Você está na página 1de 122

A PASTA A SEGUIR DEVERÁ SER DIGITALIZADA E ANEXADA EM

ARQUIVO VIA E-MAIL PARA A PROFESSORA SUPERVISORA DO


ESTÁGIO CLÍNICO

(Nome completo dos estagiários)


PASTA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM
NEUROPSICOPEDAGOGIA CLÍNICA

Cidade, 2021

MARZA
ORSIMAR ROSENDO DA SILVA
TONY SILVA
WALQUIRILÂNDIA STEFÂNIA

Estágio Supervisionado em Neuropsicopedagogia Clínica

Relatório de Estágio Supervisionado em


Neuropsicopedagogia Clínica, apresentado ao Curso
de Pós-Graduação em Neuropsicopedagogia, pelo
Grupo Rhema Educação. Supervisora ..................
INTRODUÇÃO

Escrever uma breve fundamentação sobre a neuropsicopedagogia, com ênfase em neuropsicopedagogia clínica-1ou
2 páginas
Este documento deve estar assinado, carimbado e ser digitalizado.

CARTA DE APRESENTAÇÃO DO ESTÁGIO CLÍNICO

Prezado senhor (a),__________________________________________________

informamos que o(a) / os(as) aluno (a) / alunos(as)


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
_________________________________________________________________
regularmente matriculados (as) no curso de especialização Lato Sensu em
Neuropsicopedagogia Clínica do Grupo Rhema Educação necessitam aplicar os
conhecimentos teóricos de forma prática, por meio do estágio clínico, e desta
forma atender as orientações para atuação clínica. Venho por meio desta solicitar
que acolha no campo de estágio o (a) aluno (a), os (as) alunos (as) referidos (as)
acima que encontram-se sob minha orientação, supervisão e do Grupo Rhema
Educação.

Coloco-me a disposição para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente

Grupo Rhema Educação

FICHA DE CONTROLE/CRONOGRAMA DE ESTÁGIO

ESTAGIÁRIOS (AS):...............................................................................................................................................

DATA ATIVIDADE ASSINATURA DO


RESPONSÁVEL
___/___/___ 2h entrega da carta de apresentação/encaminhamento
10h elaboração e confecção dos materiais/atividades (avaliação)
___/___/____
2h entrevista com os pais
___/___/____
2h anamnese
___/___/____
4h visita a escola (observação em sala, análise de materiais, dinâmica)
___/___/____
2h entrevista com a professora e levantamento de dados
___/___/____
1h de avaliação (1ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (2ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (3ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (4ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (5ª sessão)
___/___/____
8h I encontro
___/___/___
1h de avaliação (6ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (7ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (8ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (9ª sessão)
___/___/____
1h de avaliação (10ª sessão)
___/___/____
6h estudo de caso/avaliação
___/___/____
30h pesquisa (avaliação)
___/___/____
8h elaboração do relatório de avaliação
___/___/____
8h II encontro
___/___/____
2h devolutiva da avaliação com os pais/escola
___/___/____
10h reunião corpo clínico (roteiro de intervenção)
___/___/____
10h elaboração e confecção dos materiais/atividades (intervenção)
___/___/____
30h pesquisa (intervenção)
___/___/____
1h intervenção (1ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (2ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (3ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (4ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (5ª sessão)
___/___/____
8h III encontro
___/___/____
1h intervenção (6ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (7ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (8ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (9ª sessão)
___/___/____
1h intervenção (10ª sessão)
___/___/____
6h estudo de caso/intervenção
___/___/____
6h elaboração do relatório de intervenção
___/___/____
4h devolutiva com os pais/escola
___/___/____
4h elaboração da conclusão
___/___/____
4h organização e finalização da pasta de estágio
___/___/____
8h encontro IV
___/___/____

As demais horas para conclusão da carga horária de estágio são destinadas a contatos com a supervisora
via telefone e e-mail, nos horários de plantão para sanar dúvidas.
AUTORIZAÇÃO PARA AVALIAÇÃO NEUROPSICOPEDAGÓGICA E PROPOSTA DE
INTERVENÇÃO PROGRAMADA1

Eu,__________________________________________________________________________,
profissão_____________________, estado civil,___________________, domiciliado à
rua/av._________________,nº______,cidade______________________estado________________,
responsável por_________________________________________, autorizo o estagiário
_____________________________________________________, a realizar uma avaliação e elaborar
uma proposta de intervenção neuropsicopedagógica, e a divulgar cientificamente o material
neuropsicopedagógico, quer anterior ou posterior à data desta autorização.

Estou ciente que uma vez iniciado o processo de avaliação e intervenção as etapas que se seguirão serão:

1- entrevistas com os responsáveis pela criança/adolescente


2- avaliação com a criança / adolescente, 10 (dez) sessões;
3- Intervenção com a criança/adolescente, 10 (dez) sessões;
4- Devolutivas à escola e família.

Tenho conhecimento que não me será fornecido laudo, visto que as estagiárias estão em
processo de supervisão de estágio.

Possivelmente, será fornecido um parecer com orientações para a escola.

No caso de três faltas consecutivas o cliente será, automaticamente, desligado da avaliação.


Haverá desligamento do cliente do estágio, se houver por parte do cliente ou seus responsáveis
agressões verbais ou físicas para com o estagiário.

Fico ciente, também, da importância de iniciar e concluir o acompanhamento neuropsicopedagógico,


em termos de estágio obrigatório para conclusão de especialização latu sensu, acordado com a
profissional citada acima e entendido neste termo de compromisso.
1
Importantíssimo: Não inicie o estágio com a criança sem ter esta autorização preenchida.
___cidade______________, ___de __________________de 2021.

Responsável

(Assinatura)

FICHA NEUROPSICOPEDAGÓGICA

Encaminhamento:.......................................................................

Data do Primeiro Contato:......./......./.......

Nome
(criança/adolescente):................................................................................................................

Data de Nascimento:.........../............../...........

Série:..................................... Escola:...............................................

Natural:............................................................

Endereço:.......................................................................................................................

Telefones:.......................................................................................................................

Nome do Pai:.................................................................................................................

Data de Nascimento:........./............/..............

Profissão:.......................................................

Grau de Instrução:..........................................

Nome da Mãe:..................................................................................................................

Data de Nascimento:........./............/..............

Profissão:.......................................................

Grau de Instrução:..........................................
QUEIXA APRESENTADA PELOS PAIS/ESCOLA:

____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

ANAMNESE2

Dados de Identificação(nome completo, data e local de nascimento, endereço, filiação, responsáveis,


série atual, escola que estuda, é repetente)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Gestação (ao saber da gravidez, saúde durante a gestação, traumas, emocional, internações)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Parto- Pós Parto( durante o parto, cesárea ou normal, incubadora, seio materno, saiu da maternidade
com a mãe)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................

Desenvolvimento neuropsicomotor (apoio da cabeça, pegar objetos, sentar, engatinhar, pular, correr,
saltar)
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Linguagem/ Fala (primeiras palavras, frases compreensíveis, gagueira)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Sono(tranquilo, agitado, enurese noturna, sonambulismo)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................

Uso de Medicamentos(se já tomou ou ainda toma)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................

Parentes com Problemas (antecedentes familiares):

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Socialização(com pessoas da comunidade, novos amigos, eventos)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................

Religião

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Escolarização(quando iniciou a vida escolar, quantas escolas já frequentou, quando a queixa surgiu,
repetências)
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Relacionamento Familiar(com pais, irmãos e familiares mais próximos)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................

Relacionamento entre Pais:

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Doenças infecto contagiosas(nome das doenças, tempo de internação, conseqüências)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
...........................................................................................................................................................

Traumas(perda de familiares, animais de estimação, acidentes, situações constrangedoras na escola)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

Presença de fatores neurológicos(tremores, paralisia cerebral, anóxia, tics, familiar com antecedente
de dislexia por exemplo, desatenção, impulsividade)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................
Observações complementares(outras informações importantes)

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
.........................................................................................................................................................................
..........................................................................................................................................................

............................................................................................................................................................

Data:_____/_____/_____

Assinatura do entrevistador________________________________________________

Assinatura do informante_________________________________________________
VISITA AO AMBIENTE ESCOLAR/OBSERVAÇÃO

(Apenas um(a) estagiário (a) para preservar a dinâmica da sala)

Após a entrevista e anamnese com os responsáveis iniciar esta etapa, quando visitamos a
escola para observar o sujeito antes que ele nos conheça, evitando assim qualquer alteração
em seu comportamento. O ideal é que seja agendada com a coordenadora nossa visita com
dia e horário marcados. E antecipadamente solicitar que não seja mencionada essa visita a
criança, que não pode saber que estará sendo observado. A melhor maneira é dizer que
estamos fazendo um trabalho para nossos estudos ou que estamos ali a pedido da
coordenadora e faremos isso em outras salas também.

Esta etapa consiste em observar o sujeito em sala, no intervalo/recreio, conversar com a


coordenadora e professora, solicitar alguns materiais escolares dele para observação e
deixar um questionário (modelos a seguir) com a professora regente ou coordenadora para
responderem com calma. Também não sugiro fazer a entrevista com a professora na hora da
visita e sim deixar o questionário com a mesma por um tempo para que responda e pense
com calma sobre esse aluno.

Os registros fundamentais sobre a observação da(o) estagiária (o) do estágio clínico


consistem em: números de alunos da sala, número de alunos presentes neste dia, iluminação,
tamanho e ventilação da sala, decoração nas paredes, posição das carteiras e localização do
aluno na sala, disciplina observada, relação com a professora, relação com os colegas,
característica geral da turma, organização de seus pertences/materiais, comportamento no
intervalo/recreio, relatos da professora e/ou coordenadora, anotações sobre os materiais.

Após finalizar esta etapa a(o) estagiária(o) deverá se reunir com o grupo de estágio para
repassar todas as informações e analisarem a observação.

