Você está na página 1de 3

Aluno:

Matrícula:
Disciplina: Curso:
Turno: Data: / /
Professor: Boa prova!!!

Avaliação AV1
1 Leia atentamente as assertivas a seguir e marque (V) para Verdadeiro
e (F) para Falso:

i. (V ) A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas


sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros
agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua
promoção, proteção e recuperação. Esse parágrafo trata-se do artigo 196 da
Constituição Federal e está corretamente escrito.
ii. (V ) A medicina social teve seus primeiros resquícios na revolução industrial.
iii. (F ) Quanto ao subsistema de atenção à saúde indígena, caberá à união, com
seus recursos próprios, financiar o subsistema de atenção à saúde Indígena.
Podendo os estados, municípios, outras instituições governamentais e não-
governamentais atuar de modo suplementar no custeio e execução das ações.
iv. (V ) A revolta da vacina foi um movimento social que aconteceu durante o
comando de Oswaldo Cruz como diretor geral de saúde pública do Brasil. No
período referido como proclamação da república, a população foi as ruas por não
entender as medidas governamentais de combate a enfermidades.
v. (F ) Equipe de Saúde da Família (eSF): composta no mínimo por: médico,
especialista em medicina de família e comunidade, enfermeiro especialista em
saúde da família, auxiliar e/ou técnico de enfermagem, agente comunitário de
saúde (ACS). Podendo fazer parte da equipe o agente de combate às endemias
(ACE), e profissionais de saúde bucal: cirurgião-dentista, preferencialmente
especialista em saúde da família, e auxiliar ou técnico em saúde bucal.
vi. (V ) Foram direitos adquiridos na Constituição Federal de 1934, durante o
Estado Novo sob o comendo de Getúlio Vargas: garantia aos operários
assistência médica, licença remunerada a gestante, jornada de trabalho de 8h
diárias, salário mínimo e consolidação das Leis do Trabalho – CLT.
vii. (F ) O modelo Flexneriano, também conhecido como modelo biomédico, tinha
como principais características o foco na figura do paciente e a hospitalização
como melhor forma de tratar a doença.

