Você está na página 1de 5

Ideias neoliberais

crise do sistema se constituía no poder excessivo dos sindicatos e do


movimento de trabalhadores, que ao garantir a expansão dos direitos sociais
tinham impulsionado o desgaste da lucratividade das empresas.

o Estado neoliberal retiraria o poder dos sindicatos, diminuiria os gastos com


as questões sociais, reduzindo ao máximo sua intervenção na economia.

Um dos componentes do ideário neoliberal:


 ataque às formas de regulação.
Então a profissionalização dos docentes é estimulada e mesmo tomada como
pressuposto ao não se regular externamente sobre seus processos de
formação? A política do não assistencialismo do Estado Neoliberal milita em
favor da e valorizando a profissionalização docente, pois que delimita o que é
de sua competência e responsabilidade no referente ao domínio das técnicas
para gerar aprendizagens...

 que o bem-estar humano pode ser melhor promovido liberando-se as


liberdades e capacidades empreendedoras individuais.
Isto vale tanto no âmbito da dinâmica interna da rotina de trabalho (inovando
com novos métodos aplicados ou criados a partir de vivências formativas),
como também no contexto de colocação no mercado de trabalho, afinal, um
Professor sempre pode investir tornando-se empreendedor no mercado da
aprendizagem (ex: aulas particulares; desenvolvedor de conteúdos)

 subjetivismo metodológico, na qual o indivíduo percebe o mundo tal


como ele é, e se mostra para cada um de modo particular.
 Reflexo deste princípio metodológico para a promoção da inclusão
 o respeito pelo indivíduo como ser humano

papel do capitalismo competitivo


Reflexos no que respeita à emergência de um mercado de cursos de formação
continuada, segunda graduação, pós... que trazem impacto à relação com o
conhecimento, que se converte em consumo de cursos de formação; à oferta
de cursos pelas instituições;

O papel do governo é o de realizar aquilo que o mercado não consegue fazer,


ou seja, “[...] determinar, arbitrar e por em vigor as regras do jogo”
E como isto reverbera sobre as relações de trabalho nas escolas?
repassando a responsabilidade com os custos da instrução à família
Pensando nos custos não monetários implicados na educação: e quando tal
transferência de responsabilidade é feita por nós que somos docentes? Por
exemplo, quando dizemos que "ensinar a ter boa educação é tarefa exclusiva
das famílias porque na escola é lugar aprender conteúdos", não estamos
incorrendo em terceirização semelhante? Ou ao inverso: quando famílias
atribuem tal responsabilidade como única e exclusiva do Professor, como isto
impacta no exercício da profissão?

A essência da filosofia liberal é a crença na dignidade do indivíduo, em sua


liberdade de usar ao máximo suas capacidades e oportunidades de acordo
com suas próprias escolhas, sujeito somente a obrigação de não interferir na
liberdade de outros indivíduos fazerem o mesmo.

educação era uma atividade de investimento, na qual cada indivíduo se


capacitava para adquirir habilidades, para empregá-las no futuro mercado de
trabalho. Essa educação era uma propriedade do sujeito que a recebe, não
podendo ser expropriada por ninguém.

Sendo assim, há que se cobrar a relação pedagógica para que dê conta dos
retornos gerados por ela.

Currículos
Direitos de aprendizagens. Afinal, que não afirma como fato?

Educação e seu impacto na ascensão social: o investimento em educação


reduz as desigualdades econômicas, permite ao sujeito melhorar sua condição
de vida e gerar impacto na sociedade.

responsabiliza o indivíduo como o único ser capaz de obter sua ascensão pelo
investimento

predomínio do individualismo, sendo a sociedade um aglomerado de indivíduos


em busca de seus interesses particulares; não são contrários a existência do
aparelho estatal, propõem apenas a sua não intervenção na economia; primam
pela liberdade individual e competitividade;

mínimo de educação geral para os cidadãos: (LDB) Lei nº 93.94/9613, que


torna obrigatória apenas o ensino fundamental, meta que atende as diretrizes
orientadoras do Banco Mundial para os países “periféricos”.