A seguir um modelo de como podem registrar por extenso estas observações:

“A turma é composta por 29 alunos. Carteiras dispostas em fileiras. Sala com tamanho,
iluminação e ventilação adequadas. A decoração (aspectos visuais) apresenta cartaz com
sistema monetário e leitura de frações. Na parede lateral ao lado da porta o alfabeto com os
quatro tipos de letra e uma figura para representá-las, um painel de aniversariantes. Na
parede oposta à porta um pequeno cartaz sobre o sistema monetário. No fundo da sala
armários, mapa do Brasil e colchões.
Fulano senta na 2ª carteira na fila oposta à porta. Permaneceu em sua carteira, terminou
o texto e ficou lendo gibi, trocou por outro e continuou a leitura. Parava de ler, olhava para
trás, prestava atenção na conversa dos colegas, não se concentrava na atividade que estava
realizando.
Estavam na aula de produção de texto, após a produção iam até a carteira da professora
para correção. Os alunos que terminavam podiam começar a leitura de gibis ou livros. Seu
material apresentou escrito com apoio na oralidade e troca surda/sonora t/d; p/b; f/v; c/g.
Dificuldade para escrever as sílabas complexas e família silábica q e g. Domínio de letra
cursiva e legível. Observação realizada no 4º bimestre, sendo possível perceber que
apresentou regressão em sua cópia e no capricho com o material, algumas folhas sem
margem. Ausência de pinturas nos desenhos. No recreio apenas correu e brincou com os
amigos. Segundo relatos da professora a maior queixa consiste em dispersão, ausência de
foco piorando ao final do 3º bimestre, porém não soube dizer se houve algum fator emocional
ou pontual.

A SEGUIR QUESTIONÁRIO PARA O PROFESSOR

QUESTIONÁRIO M

(ENTREGAR PARA O PROFESSOR RESPONDER NO MOMENTO QUE FOREM FAZER OBSERVAÇÃO EM SALA)

QUESTIONÁRIO M - A ser respondido pela professora

Organizado por Ana Maria Poppovic

Nome:................................................Data:............................No ....................

Sexo:............................Grau:......................Data de Nascimento:...................

Quanto tempo freqüenta a escola:...................................................................

Idade:..........................................Professora:...................................................

COMPORTAMENTOS SIM NÃO


FATORES INTELECTUAIS
Age como uma criança de inteligência normal

acima do normal
abaixo do normal
Sabe seguir instruções dadas individualmente
Sabe seguir instruções dadas coletivamente
Tem espírito de iniciativa
Pede informações e sabe recebê-las
Acompanha histórias e sabe reproduzí-las
Apanha as idéias principais do que é ensinado
Apresenta traços de criatividade
É ambiciosa e tem desejo intenso de aprender
Assimila e aplica o que é ensinado

FATORES ESPECÍFICOS
Fala e entende bem o português
Em sua casa fala somente o português
Pronuncia corretamente todas as palavras
Fala com voz modulada e ritmo adequado
Seu vocabulário é normal para a idade

É mais rico

É mais pobre
Enxerga bem, sua visão é aparentemente normal
Ouve em, sua audição é aparentemente normal
Usa normalmente a mão direita, é destro

É canhoto

É ambidestro
Sua coordenação motora nas mãos em relação às
outras crianças é normal
Melhor

Pior
É ágil com o seu corpo em atividades físicas, no
recreio, em corridas, exercícios
Possui ritmos nas canções, jogos,etc
Ordena desenhos, gravuras etc da esquerda para a
direita
Diferencia adequadamente tamanhos, formas, etc...
É capaz de manter a atenção normalmente
Possui uma memória razoável
Seu ritmo de trabalho (velocidade) é normal

É muito lento

É muito rápido
FATORES DE EXPERIÊNCIA
Conhece as cores comuns
É capaz de copiar o seu nome
Sabe fazer dígitos
Usa o lápis com facilidade
Usa adequadamente “ontem, hoje, amanhã, antes-
depois, tarde-cedo; em cima e embaixo, menor-
maior; perto-longe”.
Seus desenhos já são estruturados, já saiu da fase do
rabisco incompreensível
Sabe e canta algumas músicas de memória
Seu ambiente familiar lhe proporciona lhe
proporciona elementos de experiência de vida,
passeios, revistas, jogos, conversa, etc...
Veste-se e come sozinho, arruma suas coisas
FATORES DE SOCIABILIDADE
Participa normalmente de atividades em grupo
Sabe esperar a sua vez
Obedece às ordens dadas, da primeira vez
Deseja e participa de atividades que não sejam pura
recreação
É disciplinado, lembrando de suas obrigações
rotineiras
FATORES AFETIVOS
É aparentemente uma criança contente
É capaz de controlar o choro
Sente-se igual às outras crianças
É calma e não excessivamente instável
É razoavelmente pacífica, não provocando outras
crianças
É cooperadora, não se negando a fazer as coisas
É suficientemente independente, não precisando da
professora para fazer as coisas
É suficientemente confiante, não pedindo aprovação
exagerada
Esta livre de manipulações, tiques e cacoetes
É satisfatoriamente sociável, não sendo muito
egoísta ou exibicionista

Outras observações:

 Pedir para a professora relatar por escrito a queixa principal.


.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
................................................................................................................................

ORGANIZAÇÃO DO ROTEIRO DE AVALIAÇÃO

SESSÕES
1ª Data:-
Testes:-

2ª Data:-
Testes:-

3ª Data:-
Testes:-
4ª Data:-
Testes:-

5ª Data:-
Testes:-

6ª Data:-
Testes:-

7ª Data:-
Testes:-

8ª Data:-
Testes:-

9ª Data:-
Testes:-
10ª Data:-
Testes:-

AVALIAÇÃO ORGANIZADA POR ÁREAS

1-ÁREA HABILIDADES DE PRONTIDÃO (OBRIGATÓRIO)

a)IAR (TESTE OPCIONAL)

b)MANUAL DO INVENTÁRIO PORTAGE OPERACIONALIZADO (OPCIONAL)


2-ÁREA PSICOMOTORA (OBRIGATÓRIO)

a)POP – TT PROTOCOLO DE OBSERVAÇÃO PSICOMOTORA

3-ÁREA DE FUNÇÕES EXECUTIVAS, ATENÇÃO E MEMÓRIA (OBRIGATÓRIO)

a)AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA COGNITIVA VOLUME 1 (OPCIONAL)

b)TAREFAS PARA AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA VOLUME 1 (OPCIONAL)

4-LINGUAGEM-Leitura, Interpretação, Escrita, Produção e Língua Portuguesa


(OBRIGATÓRIO)

a)AVALIAÇÃO DA COMPREENSÃO LEITORA DOS TEXTOS EXPOSITIVOS


(OPCIONAL)

5-ARITMÉTICA- Matemática (OBRIGATÓRIO)

a)TDEII – TESTE DE DESEMPENHO ESCOLAR (OPCIONAL)

6-ÁREA DO DIAGNÓSTICO-OPERATÓRIO (PROVAS PIAGETIANAS-OBRIGATÓRIO)

ÁREA HABILIDADES DE PRONTIDÃO

Informação Social
(fazer oralmente com a criança/adolescente, de maneira lúdica e anotar as respostas)

1. Qual o seu nome?


___________________________________________________________________
2. Quantos anos você tem
___________________________________________________________________
3. Qual a data do seu aniversário?
___________________________________________________________________
4. Como é o nome do seu pai? Idade? Trabalho?
_________________________________________________________________
5. Como é o nome da sua mãe? Idade? Trabalho?
_________________________________________________________________
6. Quantos irmãos você tem? (irmãs ou irmãos)?
_________________________________________________________________
7. Onde você mora?
___________________________________________________________________
8. Do que você mais gosta de brincar?
___________________________________________________________________
9. Qual é o esporte que você mais gosta?
___________________________________________________________________
10. Qual é o programa de televisão que você mais gosta?
___________________________________________________________________
11. Você gosta de música? (cantor, música)
___________________________________________________________________
12. Você costuma passear com a sua família? Onde?
___________________________________________________________________
13. Qual a sua comida preferida?
___________________________________________________________________
14. Você ajuda em casa? Que tipo de ajuda?
____________________________________ _______________________________
15. Qual o nome da sua escola e sua série?
___________________________________________________________________
16. Você gosta de estudar? Porquê?
___________________________________________________________________
17. O que você gosta de estudar e o que você não gosta?
_________________________________________________________________
18. Qual o nome de sua professora?
___________________________________________________________________
19. O que você acha dela?
___________________________________________________________________
20. O que você quer ser quando crescer?
___________________________________________________________________
21. Qual o seu maior desejo?
___________________________________________________________________
22. Na sua opinião, o que (mundo, pais, estado, cidade,) está precisando fazer para
se tornar ainda melhor?
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
23. Em qual cidade você mora?
___________________________________________________________________
24. Em qual estado você mora?
___________________________________________________________________
25. Em qual país você mora?
___________________________________________________________________

Esquema Corporal2

Objetivo: verificar a identificação das partes e das funções do corpo humano


Idade: ilimitada

Material: folha branca, lápis preto no 2.

2
Peça para a criança fazer o desenho em uma folha de sulfite sem margens, preferencialmente, dê a
folha para a criança na posição vertical. Observe utilização do espaço, implantação de membros, presença ou
ausência de membros; proporção, desproporção entre as partes do corpo; tamanho que é representado a
figura humana.
APLICAÇÃO

1ª Parte: A criança deverá nomear em si as partes do corpo.


2ª Parte: A criança nomeará no Pp as partes do corpo.

3ª Parte: Desenho da figura humana.

4ª Parte: Pedir para que a criança fale a função de cada parte do corpo humano.

CORES

Primárias:

 Vermelho ( )identifica ( )nomeia

 Azul ( )identifica ( )nomeia

 Amarelo ( )identifica ( )nomeia

Secundárias:

 Verde ( )identifica ( )nomeia

 Roxo ( )identifica ( )nomeia

 Marrom ( )identifica ( )nomeia

 Rosa ( )identifica ( )nomeia

 Alaranjado ( )identifica ( )nomeia

 Preto ( )identifica ( )nomeia


 Branco ( )identifica ( )nomeia

Tonalidades:

Domina ( ) Não domina ( )

Realismo Nominal3

Objetivo: Verificar se a criança consegue se desprender do objeto para fazer a


simbolização. Ligação com a alfabetização.

Idade: 5 a 8 anos (caso a criança não esteja alfabetizada e tenha mais de 8 anos
podem aplicar também)

Material uma ficha para cada palavra: TREM; TELEFONE; BOI; CADEIRA e ARANHA.

APLICAÇÃO – Protocolo

1ª Parte:

1 – Diga algumas palavras grandes que você conhece:

2 – Agora, diga algumas palavras pequenas que você conhece:


2ª Parte:

1 – Agora, eu vou dizer algumas palavras e você vai dizer qual é a maior e por quê?

