Você está na página 1de 5

Universidade Anhanguera - Uniderp

Centro de Educação a Distância

Questões avaliativas de Empreendedorismo

Curso: Administração Período Letivo: 2011/1


Semestre: 1º Turno:
Disciplina: Empreendedorismo.
Professor EAD: Ademir Cavalheiro Leite.

Autor do Desafio: Matheus Jensem Ribeiro.

Objetivos específicos de aprendizagem:


- Favorecer a aprendizagem;
- Estimular a corresponsabilidade do aluno pelo aprendizado eficiente e eficaz;
- Promover o estudo, a convivência e o trabalho em grupo;
- Desenvolver os estudos independentes, sistemáticos e o autoaprendizado;
- Oferecer diferenciados ambientes de aprendizagem;
- Auxiliar no desenvolvimento das competências requeridas pelas Diretrizes
Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação;
- Promover a aplicação da teoria e conceitos para a solução de problemas
relativos à
Profissão;
- Direcionar o estudante para a emancipação intelectual

1 – (0,19) A Teoria Clássica da Administração foi idealizada por Henry Fayol, no início
do século XX. Chamada de abordagem clássica, ela definiu que as funções
administrativas, ao se gerir uma empresa, são: planejar, organizar, dirigir e controlar.
Esse ciclo, que foi batizado, mais tarde, de PDCA, por Deming, demonstra que toda
ação administrativa se inicia com o seu planejamento, passa pela organização dos
recursos, sua execução propriamente dita e se encerra com o controle dos resultados
para que se possa promover alguma ação corretiva no planejamento, caso necessário.
Discuta e identifique com os colegas alguma ação administrativa na qual essa
abordagem tenha sido ou poderia ser utilizada. Descreva a ação.
Uma empresa de grande porte que vende móveis e cresceu no Brasil, enfrenta
grandes problemas em sua logística, faltou planejamento e organização, pois há
muitas reclamações e falta de controle na assistência técnica, pagam as
transportadoras o frete combinado sem a certeza do serviço realizado, apenas
baseados em minutas que as mesmas emitem, e, laudos preenchidos a mão, não
sabem nem ao certo se aquele veículo trabalhou. Pois bem, resolveríamos o problema
implantando um sistema de computador, onde informações deveriam ser alimentadas
por cada setor responsável, um sistema único que iria gerar relatórios de placas de
veículos, conferidos pela portaria, solicitação dos carros, quais iriam atender a
demanda do dia seguinte e assim por diante, melhorando as informações a cada
necessidade percebida. Assim teriam o controle dos clientes atendidos, dos carros
trabalhados, da quilometragem rodada, para então pagar pelo serviço baseados em
todo o sistema desde a solicitação dos carros até o faturamento da transportadora.

O trabalho em equipe é essencial para o sucesso em empreendedorismo. O


empreendedor que pretende construir uma empresa com grande potencial de
crescimento deve, em primeiro lugar, saber quais são os seus pontos fortes, os seus
pontos fracos, as pessoas que trazer para o negócio que complementem seu perfil, ou
seja, pessoas que tenham pontos fortes que supram os seus pontos fracos. Sociedade
é importante, é essencial e determinante para o sucesso de um negócio.

O Buscapé é um caso de sucesso na internet brasileira. Os criadores do Buscapé


eram estudantes e estagiários da POLI, faculdade de engenharia da Universidade de
São Paulo. A idéia de fazer um site de comparação de preços aconteceu por acaso.
Um deles queria comprar uma impressora pela internet, mas não conseguiu fazer uma
pesquisa por falta de informações disponíveis na rede. O empecilho se tornou uma
oportunidade de negócios. Nove anos depois, foi comprado pela companhia Naspers.
Os jovens fundadores do Buscapé completaram um ciclo de realizações e se
consagraram como jovens empreendedores de sucesso... E milionários!

2 – (0,19) Existe certa confusão entre os termos “empreendedor” e “empresário”. Diz-


se que um empresário pode ser empreendedor, mas que um empreendedor nem
sempre é um empresário. Você concorda ou discorda dessa afirmativa? Argumente
dando suporte à sua resposta.

Nem sempre o bom empreendedor é empresário, como também nem todo empresário
é empreendedor, mas o certo é que todo bom empresário é empreendedor. E, ainda, o
bom empresário, além de bom empreendedor, é cercado de colaboradores
empreendedores.

3 – (0,19) Estudiosos têm mostrado que os principais fatores que condicionam a


conquista do sucesso da organização estão mais fora do que dentro dela. Discuta
essa afirmação em grupo e responda se o grupo concorda, ou não, justificando a
resposta.