O ensino fundamental de nove anos no Brasil oferta uma educação mínima, no


intuito de formar os homens para o trabalho simples, “qualificando” as classes
subalternas para atender os setores informais da economia que vem crescendo
durante os anos de 1990 e 2000. Dilema: se por um lado a conduta docente
que embarca reproduzindo a narrativa da regulamentação da educação e da
escola pelo Estado sob o signo da ausência implica em um nível de
missionarismo na atuação docente,, tanto mais beata precisa ser a conduta do
Professor que deseje atuar na contracorrente da lógica dominante, almejando
transformar a realidade. Então, como agir?

processos de descentralização; a criação dos sistemas nacionais de avaliação


de desempenho e de valorização docente; as reformas curriculares; as novas
formas de gestão dos sistemas de ensino”

A educação é apropriada por organismos multilaterais, os quais propõem


metas, princípios e valores associados à ordem global e ao capital. É apontada
como solução para as desigualdades sociais, para o alívio da pobreza, da
melhoria da qualidade de vida, do crescimento econômico e do
desenvolvimento de capacidades individuais.

O que é neoliberalismo? — Sílvio Responde

Ideias básicas que o definem:


1- Materialização do modo de produção capitalista nas relações sociais;
2- Conjunto de teorias sociais que fundamentam a essencialidade do livre
mercado.

Livre mercado não é um dado natural, mas uma construção:


 Política;
 Cultural;
 Jurídica.

Reação ao intervencionismo estatal que prima pelo coletivo;

Intervenção liberal do Estado: que o liberalismo resulta de regimes jurídicos


que construam as condições para que a liberdade do indivíduo se maximize.

Mercado/Concorrência entre indivíduos como resultante da intervenção


política/cultural/jurídico do Estado/Poder Público. Do que resulta em novas
formas de intervenção na dinâmica social. No quadro do neoliberalismo, o
objetivo é impor a forma/padrão de relacionamento mercantil para todas as
dimensões da vida e do social que passa a permear o social.

Características neoliberalismo
 Disciplina fiscal rígida;
 Criação de condições otimizada para flexibilização do fluxo internacional
do capital;
 Aumento concorrência global nivelando por baixo condição de vida das
pessoas;
 Estado competitivo;
 Órgãos estatais passam a atuar como intermediários/negociadores de
interesses privados;
 Fortalecimento de instâncias que buscam mediar interesses de grandes
agentes econômicos;
 Alianças regionais mais localizadas como forma de compensar o
exercício do poder;
 Destruição de instancias internas na construção de regras que regulam
o processo educacional;
 Autoritarismo na implementação dessas regras;
 Dispensabilidade das dinâmicas democráticas, sem, contudo, abrir mão
do nome ‘democracia’: seria um nominalismo político?
 Dissolução senso coletividade/classe;

Ideais mais básicas:


 Construção de uma sociedade a partir do mercado e de mercado;
 Transferência para o mercado de funções que antes não lhe cabia: ex.
mercantilização de dimensões da vida que antes estavam imunes a tal
influência: inserção d alógica de mercado para construir sujeitos e seu
ethos (suas sensibilidades, sentimentos e condutas), que passam a
atuar sob a lógica e o ethos da concorrência;
 Privatização de responsabilidades que cabem ao poder público:
dimensões estruturais do trabalho são lidas como do âmbito moral;

Andrade, Daniel PereiraO que é o neoliberalismo? A renovação do debate nas ciências sociais.
Sociedade e Estado [online]. 2019, v. 34, n. 1 [Acessado 11 Novembro 2021] , pp. 211-239.
Disponível em: <https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201934010009>. Epub 06 Maio 2019.
ISSN 1980-5462. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201934010009.