. TREM ou TELEFONE:

. BOI ou CADEIRA:

.CÉU OU ESTRELA:

3ª Parte: Mostra-se as fichas com as palavras.

1 – Agora, você vai dizer em qual dessas duas está escrito TREM. Por quê?

2 - Agora, você vai dizer em qual dessas duas está escrito TELEFONE. Por quê?

3 - Agora, você vai dizer em qual dessas duas está escrito BOI. Por quê?
4 - Agora, você vai ler a palavra BOI. Por quê?

CORREÇÃO / CORRELAÇÃO TEÓRICA

“ A língua portuguesa caracteriza-se por ser um sistema de escrita alfabética – cada som emitido
é representado por uma determinada letra. Desta forma, a palavra falada, é uma seqüência de sons, é
representada graficamente por uma seqüência de letras, na qual, cada forma gráfica corresponde a uma
forma sonora. Mas, para que se compreenda esta relação, entre palavra falada e palavra escrita, é
necessário que a acriança tenha ultrapassado uma certa fase do desenvolvimento cognitivo, que é
chamada de realismo nominal lógico.

Para melhor se compreender o que é a fase do realismo nominal, tome-se como exemplo duas
palavras: “formiga” e “boi”. A primeira palavra, , enquanto seqüência sonora, é considerada grande (esta
palavra é constituída por sete elementos). Já a palavra “boi”, por ter apenas três elementos de
constituição. É considerada pequena. Ao mesmo tempo, ambas as palavras encerram um significado,
representam dois animais diferentes. No que tange à palavra “formiga” ela representa um minúsculo
inseto. A palavra”boi”, por outro lado, representa um animal de um porte grande. Vemos portanto, que
não existe qualquer relação entre o tamanho das palavras e os animais que elas representam. No
entanto, em determinada fase do desenvolvimento cognitivo, a criança elabora a hipótese de que se a
palavra é grande, enquanto seqüência de sons, deverá representará uma “coisa” grande. Se a palavra é
pequena, deverá representar uma “coisa” pequena. Neste caso, afirma-se que existe uma confusão
entre a palavra falada e o objeto ou significado que ela representa. Dentro desta elaboração mental, a
criança também acredita que objetos semelhantes devem ter nomes semelhantes e que, objetos
diferentes devem ter nomes distintos. Esta fase de desenvolvimento cognitivo é chamada fase do
realismo nominal lógico” – Pamplona de Morais, 97.

Para Carraher e Rego, 81 ( in Pamplona Morais,97) citam, baseadas em pesquisas,


a possibilidade do realismo nominal lógico ser um obstáculo à aprendizagem da
leitura e escrita. Com os dados coletados foi possível observar três estágios:
( )1 estágio: Crianças que ainda não superaram o realismo nominal. Para elas as palavras grandes
representam “coisas” grandes e palavras pequenas representam “coisas” pequenas. Acham que objetos
semelhantes têm nomes parecidos e objetos diferentes nomes distintos.

( )2 estágio: Fase intermediária entre a primeira fase e a terceira. Crianças que já percebem a palavra
“ como uma seqüência sonora e independente do significado, mas às vezes, ainda são traídas por suas
concepções realísticas”. – Rego, 83 ( in op.cit.).

( )3 estágio: Crianças que já superaram totalmente a fase do realismo nominal lógico, “ focalizando a
palavra enquanto seqüência de sons e independente do significado.

Nome:

TESTE DE DISCRIMINAÇÃO AUDITIVA3 - SEED

PALAVRAS I D PALAVRAS I D
01) GOLA – COLA 31) FERA – FERRA

02) TENTE – DENTE 32) PULO – PITO

03) TATO – TATO 33) GANHA – GANHA

04) FINCO – VINCO 34) ZÔRRO – JORRO

05) PICO – BICO 35) SACO – SACO

06) FURO – FURO 36) QUEIJO – BEIJO

07) SÊLO – ZÊLO 37) TOFFE – COFE

08) ZONA – ZONA 38) SAGA – SARA

09) GENTE – GENTE 38) CAIO – CAIO

10) MULA – MULA 40) FOSSA – VOSSA

11) FITA – FIDA 41) PAVÊ – CAFÉ

12) SAPO – SABO 42) RUMBA – TUMBA

13) SONHO – SONO 43) BRINCA – BRINCA

14) PONTA – CONTA 44) PONTO – PORTO

3
A criança deve estar de costas para o examinador. Verificar antes se ela sabe o que é igual e
diferente. Dê alguns exemplos de palavras. A avaliação é qualitativa e quantitativa. Marque X no I (igual) ou
D(diferente)
15) MUDO – MUDO 45) POSTE – PORTE

16) TRONCO – TRUNCO 46) CLAVE – CLAVE

17) SUCO – SÔCO 47) GLOTE – POTE

18) RATO – RÔTO 48) OPA – OBA

19) QUENTE – QUENTE 49) AÇO – ACHO

20) FOCA – FOCA 50) PRETO – PRETO

21) BULA – GULA 51) ALHO – OLHO

22) VELA – ZELA 52) UMA – EMA

23) CALA – XALHA 53) TOCHA – TOCHA

24) DADO – DADO 54) TECLA – TECLA

25) MOLA – MOLA 55) IRA – HORA

26) NEVE – NEVE 56) JOGO – FOGO

27) CABRA – QUEBRA 57) PELA – DELA

28) PANCA – PENCA 58) LENHA – LENHA

29) FOCA – FOCA 59) FIGA – FITA

30) MUNDO – MUNDO 60) CAMA – DAMA

Conhecimento Esquerda Direita4


Nome:

Data:

Orientação Certo Errado

Mostre seu olho direito


Mostre sua mão esquerda

Mostre seu pé esquerdo

Mostre seu olho esquerdo

Mostre sua mão direita

Mostre minha mão direita

Mostre minha orelha direita

Mostre meu braço esquerdo

Mostre meu olho direito

Mostre minha perna esquerda

Coloque a caneta do seu lado direito

Coloque a borracha do seu lado esquerdo

Coloque a caneta do seu lado esquerdo

Coloque a caneta do seu lado direito

Coloque a caneta do meu lado esquerdo

Coloque a borracha do meu lado direito

Coloque o lápis do meu lado direito

Coloque a caneta do meu lado esquerdo

ORIENTAÇÃO TEMPORAL
NOÇÕES TEMPORAIS (Fazer oralmente, levar as perguntas prontas)
( )Manhã

( )Tarde

( )Noite

( )Agora

( )Antes

( )Depois

( )Dias da semana

( )Noite x Dia

( )Dia/mês/ano

( )Meses do Ano

( )Estações do ano

PERCEPÇÃO E DISCRIMINAÇÃO VISUAL


IAR INSTRUMENTO DO REPERTÓRIO BÁSICO DE ALFABETIZAÇÃO

MANUAL DO INVENTÁRIO PORTAGE OPERACIONALIZADO


CASO O GRUPO APLIQUE, ANEXAR O CADERNO DE RESPOSTAS NESTA ORDEM DA
PASTA.

ÁREA PSICOMOTORA
BASE PSICOMOTORA

(Executar os movimentos antes para o sujeito ver como deve fazer)

 Coordenação Global Dinâmica

Andar em linha reta ( )_______________________________________________________

Andar em linha curva( )______________________________________________________

Andar pé ante pé ( )________________________________________________________

Pular com os dois pés juntos ( )_______________________________________________

Pular com um pé só ( )direito ( )esquerdo_______________________________________

Saltar agachado ( )_________________________________________________________

Pular corda ( )_____________________________________________________________

 Coordenação Global Estática

Ficar em pé imóvel ( )_______________________________________________________

Ficar num pé só ( )direito ( )esquerdo_________________________________________

 Coordenação motora fina

Pegar bola com duas mãos ( )________________________________________________

Pegar bola com uma mão ( )direita ( )esquerda ( )______________________________

Arremessar bola com duas mãos ( )___________________________________________

Arremessar bola com uma das mãos ( )direita ( )esquerda_________________________

Recortar( )________________________________________________________________

Amassar ( )_______________________________________________________________

Abotoar ( )________________________________________________________________

Fazer laço ( )______________________________________________________________

Lateralidade (Dominância Lateral)

Objetivo: verificar a dominância lateral


Idade: ilimitada

Material:

uma ficha ou folha sulfite com um furo no meio

tubo longo

caleidoscópio

bola de tênis

APLICAÇÃO

A – PREFERÊNCIA DA MÃO

Pp pede para o sujeito fazer as seguintes ações: ( ações imaginárias )

1. atirar uma bola


2. dar corda no despertador
3. pregar um prego
4. escovar os dentes
5. pentear-se
6. girar o trinco da porta
7. assoar o nariz ( pedir para pegar o lenço primeiro)
8. utilizar a tesoura
9. cortar com uma faca
10. escrever

Obs: anotar qual mão utilizada em cada questão.

B – DOMINÂNCIA DOS OLHOS

1. Ficha com um furo no meio: “ Olhe pelo buraquinho da folha”.


2. Caninho: Olhe para baixo com o caninho”.
3. Caleidoscópio: Olhe quantas coisas bonitas tem lá dentro”.

Obs: anotar qual olho utilizado em cada prova.

C – DOMINÂNCIA DOS PÉS

Pega-se a bola e coloca-se no canto da sala: “Tente desprender a bola com o pé”.
“Agora, role esta bola”.

“Chute esta bola”.

Obs: Anotar qual o pé utilizado em cada prova.

FOLHA DE RESPOSTA – LATERALIDADE

A – PREFERÊNCIA DA MÃO

1 6
2 7
3 8
4 9
5 10

RESULTADO:......................................

B – DOMINÂNCIA DOS OLHOS:

1
2
3

RESULTADO:.......................................

C – DOMINÂNCIA DOS PÉS:

1
2
3

RESULTADO:.......................................

OBS:
ATIVIDADE VISOMOTORA (GRAFOMOTORA)
NOÇÕES ESPACIAIS

(Fazer oralmente, levar as perguntas prontas)

( )Acima (EX: o que tem acima de você?)....

