Você está na página 1de 4

LISTA TERMOQUÍMICA

01 - (UNICAMP SP/2014)
Explosão e incêndio se combinaram no terminal marítimo de São Francisco do Sul, em
Santa Catarina, espalhando muita fumaça pela cidade e pela região. O incidente ocorreu
com uma carga de fertilizante em que se estima tenham sido decompostas 10 mil
toneladas de nitrato de amônio. A fumaça branca que foi eliminada durante 4 dias era
de composição complexa, mas apresentava principalmente os produtos da decomposição
térmica do nitrato de amônio: monóxido de dinitrogênio e água. Em abril de 2013, um
acidente semelhante ocorreu em West, Estados Unidos da América, envolvendo a mesma
substância. Infelizmente, naquele caso, houve uma explosão, ocasionando a morte de
muitas pessoas.
a) Com base nessas informações, escreva a equação química da decomposição térmica
que ocorreu com o nitrato de amônio.
b) Dado que os valores das energias padrão de formação em kJ mol –1 das substâncias
envolvidas são nitrato de amônio (-366), monóxido de dinitrogênio (82) e água (-
242), o processo de decomposição ocorrido no incidente é endotérmico ou
exotérmico? Justifique sua resposta considerando a decomposição em condições
padrão.
02 - (Fac. Direito de Sorocaba SP/2014)
“Polícia espera resultado de perícias sobre a causa da morte de secretária”
(http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/)
A frase é o título de uma notícia veiculada na mídia em março de 2013, que denunciava
a morte de uma mulher de 35 anos que estava fazendo uma dieta restritiva, em que
ingeria, por dia, apenas 500 kcal, além de tomar remédios para emagrecer.
Sabendo que as massas molares do hidrogênio, do carbono e do oxigênio, em g · mol –1 ,
valem, respectivamente, 1, 12 e 16, e considerando que a combustão de 1 mol de
glicose, C 6H 12O 6, produz 670 kcal, a massa de glicose, em gramas, que deve ser
queimada pelo organismo para produzir a energia ingerida pela mulher citada no texto
vale, aproximadamente,
a) 24
b) 135
c) 180
d) 240
e) 360
03 - (UNIUBE MG/2013)
O etanol é um composto orgânico cuja ebulição ocorre a uma temperatura de 78,4 ºC.
Pode ser obtido a partir de vários métodos. No Brasil, é produzido através da
fermentação da cana-de-açúcar, já que a sua disponibilidade agrícola é bastante ampla
no nosso País. A reação química da combustão completa do etanol e o seu valor da
entalpia são dados a seguir:
C2H5OH(l) + 3 O2(g)  2 CO2(g) + 3 H2O(l) + 327 kcal/mol
Sabendo-se que a entalpia é uma propriedade extensiva, na queima de 115 g desse
combustível, a quantidade de calor envolvida na reação é de, aproximadamente:
a)-327 kcal.
b)+817,5 kcal
c)+327 kcal
d)-817,5 kcal
e)-130,8 kcal
04 - (ACAFE SC/2013)
Considere que a reação química abaixo possui um ΔH = -154 kJ/mol.

Calcule a energia média em módulo da ligação C = C presente na molécula do etileno e


assinale a alternativa correta.
Dados: Para resolução dessa questão considere as seguintes energias de ligação
(valores médios): Cl – Cl: 243 kJ/mol, C – C: 347 kJ/mol, C – Cl: 331 kJ/mol.
a) 766 kJ/mol.
b) 265 kj/mol.
c) 694 kj/mol.
d) 612 kJ/mol
05 - (MACK SP/2013)
Observe o gráfico de entalpia abaixo, obtido por meio de experimentos realizados no
estado padrão:

Com base em seus conhecimentos de termoquímica e nas informações do gráfico acima,


a equação termoquímica INCORRETAMENTE representada é

06 - (PUC SP/2013)
O estudo da energia reticular de um retículo cristalino iônico envolve a análise do ciclo
de Born-Haber. O diagrama de entalpia a seguir exemplifica o ciclo de Born-Haber do
cloreto de potássio (KCl).