Em minha concepção a conquista do sucesso da organização está mais fora do que


dentro das organizações sim, pois sem consumidores, investidores e fornecedores não
haveria organização. Sem investidores a organização não teria capital suficiente para
manter a organização em questão, sem consumidores a organização não teria lucro
no capital aplicado em seus produtos comercializados, e sem fornecedores não
haveria matéria prima para obter o produto planejado para venda.
4 – (0,19) Ao surgir à idéia de se criar um PN, algumas questões devem ser
respondidas a priori para se evitar perder o foco durante os trabalhos. Quais seriam
essas questões?
Em que negocio você está?
O que você (realmente) vende?
Qual é o seu mercado alvo?

5 – (0,19) Como foi abordado no PLT, o plano de negócios é importante para


empreendedores de qualquer segmento de mercado. Não existe, porém, um padrão
de elaboração desse documento. Como deve ser um bom plano de negócios?

Cada projeto é único. O fundamental aqui, mais do que a conclusão do Plano, é a


pesquisa que você terá que realizar em busca das respostas às inúmeras perguntas
que irão surgir e o conseqüente aprendizado resultante desse trabalho. O modelo não
é uma camisa de força. Se o seu negócio apresentar peculiaridades em relação ao
modelo de plano de negócio apresentado, não hesite em adaptá-lo a suas
necessidades específicas.
Se você pretende usar o seu Plano de Negócio para levantar recursos, é ótimo que
você capriche na apresentação, porém, mais importante que isso é a consistência dos
dados que embasarão o seu projeto. Seja conservador em suas análises e,
principalmente, em suas estimativas financeiras, pois a fase da euforia já passou.
Além disso, essa é a forma correta de se planejar no mundo real dos negócios e vai
dar credibilidade ao seu Plano de Negócio.
E por fim, não se assuste se mesmo tendo pesquisado e planejado exaustivamente,
você tiver que alterar parcialmente seu projeto depois de lançado o negócio. Isso é
absolutamente normal. Afinal de contas, se não houvesse incerteza, não haveria
riscos, e se não houvesse riscos, não haveria o lucro.
6 – (0,19) O mercado vem mostrando que sem clientes não existe negócio e que é
possível aprender lições importantes, observando a atuação da concorrência. Quando
levantamos informações que vão subsidiar a Análise de Mercado, devemos abordar
um terceiro personagem fundamental no ambiente de mercado. Quem seria esse
personagem e qual a sua importância para a análise completa da situação atual e
futura de um empreendimento?
Seria a análise Swot, pois a análise do ambiente de negócios (oportunidades e
ameaças) mostra como o mercado se apresenta para a empresa. No entanto, é
preciso que a empresa conheça seus pontos fortes e fracos, para que consiga definir
as oportunidades de negócios mais atrativas e as quais riscos (ameaças) esta mais
suscetível, para então definir objetivos e metas, bem como sua estratégia de negócio.
7 – (0,19) O ideal seria que as decisões empresariais fossem tomadas a partir da
combinação de informações quantitativas e qualitativas e experiências do
empreendedor. Tais informações ajudam a compor a parte financeira de um plano de
negócios. Quais os demonstrativos contábeis que servem de insumo para essa
seção? Que informações eles apresentam?
Os principais demonstrativos são: Balanço Patrimonial, Demonstrativo de resultados, e
Demonstrativo de Fluxo de Caixa. Todos os projetados com um horizonte mínimo de
três anos, sendo que o usual e normalmente um período de cinco anos. No caso do
fluxo de caixa deve ser detalhado mensalmente. Por meio desses demonstrativos é
possível efetuar uma analise de viabilidade do negócio e o retorno proposto. Para
essas análises, geralmente usamos os seguintes métodos: análise do ponto de
equilíbrio, prazo de payback, TIR (Taxa Interna de Retorno) e VPL (Valor Presente
Liquido).O balanço patrimonial reflete a posição financeira da empresa em um
determinado momento.O balanço patrimonial é constituídos por duas colunas, a do
ativo e a do passivo e patrimônio liquido.ativo constituem todos os bens e direitos de
uma empresa. O passivo é uma obrigação, ou a parcela de financiamento obtido de
terceiros. O patrimônio liquido corresponde aos recursos dos proprietários aplicados
na empresa.
8 – (0,17) Para convencer um capitalista de risco a investir em um negócio é
importante demonstrar que a empresa possui uma excelente equipe de gestão, um
plano de negócios rico viável, um mercado em crescimento, e uma idéia inovadora.
Investimentos de risco normalmente são atraídos por empreendimentos que estão em
que fase de desenvolvimento?
Esses investidores de riscos comumente são chamados de Angel investor (Investidor
Anjo) investidores anjos são grupos que aplicam capital em empresas iniciantes,
conhecidas como start-ups, eles buscam empresas que possam crescer sem que a
estrutura física e o corpo de funcionários precisem aumentar também.