar nas menos pelos serviços que tem.
despesas, a ideia quase geral é que Qualquer poupança conseguida,
a sua vida vai mudar totalmente e por pequena que seja, é uma ajuda
que terá de abdicar de muitas coisas quando o contexto é de crise.
para equilibrar as contas. Se a sua Vejamos então algumas formas
situação financeira estiver realmente de poupar que pode aplicar no
complicada, poderá ser verdade. imediato.
Mas provavelmente também vai
perceber que estava a gastar mais do
que o necessário em algumas coisas
dispensáveis.
Serviços essenciais
Uma das melhores formas de poupar
Voltemos, então, ao orçamento do
nos contratos de eletricidade e gás
ponto anterior. Olhando para cada
é ver o que cobram os fornecedores
uma das rubricas de despesas, pode
concorrentes. Em função disso pode
agora estabelecer prioridades.
renegociar com a empresa de que é
Como as despesas fixas são mais cliente ou mudar para outra que seja
difíceis de alterar, as despesas mais barata.
variáveis devem ser as primeiras
Use o simulador da ERSE
a ser reduzidas. Por exemplo,
(Entidade Reguladora dos Serviços
comendo mais vezes em casa, ou
Energéticos) para comparar preços
encontrando uma forma de poupar
e encontrar a melhor oferta para
em combustível, recorrendo aos
o seu caso em particular. Esta
transportes públicos ou à partilha de
ferramenta tem em conta não só o
carros.
agregado familiar como também o
Depois disso, e principalmente local de residência. É aconselhável
quando a situação financeira assim fazer a simulação personalizada, ou
o exige, é importante diminuir seja, aquela em que insere os dados
também as despesas fixas. da sua fatura, para que os resultados
sejam mais precisos.
Não pode viver sem água nem luz e,
hoje em dia, a internet é um

9
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE

Outra das coisas para que deve (por exemplo a bi-horária ou tri-
olhar é a potência contratada que horária, se compensar no seu caso)
escolheu quando fez o seu contrato ou até ter o mesmo fornecedor para
de eletricidade. Pode estar a pagar gás e luz, se com isso conseguir uma
mais sem necessidade nenhuma. oferta mais vantajosa.
Uma potência contratada mais alta
Se ainda não dá as contagens da luz
permite ligar mais equipamentos
e dá água comece a fazê-lo. Assim
elétricos ao mesmo tempo, mas
evita estimativas mais altas do que
implica também uma fatura de
o seu consumo real. Nas faturas
eletricidade mais cara.
encontra as datas e os contactos para
Para saber qual a potência de que os quais deve enviar as leituras.
necessita, utilize o simulador da
Dica: Se os seus rendimentos
ERSE criado para o efeito. Se tiver
são baixos, a tarifa social da
uma potência inferior ou igual a 6,9
energia elétrica e do gás natural
kVA, pode poupar entre 19 e 31 euros
é automaticamente atribuída.
por ano por cada escalão de potência
Ainda assim, se reúne as condições
que conseguir baixar.
necessárias e não beneficia deste
Além disso, pode optar por escolher desconto, pode informar-se junto do
uma tarifa mais económica seu fornecedor sobre como pedir.

10
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE
Pode ter acesso à tarifa social da No caso do gás natural, deve ter
TARIFA
eletricidade se o rendimento total um contrato de baixa pressão com
anual do seu agregado familiar for consumo anual inferior ou igual a SOCIAL:
igual ou inferior a 5.808 euros, um 500 m3 e estar a receber um destes QUEM TEM
valor acrescido de 50% por cada apoios: complemento solidário para
elemento do agregado familiar que idosos, rendimento social de inserção, DIREITO?
não tenha qualquer rendimento. subsídio social de desemprego ou
subsídio de desemprego, abono de
O contrato de eletricidade deve
família (primeiro escalão) ou pensão
estar em seu nome e o consumo
social de invalidez.
tem de ser exclusivamente para
uso doméstico em habitação O fornecimento de água é gerido
permanente. A potência contratada pelos municípios (ou entidades com
deve ser igual ou inferior 6,9 kVA. a concessão do serviço), mas nem
todos oferecem a tarifa social. Assim,
Se receber complemento solidário
e para saber se no seu concelho
para idosos, rendimento social de
existe este tarifário pode ver a lista no
inserção, subsídio de desemprego ou
site da ERSAR (que pode não estar
subsídio social de desemprego, abono
totalmente atualizada) ou contactar
de família, pensão social de invalidez
diretamente o operador que lhe
ou pensão social de velhice também é
fornece o serviço.
elegível para este apoio.

11
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE

Telecomunicações Dica: Numa situação de crise,


serviços de streaming e canais de
Já no que respeita a comunicações desporto não são essenciais, por
(TV, internet, telefone fixo e móvel), isso podem ser um bom ponto para
recorrer ao simulador da ANACOM começar a cortar nas faturas.
ajuda a perceber se e quanto pode
poupar.

