Você está na página 1de 1

A ESTRELA

de

Vergílio Ferreira

TEMPO ACONTECIMENTOS/ ACÇÃO


(quando?) (o quê?)
 Um dia, à meia-noite  Descoberta da estrela
 De modo que, nessa noite  Roubo da estrela
 No dia seguinte  Como uma estrela de lata
 Mas à noite  A estrela brilhava como quando a
fora apanhar
 Mas no dia seguinte  Apagada de novo
 Até que à noite  Um luar aberto pelo quarto
 Aconteceu então que no dia seguinte  Descoberta do roubo
 Até que o roubo… o Diabo a tecê-las  Esquecimento do roubo
 Ora certa noite  Descoberta do autor do roubo
 Mas no outro dia  A estrela não era aquela
 E só à noite é que foi  A estrela outra vez no seu lugar
 De modo que à meia-noite
 Toda a gente chorou a sua morte. E o  A “lenda” do Menino e da Estrela
Cigarra, que andou de luto um ano
inteiro, fez mesmo uns versos sobre
ele para os cantar depois à viola. Já
passaram muitos anos e ainda hoje
se cantam. A estrela ainda lá está.
Toda a gente a conhece.

Profes. Maria José Nogueira