Você está na página 1de 4

CHAVE DE CORREÇÃO – EXERCÍCIOS REVISÃO TRIBUTAÇÃO DAS PESSOAS JURÍDICAS

Ciências Contábeis – Disciplina: Planejamento Tributário II - Professora: Márcia Cristina Maciel

1) Indique qual a tributação das pessoas jurídicas indicadas a seguir:

Tributos
sobre o Tributos sobre o faturamento
PJ
Lucro
IRPJ CSLL IPI ICMS PIS COFINS ISS II IE
Comércio Varejista de calçados
Serviços de mecânica
Importação de máquinas
Indústria de móveis
Exportação de roupas e acessórios

2) Sobre tributação direta e indireta é correto afirmar:


a. Tributo direto é aquele incidente sobre bens e serviços.
b. Tributo indireto é aquele cujo ônus é repassado para o consumidor final.
c. Tributo indireto é aquele onde o contribuinte final é também quem executa o fato gerador.
d. No tributo direto, o fato gerador é executado por um contribuinte (de direito) e o ônus
tributário é do contribuinte de fato.
e. Tributo direto também é conhecimento como tributo sobre o consumo.

3) Sobre a não cumulatividade, assinale a alternativa incorreta:


a. É a sistemática que permite o aproveitamento de créditos fiscais na apuração dos
impostos.
b. Para cada imposto/contribuição, existem regras específicas de aproveitamento de crédito
fiscal.
c. IPI, Pis, Cofins e ICMS sempre serão não cumulativos.
d. A opção pela não cumulatividade se a depender do regime de tributação escolhido pela
entidade.
e. Empresas do Simples Nacional não podem utilizar a sistemática da não cumulatividade
para nenhum tributo.

4) É exemplo de tributos vinculados:


a. Taxas
b. Contribuições Especiais
c. Impostos
d. Tarifas
e. Empréstimos Compulsórios

5) Não é exemplo de contribuições especiais:


a. Contribuições sociais
b. Contribuições de melhoria
c. CIDE
d. Contribuições de interesse de categorias profissionais e econômicas
e. Empréstimos compulsórios

6) Sobre a tributação por dentro e por fora, assinale a alternativa incorreta:


a. Os tributos por dentro compõem a sua própria base de cálculo.
b. Todos os tributos sobre o consumo são por dentro.
c. Os tributos por fora consideram os tributos por dentro em sua base de cálculo.
d. O IPI é, em regra geral, um tributo por fora.
e. O valor do ICMS a recolher pode ser abatido da base de cálculo do Pis e da Cofins, pois
não é considerado receita para a empresa.
7) Em qual forma descrita abaixo o imposto, nem sempre, é zerado:
a. Mercadoria NT (não tributada) por determinado imposto.
b. Isenção
c. Mercadoria sujeita à alíquota zero.
d. Redução de base de cálculo
e. Imunidade

8) Os trechos de texto a seguir fazem parte da monografia de Thaís Soares de Oliveira para o curso de
especialização em Direito Tributário. A autora trata da discussão da incidência do ISS sobre a
industrialização por encomenda. A partir da leitura do texto, considerando o entendimento da obrigação
de fazer e da obrigação de dar, indique para as atividades a seguir, qual é a sua correta incidência de
imposto: ISS, ICMS e/ou IPI:

a. ( ) Reforma de sofás.
b. ( ) Alfaiataria com material fornecido pelo usuário final.
c. ( ) Colocação e instalação de tapetes com material fornecido pelo prestador do serviço.
d. ( ) Recauchutagem de pneus usados para venda
e. ( ) Recondicionamento de motores.
f. ( ) Confecção gráfica de bulas a serem incluídas nas caixas de medicamentos que serão
comercializados.
g. ( ) Organização de festas incluindo o fornecimento de bebidas e alimentos.
h. ( ) Alimentação fornecida em hospedagem de hotéis inclusa no valor da diária.
i. ( ) Industrialização por encomenda de embalagens que serão utilizadas no acondicionamento de
produtos.
j. ( ) Industrialização por encomenda de cartões magnéticos que serão utilizados como consumo
pela empresa.
k. ( ) Facção de roupas.
l. ( ) Elaboração e entrega de um bolo de casamento.
Centro Ciências Jurídicas e Econômicas – CCJE
Centro Ciências Jurídicas e Econômicas – CCJE

Você também pode gostar