Você está na página 1de 2

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Engenharia de Computação
Arquitetura de Computadores I
Professor: Alexandre Teixeira
Trabalho prático I
Entregar no SGA um arquivo compactado contendo o PDF com a resolução e os projetos no
logisim.
Valor: 10 pts.
Entrega em 06/05/2011

Em todos os problemas devem ser apresentados os parâmetros (entradas), tabela verdade,


simplificação por Kmap e figura do circuito retirada do logisim.

1) Detector de passageiro sem cinto. O detector deve acender uma luz no painel do veículo quando
desligado e se existirem passageiros sem cinto. Se o carro for ligado nessa condição uma central
deve emitir um aviso (por voz) de que o cinto do banco X (Motorista, dianteiro passageiro, traseiro
esquerdo, traseiro central, traseiro direito) não está afivelado, e um bip deve ser emitido até que o(s)
cinto(s) seja(m) colocado(s). Também deve ser prevista a detecção de crianças no banco da frente.
Nesse caso a central deverá também avisar do perigo (por voz).

2) Deseja-se construir um circuito que controle duas resistências R1 e R2 de um forno elétrico. O


forno elétrico tem dois sensores de temperatura Sa e Sb, e um sensor P na porta do forno. Para o
controle das resistências deve-se levar em consideração os seguintes estados:
• R1 e R2 são ligadas quando a temperatura estiver abaixo de 100oC.
Somente R1 é ligada quando a temperatura estiver entre 100oC e 200oC.
Somente R2 é ligada quando a temperatura for superior a 200oC.
Se a porta P do forno for aberta, deve-se desligar ambas as resistências, independente da temperatura.

• Nas situações impossíveis de ocorrer na prática, utilizar Don't Care, independente de qualquer outra situação
descrita acima.
Considere:

• R1 e R2 - Resistências (= 0 desligada e = 1 ligada)


Sa - Sensor de Temperatura (= 0 Temp. inferior a 100oC e = 1 Temp. superior a 100oC)
Sb - Sensor de Temperatura (= 0 Temp. inferior a 200oC e = 1 Temp. superior a 200oC)
P - Porta do Forno (= 0 aberta e = 1 fechada)

3) Um foguete para ser controlado necessita de correção de rumo periódica. Quando a direção do
foguete se desviar mais de 10o à direita com relação à direção desejada, deve-se ligar o motor
retropropulsor M1. Quando o desvio é de mais de 10o à esquerda, deve-se ligar o motor
retropropulsor M2. Se a velocidade estiver abaixo da velocidade mínima (Vm), deve-se ligar ambos
os motores, independente dos possíveis desvios. Todos esses procedimentos devem ser
cancelados se o foguete estiver submetido a uma chuva de meteoros (motores devem ser
desligados). O computador deve também avisar por voz o procedimento adotado.
OBS: Nas situações impossíveis de ocorrer na prática deve-se utilizar Don´t Care, independente de
qualquer situação descrita acima.

Considere:
D - sensor de desvio a direita (= 0 normal e = 1 se desvio maior que 10o)
E - sensor de desvio a esquerda (= 0 normal e = 1 se desvio maior que 10o)
Vm - velocidade mínima (= 0 abaixo e = 1 acima)
C - detector de meteoros (= 0 sem meteoros e = 1 com meteoros)
M1 e M2 - motores de correção (= 0 desligado e = 1 ligado)

4) Um equipamento eletrônico deve controlar a temperatura interna e o fornecimento de água de


uma estufa. Para isso, há dois sensores de temperatura (T1 e T2), um sensor de nível do tanque e
um sensor de profundidade de um riacho próximo. Se a temperatura for maior que 35oC, o sistema
de refrigeração deve ser acionado. Se a temperatura for menor que 30 oC, o sistema de aquecimento
é que deve ser acionado. Se a temperatura estiver entre 30 oC e 35oC, os sistemas de aquecimento
e refrigeração devem permanecer desligados. Ao mesmo tempo, uma bomba d’água deve ser
acionada se o nível do tanque (NT) estiver abaixo do especificado. Porém, se o nível do riacho (NR)
estiver muito baixo, a bomba d’água não poderá ser acionada. Em situações impossíveis de ocorrer
na prática, deve-se utilizar don’t care em todas as saídas (independente de qualquer outra situação)

Estufa
Considere: