Você está na página 1de 16

Traduzido do Inglês para o Português - www.onlinedoctranslator.

com

MAN Nutzfahrzeuge AG TRABALHOS PADRÃO Agosto de 2008

Sistemas de proteção e revestimento contra corrosão


para peças compradas M 3018
Condições Técnicas de Entrega
Dimensões em mm

Esta versão em inglês é uma tradução. Em caso de dúvida ou conflito, o original em alemão válido prevalecerá.

Conteúdo
1 Escopo e propósito
2 Condições de liberação
3 Designação da proteção contra corrosão e sistemas de revestimento
4 Classes de proteção contra corrosão, seleção
5 Sistemas de revestimento, requisitos
6 de seleção e amostras de teste
7 Resistência à corrosão
8 Força adesiva e características básicas do sistema de revestimento
9 Cobertura
10 Resistência a outras mídias 11
Teste de identidade

1 Escopo e propósito
Este padrão se aplica à proteção contra corrosão e revestimento de peças compradas 1), para o qual nenhum grupo de
montagem e sistemas de revestimento MAN específicos de função, conforme definido por M 3300-1 2), A Tabela 2 deve ser
aplicada.
Esta Norma também é aplicável nos casos em que dados específicos do fabricante sobre o revestimento já foram
incluídos em desenhos externos.
Os revestimentos galvânicos e químicos devem ser documentados de acordo com a DIN 50960, DIN EN ISO 4042 ou os
padrões de fábrica da MAN aplicáveis.
O objetivo desta Norma é estipular, para peças adquiridas nos casos normais, o
- resistência à corrosão necessária para aplicação usando a classe de resistência à corrosão exigida na
designação (de acordo com 3.1-3.4),
assim como
- força adesiva no componente e
- capacidade de cobertura com revestimentos superiores MAN,

permitindo assim que o fornecedor / fabricante do componente selecione um sistema de revestimento adequado, de preferência
disponível comercialmente, que é obrigatório para todas as remessas após a liberação pela MAN
- e da mesma forma, por meio dos exemplos de sistemas de revestimento MAN comprovados e comercialmente disponíveis,
oferecer aos fornecedores que não têm nenhum sistema proprietário disponível comercialmente para a classe de proteção contra
corrosão necessária, um auxílio à tomada de decisão, através do qual o tempo necessário para a liberação pela MAN pode ser
significativamente reduzido (informações e conselhos do Departamento MTWV, Fábrica de Nuremberg).
Para peças compradas, que não são mais com revestimento final pela MAN, os sistemas de revestimento selecionados
devem incluir a camada de acabamento exigida de acordo com a Seção 3.3 ou 3.4 e devem atender aos requisitos adicionais
de acordo com a Seção 7 à Seção 11.2.
Para peças proprietárias com a designação "Revestimento: com primer de acordo com a Tabela 1; M 3300", que são
adquiridas como peças adquiridas, as estipulações de acordo com a Seção 3.1 e, opcionalmente, classes de proteção
contra corrosão 2 ou 3.
1) Peças produzidas externamente de acordo com a documentação MAN, bem como peças externas especiais disponíveis no mercado de
acordo com a documentação externa.
2) Também sistemas de revestimento de acordo com M 3300-2 e M 3311-1.

Co-responsabilidade pelo padrão: Dept. MTWV, Continua nas páginas 2 a 16


Nuremberg

Preparado por: Jürgens, TDN Liberar TDN Substitui: 2008-02 Grupo de material nº:
Gary, MTWV 2009-09, englisch

MAN Nutzfahrzeuge Aktiengesellschaft, Fábrica de Munique - Departamento de Normas (TDN) Todos os direitos reservados de acordo com a ISO 16016. A
distribuição e uso do conteúdo sem a aprovação por escrito da MAN Nutzfahrzeuge Aktiengesellschaft é estritamente proibida.
Página 2
M 3018: 2008-08

2 condições de liberação

Para liberação de acordo com esta Norma, as seguintes condições adicionais se aplicam, bem como as condições gerais de
fornecimento para peças adquiridas, condições de liberação e procedimentos de acordo com MAN 239 et seq:

O sistema de revestimento selecionado pelo fornecedor / fabricante para a proteção anticorrosiva necessária deve ser apresentado à MAN
para liberação no tempo devido (Departamento MTWV, planta de Nürnberg).

Além do relatório de teste de amostra inicial, uma descrição precisa do sistema de revestimento, incluindo detalhes da condição das
superfícies dos componentes (por exemplo, nuas, jateadas) antes do revestimento e também as etapas de tratamento aplicadas (limpeza,
pré-tratamento, primer e quando necessário, primer provisório e acabamento) com seus procedimentos de revestimento, as substâncias de
revestimento e as espessuras das camadas devem ser apresentados e as amostras de teste apropriadas fornecidas.

O teste de simulação de intemperismo MAN de acordo com MAN 365 (ver Tabela 5) é conduzido pela MAN, MTWV Dept.,
Nürnberg Plant.