Com os dados obtidos no simulador Seguros


pode tentar renegociar o seu
contrato. Se encontrou melhores Poupar nos seguros da casa ou do
condições num concorrente e o seu carro é outra forma de reduzir as
operador atual não está disposto a despesas fixas. Mas quando falamos
oferecer o mesmo, então pode optar de seguros, é importante saber que,
por mudar. por vezes, um preço mais baixo
pode implicar menos coberturas.
Mas antes de o fazer confirme se Por isso é importante comparar não
tem uma fidelização em curso e só com base no valor do prémio,
quanto teria de pagar para cancelar mas também nos riscos que estão
o contrato antecipadamente. Nos cobertos.
contratos celebrados ou alterados a
partir de agosto de 2016, a lei impõe Por exemplo, no seguro de vida
limites máximos para o montante associado ao crédito habitação
que pode ser cobrado. uma cobertura por Invalidez Total e
Permanente (ITP) é mais abrangente,
Em caso de dúvida, a ANACOM e normalmente mais cara, do
tem um guia que explica, passo a que uma cobertura por Invalidez
passo, como cancelar os serviços Absoluta e Definitiva (IAD).
e em que condições o pode fazer.
Ainda assim, não avance para o Com a ITP pode acionar o seguro e
cancelamento sem se informar junto ter a casa paga se sofrer um acidente
do seu operador sobre eventuais ou uma doença incapacitantes e
penalizações. ficar com um grau de invalidez
superior a 60% (pode variar
ligeiramente de acordo com a
seguradora).

12
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE
No caso da cobertura IAD, terá de ter Por exemplo, um automóvel que
uma incapacidade superior a 80% fique na garagem durante a noite
e depender de terceiros para poder tem menos risco de sofrer danos por
beneficiar do seguro de vida. tempestades ou de ser assaltado.

Ainda no que respeita ao seguros da Depois, há que ter também em conta


casa, certifique-se que o capital em todos os fatores que influenciam o
dívida está a ser atualizado, algo que preço, incluindo a idade do veículo,
pode não estar a acontecer se o seu a idade e experiência do condutor,
contrato é anterior a 2009. Se for o histórico de acidentes, etc.
caso, peça uma atualização para ficar
Assim, e ao comparar propostas,
a pagar menos de prestação.
tenha em conta se são mesmo
Se os seus seguros de crédito iguais em termos de coberturas ou
habitação foram feitos junto do se está a prescindir de alguma que
banco, e antes de mudar para seja verdadeiramente importante.
outra seguradora, confirme se esta Se encontrar uma seguradora que
alteração não vai provocar uma lhe faça mais barato pelas mesmas
subida do spread. E, caso implique, coberturas, então talvez seja a altura
faça as contas para ver se compensa. de mudar.

Tal como nos seguros da casa, é Dica: Ao fracionar pagamentos,


importante verificar as coberturas poderá estar a pagar mais do que
do seu seguro automóvel e perceber se pagar o prémio do seguro de
se, ao poupar, não está também a uma vez. Faça as contas e veja se
arriscar mais. compensa.

O seguro de Responsabilidade
Civil, conhecido como “seguro
contra terceiros” é obrigatório para
todos os automóveis. Depois, há
coberturas adicionais que devem ser
contratadas, tendo em atenção não
só o carro, como os riscos a que está
sujeito.

13
14
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE
Comissões bancárias
Já olhou bem para os seus extratos
bancários? Sabe exatamente
quanto é que o seu banco lhe cobra
mensalmente em comissões, só para
manter a conta aberta?

A estas somam-se anuidades


de cartões, comissões de
processamento de crédito e outras
despesas de que provavelmente não
se apercebe.

Assim, e já que está a reduzir


despesas, corte também nas que lhe
são cobradas pelo seu banco.

Há duas formas de o fazer: mudando


para um que não cobre comissões
de manutenção de conta nem
anuidades de cartões ou passando
para uma conta de serviços
mínimos bancários.

Estas contas são obrigatoriamente


disponibilizadas por todos os bancos
e o seu custo anual não pode
ultrapassar 1% do Indexante de
Apoios Sociais (IAS). Em 2020 o valor
limite era de 4,38 euros.