( )Debaixo

( )Ao lado

( )Frente

( )Atrás

( )Longe

( )Perto

( )Dentro

( )Entre/meio

( )Em cima

( )Embaixo
POP – TT PROTOCOLO DE OBSERVAÇÃO PSICOMOTORA

Caso o grupo aplique, anexar o item de desenvolvimento motor nesta


ordem da pasta.
AREA DE FUNÇÕES EXECUTIVAS, ATENÇÃO E MEMÓRIA
MEMÓRIA VISUAL

ATENÇÃO
(pedir para olhar por 20 segundos, tirar do campo visual e pedir para responder as perguntas
abaixo. Caso o sujeito não saiba ler fazer as perguntas oralmente)
Responda com sim , não ou o que for necessário.

No desenho há alguém segurando uma folha de papel?_______

No desenho há alguém usando óculos?_______

Existe alguém de camisa?______

No desenho há alguém usando sandália?______

Existe alguém usando bermuda?______

Existe alguém de relógio?______

O animal do desenho está balançando a cauda?______

Há uma casinha de cachorro na cena?______

O animal do desenho está de coleira?______

O cachorro da cena está calado?______

O cachorro da cena deu três latidos?______

Tem uma tigela de comida para o cachorro?______

O animal do desenho está comendo alguma coisa?______

Dentro da casinha do cachorro há alguma coisa que seja visível?______

Que letras estão dentro do balão?______

O que está escrito na tigela do cachorro?______

Que letra está na folha que o menino segura?______

ATENÇÃO
(dar ampliado ao sujeito e pedir para contar quantas figuras iguais a primeira existem-para verificar o
nível de atenção ele deve conseguir ou se aproximar da resposta em 30 segundo-cronometrar o tempo e
anotar a resposta)
LIVROS

AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA COGNITIVA VOLUME 1 ATENÇÃO E


FUNÇÕES EXECUTIVAS

TAREFAS PARA AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA VOLUME 1 CRIANÇAS

Caso o grupo aplique anexar nesta ordem da pasta.


LINGUAGEM

ALFABETO
RECONHECIMENTO E NOMEAÇÃO (SALTEADO) Solicitar também em letra de
imprensa minúscula e cursiva.

A Z C J K L

M G B Q F R

P D X W E Y

T O I N V H
S U
*Depois ditar salteado para a criança escrever o alfabeto
Geral

1. Leitura oral de palavras:


*Verificar se a criança lê em caixa alta, sílabas simples, sílabas complexas, letra cursiva.

Xícara Família
Cacau Registrado
Agarrarão Guincharam
Pêssego Assanhado
Gabinete cachoeira

2. Ordene as palavras formando a seqüência correta:

Ex:- vaso – secas- As – estão – do – flores

As flores do vaso estão secas.

1. uma – O – primo – meu – tem – amigo – do – fazenda

2. arroz – comer – Gosto – com – feijão – de

3. é – menina – sapeca – Mariana – uma – muito

3. Complete as sentenças:

Ex:- (Meus) sapatos ficaram cheios (de) água.

1. Eu meu irmão ficamos ponto ônibus.

2. Eu gosto ver televisão de ouvir música.

3. Eu saí comprar sapatos não achei nenhum bonito.

4. crianças fizeram muita bagunça a mãe fazia bolo.

5. Eu gostaria de ir ao passeio meu amigo fosse.


6. Fomos parque diversões não andamos na roda gigante

estava quebrada.

7. Eu tinha visto o filme passou ontem na televisão.

4. Forme sentenças com as palavras:

 os verbos podem ser conjugados

Ex:- mão – puxar

Eu machuquei a mão quando puxei a corda.

1. quebrar – hora - na

2. pintar – bonita – para

3. cavalo – forte – de

4. chá – água

5. lâmpada – claro

5. Numere os parágrafos na ordem correta:

A Assembléia
( ) Todos os habitantes de Ratópolis leram a notícia de que Roqueijo tinha bolado um

plano para colocar para fora o inimigo nº 1 de todos os ratos de Ratópolis.

( ) Os habitantes de Ratópolis estavam muito assustados. Um gato muito malvado

estava aterrorizando a cidade. Mas Roqueijo teve uma idéia!

( ) Toda a cidade compareceu para ouvir o plano de Roqueijo.

- Vamos colocar um guizo no gato. Quando ele se aproximar ouviremos o barulho e

fugiremos!

( ) Todos arranjaram uma desculpa e foram embora, até mesmo Roqueijo. Ela

aprendeu que falar é fácil. Fazer é que é difícil.

( ) Ele queria fazer uma assembléia com todos os moradores de Ratópolis. Assim,

todos ficariam sabendo da sua idéia. E tratou de colocar a notícia em todos os jornais.

( ) Mas, quem iria colocar o guizo no gato? Um não podia porque estava gripado, o

outro tinha tanto reumatismo que não podia se mexer...

Coleção Villa Rica

6. Separe em sílabas:

piscina __

hábil _

extintor
gesso

cronômetro

engoliram

pingüim

quilômetro

carrossel

7. Copie as palavras (em letra de forma ou cursiva):

casa

maço

blusa

preto

rolha

queijo

cigarro

travessa

guaraná

murcho

marinho

8.Copie as frases:

1. Hoje está fazendo um lindo dia de sol!

2. Meus amigos estão viajando.

3. Eu gosto de sanduíche com batatas fritas.


IDENTIFICAÇÃO DAS DIFICULDADES ORTOGRÁFICAS4
DITADO – SÔNIA MOOJEN
Ensino Fundamental I (a partir de 8 anos), II e Ensino Médio. Caso o sujeito não
esteja alfabetizado não aplique.

01. unha 26. manhã


02. azar 27. gorro
03. amassar 28. xarope
04. galo 29. descer
05. gozado 30. bispo
06. gente 31. bruxa
07. horror 32. bisavó
08. joelho 33. choca
09. nascer 34. experiência
10. cambalhota 35.fazenda
11. desfile 36. humana
12. exemplo 37. saudade
13. código 38. explosão
14. causa 39. faço
15. brincam 40. sinal
4
Dê uma folha de sulfite branca sem pautas; faça o ditado.
16. açúcar 41. incêndio
17. alguém 42. reflexo
18. chimarrão 43. exame
19. extra 44. sujeira
20. favor 45. vagão
21. piscina 46. vossa
22. quebram 47. relógio
23. exército 48. vingança
24. sexo 49. serrote
25. táxi 50. vassoura

1. Produção de texto
*Entregar uma folha almaço ou com pautas para a criança.

A. O melhor dia da minha vida...

B. Tema livre
AVALIAÇÃO DA COMPREENSÃO LEITORA DOS TEXTOS EXPOSITIVOS
CASO O GRUPO APLIQUE ANEXAR NESTA ORDEM DA PASTA
ARITMÉTICA

Nome:____________________________________________________Data:____/____/____

DITADO DE NUMERAIS (DITAR NUMEROS EX: 6, 27, 68, 100, 250, 1.320) DE ACORDO COM O ANO.

RECONHECER/NOMEAR OS NUMERAIS

6 3 2 1 7 8 5 9 4
10 18 15 20 26 28 30 33 37
40 56 64 77 81 95 100 150 200
300 325 400 450 500 650 800 920 1.000
ESCREVA EM PALAVRAS CADA NUMERAL DO EXERCÍCIO ANTERIOR NA ORDEM
DECRESCENTE

RECONHECIMENTO DE FIGURAS GEOMÉTRICAS


SERIAÇÃO

Enumere as figuras, primeiro em ordem crescente(do menor para o maior).


Agora, enumere as figuras em ordem decrescente (do maior para o menor)
Responda às questões (problemas lógicos intuitivos)

1.Eu tinha maçãs. Comi algumas. Agora tenho:

( ) mais do que antes

( ) menos do que antes

( ) O mesmo tanto que antes

2. Mamãe quer distribuir igualmente algumas xícaras em duas bandejas. Em cada


bandeja vai colocar:

( ) menos xícaras do que o total

( ) mais xícaras do que o total

3. Carolina ganhou dados, baldinhos e piões. Quantos brinquedos ela ganhou?


( envolve a operação lógica de inclusão)

( ) mais do que piões

( ) menos do que piões

4. Ganhei de minha mãe muitos lápis de cor. Gastei alguns. Quanto tenho agora?

( ) mais do que antes

( ) menos do que antes

( ) a mesma quantidade

5. Meu amigo tinha figurinhas. Ganhou algumas. Agora tem?

( )mais do que antes

( )menos do que antes

( )a mesma quantidade
NOÇÕES DE QUANTIDADE E TAMANHO (Fazer oralmente)
( )maior

( )menor

( )curto

( )comprido

( )mais

( )menos

( )grosso

( )fino

( )alto

( )baixo

( )grande

( )pequeno

( )cheio

( )vazio

( )muitos

( )nenhum
TDE II-TESTE DE DESEMPENHO ESCOLAR

Caso o grupo aplique anexar nesta ordem da pasta.

PROVAS DO DIAGNÓSTICO OPERATÓRIO

*Caso o sujeito tenha 11 anos ou mais aplicar apenas as provas de conservação de


volume, massa e dicotomia. Caso tenha de 6 a 10 anos aplicar apenas conservação
de quantidade discreta, seriação e inclusão de classes.
Conservação de Quantidade Discreta

Material:- 20 fichas - 10 de cada cor

APLICAÇÃO

1. PASSO

* PERGUNTAS:- 1ª - “O que você acha que é isso ?” Criança:


[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2ª - “Escolha uma dessas cores”.

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

3ª - “Eu vou fazer uma fila e você vai fazer uma fila do lado da
minha”.

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

Anotar a estratégia da criança e tomar cuidado para que as fileiras fiquem com as
fichas distribuídas termo-a-termo.
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.................................................................................................

CONSIGNA:- “Você acha que nós temos a mesma quantidade de fichas ou alguém
tem mais ou alguém tem menos. Por quê?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

Se a criança tiver alguma dúvida, utilize estratégias para que ela tenha certeza de
que há a mesma quantidade de fichas.

2. PASSO

* Separa-se uma das fileiras. Não mexa na fileira da criança, todas as alterações de
fichas devem ser feitas na fila do examinador.

