Você está na página 1de 35

Carboidratos

Profª : Msc. Lyssa Cavalcante de


Carvalho Cunha
Carboidratos
São biomoléculas hidretos de carbono.
• Servem como:
 Fontes de energia;
Reservas de energia;
Matéria prima para a biossíntese de outras
macromoléculas
 São divididos em 3 classes: monossacarídeos,
dissacarídeos e polissacarídeos.
Monossacarídeos
• Características
• Aldeídos
• Cetonas
• hidroxilas
• centros quirais
• ligações simples
Monossacarídeos
• Carboidrato : um poliidroxialdeído ou poliidroxicetona,
ou uma substância que dá estes compostos na hidrólise
• Monossacarídeo : um carboidrato que não pode ser
hidrolisado para um carboidrato mais simples:
têm a fórmula geral de Cn(H2O)n , onde n varia de 3 a 8
• aldose : um monossacarídeo contando com um grupo
aldeídico;
• cetose : um monossacarídeo contando com um grupo
cetônico.
• Monossacarídeos são classificados pelo seu
número de átomos de carbono:
• Existem 2 tipo de trioses:

• aldo- e ceto- são freqüentemente omitidos e estes


compostos são referidos como simples trioses, no
entanto esta designação não diz a natureza do grupo
carbonila, no mínimo nos diz o número de carbonos.
Monossacarídeos
Centros Quirais

• Número de estereoisômeros
– 2n
• Configuração absoluta
– Comparação com gliceraldeído
– Centro quiral mais distante do carbono da carbonila
• Numeração dos carbonos
• Gliceraldeído contém um centro assimétrico e
existe como par de enantiômeros:
D,L Monossacarídeos
De acordo a convenção proposto por Fisher:
• D -monossacarídeo : é aquele que quando escrito como
projeção de Fisher, tem o -OH no seu penúltimo carbono α na
direita;
• L- monossacarídeo : é aquele que tem -OH no seu penúltimo
carbono α na esquerda.
4 aldotetroses
• Enantiômeros: : estereoisômeros que são imagens de
espelho, ex.: D-eritrose e L-eritrose são
enantiômeros;
• Diastereômeros : estereoisômeros que não são
imagens de espelho, ex.: D-eritrose e D-treose
4 aldotetroses
• 2 mais comuns D-aldotetroses e os 2 mais comuns D-
aldopentoses

• 3 mais comuns D-aldohexoses. Note que o 3º é uma


amino açúcar o mais comum 2-ceto-D-hexose (D-
frutose)
Estrutura Cíclica
Carência
• A falta de carboidratos no organismo
manifesta-se por sintomas de fraqueza,
tremores, mãos frias, nervosismo e tonturas, o
que pode levar até ao desmaio. É o que
acontece no jejum prolongado. A carência leva
o organismo a utilizar-se das gorduras e
reservas do tecido adiposo para fornecimento
de energia, o que provoca emagrecimento.
Excesso
• Os carboidratos, quando em excesso no
organismo, transformam-se em gordura e
ficam acumulados nos adipócitos, podendo
causar obesidade e arterosclerose
(aumento dos triglicerídeos sangüíneos).
ALGUMAS DOENÇAS RELACIONADAS
AO CARBOIDRATO
• INTOLERÂNCIA A LACTOSE
• HIPOGLICEMIA
• HIPERGLICEMIA
• DIABETES MILLITUS TIPO 2
INTOLERÂNCIA A LACTOSE
• Qual a FUNÇÃO DA LACTASE?
• Como se da PRODUÇÃO DA LACTASE?
• Como se dá o DIAGNÓSTICO?
• Como é o TRATAMENTO?
Glicemia
• É a taxa de glicose no sangue.
• Varia em função da nossa alimentação e nossa
atividade.
• Uma pessoa em situação de equilíbrio
glicêmico ou homeostase possui uma glicemia
que varia, em geral, de 80 a 110 mg/dL.
• Segundo recente sugestão da Associação
Americana de Diabetes, a glicemia normal
seria de 70 a 99 mg/dL.
HIPOGLICEMIA
• Quais as Causas que favorecem o
aparecimento da hipoglicemia?.
• O que fazer?
• Como cuidar de uma hipoglicemia?
• Quais são os sintomas?
• Dicas para evitar a hipoglicemia.
HIPERGLICEMIA
• SINTOMAS: poliúria, polidpsia, fadiga, má
cicatrização, perda de peso, dores nas pernas.
• CAUSAS: menor produção de insulina pelo
organismo, excessos na alimentação,
sedentarismo, infecções ou doenças.
• O QUE FAZER: prevenção da hiperglicemia,
praticar atividade física, injeções de insulina e
medicação oral.
Diabetes
• Quando o pâncreas pára de fabricar a insulina,
ou o organismo não consegue utilizá-la de
forma eficiente, a glicose fica circulando na
corrente sanguínea, gerando a hiperglicemia e
levando a uma doença conhecida como o
diabetes
DIABETES MILLITUS TIPO 2
• Relacione o PÂNCREAS E A PRODUÇÃO DE
INSULINA
• Como é a AÇÃO DA INSULINA?
• Correlacione a ATIVIDADE FÍSICA X DIABETES
• Quais os SINTOMAS?
• Como é o TRATAMENTO?
• Quais os CUIDADOS A SEREM TOMADOS?
Obrigada...