15
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE

Esta conta low-cost inclui os serviços Dica: Quer saber se o seu banco
considerados essenciais: cobra demais nas comissões? O
• Um cartão de débito; comparador de comissões do
Banco de Portugal permite comparar
• Acesso aos caixas rapidamente. Pode analisar os preços
automáticos em Portugal e por serviços ou por banco.
nos restantes países da União
Europeia;

• Movimentação da conta
3. Crie um fundo de
O QUE através do serviço de emergência
É QUE A homebanking ou dos balcões;
Com ou sem crise, nunca é

CONTA DE • Realização de depósitos,


aconselhável viver com o dinheiro
contado. Aliás, e de acordo com os
SERVIÇOS levantamentos, pagamentos
especialistas, o ideal é viver “abaixo
de bens e serviços e débitos
MÍNIMOS diretos;
das suas possibilidades”, para ter
sempre algum pé de meia.
BANCÁRIOS
• Número ilimitado de Até porque os imprevistos
TEM? transferências intrabancárias acontecem. Se o carro avariar ou tiver
ao balcão, nos caixas de comprar um eletrodoméstico
multibanco e homebanking; novo, o que fará? E se ficar sem
emprego ou doente e perder
• Número ilimitado de rendimentos?
transferências para outros
bancos nacionais através dos Sim, é sempre bom ter um fundo de
caixas automáticos. emergência, ou seja, um valor que
garanta todas as suas despesas
• 24 transferências fixas por alguns meses caso surja
interbancárias por ano civil um contratempo.
através do homebanking;

16
CAP 1: COMO LIDAR COM UMA CRISE
Por exemplo, se tiver 500 euros de Guardar o dinheiro em casa não é de
gastos todos os meses, o ideal seria todo boa ideia. Não só por questões
ter de lado 3.000 ou 6.000 euros, o de segurança, mas também por ser
que equivale a seis ou 12 meses de mais fácil cair em tentação e usá-lo
despesas. Com ordenados baixos para outros fins.
é difícil juntar rapidamente estes
Entre as ofertas dos bancos,
valores, mas quanto mais cedo
incluindo os chamados bancos
começar, mais depressa terá esse
digitais, há várias soluções
montante.
destinadas à poupança.
Ao elaborar o seu orçamento crie
Uma boa ajuda para começar a
uma rubrica só para poupança.
construir o seu fundo de emergência
Podem ser 50 ou 100 euros por
é usar um simulador online, onde
mês, podem ser 5 ou 10% do seu
pode perceber quanto tempo
rendimento. O importante é adquirir
demora até conseguir atingir o seu
este hábito e mantê-lo.
objetivo de poupança.
Depois, pode reforçar quando
receber o subsídio de férias ou de
Natal ou o reembolso do IRS. Este Dica: Para não se esquecer ou
mês usou menos o carro e gastou não ter desculpas para reforçar
menos em gasolina? Ponha esse a poupança pode agendar uma
dinheiro de lado. transferência automática da
sua conta à ordem para a conta
Abra uma conta especificamente
onde está a construir o fundo de
para este fundo de emergência. Mas
emergência.
tenha em atenção que, se for por
exemplo um depósito a prazo, pode
sofrer uma penalização ao levantar o
dinheiro antecipadamente.

17
Capítulo 2
Já tem ou prevê ter, nos próximos
NÃO VOU meses, dificuldade em cumprir com
CONSEGUIR os seus compromissos financeiros?

PAGAR AS Percebe que os rendimentos já não


chegam para pagar as contas? O passo
CONTAS. mais importante é admitir a situação

E AGORA? em que se encontra e não adiar a


procura de uma solução.

A realidade é que este não é o tipo de


problema que se resolva sozinho.

Muito pelo contrário: quanto mais


tempo passar, pior será o cenário.

Assim, e antes de entrar em


incumprimento, deve fazer tudo ao
seu alcance para pagar as despesas,
renegociar os valores e prazos de
pagamento, e acabar com todos os
gastos que não sejam estritamente
necessários.
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE

A prestação do empréstimo da Depois de ter uma noção exata da


casa é demasiado alta para o dívida, e se perceber que não vai
seu rendimento atual? O pacote conseguir pagar, deve avisar o seu
de comunicações pesa demais banco sobre o risco de vir a falhar o
no orçamento? Não sabe se vai pagamento das prestações.
conseguir continuar a pagar a renda?
No âmbito do Plano de ação para
Para cada problema pode existir o risco de incumprimento (PARI)
uma solução. Mas antes que as as instituições de crédito têm a
dívidas se acumulem, deve falar com obrigação de apoiar os consumidores
os seus credores, explicar a situação em dificuldades se estes as
em que se encontra e tentar chegar alertarem para esse facto.
a um entendimento. O importante é
Além disso, devem acompanhar
garantir que a crise pela qual está a
1. O QUE atravessar não se transforme numa
os créditos que concederam e,
caso detectem sinais de risco de
bola de neve com consequências
FAZER PARA mais sérias.
incumprimento, promover ações

EVITAR O para o prevenir.