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

¡ ¡ ¡ ¡ ¡ ¡ ¡ ¡ ¡ ¡

CONSIGNA:- “E agora você acha que nós continuamos com a mesma quantidade
ou alguém tem mais ou alguém tem menos. Por quê ?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

1. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


conservação)
“Você tem certeza que temos as mesmas quantidades de fichas? Olhe bem. Eu
penso que na minha fileira tem mais fichas do que na sua, pois a minha fileira está
mais comprida e tem mais fichas, olhe bem onde acaba a sua fileira e onde acaba
a minha! Você concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


NÃO conservação)

“Você tem certeza que NÃO temos as mesmas quantidades de fichas? Olhe bem.
Eu apenas deixei mais espaços entre as minhas fichas e por isso temos a
impressão de que a minha fileira tem mais fichas. Conte-as. Veja bem, eu não tirei
nem coloquei mais fichas, as que estão aqui são as mesmas que estavam no
começo de nosso jogo. Penso que temos a mesma quantidade de fichas. Você
concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

VOLTA-SE AS FICHAS NO ESTADO ORIGINAL ANTES DE COMEÇAR A SEGUNDA


TRANSFORMAÇÃO.

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

3. PASSO

* Junta-se uma das fileiras. Não mexa na fileira da criança, todas as alterações de
fichas devem ser feitas na fila do examinador.
¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

CONSIGNA:- “E agora você acha que nós continuamos com a mesma quantidade
ou alguém tem mais ou alguém tem menos. Por quê ?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

1. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


conservação)

“Você tem certeza que temos as mesmas quantidades de fichas? Olhe bem. Eu
penso que na minha fileira tem MENOS fichas do que na sua, pois a minha fileira
está menos do que a sua por isso deve ter menos fichas, olhe bem onde acaba a
sua fileira e onde acaba a minha! Você concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


NÃO conservação)

“Você tem certeza que NÃO temos as mesmas quantidades de fichas? Olhe bem.
Eu apenas deixei MENOS espaços entre as minhas fichas e por isso temos a
impressão de que a minha fileira tem menos fichas. Conte-as. Veja bem, eu não
tirei nem coloquei mais fichas, as que estão aqui são as mesmas que estavam no
começo de nosso jogo. Penso que temos a mesma quantidade de fichas. Você
concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

VOLTA-SE AS FICHAS NO ESTADO ORIGINAL ANTES DE COMEÇAR A TERCEIRA


TRANSFORMAÇÃO.
¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

4. PASSO

* Amontoa-se uma das fileiras. Não mexa na fileira da criança, todas as alterações
de fichas devem ser feitas na fila do examinador.

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡

¡¡¡¡¡
¡¡¡¡¡

CONSIGNA:- “E agora você acha que nós continuamos com a mesma quantidade
ou alguém tem mais ou alguém tem menos. Por quê ?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

1. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


conservação)

“Você tem certeza que temos as mesmas quantidades de fichas? Olhe bem. Eu
penso que na minha fileira tem menos fichas do que na sua, pois a minha fileira
está toda junta e tem menos fichas, olhe bem onde acaba a sua fileira e onde
acaba a minha! Você concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


NÃO conservação)

“Você tem certeza que NÃO temos as mesmas quantidades de fichas? Olhe bem.
Eu apenas deixei as minhas fichas agrupadas e por isso temos a impressão de que
a minha fileira tem menos fichas. Conte-as. Veja bem, eu não tirei nem coloquei
mais fichas, as que estão aqui são as mesmas que estavam no começo de nosso
jogo. Penso que temos a mesma quantidade de fichas. Você concorda comigo, o
que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

AVALIAÇÃO

( ) NÍVEL PRÉ-OPERATÓRIO / NÍVEL I

( ) NÍVEL OPERATÓRIO CONCRETO / NÍVEL III

( ) NÍVEL INTERMEDIÁRIO = Ora no pré-operatório / ora no operatório concreto


/ NÍVEL II

É importantíssimo identificar se a criança, em suas respostas, se vale da


identidade, reversibilidade ou compensação.
Conservação de líquidos

Material:- copos de plástico cristal ou de vidro ( dois copos de requeijão, um copo


de cerveja, uma tigela de peito de peru Sadia, 4 copinhos para rolo de filme de
máquina fotográfica – transparentes)

 Colocar água no copo de requeijão, de tal modo que o nível da


água fique na metade dele.
 Sempre teste a medida de água, colocada no copo de
requeijão, na tigela e nos copinhos para evitar surpresas, como a
sobra de líquido – este fator compromete o desenvolvimento
adequado da prova.

APLICAÇÃO

 Utiliza-se dois copos maiores, coloca-se a água, na medida mais ou menos


no meio do copo. O Pp deve colocar líquido em seu copo e solicitar para a
criança que faça o mesmo com o seu:
CONSIGNA:- “Eu gostaria que você colocasse em seu copo a mesma quantidade de
líquido que coloquei no meu”.

Anotar as estratégias da criança:.....................................................................

.....................................................................................................................................
.............................................................................................................
PERGUNTA:- “Você acha que esses dois copos têm a mesma quantidade de
líquido?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

* Se a criança responder que não utilizar de estratégias para que ela consiga
chegar à conclusão que há o mesmo tanto de líquido. (“Então eu gostaria que
você deixasse os dois copos com a mesma quantidade de líquido”).

* A criança tem que ter certeza absoluta que ao dois copos têm a mesma
quantidade. Não importa se não tiver, o importante é a criança ter certeza.

Não mexa no copo da criança, todas as alterações no líquido devem ser feitas no
copo do examinador do examinador.

* Se a criança responder que SIM, perguntar:

PERGUNTA:- “Se bebêssemos a água de nossos copos, eu, toda a água de meu
copo e você, toda a água de seu copo, nós iríamos beber a mesma quantidade de
água, ou alguém iria beber mais ou menos água”.
Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

CONSIGNA: “Você acha que tem a mesma quantidade de líquido ou alguém tem
mais ou alguém tem menos. Por quê ?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

1ª TRANSFORMAÇÃO: COPO MAIS LONGO

* Pp coloca a sua água dentro do tubo longo.

CONSIGNA:-“E agora?” “O que você acha? Nós continuamos com a mesma


quantidade de água ou alguém tem mais ou alguém tem menos. Por quê?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]
1. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de
conservação)

“Você tem certeza que temos a mesma quantidade de água? Olhe bem. Eu penso
que no meu copo tem mais água do que no seu, pois o meu copo é mais alto e
por isso cabe mais água! Você concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


NÃO conservação)

“Você tem certeza que NÃO temos a mesma quantidade de líquido? Olhe bem. Eu
apenas troquei o meu copo que era igual ao seu, e por isso, temos a impressão
que o meu copo tem mais líquido porque ele ‘mais estreito e comprido. Veja bem,
eu não tirei nem coloquei mais líquido. Penso que temos a mesma quantidade de
líquido. Você concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

VOLTA-SE AOS COPOS NO ESTADO ORIGINAL ANTES DE COMEÇAR A SEGUNDA


TRANSFORMAÇÃO.
CONSIGNA: “Você acha que tem a mesma quantidade de líquido ou alguém tem
mais ou alguém tem menos. Por quê ?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2ª TRANSFORMAÇÃO: COPO BAIXO E LARGO, TIPO TIGELA

* Pp coloca a sua água dentro do tigela.

CONSIGNA:-“E agora?” “O que você acha? Nós continuamos com a mesma


quantidade de água ou alguém tem mais ou alguém tem menos. Por quê?”
Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

1. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


conservação)

“Você tem certeza que temos a mesma quantidade de água? Olhe bem. Eu penso
que na minha tigela tem menos água do que no seu copo, pois a minha tigela é
mais baixa/menor do que seu copo e por isso cabe menos água! Você concorda
comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


NÃO conservação)

“Você tem certeza que NÃO temos a mesma quantidade de água? Olhe bem. Eu
apenas troquei de copo a minha água que estava no copo igual ao seu, e por isso,
temos a impressão de que na minha tigela menos água. Veja bem, eu não tirei
nem coloquei mais água. Penso que temos a mesma quantidade de massa. Você
concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

VOLTA-SE AOS COPOS NO ESTADO ORIGINAL ANTES DE COMEÇAR A SEGUNDA


TRANSFORMAÇÃO.
3ª TRANSFORMAÇÃO: 4 TACINHAS MENORES

* Pp coloca a sua água dentro dos copinhos.

CONSIGNA:-“E agora?” “O que você acha? Nós continuamos com a mesma


quantidade de água ou alguém tem mais ou alguém tem menos. Por quê?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

1. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


conservação)
“Você tem certeza que temos a mesma quantidade de água? Olhe bem. Eu penso
que em todos os meus copinhos juntos tem menos água do que no seu copo, pois
todos os meus copinhos juntos são pequenos/menores do que seu copo e por isso
cabe menos água! Você concorda comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

2. CONTRA ARGUMENTAÇÃO: (em caso da criança ter apresentado resposta de


NÃO conservação)

“Você tem certeza que NÃO temos a mesma quantidade de água? Olhe bem. Eu
apenas troquei de copo a minha água que estava no copo igual ao seu, coloquei a
mesma água distribuída em todos estes copinhos, e por isso, temos a impressão
de que nos meus copinhos têm menos água. Veja bem, eu não tirei nem coloquei
mais água. Penso que temos a mesma quantidade de líquido. Você concorda
comigo, o que você pensa?”

Criança:
[...................................................................................................................................
.............................................................................................................]

AVALIAÇÃO
( ) NÍVEL PRÉ-OPERATÓRIO / NÍVEL I

( ) NÍVEL OPERATÓRIO CONCRETO / NÍVEL III

( ) NÍVEL INTERMEDIÁRIO / NÍVEL II (ora no operatório concreto/ ora no nível


pré – operatório)

É importantíssimo identificar se a criança, em suas respostas, se vale da


identidade, reversibilidade ou compensação.

Dicotomia5

5
É uma prova importantíssima de ser aplicada (e bem aplicada!!!!); tem papel
decisivo na compreensão do Diagnóstico Operatório e no Diagnóstico em Geral.
Inicia-se a sessão de avaliação, sempre, por esta prova. Deixe atividades de reserva,
caso a criança termine a prova rapidamente. Contudo a aplicação desta prova tende a ser
bastante demorada.
Material:- formas geométricas (quadrados e círculos) de duas cores e dois
tamanhos, folha branca

APLICAÇÃO

1. PASSO

* Mistura-se todas as peças.

CONSIGNA: “Imagine que essas duas folhas sejam duas caixas e que essas peças
sejam brinquedos. Eu gostaria que você separasse nessas duas caixas estas peças,
colocando juntas aquelas que podem ficar juntas”.

Anotar a estratégia da criança e qual o critério que ela está


utilizando.....................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.........................................................................