“Além de disciplinar as condutas, o neoliberalismo promove um autogoverno


dos indivíduos de modo que eles se conformem a certas normas (Dardot &
Laval, 2009)”.

neoliberalismo aparece então como “a forma da nossa existência, isto é, a


forma pela qual somos pressionados a nos comportar e de nos reportar aos
outros e a nós mesmos” (Dardot & Laval, 2009: 5).

Lógica neoliberal é transversal aos diferentes níveis e âmbitos da vida.

 Para realidades diferentes, ensinos diferentes


 A partir deste princípio, o Estado passa a regular a escolarização de
modo tal que à cada unidade escolar é delegas prerrogativa que
possibilitam ao administrados da escola impor a organização que julgar
mais pertinente à seu contexto singular; mas isto abre espaço para a
opressão exercida pela instituição encarnada pela escola e a figura do
gestor escolar sobre os professores, que então passam a

Quais as implicações positivas do sistema neoliberal para a profissionalidade


docente?

Considere “profissionalidade docente” como as dimensões e os saberes


implicados no exercício pleno do ofício de ser Professor. Assim, de acordo com
Contreras (2012, Apud. Gorzoni e Davis, 2017), a profissionalidade docente
pode ser entendido pela intersecção de três dimensões: ”obrigação moral,
compromisso com a comunidade e competência profissional. A obrigação
moral está associada ao compromisso com a ética da profissão, ao
compromisso com o desenvolvimento e ao reconhecimento do valor do aluno.
É colocada em evidência quando o professor defronta-se com as próprias
decisões a respeito da prática que realiza. O compromisso com a comunidade
está relacionado à possibilidade de equacionar as expectativas sociais ao
currículo, mediar conflitos e lidar com questões sociopolíticas que interferem no
ofício de ensinar. Devido à responsabilidade pública da profissão docente, a
prática profissional deve-se constituir de forma partilhada, e não isolada. A
competência profissional refere-se aos recursos intelectuais empregados na
construção do repertório de conhecimentos profissionais, habilidades e
técnicas para desenvolver a ação didática, a análise e reflexão sobre a prática
e condição de intervir no meio externo para favorecer o ensino.”
Gorzoni, Sílvia De Paula; Davis, Claudia. O conceito de profissionalidade docente nos estudos
mais recentes. Cadernos de Pesquisa [online]. 2017, v. 47, n. 166 [Acessado 11 Novembro
2021] , pp. 1396-1413. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/198053144311>. ISSN 1980-
5314. https://doi.org/10.1590/198053144311.

Vídeos
O que é neoliberalismo? Sílvio Responde. Canal de Youtube Silvio Almeida.
https://youtu.be/sjG5JgpnzaA
Professor da USP faz críticas ao sistema educacional do Brasil. Canal de Youtube TV Senado.
https://youtu.be/JiE8Ais3EWI
Escola não é empresa! O ataque do neoliberalismo à educação, por Christian Laval. Canal de
Youtube TV Boitempo. https://youtu.be/PbKVCOKdjWg
Neoliberalismo — Quer que desenhe — Mapa Mental Descomplica. Canal de Youtube
Descomplica. https://youtu.be/6wVyLGZMLOo
O papel do professor do século XXI, por Simone Ávila. Canal de Youtube The best Professor —
Profª Simone Ávila. https://youtu.be/u1zj8qSiMDU

Artigos
Andrade, Daniel Pereira. O que é o neoliberalismo? A renovação do debate nas ciências
sociais. Sociedade e Estado [online]. 2019, v. 34, n. 1 [Acessado 11 Novembro 2021] , pp. 211-
239. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201934010009>. Epub 06 Maio 2019.
ISSN 1980-5462. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201934010009.

SOUZA, Thaís Godoi de; LARA, Ângela Mara de Barros. OS FUNDAMENTOS TEÓRICO-
METODOLÓGICOS DA ESCOLA NEOLIBERAL DE CHICAGO: IMPLICAÇÕES NO CAMPO
EDUCACIONAL. IX ANPED SUL — Seminário de pesquisa em educação da região sul.
http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/325/107

Você também pode gostar