INCUMPRI- Após uma avaliação da capacidade


financeira do cliente devem então
MENTO propor-lhe soluções adequadas ao
Créditos seu caso. Estas soluções podem
passar pela renegociação do
Para saber ao certo quanto deve contrato - alargando, por exemplo,
ao banco, pode pedir o mapa de o prazo de reembolso ou baixando o
responsabilidades de crédito à spread - ou até pela consolidação de
Central de Responsabilidades créditos.
de Crédito do Banco de Portugal.
Este mapa reúne não só as Neste último caso, que é
responsabilidades assumidas, mas especialmente útil para quem está
também as potenciais, como o a pagar vários empréstimos, todas
plafond não utilizado do cartão de as prestações são reunidas numa
crédito. só, com um impacto menor no
orçamento mensal do cliente.

20
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE
Dica: Uma das vantagens da A lei prevê que uma alteração
consolidação de créditos é que passa anormal das circunstâncias nas quais
a pagar uma só prestação numa data se baseou a decisão de contratar,
fixa. Nalguns casos pode permitir como por exemplo uma situação de
uma redução da sobrecarga mensal desemprego ou emigração, possam
de até 60%. permitir o cancelamento mesmo
durante o período de fidelização.

Nesse caso o que deve fazer é


Gás, eletricidade e contactar o fornecedor do serviço
telecomunicações por escrito (carta registada ou
e-mail), explicar os motivos que
Outra das medidas a tomar, antes levam ao pedido de rescisão e juntar
que a situação se agrave, é fazer os documentos que o atestem
baixar as faturas da eletricidade, gás (se for desemprego apresente o
e telecomunicações. Para isso pode comprovativo de inscrição no IEFP).
ter de rever as condições dos seus
contratos. A empresa pode, ainda assim, opor-
se à rescisão. Mas também lhe pode
No caso da luz, como vimos, apresentar alternativas como, por
pode mudar para uma tarifa mais exemplo, uma alteração ou redução
económica, reduzir a potência dos serviços contratados para que
contratada ou trocar de fornecedor fique a pagar menos. Seja como for
(confirme primeiro se não tem não perde nada em tentar.
nenhum serviço adicional com
período de fidelização). Dica: Não cancele contratos sem
se informar sobre os seus direitos
Nas telecomunicações, o exercício é e deveres. No caso da eletricidade,
o mesmo. Além de tentar negociar pode consultar a ERSE. Para as
uma diminuição de serviços com telecomunicações, tem todas as
o atual operador, compare o que informações necessárias no site da
cobra a concorrência pelo mesmo. ANACOM.
Caso o seu fornecedor não tenha
uma proposta satisfatória, veja se
pode mudar para outro sem pagar
penalizações.

21
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE

Caso já se tenha atrasado nos ou pagar várias vezes ao mês, no


pagamentos, o fornecedor pode caso de ter um trabalho intermitente
suspender o serviço. Mas antes disso, e receber aos poucos, podem ser
tem de lhe enviar, por escrito, um soluções a equacionar.
pré-aviso com uma antecedência de
Para que ambas as partes fiquem
20 dias, no caso da eletricidade, e de
salvaguardadas, devem colocar esse
30 dias, nas telecomunicações.
acordo de pagamento por escrito.
Para não correr esse risco, nem ter No documento têm de constar as
custos acrescidos, quando receber o condições da negociação, como
pré-aviso contacte imediatamente o os valores acordados e o prazo de
seu fornecedor e tente chegar a um vigência.
acordo de pagamento - pode pedir
Resolver a questão da renda deve
para pagar as faturas atrasadas em
ser uma prioridade. É que um
prestações.
atraso no pagamento superior a
três meses - ou superior a oito dias,
mais de quatro vezes seguidas ou
Renda da casa interpoladas, durante 12 meses -
são razões suficientes para que o
Se tem ou sente que vai ter senhorio possa terminar o contrato.
dificuldade para pagar a renda da
casa, converse o quanto antes com
o seu senhorio para que possam
Dica: Não deixe arrastar a situação.
encontrar uma forma de resolver o
Por lei, se o inquilino se atrasar a
assunto.
pagar a renda, o senhorio pode
Pagar só metade e adiar o restante exigir, além das rendas ou alugueres
para quando a sua situação em atraso, uma indemnização igual
financeira ficar mais aliviada, mudar a 20% do que for devido.
o dia de pagamento (por exemplo,
para a data em que recebe o
subsídio de desemprego)

Quais as despesas

22
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE
Entidades a que pode Algumas autarquias têm
também serviços que prestam
recorrer em situação
apoio aos munícipes em risco de
de endividamento ou
incumprimento, orientando-os para
incumprimento a melhor solução. Veja aqui a lista da
Se perceber que corre o risco de Rede CIAC (Centros de Informação
entrar em incumprimento e não Autárquicos ao Consumidor).
consegue lidar com a situação sem
ajuda, pode pedir apoio ao Gabinete
de Apoio ao Sobre-endividado
(GAS) criado pela Deco ou às
instituições que integram a Rede de
Apoio ao Consumidor Endividado
(RACE).