(CASO, fique alguma peça de fora, solicitar à criança que guarde todas as peças,
pois nenhuma pode ficar fora das caixas. Anotar se a criança teve este
comportamento e, qual foi sua reação e procedimentos após a orientação do Pp.).

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.........................................................................

DEPOIS que a criança terminar de acomodar as peças, pergunte:

PERGUNTA: “Qual o nome dessa caixa e dessa outra caixa de brinquedos?” Por
que você colocou estas peças na caixa X e porque estas peças estão na caixa Y?”

Nome da Caixa X:...........................................................................................

Porque as peças estão acomodadas.................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Nome da Caixa Y:...........................................................................................

Porque as peças estão acomodadas.................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Se a criança não apresentar nenhum critério (cor, tamanho, forma), proceda da


seguinte forma:

Pegue mais duas folhas de papel e cubra as “caixas”. Em seguida pergunte à


Criança:

PERGUNTA: “Se eu tampar estas duas caixas e guardá-las em cima de um armário,


onde eu não possa ver o que tem dentro, e, se eu lhe pedir para que você me dê
uma peça redonda, vermelha, grande, você vai saber em qual caixa estará esta
peça? Como?

Anotar a Resposta da Criança para poder entender seus procedimentos........

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Então, peça licença à criança e explique – lhe que você irá misturar as peças para,
novamente, serem separadas:

2. PASSO

CONSIGNA: “Agora, eu gostaria que você separasse estas peças deixando juntas as
que podem ficar juntas, só que de uma maneira/jeito diferente da que você já
fez”.

Anotar a estratégia da criança e qual o critério que ela está


utilizando.....................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.........................................................................

(CASO, fique alguma peça de fora, solicitar à criança que guarde todas as peças,
pois nenhuma pode ficar fora das caixas. Anotar se a criança teve este
comportamento e, qual foi sua reação e procedimentos após a orientação do Pp.).

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.........................................................................

DEPOIS que a criança terminar de acomodar as peças, pergunte:

PERGUNTA: “Qual o nome dessa caixa e dessa outra caixa de brinquedos?” Por
que você colocou estas peças na caixa X e porque estas peças estão na caixa Y?”

Nome da Caixa X:...........................................................................................

Porque as peças estão acomodadas.................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Nome da Caixa Y:...........................................................................................

Porque as peças estão acomodadas.................................................................


.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Se a criança não apresentar nenhum critério (cor, tamanho, forma), proceda da


seguinte forma:

Pegue mais duas folhas de papel e cubra as “caixas”. Em seguida pergunte à


Criança:

PERGUNTA: “Se eu tampar estas duas caixas e guardá-las em cima de um armário,


onde eu não possa ver o que tem dentro, e, se eu lhe pedir para que você me dê
uma peça redonda, vermelha, grande, você vai saber em qual caixa estará esta
peça? Como?

Anotar a Resposta da Criança para poder entender seus procedimentos........

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Então, peça licença à criança e explique – lhe que você irá misturar as peças para,
novamente, serem separadas:

3. PASSO

Anotar a estratégia da criança e qual o critério que ela está


utilizando.....................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.........................................................................

(CASO, fique alguma peça de fora, solicitar à criança que guarde todas as peças,
pois nenhuma pode ficar fora das caixas. Anotar se a criança teve este
comportamento e, qual foi sua reação e procedimentos após a orientação do Pp.).

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.........................................................................

DEPOIS que a criança terminar de acomodar as peças, pergunte:

PERGUNTA: “Qual o nome dessa caixa e dessa outra caixa de brinquedos?” Por
que você colocou estas peças na caixa X e porque estas peças estão na caixa Y?”

Nome da Caixa X:...........................................................................................

Porque as peças estão acomodadas.................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Nome da Caixa Y:...........................................................................................

Porque as peças estão acomodadas.................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Se a criança não apresentar nenhum critério (cor, tamanho, forma), proceda da


seguinte forma:

Pegue mais duas folhas de papel e cubra as “caixas”. Em seguida pergunte à


Criança:

PERGUNTA: “Se eu tampar estas duas caixas e guardá-las em cima de um armário,


onde eu não possa ver o que tem dentro, e, se eu lhe pedir para que você me dê
uma peça redonda, vermelha, grande, você vai saber em qual caixa estará esta
peça? Como?

Anotar a Resposta da Criança para poder entender seus procedimentos........

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Caso a criança não consiga dicotomizar por nenhum critério, ou, caso fique retida
na utilização de um critério somente, o Pp deve iniciar o processo de indução.

Então, peça licença à criança e misture as peças, explique – lhe que agora vocês
vão fazer de um jeito diferente:

4. PASSO: DICOTOMIA POR INDUÇÃO

* Utiliza-se esta etapa a partir da 5ª tentativa em que a criança não tenha


conseguido realizar as etapas anteriores.
O Pp orienta a criança que ele vai começar a separação e depois a criança deve
continuar, pega-se uma peça de cada critério, coloca-se nas caixas e pede-se para
que a criança continue (exemplo: COR – pegue um circulo e um quadrado grandes
vermelhos, um círculo e um quadrado pequenos e vermelhos e coloque em uma
caixa; depois pegue um círculo e um quadrado grandes azuis, um círculo e um
quadrado pequenos e azuis e coloque na outra caixa )

CONSIGNA: “Agora vamos brincar; Eu começo e você termina”.

1) COR:

* Coloca-se uma peça de cada tamanho.

* Caso, a criança não consiga seguir a separação determinada pelo o Pp, a prova
deve ser parada imediatamente!

Anotar a Estratégia / Resposta da Criança para poder entender seus


procedimentos:

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

2) TAMANHO:

* Idem ao anterior

Anotar a Estratégia / Resposta da Criança para poder entender seus


procedimentos:

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

3) FORMA:

* Idem ao anterior

Anotar a Estratégia / Resposta da Criança para poder entender seus


procedimentos:

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

OBS.:- Se a criança acertar em cada prova da indução as separações das peças


seguindo os critérios estabelecidos pelo examinador, então, peça para ela
continuar sozinha dede do começo – repete-se todo o processo anterior ao da
indução.

CONSIGNA: “ Agora eu gostaria que você fizesse sozinha”.

AVALIAÇÃO

Critérios de análise de separação:

COR

FORMA

TAMANHO
( ) NÍVEL PRÉ OPERATÓRIO / NÍVEL I

INTUITIVO GLOBAL = 1 critério

ARTICULADO = 2 critérios

( ) NÍVEL OPERATÓRIO CONCRETO 3 critérios / NÍVEL III

Inclusão de classes

Material:- 10 mini brinquedos: 05 carros e 05 aviões; ou 10 frutas: 5 bananas e 5


maçãs; ou 10 animais: 05 gatos e 05 cachorros, ou outros)

APLICAÇÃO

* Mostra-se os objetos para a criança

PERGUNTA: “Você conhece o que é isso aqui?”

* Se a criança generalizar, pergunta o nome de cada um.

* Monta-se as peças:
XXXXXYYYYY

EX:

Anota-se a resposta da criança........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.................................................................................................

 Questionar em questão da quantidade...................................................


.....................................................................................................................................
.............................................................................................................

PERGUNTA: “Nós temos mais X ou mais Y ?” XXXYYYYY

Anota-se a resposta da criança........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.................................................................................................

 Questionar em questão da quantidade...................................................


.....................................................................................................................................
.............................................................................................................

“Nós temos mais X ou mais Y ?” XXXYY


Anota-se a resposta da criança........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.................................................................................................

 Questionar em questão da quantidade...................................................


.....................................................................................................................................
.............................................................................................................

* Sonda-se a quantidade tirando e colocando as peças, ora uma ora outra.

* Após a sondagem da quantidade pergunta-se:

PERGUNTA: “E agora nós temos mais X ou mais animais ? Por quê ?”

* Aplica-se duas ou três vezes, alternando os bichinhos (ou outro item).

Anota-se a resposta da criança........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.................................................................................................

 Questionar em questão da quantidade...................................................


.....................................................................................................................................
.............................................................................................................

OBS.: Anota-se tudo o que a criança responder.


AVALIAÇÃO

( ) NÍVEL PRÉ-OPERATÓRIO / NÍVEL I

( ) NÍVEL OPERATÓRIO CONCRETO / NÍVEL III

( ) INTERMEDIÁRIO / NÍVEL II (Quando fica na dúvida nas contra-argumentações,


ou às vezes, consegue incluir, às vezes não; está ora no estádio pré-operatório ora
no operatório concreto).

Seriação

Material:- 11 pauzinhos (10 para a série inicial e um coringa – marcado com


pontinho preto)

APLICAÇÃO

1. PASSO

CONSIGNA: “Eu gostaria que você fizesse com estes palitos uma escada,
colocando um palito do lado do outro, começando do maior palito para o menor”.

Anotar a estratégia da criança.........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

Espaço para representar como ela estrutura a escada:


OBS.: Se a criança fizer uma escada em que os palitos não estiverem um ao lado
do outro, utiliza-se a seguinte consigna:

CONSIGNA:- “Que outro tipo de escada você poderia fazer, colocando um palito
ao lado do outro?”

OBSERVAÇÕES:

SERIAÇÃO POR INDUÇÃO


* Utiliza-se a indução se a criança não conseguir realizar a seriação colocando os
palitos um do lado do outro.

CONSIGNA: “Agora eu vou começar a fazer uma escada e você continua”.

Anotar a estratégia da criança......................................................................


…………………..
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
..................................................................................……………………………………

Repetir uma ou duas vezes este procedimento. Se a criança não conseguir, a prova
deve ser interrompida.

2. PASSO

* SE A CRIANÇA FIZER A ESCADA CORRETAMENTE, ENTREGAR O PALITO EXTRA E


PEDIR PARA QUE ELA O ENCAIXE NA SÉRIE QUE ESTÁ.

CONSIGNA: “Eu gostaria que você colocasse este palito/bastonete nesta escada,
deixando-o no lugar que ele pode ficar”.

Anotar a estratégia da criança.........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................
3. PASSO:

* Utiliza-se o anteparo. Passa-se para essa segunda etapa se a criança acertar o


primeiro. Independente se ela conseguiu colocar o palito extra. Embaralha-se os
palitos.

CONSIGNA: “Agora eu gostaria que você fosse me dando um palito de cada vez,
começando do maior palito para o menor, para que eu monte esta escada na
mesma ordem que você montou”.

