Você está na página 1de 5

PONTOS A SEREM DISCUTIDOS E ANALISADOS - FEARSLAY

A seguir deixo uns passos que acredito sejam os mais importantes a definir daqui pra frente.

1) Mídia Social e Monetização: é de suma importância a criação de um Cronograma em


todas as mídias sociais, tanto para nós, quanto para Designers e Editores. O objetivo
das mídias sociais são aproximar os Clientes á Empresa, e viceversa. Amplia o alcance
repercutivo da FearSlay com seu público objetivo. Tanto patrocinadores quanto com
pessoas de importância Social (Youtubers, Streamers, Influencers) se sentirão muito
mais seguros a tratar com nossa marca sabendo que temos um público que nos
resguarda.
a) Youtube; e capaz de elevar os lucros e gerar uma fonte de renda mensal, assim
como divulgar a marca a ponto de obtermos reconhecimento a nível mundial.
Grande aliado na procura por grandes patrocinios e inversores.
b) Instagram; funciona como um nexo imprescindível entre publico de fãs e
patrocinadores e inversores. Já que os patrocinadores procuram a divulgação da
sua própria marca, devemos apresentar-lhes capacidade de repercussão acorde
o que procuramos. Possibilidade de monetizacao presente. Apertura de
divulgação de produtos exclusivos da marca (parceria necessaria)
c) Twitter; fanpage; aliado da FearSlay na repercussão de fãs.
d) Facebook; possibilidade de monetização presente tanto por divulgação de mídia
como de possibilidade de vendas de produtos. Grande aliado na repercussao de
patrocinadores e inversores.

2) PAGAMENTO DE JOGADORES, HORAS EXIGIDAS E DIVISAO DE GANANCIAS


INTERNAS:

É muito importante a definição deste ponto, pois a FearSlay ainda não tem um plano de
negócio estruturado. Imprescindivel para a parte juridica da empresa, ja que nao podemos
realizar contratos sem esse ponto definido.
Minha ideia de Auto Sustentabilidade funciona da seguinte forma:
a) Os jogadores têm horas de treino exigidas, num horário fixo, ao menos 3 dias na
semana; sendo divididas em oito horas semanais obrigatórias fora da temporada de
campeonatos e 12 horas obrigatórias durante o contrato de campeonato.
b) Serão exigidos dos jogadores DOIS campeonatos semanais, sendo eles divididos da
seguinte forma:
i) Campeonato Treino: campeonato de valor e reconhecimento abaixo de R$10, onde
obtendo o título, o valor obtido fica no fundo de lucros mensais.
ii) Campeonato Oficial: ligas maiores tanto em valor quanto em reconhecimento, onde
na obtenção do título, o valor ganho será dividido somente com os jogadores, sem
lucros empresariais.
EM AMBOS OS CASOS, A DEDICAÇÃO E RESPONSABILIDADE SERÁ CUIDADA DA
MESMA FORMA.
c) A ganância maior da FearSlay será obtida por meio da mídia social, uma vez implantada
com segurança e organização:
i) Prazo limite de até um ano para gerar lucros importantes por meio da mídia
ii) Ao termos um ingresso líquido mensal, o 20% dos lucros serão corrigidos e divididos
nos contratos dos jogadores, pagando dessa forma os direitos de imagem de cada
jogador.
iii) A FearSlay se compromete a não se involucrar com lucros pessoais de mídia de
cada jogador, permitindo a utilização da marca logo para seu crescimento pessoal.

3) MARKETING DIGITAL:

A organização deste ponto e de importância imprescindível para a obtenção de bons resultados


em mídia empresarial.
Tendo em conta os passos mencionados no ponto N°1, a articulação de um plano
cronogramatico a seguir diariamente e sumamente necessária para manter uma boa
organização e alcance diário de pessoas objetivo.

4) PARCERIAS, PATROCINIOS E INVERSORES


a) PARCERIAS; ter bons parceiros e cada vez mais essencial no mundo corporativo.A
ideia é melhorar a logística da empresa, mas isso pode ser feito para reduzir
custos ou aumentar as vendas
i) Determinar corretamente o objetivo da parceria; e de suma importancia definir
os principais propositos desta estrategia.
ii) Conhecer corretamente o segmento de clientes atendidos; o interesse do
consumidor deve ser prioridade. Quanto mais próximos dos interesses do
consumidor, maior a chance dele se tornar fiel a marca.
iii) Identificar bons parceiros; com base no portfólio de produtos e mais fácil
escolher parceiros mais promissores. Eles serão um complemento estratégico
da atividade corporativa. Importante avaliar a detalhes valores possíveis que
essa parceria pode agregar.
iii) Definir corretamente o que podemos oferecer a nossos parceiros;
fundamental saber que estamos dispostos a oferecer. A parceria deve envolver
vantagens mútuas, podendo ser exclusividade, condições especiais para os
clientes dos parceiros, dentre outras. Suma importância apresentar um
diferencial único, ja que várias propostas de parcerias atingem esse público
diariamente.
iiiii) Avaliar exhaustivamente os pros e os contras. Pesquisar a empresa antes de
propor uma parceria e a melhor forma de conhecer suas visões de futuro, seus
anseios de crescimento, formas de gestão e filosofias.
iiiiii) Estabelecer regras claras. Todas as regras, bem como os benefícios
acordados entre os envolvidos, devem ficar claras desde o princípio. As
principais decisões serão tomadas em conjunto; e importante então que as
metas de ambas empresas coincidam, especialmente em relação aos resultados
que cada um procura.
iiiiiii) Procurar empresas de sucesso; quanto maior a reputação da empresa,
maior a repercussão da nossa marca. Importante avaliar experiencias anteriores.
iiiiiii) Realizar a proposta uma vez escolhido o parceiro ideal. Essa ideia deve
prever a negociação das condições para que haja uma equivalência de ganhos
entre os envolvidos. Manter a transparencia e fundamental nessa etapa.
iiiiiiiii)Elaborar o contrato e determinar um cronograma; as regras da parceria
devem ser definidas em contrato. Independentemente da abrangência da ação,
e esse documento que vai determinar as responsabilidades das empresas
envolvidas. Ter início, meio e fim e essencial para que o projeto seja bem
sucedido; um prazo determinado ajuda a planejar todos os aspectos de forma
realista. Cronograma deve ser definido com a empresa parceira.