A partir da análise do diagrama é INCORRETO afirmar que


a) a entalpia de sublimação do potássio é de 89 kJ/mol.
b) a entalpia de ligação Cl-Cl é de 244 kJ/mol.
c) a entalpia de formação do KCl(s) é de –717 kJ/mol.
d) o potencial de ionização do K(g) é de 418 kJ/mol.
e) a reação entre o metal potássio e o gás cloro é exotérmica.
07 - (UFG GO/2014)
A variação de entalpia ( Δ H) é uma grandeza relacionada à variação de energia que
depende apenas dos estados inicial e final de uma reação. Analise as seguintes equações
químicas:
I) C3H8(g) + 5 O2(g)  3 CO2(g) + 4 H2O(l) ΔHº = –2.220 kJ
II) C(grafite) + O2(g)  CO2(g) ΔHº = –394 kJ
III) H2(g) + ½ O2(g)  H2O(l) ΔHº = –286 kJ
Ante o exposto, determine a equação global de formação do gás propano e calcule o
valor da variação de entalpia do processo.
08 - (MACK SP/2014)
O craqueamento (craking) é a denominação técnica de processos químicos na indústria
por meio dos quais moléculas mais complexas são quebradas em moléculas mais
simples. O princípio básico desse tipo de processo é o rompimento das ligações carbono-
carbono pela adição de calor e/ou catalisador. Um exemplo da aplicação do
craqueamento é a transformação do dodecano em dois compostos de menor massa
molar, hexano e propeno (propileno), conforme exemplificado, simplificadamente, pela
equação química a seguir:
C12 H26(l)  C 6H14(l) + 2 C3H 6(g)
São dadas as equações termoquímicas de combustão completa, no estado-padrão para
três hidrocarbonetos:
1. C12H26(l) + O2(g)  12 CO2(g) + 13 H2O(l) ΔHºC = –7513,0 kJ/mol
2. C6H14(g) + O2(g)  6 CO2(g) + 7 H2O(l) ΔHºC = –4163,0 kJ/mol
3. C3H6(g) + O2(g)  3 CO2(g) + 3 H2O(l) ΔHºC = –2220,0 kJ/mol
Utilizando a Lei de Hess, pode-se afirmar que o valor da variação de entalpia-padrão
para o craqueamento do dodecano em hexano e propeno, será
a)–13896,0kJ/mol. b)–1130,0kJ/mol. c)+1090,0kJ/mol. d)+1130,0kJ/mol. e)+13896,0
kJ/mol.
09 - (UERJ/2013)
A equação química abaixo representa a reação da produção industrial de gás hidrogênio.
H2O (g) + C (s)  CO (g) + H2 (g)
Na determinação da variação de entalpia dessa reação química, são consideradas as
seguintes equações termoquímicas, a 25 °C e 1 atm:
1. H2 (g) + O 2 (g)  H2O (g) ΔHº = –242,0 kJ
2. C (s) + O 2 (g)  CO 2 (g) Δ Hº = –393,5 kJ
3. O 2 (g) + 2 CO (g)  2 CO 2 (g) Δ Hº = –477,0 kJ
Calcule a energia, em quilojoules, necessária para a produção de 1 kg de gás hidrogênio
e nomeie o agente redutor desse processo industrial.
10 - (FGV SP/2014)
Deverá entrar em funcionamento em 2017, em Iperó, no interior de São Paulo, o Reator
Multipropósito Brasileiro (RMB), que será destinado à produção de radioisótopos para
radiofármacos e também para produção de fontes radioativas usadas pelo Brasil em
larga escala nas áreas industrial e de pesquisas. Um exemplo da aplicação tecnológica
de radioisótopos são sensores contendo fonte de amerício-241, obtido como produto de
fissão. Ele decai para o radioisótopo neptúnio-237 e emite um feixe de radiação. Fontes
de amerício-241 são usadas como indicadores de nível em tanques e fornos mesmo em
ambiente de intenso calor, como ocorre no interior dos alto fornos da Companhia
Siderúrgica Paulista (COSIPA).
A produção de combustível para os reatores nucleares de fissão envolve o processo de
transformação do composto sólido UO 2 ao composto gasoso UF 6 por meio das etapas:
I. UO 2 (s) + 4 HF (g)  UF4 (s) + 2 H 2O (g)
II. UF 4 (s) + F 2 (g)  UF 6 (g)
Considere os dados da tabela:
O valor da entalpia padrão da reação global de produção de 1 mol de UF6 por meio das
etapas I e II, dada em kJmol –1, é igual a
a) – 454.
b) – 764.
c) – 1 264.
d) + 454
e) + 1264
11 - (UNESP SP/2014)
Insumo essencial na indústria de tintas, o dióxido de titânio sólido puro (TiO 2) pode ser
obtido a partir de minérios com teor aproximado de 70% em TiO 2 que, após moagem, é
submetido à seguinte sequência de etapas:
I. aquecimento com carvão sólido
TiO2 (s) + C (s)  Ti (s) + CO2 (g) ΔHreação = +550 kJ * mol–1
II. reação do titânio metálico com cloro molecular gasoso
Ti (s) + 2 Cl2 (s)  TiCl4 (l) ΔHreação = –804 kJ * mol–1
III. reação do cloreto de titânio líquido com oxigênio molecular gasoso
TiCl4 (l) + O2 (g )  TiO2 (s) + 2 Cl2 (g ) ΔHreação = –140 kJ * mol–1
Considerando as etapas I e II do processo, é correto afirmar que a reação para produção
de 1 mol de TiCl 4 (l) a partir de TiO 2 (s) é
a) exotérmica, ocorrendo liberação de 1 354 kJ.
b) exotérmica, ocorrendo liberação de 254 kJ.
c) endotérmica, ocorrendo absorção de 254 kJ.
d) endotérmica, ocorrendo absorção de 1 354 kJ.
e) exotérmica, ocorrendo liberação de 804 kJ.

Você também pode gostar