Exemplo:

Bastonete

Psicopedagogo ante-paro Criança

Anotar a estratégia da criança.........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

QUANDO A CRIANÇA TERMINAR DE FAZER A ESCADA, NÃO SE RETIRA O


ANTEPARO E PERGUNTA-SE:

PERGUNTA: “O que você acha? Eu montei a escada exatamente igual ao que


estava ali?” Como você sabe?

Anotar a resposta da criança.........................................................................

.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................................................................
.....................................................................................

* Independente da resposta mostra-se o resultado. Tira-se o anteparo.

AVALIAÇÃO

( ) NÍVEL PRÉ OPERATÓRIO / NÍVEL I

( ) NÍVEL OPERATÓRIO CONCRETO / NÍVEL III


( ) INTERMEDIÁRIO / NÍVEL II

OBS.: Para a criança dar conta da matemática necessita da seriação e da


conservação.

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO NEUROPSICOPEDAGÓGICA SITUACIONAL


(APENAS UM MODELO A SER SEGUIDO)

OBJETIVO:ESTE RELATÓRIO TEM POR OBJETIVO RELATAR OS RESULTADOS DA


AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA PSICOPEDAGÓGICA NAS ÁREAS DE APRENDIZAGEM

I – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Nome: (colocar as iniciais)


Data de Nascimento:
Escolaridade:
Natural:
Filiação
Pai:
Mãe:
Instituição Escolar:
Neuropsicopedagogo(a)/Avaliador (a):

II-APRESENTAÇÃO DO CASO

Fulano foi encaminhado para reavaliação diagnóstica psicopedagógica por solicitação da


coordenadora pedagógica. Entrevista e anamnese realizada com os pais. Gravidez planejada,
sonhada pelos pais. Gestação física e alimentação adequadas. Aspecto emocional abalado no
ultimo mês de gestação até os 10 meses de vida do filhp aproximadamente, a mãe relatou
medo e insegurança quanto ao primeiro filho. Parto cesárea, nasceu 2920 kg 48 cm. Tudo
correu bem na hora do parto. Saiu da maternidade com os pais, foi amamentado no seio
materno apenas no 3º dia de vida no hospital, perdurando exclusivamente até 6 meses, depois
aliado a alimentação sólida e com 10 meses cessou por vontade própria. Desenvolvimento
neuropsicomotor dentro do esperado, engatinhou em marcha para frente, andou no dia do
aniversário de 1 ano. Obteve controle dos esfíncteres na escola a professora iniciou o processo
de retirada da fralda, porém nas férias a mãe estava em recesso do trabalho e tentou continuar
em casa, porém ele sempre fazia na roupa ou pela casa, até que a mãe decidiu colocar a fralda
novamente na volta as aulas, e um pouco antes dos 3 anos de idade cessou por sua vontade.
Linguagem fala dentro do esperado, sem dificuldade de pronúncia. Sono entre 8h a 10h por
noite, a mãe percebe que ele range os dentes dormindo, às vezes acorda para tomar água e ir
ao banheiro. Alimentação satisfatória com arroz, feijão e carne. Quanto aos hábitos da vida
diária é independente porém precisa ser lembrado, necessita de organização e planejamento,
pois se perde na sequência, gosta e sabe muito sobre ventiladores e carros, lê manual e
pesquisa. Entre 2 a 3 anos iniciou forte interesse por ventilador sempre gostou muito de tudo
que rodava, com 3 anos sabia explicar energia eólica.Tem memória visual muito marcante.
Quando bebê teve boa saúde, apenas uma inflamação urinária. Com 3 para 4 anos caiu e
perdeu os dois dentes da frente com a raiz. Aos 6 anos na escola trombou com um amigo e
quebrou o fêmur em novembro passou por cirurgia e não frequentou mais a escola até março
do ano seguinte, quando em agosto realizou outra cirurgia para retirar a haste do fêmur ficando
15 dias sem ir para a escola. Apresenta rinite. Não suporta barulhos externos provenientes de
estouro de bexiga e rojão, porém tocava bateria sem queixas. Toma ritalina 10 mg no almoço.
Gosta de vídeo game. Frequentemente dorme na cama dos pais com o consentimento do pai, a
mãe não concorda. Seu relacionamento com a irmã é muito bom, tem brigas normais de irmãos.
Os pais finalizaram relatando que ele é “estabanado” quer demonstrar carinho do seu jeito, na
maioria das vezes não muito delicado. Com o pai é mais carinhoso.

III – DESCRIÇÃO DA DEMANDA (QUEIXA)

Iniciou vida escolar com 1 ano e 6 meses na escola em que está atualmente. Na
educação infantil apenas queixas de comportamento, agitação e concentração. Aprendia além
do esperado, os colegas estavam em letras, ele já estava nas sílabas. No 1º ano escolar
nasceu sua irmã em Abril, a professora reatou aos pais apenas a queixa de dispersão e
dificuldade de concluir a atividade, quando se dispersava também gerava dispersão nos
colegas, quando realizou avaliação psicopedagógica, psicológica, e posteriormente
neuropediátrica, com diagnóstico de TDAH. O objetivo principal é sua reavaliação para
orientações adequadas. Atualmente está no 3º ano com dificuldades comportamentais e
atencionais.

IV – RECURSOS AVALIATIVOS E RESULTADOS

Foram realizadas 12 (onze) sessões para avaliação diagnóstica, consistindo em entrevista


e anamnese, observação no ambiente escolar, sessões com o menor e devolutiva aos pais. O
menor apresentou curiosidade, extroversão, desenvoltura, satisfatória comunicação verbal, tom
de voz alto, sinais de ansiedade, impulsividade e agitação. Esteve resistente a atividades que
julgava serem longas ou o lembravam do ambiente escolar, por respectivas vezes não quis
realizar ou necessitou de um tempo consideravelmente longo para concluir. Ritmo de trabalho
instável, ora lento ora rápido, de acordo com a demanda das atividades. Dificuldade para
aguardar instruções até o fim. Apresentou iniciativa própria e manteve sustentação do contato
visual. Contou muitas histórias no decorrer da avaliação. Facilidade para se socializar. Nítido
interesse por carros e ventiladores.

Os instrumentos utilizados para a avaliação foram:

 Informações Sociais;

 Provas do diagnóstico operatório;


 Ciclo Básico de Alfabetização CBA;

 Provas de habilidades percepto-linguísticas;

 Avaliação da consciência fonológica;

 Provas do Diagnóstico-operatório;

 Teste de Trilhas;

 Teste de Atenção por cancelamento (seletiva);

 Teste de Audibilização;

 TDE II – Teste de Desempenho Escolar;

 Língua Portuguesa (leitura, escrita e interpretação de texto);

 Aritmética/matemática;

 Jogos lógicos e lúdicos.

Área das Informações Sociais: Relacionado à idade que apresentou desempenho satisfatório na
realização da atividade, domínio para dados pessoais e sociais. Relatou não gostar de estudar
com a seguinte consigna “é chato tem que ficar o tempo todo grudado no caderno e sentado” e
acrescentou “gosto só na quinta feira que a quadra é nossa no lanche, dá para jogar futebol.
Não gosto de tarefa se pudesse tirava, eu daria aula ao ar livre, dar inteligência pra eles e dar
sempre 20 minutos pra brincar de lego”. Quando for adulto pretende trabalhar com mecânica,
para consertar e vender eletrônicos ou jogar futebol. Seu maior desejo atual é entrar em um
jogo virtual com uma BMW Z4. Quando questionado sobre o mundo em que vivemos relatou
que seria necessário acabar com roubos, vídeos ruins, acidentes, confusões e violências.

Área do Diagnóstico Operatório: no momento, encontra-se no estágio operatório-concreto.


Possui conceito e domínio para conservação de quantidade discreta, seriação e inclusão de
classes. Nível de pensamento adequado e esperado a sua idade.

Área Psicomotora: Obteve sucesso em coordenação global dinâmica e global estática, para
coordenação motora fina foram observadas necessidades de otimizar seu recorte. Obteve
sucesso no traçado de letra cursiva, apenas flutuações no tamanho da letra. Apresenta
dominância lateral cruzada, utiliza lado direito para pernas, esquerdo para mãos, e esquerdo e
direito para olhos. Em atividade grafomotora apresentou satisfatório desempenho.

Teste de Audibilização: avalia discriminação fonemática, memória auditiva de dígitos, frases e


relatos e conceituação com identificação de absurdos, objetos, situações e palavras,
organização sintático-semântica e vocabulário de figuras. Encontra-se no Grupo Superior para
crianças da sua idade. Em negrito e sublinhado sua pontuação.

Crianças de 7 anos:

Grupo Inferior Grupo Médio Grupo Médio Grupo Superior


Inferior Superior
IA Abaixo de 16 De 16 a 19 De 19 a 22 Acima de 22
II Abaixo de 20 De 20 a 24 De 24 a 28 Acima de 28
III Abaixo de 27 De 27 a 32 De 32 a 37 Acima de 37
IA+II+III Abaixo de 64 De 64 a 75 De 75 a 86 Acima de 86
Teste de trilhas – versão brasileira (Montiel e Seabra), PARTE A (NÚMEROS e LETRAS) e
PARTE B (LETRAS E NÚMEROS): É utilizado para a avaliação as funções executivas e
especificamente da flexibilidade cognitiva, estando relacionado às habilidades cognitivas de
percepção, atenção e rastreamento visual, velocidade e rastreamento visuomotor. Apresentou
resultado satisfatório de pontuação para a PARTE A – NÚMEROS (sequencia numérica) e
LETRAS (sequencia alfabética). E para a PARTE B – LETRAS E NÚMEROS. Sendo seu
desempenho final Baixo devido ao tempo de execução. Em negrito e sublinhado a sua
pontuação.

Pontuação-padrão < 70 Muito baixa

Pontuação-padrão entre 70 e 84 Baixa

Pontuação-padrão entre 85 e 114 Média

Pontuação-padrão 115 e 129 Alta

Pontuação-padrão ≥ 130 Muito alta

Teste de atenção por cancelamento – TAC (Montiel e Seabra) versão brasileira, consiste em
três partes. Todas as partes avaliam a atenção seletiva, onde em cada uma é apresentada um
nível de complexidade (a atenção seletiva é utilizada permite ao indivíduo processar
informações, pensamentos ou ações relevantes de uma determinada tarefa, ignorando
estímulos distratores ou irrelevantes). Em negrito e sublinhado sua pontuação.