2) Uma boa proposta certamente vai ajudar a convencer o patrocinador de que sua
marca e a melhor escolha. Passos a seguir:
i) Os encontros presenciais tem muito mais chances de sucesso do que uma
simples troca de email ou uma breve conversa telefônica. Organizações
esportivas tem grande apelo emocional e comercial, já que grandes mensagens
podem ser transmitidas. Transformar a apresentação em uma pequena amostra
do que temos em mente e importante, assim como fazer com que o patrocinador
tenha uma experiência única e não deixar dúvidas das razões pelas quais ele
precisa vincular sua marca. O tempo dos gestores empresariais e precioso,
portanto é necessário ser objetivo, direto e ao mesmo tempo apaixonante.
ii) Personalizar a proposta de forma individual e de suma importância, assim
como falar diretamente com a empresa em cada apresentação. Para isto e
necessário estudar a empresa sobre suas características, desta forma é possível
destacar na apresentação dados que encantem e surpreendam.Utilizar cores e a
marca da empresa em cada apresentação e anexar uma amostra em algumas
peças de divulgação para dar-lhe dimensão real de como será essa união.

iii) Apresentar o público alvo; os gestores precisam entender com quem irão
falar, caso aceitem realizar o patrocínio. Esta é uma das informações mais
importantes para obter o sucesso e deve vir com o devido destaque.
Apresentar detalhadamente o público alvo; faixa etária, poder aquisitivo, hábitos
de consumo, interesses, e tudo que achar pertinente para convencer o
patrocinador.
iiii) Abordar questões práticas de forma resumida e direta na apresentação.
Termos como etapas de trabalho, localizacao, estrutura, duracao, existencia ou
nao de experiência no âmbito, prazo para a realização de tarefas, sistema de
vendas de ingressos online e tudo o que achar pertinente para esta etapa.
iiiii) Mostrar o que já foi feito ate o momento da apresentação; a medida chave e:
devemos apresentar o nosso Know-How e conhecimento sem ser repetitivo ou
cansativo.
iiiiii) Discutir o investimento; a discussão das cotas de patrocínio e um dos
momentos mais importantes da reunião. Apresentar com firmeza quais são as
possibilidades para o futuro patrocinador, detalhando os benefícios e
contrapartidas em cada caso. É essencial que ele sinta firmeza e confiança ao
ver um planejamento completo.

3) Além de injetar dinheiro, o investidor ajuda na gestão do emprendimento, por isso,


flexibilidade faz parte do contrato. Eles são classificados por estágios de capital de
risco. Tipos de investidores:
a) INVESTIDORES ANJOS; costumam buscar empresas iniciantes e investem
entre R$50 mil e R$500,000 mil.
b)INVESTIDOR SEED CAPITAL; costumam injetar de R$500,000 mil até
R$2,000,000 milhões para empresas mais consolidadas, com clientes e
produtos definidos.
c) FUNDOS DE VENTURE CAPITAL; investimentos até R$10,000,000 milhões
para empresas que já faturam alguns milhões.

3.1) Após escolhido o tipo de investimento ideal, é necessário pesquisar quais


seriam os possíveis investidores interessados na marca.
3.2) Ter o Pitch definido e na ponta da língua. A capacidade de passar a ideia
para um inversor em menos de 60 segundo e imprescindível para passar
confiança e segurança a um possível investidor. Precisa ser claro, curto, contar
sua história, mostrar como a ideia traz a solução para um problema e claro,
mostrar-lhe que ela e financeiramente atrativa para o investidor. O objetivo aqui
é conseguir mais tempo para conversar após aquele minuto de apresentação.
3.2) Saber destacar a ideia é de suma importância. Com um pitch bem treinado
e conciso o empreendedor já aumenta as chances de chamar a atenção do
investidor. Mas para consolidar o relacionamento é preciso ter algumas
características que costumam fazer os olhos dos investidores brilharem:
i) Perfil emprendedor, demonstrando a capacidade de transformar ideias em
negócios.
ii) Equipes bem formadas, produtos promissores, potencial de crescimento,
afinidade e resultados. Isso destaca a Startup no meio de outras.

3.3) Estar na hora e lugar certos; é importante destacar a necessidade real da


busca pela inversão. Vale a pena procurar dinheiro quando já não é viável
continuar por conta própria, quando o projeto precisa ser acelerado o quando
procura-se expandir.

Você também pode gostar