A RACE atua nos casos em que


existe risco de incumprimento
perante uma entidade bancária e
está presente em vários pontos do
país.

Já o GASDECO presta apoio aos


consumidores em situação de dívida
não profissional. Essa dívida tanto
pode resultar dos compromissos
financeiros assumidos junto das
instituições de crédito ou de
outros credores (fornecedores
de eletricidade, gás, água,
telecomunicações, etc.).

23
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE

2. COMO AGIR Nem todas as histórias de


incumprimento acabam mal e,
EM CASO DE com alguma disciplina financeira é

INCUMPRIMENTO possível reverter a situação. Ainda


assim, é importante ter noção dos
riscos que corre se ficar de braços
Um contexto de crise, quer seja cruzados.
devido a uma situação familiar ou
provocada por um evento global,
pode levar ao sobre-endividamento e O que acontece se entrar
à consequente incapacidade de fazer em incumprimento?
face às suas dívidas.
Se deixar de pagar as prestações dos
Mas um peso excessivo das despesas créditos ou as faturas dos serviços
face aos rendimentos, também que tem contratados, vai aumentar
pode dar azo a situações de a sua despesa, já que depois terá de
incumprimento. Daí a importância pagar juros de mora sobre os valores
de ter um orçamento familiar realista em dívida.
e ajustado às circunstâncias do
No caso particular dos créditos, o seu
momento.
nome fica ainda na chamada “lista
Independentemente dos motivos negra do Banco de Portugal”.
que conduziram a esta situação,
Como já vimos, a Central de
se agir de boa-fé e tomar as ações
Responsabilidades de Crédito
necessárias, ainda vai a tempo de
agrega todos os créditos contraídos
endireitar as suas finanças pessoais.
por uma determinada pessoa,

24
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE
incluindo também, por exemplo, Tem prestações de
o plafond não utilizado do cartão
créditos em atraso?
de crédito. Ora, se alguém falha
pagamentos de empréstimos, esse
Conheça o PERSI
facto fica registado. Como vimos anteriormente,
os bancos têm obrigação de
Uma vez que as entidades que
acompanhar a evolução dos
concedem crédito têm acesso a esta
empréstimos que concedem
informação e a usam para avaliar o
e de detectar se existe risco de
grau de risco dos potenciais clientes,
incumprimento, apresentando
estar em incumprimento dificulta
soluções preventivas (PARI).
que lhe sejam concedidos outros
empréstimos.

Além disso, se estiver em


incumprimento e nada fizer para
regularizar a situação, pode ser
alvo de ações judiciais que levem à
penhora de bens.

25
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE

O mesmo acontece, quando o cliente as consequências associadas -


já tem prestações de créditos em termina. Isto claro, desde que o
atraso. Nesse caso deve ser integrado devedor cumpra com o que ficou
no Procedimento Extrajudicial de estabelecido.
Regularização de Situações de
Incumprimento (PERSI).
Dica: Uma das vantagens do PERSI
A integração tem efeito imediato se
é que, enquanto este decorre, a
for pedida pelo cliente ou se este já
instituição de crédito fica proibida
tiver alertado previamente para o
de cancelar o contrato ou de agir
risco de incumprimento e se atrasar
judicialmente contra o devedor. Além
no pagamento das prestações. Caso
disso, não pode cobrar comissões
contrário, ocorre entre o 31.º e o 60.º
pela renegociação das condições do
dia após o atraso no pagamento da
contrato de crédito nem “vender” a
prestação.
dívida a terceiros.
O PERSI abrange todos os créditos
(exceto os de locação financeira)
e tem como objetivo facilitar a Como referimos antes, existem
negociação com a instituição de entidades autorizadas a prestar-
crédito, procurando evitar que o lhe apoio, de forma gratuita e
incumprimento acabe em tribunal. confidencial, quer esteja em risco
de incumprimento ou já com
A situação financeira do devedor
prestações em atraso.
é analisada, bem como o
incumprimento. Mediante esses É o caso da Rede de Apoio ao
dados, deve ser apresentada (quer Consumidor Endividado. Saiba,
pela instituição, quer pelo cliente) no entanto, que as entidades que
pelo menos uma proposta para que a compõem só podem intervir se
a situação seja regularizada. a situação não estiver ainda em
tribunal. Por isso, é essencial não
Depois desta negociação, e caso
adiar a resolução do problema.
se chegue a um acordo, o cliente
fica vinculado às novas condições
de pagamento e a situação de
incumprimento - com todas

26
CAP 2: COMO LIDAR COM A CRISE
Insolvência pessoal: o
último recurso
Quando não existe outra alternativa
para o pagamento das dívidas, pode
pedir a insolvência pessoal. Este deve
ser sempre o último recurso, já que
durante cinco anos vai deixar de
controlar as suas finanças, ficando
apenas com uma parte dos seus
rendimentos (o essencial para a sua
subsistência), sendo o restante para
pagar dívidas.