Pontuação-padrão < 70 Muito baixa

Pontuação-padrão entre 70 e 84 Baixa

Pontuação-padrão entre 85 e 114 Média

Pontuação-padrão 115 e 129 Alta

Pontuação-padrão ≥ 130 Muito alta

Área de linguagem (receptiva, expressiva, leitura e escrita)

Receptiva: Compreende ordens e instruções, porém sua desatenção e impulsividade


prejudicava seus resultados. Conceituação dentro do esperado para sua idade.

Expressiva: Nítidos sinais de desatenção, agitação, impulsividade e hiperatividade. Resistência


a atividades prolongadas, dificuldades para aguardar instruções. Expressões faciais e corporais
notórias e sustentação do contato visual. Tom de voz alto. Contou histórias durante a avaliação.
Necessidade frequente de oralização.

Leitura e escrita: Leitura em rota lexical. Escrita em letra cursiva legível. Trocas ortográficas
leves, omissão do h inicial, dígrafo sc, s/z, omissão de letra e c/ss. Sinais de desatenção
durante leitura de texto, com interrupções orais sobre outros conteúdos e dispersões. Realizou
produção de texto, com sequencia de ideias. Area de leitura e escrita com desempenhos
adequados.

Aritmética/matemática: Faz relação termo-a-termo. Reconhece e Nomeia algarismos até


dezena de milhar, porém utiliza a vírgula no lugar do ponto. No Jogo Numerais/Quantidades
compreendeu a dinâmica do jogo sozinho com sua própria manipulação. Possui conceito de
quantidade e tamanho. Soube dezena, não soube dúzia. Nos Jogos Lógicos apresentou
satisfatória compreensão. Em problemas lógico-intuitivos apresentou sucesso para adição,
inclusão e subtração. Nomeou e identificou as figuras geométricas básicas (quadrado, círculo,
triângulo e retângulo). Raciocínio lógico matemático eficiente para situações problema e
realizou mentalmente adição de centenas e dezenas. Soube números pares e ímpares.
Compreende o ponteiro de hora e número, porém não soube identificar corretamente as horas
no relógio. Dificuldade para o raciocínio da subtração com empréstimo.

TDEII: Teste de Desempenho escolar como instrumento de avaliação clínico ou educacional


para triagem universal dos principais eixos da aprendizagem escolar, sendo: escrita, aritmética
e leitura. Visa compreender, de modo singular, o papel de fatores neurodesenvolvimentais da
cognição e da linguagem como um domínio cognitivo complexo e essencial para o desempenho
escolar. Joel não conseguiu realizar o teste dentro dos critérios apresentados, devido a sua
resistência, desinteresse, desmotivação, lentidão e oposição as instruções.

V – CONCLUSÃO

(Iniciais) apresenta resultados satisfatórios quanto ao desenvolvimento cognitivo em


nível de pensamento (cognição), praxias e memória, assim como áreas funcionais/acadêmicas
de leitura e escrita, porém seus sinais de desatenção, impulsividade e hiperatividade indicam
presença de quadro de transtorno do neurodesenvolvimento, TDAH combinado, segundo DSM
V, que estão afetando seu desempenho comportamental e relacional, com indícios de
desenvolver comorbidades. No tocante a aprendizagem demonstrou ausência de vínculo
escolar, relacionando a aprendizagem do ambiente familiar. Sugere-se acompanhamento
psicopedagógico para estimulação cognitiva em áreas atencionais, funções executivas e
resgate do vínculo escolar, assim como orientações familiares que favoreçam melhora do
quadro de Joel. Solicito que Joel sente preferencialmente nas primeiras carteiras e suas
avaliações tenham maior tempo para realização. Demais orientações estão na cartilha do TDAH
que será enviada por e-mail à escola. Seu prognóstico em intervenção psicopedagógica é de
longo prazo.

VI – INDICAÇÕES/ENCAMINHAMENTOS

Receba acompanhamento psicopedagógico semanal, para suprir e/ou minimizar


condutas do quadro de TDAH, especialmente em áreas atencionais, de funções executivas e
controle inibitório.

Receba apoio pedagógico na própria escola, específico para transtorno do


neurodesenvolvimento TDAH.

Receba acompanhamento psicológico cognitivo comportamental.

Continuidade em acompanhamento neuropediátrico.


VII - OBSERVAÇÕES COMPLEMENTARES

A profissional que realizou a avaliação coloca-se à disposição, para


esclarecimentos que se fizerem necessários. Neste relatório constam 6 (seis) páginas.

Apucarana,....de ................de 2021.

NOME DAS ESTAGIÁRIAS E ASSINATURAS

DEVOLUTIVA DA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

*relatar(descrever) como foi realizada aos pais e a escola (pode ser manuscrito ou digitado).
Dia que foi realizada, quem estava presente, como foi conduzido, mostrar resultados
identificados na avaliação e explicar as etapas que virão com a intervenção.
INTERVENÇÃO PROGRAMADA
Roteiro para intervenção programada

SESSÕES
1ª Data:-
Testes:-
2ª Data:-
Testes:-

3ª Data:-
Testes:-

4ª Data:-
Testes:-

5ª Data:-
Testes:-

6ª Data:-
Testes:-
7ª Data:-
Testes:-

8ª Data:-
Testes:-

9ª Data:-
Testes:-

10ª Data:-
Testes:-

ANEXAR TODAS AS ATIVIDADES APLICADAS NA INTERVENÇÃO. (caso o


corpo clínico não encontre materiais de intervenção para o caso
avaliado, a supervisora fará as orientações adequadas nos encontros de
orientação)

Ex: LABIRINTO INTELIGENTE


Objetivo: estimular o desenvolvimento da coordenação motora fina ao pegar e
levar as peças pelo caminho do labirinto, aliando o movimento à orientação
visuoespacial e atenção.

SUGESTÕES DE INTERVENÇÃO

A etapa da intervenção programada exige um direcionamento para o tratamento mais


adequado ao caso, neste momento o objetivo é que o sintoma desapareça ou no
mínimo seja minimizado e inclui estimulação, habilitação e reabilitação. Para cada caso
específico atribuiremos sua necessidade.

SUGESTÕES DE MATERIAIS PARA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA


(CHECKLISTS)
PAY ATTENTION

www.hogrefe.com.br

JOGOS BOOLE

www.jogosboole.com.br

CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA

www.meuespacoaprender.com.br

MINI CRIATIVO LUK

www.meuespacoaprender.com.br

CRIATIVO LUK

www.meuespacoaprender.com.br

GENIUS

www.meuespacoaprender.com.br

BATERIA NADIA BOSSA

http://nadiabossa.com.br
PIAFEX

www.piafex.com.br

www.memnon.com.br

MEMOMIX

www.booktoy.com.br

ESCUTAÇÃO

www.saraiva.com.br

TORRE DE HÁNOI

www.meuespacoaprender.com.br

TORRE DE LONDRES

www.meuespacoaprender.com.br

LABIRINTO INTELIGENTE

www.meuespacoaprender.com.br

CIRCUITOS PSICOMOTORES

http://loja.benu.com.br
FLORESTA ENCANTADA PSICOMOTRICIDADE

www.meuespacoaprender.com.br

ALINHAVOS

www.meuespacoaprender.com.br

CARA A CARA

www.meuespacoaprender.com.br

XADREZ

www.meuespacoaprender.com.br

DOMINÓ

www.meuespacoaprender.com.br

TRILHAS

www.meuespacoaprender.com.br

IMAGEM E AÇÃO

www.meuespacoaprender.com.br

LINCE

www.meuespacoaprender.com.br
TAPA CERTO

www.meuespacoaprender.com.br

TORRE INTELIGENTE

www.meuespacoaprender.com.br

BLOCOS DE ENCAIXE

www.meuespacoaprender.com.br

MANUAL PAPATERRA

www.meuespacoaprender.com.br

CUBO MÁGICO

www.nadiabossa.com.br

CAIXA ROUTE NEUROAPRENDIZAGEM

www.portalroute.com

MATERIAL DOURADO

www.meuespacoaprender.com.br
TANGRAN

www.meuespacoaprender.com.br

MANCALA

www.meuespacoaprender.com.br

PREFEX

www.psicopedagogiabrasil.com.br

COLEÇÃO ATIVIDADES CORRETIVAS E

NEUROPSICOPEDAGÓGICAS

www.meuespacoaprender.com.br
Após todas as atividades de intervenção e as anotações adequadas, realizar um relatório sobre
o desempenho do sujeito na intervenção. O corpo clínico deve fazer as modificações
necessárias do texto abaixo de acordo com estudo de caso.

PARECER DE INTERVENÇÃO NEUROPSICOPEDAGÓGICA PROGRAMADA

A criança/adolescente Fulano de tal(colocar apenas as iniciais,


abreviar), passou por 10 (dez) sessões de intervenção
neuropsicopedagógica para sanar ou minimizar suas dificuldades
em:_______________________________________________________
___________________________________________________________
________________________________________________________,
pois durante a avaliação foram áreas que apresentaram defasagens e
estão comprometendo seu desempenho escolar. Devido a sua idade e
série escolar estas dificuldades deveriam ter sido sanadas, portanto
decidiu-se através de 10 (dez) sessões de intervenção
neuropsicopedagógica promover este aprendizado ao sujeito em
questão. Fulano de tal (colocar apenas as iniciais, abreviar) comportou-
se______________________________________________, na maioria
das sessões esteve
emocionalmente___________________________________________

___________________________________________________________
e o desempenho obtido
foi______________________________________________________,
alcançando os seguintes resultados (especificar as áreas em que houve
resultado).

Cidade,dia,mês e ano
Nome das estagiárias e assinaturas

Conclusão

(Opinião pessoal, um parágrafo para cada estagiário, escrever sobre a importância


do estágio clínico no curso, crescimento profissional e impressões pessoais, cada
integrante do corpo clínico deve fazer individualmente, com produções pessoais).

DEVOLUTIVA FINAL AOS PAIS E ESCOLA


(COM A PASTA DEVIDAMENTE ORGANIZADA E FINALIZADA RELATAR/DESCREVER COMO FOI
REALIZADA A INTERVENÇÃO, FINALIZAÇÃO DO ESTÁGIO E APRESENTAÇÃO DE TODOS OS RESULTADOS)
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

REFERÊNCIAS ELETRONICAS
ANEXOS (opcional)

Gráficos/fotos/tabelas/laudos/cópias do caderno...

Você também pode gostar