Você está na página 1de 4

EDILSON GONÇALVES DE SOUSA

Projeto Integrado Multidisciplinar

ACÊRVO DE SEGUNDA INSTÂNCIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

São Paulo

2007
UNIVERSIDADE PAULISTA
SEI – SISTEMA DE ENSINO INTERATIVO

EDILSON GONÇALVES DE SOUSA

Projeto Integrado Multidisciplinar

ACÊRVO DE SEGUNDA INSTÂNCIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

São Paulo

2007
O Acervo de Segunda Instância do Tribunal de Justiça de São Paulo
(ASITJSP) foi criado a partir da assessoria prestada pela Fundação Getúlio
Vargas ao Judiciário do Estado de São Paulo no ano de 2003. O objetivo de
sua criação foi reduzir o enorme atraso nas resoluções de processos do
TJSP – considerado o mais demorado e com o maior volume de processos
aguardando definição. Trata-se de uma novidade em vista do “modus
operandi” tradicional dos cartórios do Tribunal de Justiça de São Paulo
(TJSP) e visa aperfeiçoar o acesso e localização de uma enorme quantidade
de processos parados na segunda instância do TJSP. Sua implantação
definitiva ocorreu no ano de 2005 com a estruturação de um modelo onde
cartórios trabalham sem vinculação às varas ou juizes. Esses cartórios têm a
incumbência de realizar o atendimento de público, recepcionar e organizar
documentos e processos que aguardam julgamento pela apreciação de
Câmaras de Desembargadores.
Para a adequada organização e disponibilidade desta documentação
em tempo hábil esses cartórios trabalham conjuntamente com uma estrutura
de arquivo físico administrado e operado por uma empresa terceirizada de
renome internacional (RECALL). A atual organização do banco de dados
foi desenvolvida e é operada por funcionários contratados por uma empresa
estatal (PRODESP). Este sistema é considerado ineficiente para as
necessidades atuais do ASITJSP e está em fase de substituição por um
sistema mais ágil desenvolvido por uma empresa privada (SOFTPLAN)
sediada em Santa Catarina.
A criação do ASITJSP proporcionou maior velocidade à tramitação
de processos com a conseqüente redução de tempo de espera em Segunda
Instância e reduziu a quantidade de processos perdidos ou esquecidos em
cartórios – ocorrência comum até recentemente.
Alguns aspectos que prejudicam uma melhor execução ou
aperfeiçoamento dos trabalhos por este Acervo são: a estrutura autoritária e
conservadora da hierarquia existente no TJSP, a não existência de quadros
técnicos de carreira na área de informática e de administração dentro do
TJSP e a necessidade do TJSP se submeter a regras rígidas de contratação e
compra tanto de insumos, serviços e pessoal.
Encontra-se em estudo a unificação dos softwares utilizados para
pesquisa de processos e a criação de uma interface mais amigável ao
usuário leigo.
1.1.1 ACÊRVO DE SEGUNDA INSTÂNCIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

É uma divisão do Tribunal de Justiça de São Paulo com funções específicas


a atendimento de público, organização, e inserção de documentos referentes
1.1.2 a processos judiciais de Segunda Instância que estão aguardando apreciação,
julgamento ou vistas dos Srs. Desembargadores do Tribunal de Justiça de
São Paulo.

Organização não lucrativa com finalidade de prestação de serviço às partes


1.1.3
envolvidas em processos de Segunda Instância e advogados.

O Acervo de Segunda Instância ocupa espaço físico de 40.000metros


1.1.4
quadrados.

1.1.5 Não há filiais.

Atualmente 600 funcionários entre concursados e terceirizados


1.1.6
trabalham nesta organização.

Atendimento ao público, encaminhamento e organização física


1.1.7
dos processos, recuperação e inserção de documentos.

Material de papelaria, equipamento de informática obtida através de


1.1.8
licitação pública onde o aspecto mais importante é o menor custo.

Os clientes-alvo do Acervo são os advogados, estudiosos e partes


1.1.9
envolvidas nos processos (réus e impetrantes).

1.1.10 Não há concorrência.

1.1.11 Presidente do Tribunal de Justiça