A insolvência de pessoas singulares


tem de ser pedida em tribunal e,
como é um processo complexo,
é necessário o aconselhamento
de um advogado. Caso não tenha
forma de lhe pagar os honorários,
pode recorrer ao apoio judiciário.
O pedido é feito através do site
da Segurança Social e foi criado
um guia para esclarecer todas as
dúvidas.

Dica: A Segurança Social


disponibiliza também um simulador
para saber se tem direito a proteção
jurídica. Os valores são atualizados
de meio em meio ano, com base na
Euribor a seis meses.

27
Capítulo 3
Como diz a sabedoria popular, O valor que vai conseguir poupar
POUPAR prevenir é sempre o melhor depende, obviamente, do
EM TEMPO remédio. Por isso se mantém os seus rendimento que tem, mas há dois
rendimentos, mas quer acautelar o princípios que deve ter em conta:
DE CRISE, É dia de amanhã para poder viver com
POSSÍVEL? menos preocupações, esta é uma • Poupar, por pouco que
altura tão boa para poupar como seja, deve ser sempre uma
qualquer outra. prioridade. 5 euros por
semana pode não parecer
Se pelo contrário já sentiu na pele os
muito, mas serão 260 euros
efeitos da crise, então além de reduzir
ao fim de um ano, 2.600
as despesas, é urgente que comece
euros ao fim de dez.
também a colocar algum dinheiro de
parte.
• É importante ser realista e
Até porque, como a experiência se
estabelecer objetivos que
encarrega de demonstrar, vai sempre
possa mesmo cumprir, caso
haver crises ao longo do caminho,
contrário vai desistir quando
sejam elas pessoais ou mundiais.
perceber que é impossível
E quanto mais preparados atingir a meta a que se
estivermos, melhor nos podemos propôs.
defender.
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE

1. Estabeleça objetivos também variam, pelo que aquilo que


poupa e o modo como aplica essas
de poupança poupanças vai certamente depender
Como em tudo na vida, ao poupar é do momento em que está.
importante ter pelo menos uma ideia
O fundamental é que, no seu
do caminho que quer seguir. Isto é,
orçamento pessoal e familiar
definir para o que está a poupar. Por
exista sempre uma percentagem
um lado, porque é uma motivação
destinada à poupança. Alguns
extra. Por outro, porque permite
especialistas dizem que deve ser de
perceber de quanto dinheiro precisa
10%, mas se só conseguir poupar 5%,
e quanto tempo vai levar a alcançar
não é razão para não o fazer.
esse valor.
Além de ter metas realistas e
Não é a mesma coisa poupar para
adaptadas ao seu orçamento,
comprar um carro daqui a um ano
é importante envolver a família
ou poupar para a reforma quando
na missão de poupar. Se tem
se tem apenas 30. Como tal, os fins
filhos pequenos, faça por incutir-
podem determinar os meios para lá
lhes este hábito desde cedo. Se
chegar.
já estão a aproximar-se da idade
Além disso, existem objetivos adulta, é altura de os ajudar a
diferentes em diferentes fases da prepararem-se para assumir maiores
vida. Os rendimentos e as despesas responsabilidades a nível financeiro.

30
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE
As contas para crianças e jovens são 2. Faça esse dinheiro
uma ótima forma de ensinar aos mais
novos a importância de poupar. Pode
crescer
também recorrer a vídeos e materiais Um dos objetivos da poupança é que
didáticos disponíveis online e o dinheiro que colocamos de lado
adaptados a todas as idades. vá crescendo. Mas se ficar guardado
“debaixo do colchão” ou parado numa
conta à ordem, pode esperar o tempo
Dica: Uma parte do valor que que quiser que o retorno vai ser
poupar mensalmente deve ir para sempre zero.
o fundo de emergência, a outra
Embora existam diversas opções no
para uma solução de poupança ou
mercado, muitas vezes o dilema está
investimento. Assim, caso ocorra um
precisamente em decidir onde aplicar
imprevisto, pode recorrer ao primeiro
as suas poupanças.
e deixar o restante a render.
Os produtos financeiros podem ter
características muito diferentes não
só quanto ao grau de complexidade,
mas também quanto à rendibilidade
e aos níveis de risco. E por isso o que
é ideal para si, pode não ser o mais
adequado a outra pessoa.

