Você está na página 1de 2

COLANGIORRESSONÂNCIA MAGNÉTICA

INDICAÇÃO
Não dispomos de indicação clínica
TÉCNICA
- Exame realizado em equipamento de 1,5 T, com aquisições em vários planos
e ponderações, sem a administração endovenosa do meio de contraste.
- Exame realizado em equipamento de 1,5 T, com aquisições em vários planos
e ponderações, antes e após a administração endovenosa do meio de
contraste.
ACHADOS
- Fígado de contornos, dimensões e intensidade de sinal normais.
Fígado de contornos e dimensões preservados exibindo redução difusa e
homogênea da intensidade de sinal na sequência T1 fora de fase.
Fígado de contornos, dimensões e intensidade de sinal normais exibindo
nódulo.
- Veias supra-hepáticas e porta de trajeto, calibre e intensidade de sinal de
fluxo mantidos.
- Não há dilatação das vias biliares intra e extra-hepáticas.
Pequena dilatação das vias biliares intra e extra-hepáticas, com maior diâmetro
do colédoco de, sem evidências de fatores obstrutivos.
- Vesícula biliar com parede de espessura normal e conteúdo habitual.
Vesícula biliar com parede de espessura normal exibindo pequenos cálculos no
seu interior, medindo até 16 mm.
- Glândulas adrenais de aspecto normal.
Glândula adrenal apresentando imagem nodular de contornos regulares com
redução de sinal na sequência T1 fora de fase, medindo cerca de .
- Pâncreas de morfologia e intensidade de sinal preservados com gordura
peripancreática de aspecto habitual.
- Baço e volume e intensidade de sinal mantidos.
Baço de dimensões aumentadas e intensidade de sinal mantida.
- Rins em topografia usual com morfologia e intensidade de sinal preservados.
Pequenas imagens císticas de aspecto simples na cortical dos rins, a maior
exofítica no terço inferior do rim esquerdo, medindo cerca de 15 mm.
Presença de cálculo de no terço distal do ureter direito determinando dilatação
ureteral proximal e pielocalicinal ipsilateral.
- Segmentos visibilizados dos ureteres com trajeto, calibre e intensidade de
sinal mantidos.
- Aorta e veia cava inferior com trajeto, calibre e intensidade de sinal
preservados.
Dilatação aneurismática de aspecto fusiforme na aorta abdominal infra-renal,
com maior diâmetro de e extensão estimada em.
Veia cava inferior com trajeto, calibre e intensidade de sinal preservados.
- Ausência de linfonodomegalias.
Linfonodos proeminentes nas cadeias, de aspecto habitual, os maiores
medindo.
Linfonodomegalias nas cadeias, algumas com degeneração cística/necrótica,
as maiores medindo.
- Não há líquido livre na cavidade abdominal.
Pequena quantidade de líquido na cavidade abdominal.
- Alterações degenerativas na coluna toracolombar.
CONCLUSÃO
Colangiorressonância magnética dentro dos limites da normalidade.
Colecistolitíase.
Cisto simples no rim esquerdo (Bosniak I).

Você também pode gostar