FACULDADE FACIMP
Av. Prudente de Morais, s/nº - Residencial Kubitschek
Imperatriz | Maranhão
CEP: 65910-140 | Telefone: (99) 2101.8298
CNPJ 69.441.194/0001-67
wyden.com.br/facimp
viii. (F ) A equipe de Saúde Bucal (eSB) modalidade II que atuam na atenção básica
será constituída por: cirurgião-dentista, técnico de saúde bucal e auxiliar de
saúde bucal.
ix. (F ) Os Conselhos de saúde são órgãos permanentes, deliberativos e colegiados
que devem atuar na formulação e proposição de estratégias, no controle da
execução das políticas de saúde, inclusive em seus aspectos econômicos e
financeiros. Esses órgãos se reúnem perante a sociedade de 4 em 4 anos e sua
mesa é composta por: presidente, vice-presidente e 1º e 2º secretários.
x. (F ) São características atribuídas ao época de vigência do INAMPS: maior
cobertura da população, alguns os trabalhadores urbanos formalmente inseridos
no mercado de trabalho e parte dos trabalhadores rurais, inflação dos serviços
médicos, compra de serviços estrangeiros, tecnificação crescente da medicina e
crescimento desordenado dos gastos do setor de saúde
xi. (F ) Segundo o artigo 200 da CF, parágrafo 1: as instituições privadas poderão
participar de forma complementar do sistema único de saúde, segundo diretrizes
deste, mediante contrato de direito público ou convênio, tendo preferência as
entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos.
xii. (V ) Na idade média o conceito que se tinha de saúde estava atrelado a critérios
religiosos, os quais entendia-se o homem como receptáculo e a intervenção
divina ou mesmo religiosa o salvaria da enfermidade.
xiii. (F ) São princípios da política de humanização do SUS: integralidade,
indissociabilidade entre atenção e gestão, protagonismo, corresponsabilidade e
autonomia dos sujeitos e coletivos. .
xiv. (V ) “Plenitude e harmonia das funções físicas, equilíbrio mental e
desenvolvimento eficiente das atividades sociais” é o conceito de saúde ideal
empregado em saúde pública.
xv. (V ) São ações propostas pelo humaniza SUS: redução de filas e tempo de
espera, com ampliação do acesso, atendimento acolhedor e resolutivo baseado
em critérios de risco, implantação de modelo de atenção com responsabilidade e
vínculo, garantia dos direitos do usuário, valorização do trabalho na saúde,
gestão participativa nos serviços.
xvi. (F ) Em áreas de grande dispersão territorial, áreas de risco e vulnerabilidade
social, recomenda-se a cobertura de 100% da população com número máximo
de 650 pessoas por ACS.
xvii. (V ) A atenção deve estar focalizada na família, entendida e percebia a partir do
ambiente físico e social, o que possibilita a equipe de profissionais da saúde a
compreensão abrangente do processo saúde-doença. Tão parágrafo se refere a
um dos objetivos da Estratégia de Saúde da Família.
xviii. (F ) As equipes de saúde do NASF-AB são compostas por profissionais de
diferentes áreas do conhecimento como objetivo de reduzir a abrangência e o
escopo das ações da atenção básica, bem como sua resolubilidade. Desta
forma, apoiando a inserção da ESF na rede de serviços e o processo de
Territorialização e regionalização a partir da atenção básica.
FACULDADE FACIMP
Av. Prudente de Morais, s/nº - Residencial Kubitschek
Imperatriz | Maranhão
CEP: 65910-140 | Telefone: (99) 2101.8298
CNPJ 69.441.194/0001-67
wyden.com.br/facimp
xix. (V ) A Lei Eloy Chaves, publicada em 24 de janeiro de 1923, consolidou a base
do sistema previdenciário brasileiro, com a criação das Caixas de aposentadorias
e pensões (CAP’s) para os empregados das empresas ferroviárias.
xx. (F ) Comissão Intergestores Tripartite atua nas decisões nacionais do SUS,
formada por composição paritária de 24 membros, sendo: 6 indicados pelo
ministério da saúde, 6 indicados pelo Conselho Nacional de Secretários de
Saúde (CONASS), 6 indicados pelo Conselho Nacional de Secretários Municipais
de Saúde (CONASEMS) e 6 indicados pelo Conselho Nacional de Saúde.
xxi. (F ) A 8ª Conferência Nacional de Saúde (8ª CNS) que ocorreu no ano de 1988
desponta como principal marco da reforma sanitária brasileira e trouxe como
tema principal: saúde como direito.
xxii. (F ) Com a chegada da família real ao Brasil, no ano de 1808, houve diversas
mudanças na administração pública da então colônia, sobretudo, na saúde. Isso
se comprova pela criação das escolas de medicina do Rio de janeiro e Minas
Gerais, por exemplo.
xxiii. (V ) O modelo de história natural da doença pode ser dividido em 3 fases ou
estágios principais: período pré-patológico, período patológico e incapacidade
residual.
xxiv. (F ) O pacto pela vida é uma estratégia que se divide em pacto pela saúde,
pacto em defesa do SUS e pacto de gestão.
xxv. (F ) O princípio da descentralização diz respeito a organização da rede de
atenção a saúde em níveis crescentes de complexidade, circunscritos a uma
determinada área geográfica, planejada a partir de critérios epidemiológicos, e
com definição e conhecimento da população a ser atendida.
xxvi. (V ) A população adscrita por equipe de Atenção Básica (eAB) e de Saúde da
Família (eSF) de 2.000 a 3.500 pessoas, localizada dentro do seu território,
garantindo os princípios e diretrizes da Atenção Básica.
xxvii. (V ) A reforma sanitária brasileira se refere ao conjunto de ideias que se tinham
em relação as mudanças e transformações necessárias para a sociedade,
especialmente, na área da saúde.
xxviii. (V ) De acordo com a lei 8.080 são princípios do sus: universalidade,
integralidade da assistência, preservação da autonomia, igualdade, direito à
informação, divulgação do potencial dos serviços de saúde, epidemiologia,
participação da comunidade.
xxix. (V ) Os médicos miasmáticos entendiam que as doenças eram causadas pela
poluição do ambiente, sobretudo, de ambientes que possuíam indivíduos já
doentes. Portanto, isolar pacientes com enfermidades e tratar o meio ambiente
“poluído” seriam as melhores escolhas.
xxx. (V ) O modelo de determinação social da doença é o modelo mais utilizado hoje,
sendo inclusive utilizado como pano de fundo das instituições públicas como o
SUS. Esse modelo leva em consideração aspectos físicos, mentais, sociais e
econômicos, além de outros particulares de cada indivíduo.

FACULDADE FACIMP
Av. Prudente de Morais, s/nº - Residencial Kubitschek
Imperatriz | Maranhão
CEP: 65910-140 | Telefone: (99) 2101.8298
CNPJ 69.441.194/0001-67
wyden.com.br/facimp

Você também pode gostar