31
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE

Além dos objetivos definidos e da Assim, para decidir qual a melhor


eventual necessidade de ter de forma de fazer crescer as suas
recorrer a esse dinheiro (mobilização poupanças é importante conhecer
da poupança), a escolha de uma a sua tolerância ao risco e saber
aplicação financeira deve também durante quanto tempo está na
ter em conta o seu perfil de disposição de manter o investimento.
investidor. Quanto maior o prazo, maiores
são os retornos potenciais dos
Quer ter a certeza que o seu
investimentos. Mas isso implica
dinheiro está garantido, mesmo que
também correr mais riscos.
renda menos? Ou prefere taxas de
rendimento mais altas mesmo que
isso possa implicar perder parte do
Dica: O conselho dos especialistas
capital que aplicou?
é que não ponha “todos os ovos
Há produtos que garantem o capital no mesmo cesto”, isto é, que
2. FAÇA investido e a remuneração e outros diversifique a forma como investe o
ESSE que não garantem nem uma coisa seu dinheiro, minimizando as perdas
nem outra. Por exemplo, num e aumentando as possibilidades de
DINHEIRO depósito a prazo quer o saldo, quer rentabilidade.
CRESCER os juros do depósito estão garantidos
(até ao limite de 100 mil euros), mas
o retorno é muito baixo. Já num
fundo de investimento o potencial Depósitos a prazo
de valorização é maior, mas também
Ao fazer um depósito a prazo
corre o risco de perder o capital que
está a entregar um determinado
investiu, bem como os rendimentos
montante ao banco, que além de
gerados.
se comprometer a devolver-lho no
fim do prazo acordado, ainda lhe
paga uma remuneração (juro) sobre
o valor que depositou. A vantagem
é que o capital está seguro, por isso
não corre o risco de ficar sem o que
lá pôs. Mas tem a desvantagem de

32
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE
sofrer uma penalização sobre o valor Obrigações
dos juros se levantar o dinheiro antes
do prazo previsto. Ao comprar obrigações de
determinada entidade está a
Além disso, e sobretudo quando emprestar-lhe dinheiro. No fim do
as taxas de juro estão baixas, prazo, vai receber de volta o dinheiro
como tem sido o caso nos últimos investido, acrescido das taxas de
anos, o rendimento deste tipo de juro. Embora na maior parte dos
depósitos pode ser muito baixo ou casos o capital esteja garantido, se
praticamente nulo. Ainda assim, e as obrigações forem negociadas
pela sua simplicidade, adequam-se a na bolsa ou noutros mercados,
vários tipos de investidores. existe algum nível de risco devido à
flutuação no valor.

Ações
Investir em ações já exige algum
PPR
conhecimento de como funciona o Os Planos de Poupança Reforma
mercado financeiro. são, como o nome indica, soluções
de aforro pensadas para financiar
As ações são uma parte do capital de
ou complementar o seu rendimento
uma empresa; ao comprá-las, está
depois de deixar de trabalhar. Estão
a entrar nesse capital e, caso haja
por isso mais vocacionados para o
lucros, vai obter dividendos.
médio ou longo prazo.
Uma característica das ações é a
Alguns PPR, normalmente os que
possibilidade do investidor obter
são constituídos sob a forma de
uma rendibilidade mais elevada
seguro, têm garantia do capital
por comparação com outro tipo de
investido. Noutros há a possibilidade
aplicações financeiras de menor
de perda de parte ou mesmo da
risco. Contudo, a volatilidade do
totalidade do dinheiro. Por isso
mercado a que estão sujeitas e a
é importante saber que plano
não existência de garantia do capital
está a subscrever e quais os riscos
aplicado podem ser um entrave se
associados.
gosta pouco de arriscar.

33
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE

O montante aplicado no PPR pode, Fundos de investimento


em determinadas circunstâncias, ser
resgatado antes da idade da reforma. Os fundos de investimento reúnem
Mas, regra geral, o reembolso capital de várias pessoas ou
antecipado implica penalizações. entidades, que é depois aplicado, por
Se tiver usufruído dos benefícios exemplo, em imóveis ou noutro tipo
fiscais previstos na lei, o participante de ativos, como ações. Como existem
terá que os devolver ao Estado, vários tipos de fundos, os riscos
podendo ser-lhe ainda aplicada uma inerentes a cada um são variáveis.
penalização adicional, prevista nas No entanto, são poucos os que
condições contratuais. asseguram garantia de capital.

A este propósito, encontra uma dica Os fundos de investimento


mais à frente sobre como não sofrer mobiliário (que investem por
qualquer penalização fiscal se quiser exemplo, em ações ou obrigações)
mexer no seu dinheiro antes. estão sujeitos a flutuações, pelo que
esta garantia não existe. O mesmo
se passa nos fundos de investimento
imobiliário, já que a rentabilidade
Certificados de Aforro depende de fatores como o preço
ou Certificados do dos imóveis ou a situação do
Tesouro mercado de arrendamento.

