Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL

INSTITUTO DE GEOGRAFIA, DESENVOLVIMENTO E


MEIO AMBIENTE - IGDEMA

Curso: Geografia
Disciplina: Geografia dos Solos
Professor (a): Nivaneide Melo
Aluno: João Victor Santos Vasco

A IMPORTÂNCIA DOS SOLOS

O solo é a camada superficial da crosta terrestre, tem papel fundamental na


produção de alimentos para manter o sustento dos seres humanos e animais.
Além disso, o solo também faz a função de infiltrar, escoar e armazenar
água, sendo fundamental para o desenvolvimento de ecossistemas. Por
conta desses fatores, a manutenção e o bom manejo são de suma
importância para a preservação do solo, visando que é um recurso não
renovável e a exploração descontrolada pode trazer graves problemas no
futuro.

Existem três tipos de solos classificados quanto a composição, são eles:


arenoso, argiloso e orgânico. O arenoso concentra pouca água e é composto
principalmente por areia e argila, nesse tipo de solo a agricultura é
praticamente inviável, por conta da pouca umidade e por ser pobre em
nutrientes e cálcio, além disso, possui um pH ácido e pouca matéria orgânica.
O argiloso tem como característica ser bastante úmido e maciço, é composto
principalmente por argila, alumínio e ferro, esse tipo de solo é propício para a
agricultura, por ser rico em nutrientes, pouca acidez e impermeável. O
orgânico é composto por decomposição de vegetais, animais e
microrganismos, além disso, duas matérias orgânicas são fundamentais para
o bom estado desse tipo de solo: húmus e turfa, que são responsáveis pela
fertilidade e desenvolvimento, respectivamente.

O solo é responsável por grande parte da produção alimentar mundial,


porém, deve-se realizar um estudo do solo, afim de usar fertilizantes da
maneira correta e evitar causar danos ao solo, outros cuidados que precisam
ser tomados são o uso de nutrientes em períodos específicos e em doses
adequadas, afim de que não causem degradações químicas no solo. Um
outro segmento em que o ser humano utiliza o solo é na construção civil, que
variam a forma de uso de acordo com o tipo de solo, os siltosos são uma
mistura de argila e areia, é pouco utilizado na construção civil devido a se
transformar em lama quando entra em contato com água, os arenosos são
solos mais secos e são usados principalmente sob estacas profundas ou
concreto armado e em locais próximos ao litoral, os argilosos são um solo
úmido e são os mais utilizado em construções, principalmente na fabricação
de argamassas, tijolos, pisos e azulejos em cerâmica.

Para a agricultura, o solo é fundamental para as plantações e o


desenvolvimento da agricultura, é do solo que as plantas retiram os
nutrientes necessários para sobreviverem, para uma agricultura eficiente, é
preciso fazer estudos do solo para saber qual é o tipo ideal para a agricultura
a ser realizada, além de evitar causar danos ao solo. Outra coisa que deve-
se observar é o uso de produtos químicos, que podem comprometer o solo e
a atividade agrícola, como alternativa ao uso agrotóxicos, adubos químicos e
inseticidas, têm-se desenvolvido a agricultura orgânica, uma forma de
produzir alimentos sem o uso de produtos químicos e assim, preservando o
estado do solo.

Você também pode gostar