Você está na página 1de 3

Questões para serem levantadas durante a

leitura progressiva do texto


A cada pergunta feita e resposta dada, solicitar dos alunos que justifiquem
essa
resposta apontando no texto trechos que permitiram a ele responder como fez.
É
importante focalizar os recursos linguísticos que permitiram as inferências e
antecipações
realizadas.
Habilidades de Leitura priorizadas: realização de inferências e antecipações;
articulação entre trechos do texto para realização de reconstrução de
informação
semântica
TESTEMUNHA TRANQUILA
Stanislaw Ponte Preta
O camarada chegou assim com ar suspeito, olhou pros lados e
– como não parecia ter ninguém por perto – forçou a porta do
apartamento e entrou. Eu estava parado olhando, para ver no que
ia dar aquilo. Na verdade eu estava vendo nitidamente toda a cena
e senti que o camarada era um mau-caráter.
100
PAUSA 1
Questões:
a) Até agora, quem vocês acham que será a testemunha?
b) Porque ela estaria tranquila?
c) O que ela iria testemunhar?
d) Onde está essa testemunha?
e) Que pistas no texto te permitem fazer essa afirmação?
Habilidades Tematizadas:
Antecipação de informações, realização de inferências locais.
E foi batata. Entrou no apartamento e olhou em volta. Penumbra
total. Caminhou até o telefone e desligou com cuidado, na certa,
para que o aparelho não tocasse enquanto ele estivesse ali. “Isto”,
pensei, “é porque ele não quer que ninguém note a sua presença:
logo só pode ser um ladrão ou coisa assim.”
Mas não era. Se fosse ladrão estaria revistando as gavetas, mexendo
em tudo, procurando coisas para levar. O cara – ao contrário
– parecia morar perfeitamente no ambiente, pois mesmo na penumbra
se orientou muito bem e andou desembaraçado até uma
poltrona, onde sentou e ficou quieto.
PAUSA 2:
Questões:
a) Como será que a testemunha consegue saber o que o possível ladrão está
fazendo dentro do apartamento?
Habilidades Tematizadas:
Retomada de trecho anteriormente lido, estabelecendo comparações com o
novo trecho e articulando-os, de modo a reconstruir informações semânticas.
“Pior que ladrão. Esse cara deve ser um assassino e está esperando
alguém chegar para matar”, tornei eu a pensar, e me lembro (inclusive)
que cheguei a suspirar aliviado por não conhecer o homem
e – portanto – ser difícil que ele estivesse esperando por mim. Pensamento
bobo, de resto, pois eu não tinha nada a ver com aquilo.
101
PAUSA 3:
Questões:
a) O que será que a testemunha vai presenciar?
b) Você mudou de ideia a respeito?
c) E sobre quem seria a testemunha, você mudou de ideia? Explique.
Habilidades Tematizadas:
Realização de inferências e articulação entre trechos do texto, de modo a
construir informações semânticas.
De repente ele retesou na cadeira. Passos no corredor. Os passos,
ou melhor, a pessoa que dava os passos parou em frente à porta
do apartamento. O detalhe era visível pela réstia de luz, que vinha
por baixo da porta.
PAUSA 4:
Questões:
a) Como a testemunha consegue enxergar dentro e fora do apartamento
ao mesmo tempo?
b) Que situação está para acontecer?
c) O que presenciará a testemunha?
d) Que pistas no texto te permitem afirmar isso?
Habilidades Tematizadas:
Realização de inferências e antecipações; articulação entre trechos do texto,
de modo a construir informações semânticas.
Som de chave na fechadura e a porta se abriu lentamente e logo a
silhueta de uma mulher se desenhou contra a luz. “Bonita ou feia?”
pensei eu. Pois era uma graça, meus caros. Quando ela acendeu
a luz da sala é que eu pude ver. Era boa às pampas. Quando viu
o cara na poltrona ainda tentou recuar, mas ele avançou e fechou
a porta com um pontapé... e eu ali olhando. Fechou a porta, caminhou
em direção à bonitinha e pataco!... tacou-lhe a primeira
bolacha. Ela estremeceu nos alicerces e pimba!... tacou outra.
102
PAUSA 5:
Questões:
a) Algum crime estará prestes a acontecer?
b) O que será?
c) Por que você levantou essa hipótese?
Habilidades Tematizadas:
Realização de inferências locais e globais; realização de antecipações.
Os caros leitores perguntarão: — E você? Assistindo àquilo sem
tomar uma atitude? —. A pergunta é razoável. Eu tomei uma
atitude, realmente. Desliguei a televisão, a imagem dos dois desapareceu
e eu fui dormir.
PAUSA 6:
Questões:
a) As hipóteses levantadas por você corresponderam ao apresentado
no texto?
b) Que pistas levaram você a estas hipóteses?
Habilidades Tematizadas:
Verificação de inferências e antecipações realizadas, procurando corrigir
eventuais
equívocos a partir da identificação das pistas que levaram à inadequação da
resposta.
QUESTÕES PARA SEREM FEITAS DEPOIS DA LEITURA INTEGRAL DO TEXTO
questões HABILIDADES temati zadas
• Você considera que o título do texto está adequado? Explique.
• O que você achou do recurso utilizado pelo autor para despistar o
leitor a respeito de quem seria a testemunha tranquila? Explique.
• redução de informação semântica, por meio de generalização, identificando
o tema/assunto do texto;
• articulação entre trechos do texto, reconstruindo informação semântica;
• realização de apreciação estética de recursos utilizados no texto.
103
Uma vez planejada a pauta, esta atividade pode ser assim conduzida:
a) O professor reproduz o texto utilizando recursos que possibilitem que a
leitura possa ser realizada por toda a classe, em conjunto e aos poucos
(pode-se, por exemplo, utilizar um cartaz afixado na classe, no qual o
texto esteja coberto por uma tira de papel, que vai sendo baixada e
movimentada
à medida que a leitura vai sendo realizada; pode-se utilizar um
retroprojetor; um datashow, ou outros recursos de multimídia).
b) O professor vai apresentando as perguntas, tematizando as respostas,
procurando solicitar dos alunos que expliquem de que maneira conseguiram
chegar àquela resposta (pistas explícitas ou implícitas no texto,
conhecimento prévio).
c) Enquanto vai realizando a atividade vai, ao mesmo tempo, analisando o
desempenho de cada aluno, de modo que possa avaliar a adequação da
atividade em relação às expectativas de aprendizagem colocadas.
Esta atividade, como se pôde notar, corresponde ao momento de trabalho no
coletivo, se considerarmos o movimento metodológico a ser utilizado no
trabalho
pedagógico discutido anteriormente.