São uma das formas mais Em termos de remuneração, existem


tradicionais de poupar. Na prática, fundos de distribuição, em que os
está a comprar a dívida pública do dividendos são distribuídos, e os de
Estado, recebendo os juros por esse capitalização ou acumulação. Já no
empréstimo. Além de poderem ser que respeita ao resgate antecipado
facilmente adquiridos (nos Correios do dinheiro investido, tudo depende
ou através do AforroNet), têm um também do tipo de fundo.
valor de aquisição reduzido, sendo
por isso acessíveis a pequenos
investidores. O baixo risco é outra das
vantagens destes produtos.

34
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE
Produtos financeiros O imposto sobre a
complexos poupança
É, como o nome indica, um tipo Ao fazer as contas a quanto podem
de investimento que exige mais render as suas poupanças, lembre-
conhecimento sobre a forma como se que ainda vai ter de descontar os
funciona o mercado financeiro. impostos. Os juros dos produtos de
Além disso, estão também sujeitos poupança e investimento, como os
a flutuações de valor e nem sempre depósitos a prazo, certificados de
asseguram que o dinheiro aplicado aforro e tesouro, são considerados,
está garantido. A penalização para para efeitos de IRS, como
resgatar o capital antes do prazo rendimentos de capitais. E como tal
acordado é outra desvantagem são tributados a uma taxa de 28%
destes produtos. (22,4% se tiver domicílio fiscal nos
Açores).

A chamada taxa liberatória é cobrada


Dica: Apesar dos bancos e entidades através de retenção na fonte, ou seja,
que comercializam produtos de o valor é entregue diretamente ao
poupança terem a obrigação de Estado pela entidade que paga os
informar o consumidor sobre as juros ou dividendos.
características dos investimentos, a
Para quem tem rendimentos mais
terminologia financeira nem sempre
baixos (ou seja, se lhe é aplicada uma
é fácil de perceber. Entidades como
taxa de IRS inferior a 28%) compensa
a CMVM disponibilizam glossários
englobar o montante do imposto
para que possa perceber alguns
sobre a poupança na sua declaração
termos relacionados com a área do
de IRS. Assim poderá recuperar esse
investimento.
valor.

35
CAP 3: POUPAR EM TEMPO DE CRISE
Um “segredo” sobre os Para analisar e comparar os PPR
existentes no mercado, sob a forma
PPR que lhe pode render
de seguro, pode recorrer ao site
muito da Autoridade de Supervisão de
Antes de terminar, deixamos-lhe Seguros e Fundos de Pensões (ASF).
uma última dica. Alguma vez pensou
Há ainda uma outra vantagem a
usar um PPR como alternativa aos
destacar. É que ao contrário da
depósitos a prazo? Se as taxas de juro
maioria dos produtos de poupança
estão baixas e o dinheiro que tem
e investimento, pelos quais paga
depositado não rende praticamente
28% de imposto sobre as mais-valias
nada, investir num PPR pode ser
(depósitos a prazo incluídos), os
uma opção muito mais interessante.
PPR têm uma tributação bastante
Mas há um cuidado a ter para não mais favorável. A taxa a aplicar
sofrer penalizações quando quiser vai depender da antiguidade do
levantar o seu dinheiro. O truque é contrato no momento do reembolso:
não declarar o PPR no IRS e abdicar,
• Até ao quinto ano de
por isso, das deduções a que teria
vigência do contrato, a taxa
direito. São 300 ou 400 euros que
será de 21,5%;
deixa de receber de reembolso, mas
que ainda assim pode compensar. • Entre o quinto e o oitavo
ano de vigência do
Há alguns PPR, com capital
contrato, a taxa será de
garantido, que renderam 3% no
17,2%;
último ano. Já a taxa média dos
depósitos a prazo anda nos 0,1%. • Após o oitavo ano de
Logo aqui percebe a diferença do vigência do contrato, a taxa
que poderia ganhar com uma ou será de 8,6%.
outra opção.
Obviamente que, ao ponderar esta
Se for um Fundo PPR, isto é, se opção, tem também de ter em conta
não tiver capital garantido, a as eventuais comissões de subscrição
rendibilidade pode ser ainda maior, e de resgate ou os prazos mínimos
mas nesse caso há sempre o risco de para poder levantar o dinheiro
perder o que investiu. (nalguns casos só o pode fazer
passados dois, três ou cinco anos
de subscrever o PPR). De qualquer
forma, vale a pena fazer as contas.

37
Ficha técnica

Redação:
Olga Teixeira
Nídia Ferreira
Edição de Conteúdos:
Nídia Ferreira
Coordenação Editorial:
Miguel Pinto
Direção:
Aline Soares
Imagens:
Getty Images
Título:
Finanças (s)em Crise
Guia para tempos complicados

© Copyright by E-Konomista
info@e-konomista.pt
R. Alfredo Allen 455 e 461
Piso 3, sala 327
4200-135 Porto

Porto, Novembro de 2020