Conforme a liberação é emitida pela MAN, o fornecedor se compromete a aplicar o sistema de revestimento aprovado em sua
forma inalterada para todas as remessas e confirmar a conformidade com o mesmo por meio do Certificado da Planta 2.2 de
acordo com DIN EN 10204 (anteriormente DIN 50049) (exemplo mostrado no Anexo )

Qualquer alteração no sistema de revestimento e / ou substâncias e procedimentos de revestimento exigirá um novo lançamento da MAN.

3 Designação dos sistemas de proteção e revestimento contra corrosão

A proteção contra corrosão exigida de acordo com esta Norma é especificada e / ou deve ser definida tanto no MAN quanto
nos desenhos externos, bem como nos dados mestre do MAN por meio das seguintes designações de acordo com 3.1 a
3.4:
Etiquetas (no TDN e na biblioteca CAD) estão disponíveis para os dados nos desenhos. A
palavra "proteção contra corrosão" não é necessária para detalhes nos dados mestre.

Os dados de revestimento nos desenhos dos componentes sempre incluem o estado final do revestimento, que o
componente no veículo acabado deve ter.
Se aplicável, as condições de fornecimento que se desviam da condição final, devido ao processo de produção (pré-revestimentos)
em componentes individuais (se aplicável apenas para locais individuais e / ou temporariamente) serão notificadas pelas unidades
operacionais aplicáveis da GE, Planejamento de Processo e Gestão de Materiais, para o comprador MAN responsável. Este último
chega a acordo com o fornecedor e documenta o resultado nos registros contratuais.
Não haverá especificações adicionais no desenho do componente. Por este motivo, as informações do departamento de teste de
amostra piloto aplicável devem ser garantidas usando a condição de fornecimento divergente.
Nestes casos, se não houver sobrepintura no conjunto grande, o revestimento posterior até a condição final especificada
no desenho do componente deve ser controlado pelas unidades operativas da GE, Gestão de Materiais e Planejamento de
Processos, utilizando o plano de trabalho.

A classe de proteção contra corrosão exigida na designação determina a resistência à corrosão a ser satisfeita de
acordo com as Tabelas 5 e 6.. O engenheiro de projeto seleciona a classe de proteção contra corrosão para cada
componente individual de acordo com a Tabela 2 (consulte também a Seção 4).

3.1 Para componentes pré-revestidos de cor neutra (Caso especial),

que são revestidos pela MAN com a montagem em grande escala.

Designação: Proteção contra corrosão M 3018 - X

Classe de proteção contra corrosão (ver Tabela 2, 5 e 6)

O fabricante tem a liberdade de selecionar as etapas de tratamento aplicadas (com primer ou acabamento), nível de brilho (caso
normal: semibrilhante) e cor (caso normal: marrom avermelhado ou preto).
Página 3
M 3018: 2008-08

3.2 Para componentes pré-revestidos de cores específicas (caso especial),

que são revestidos pela MAN com a montagem em grande escala, embora a cor deva ser consistente com a do
revestimento final.
Designação: Proteção contra corrosão M 3018 - X - RAL XXXX
Classe de proteção contra corrosão (ver Tabela 2, 5 e 6)

Cor de acordo com RAL


(use as cores preferidas de acordo com o índice de cores RAL 840 HR - veículos civis
- e / RAL F9 - veículos militares)

O fabricante tem a liberdade de selecionar as fases de tratamento aplicadas (com camada de base ou camada de acabamento) e
nível de brilho (caso normal: semibrilho).

3.3 Para componentes revestidos finais independentes do pedido (caso normal),

que são não revestimento final pela MAN com o conjunto grande e para o qual um revestimento de acabamento independente de pedido deve ser
adquirido.

Designação: Proteção contra corrosão M 3018 - X - E - g - RAL 9011

Classe de proteção contra corrosão (ver Tabela 2, 5 e 6)

Estágio de tratamento E = com revestimento final


(Caso normal: camadas superiores 2K)

Nível de brilho de acordo com a Tabela 1


(Caso normal: g = brilho)

Cor
(cor preferida de acordo com o índice de cor RAL 840; caso
normal: preto, RAL 9011)

O fabricante tem a liberdade de selecionar as etapas de tratamento aplicadas (com exceção da demão final).

3.4 Para componentes com revestimento final específico do pedido (caso normal)

que são não revestimento final pela MAN com o conjunto grande e para o qual um revestimento de acabamento dependente do pedido deve ser
adquirido (veículos militares).

Designação: Proteção contra corrosão M 3018 - X - E - 2K - S - RAL 6031

Classe de proteção contra corrosão (ver Tabela 2, 5 e 6)

Estágio de tratamento E = com revestimento final


(Camada superior 1K ou 2K)

Sistema de pintura onde aplicável *)


(Dados necessários apenas para 2K = revestimento de acabamento de dois componentes)

Nível de brilho de acordo com a Tabela 1 *)


(Caso normal: s = fosco opaco)

Cor de acordo com RAL *)


(use as cores preferidas de acordo com o índice de cores RAL 840 HR - veículos civis - e /
RAL F9 para veículos militares)

*) Em casos especiais, o número do item para a camada superior específica do cliente pode ser indicado em vez desses dados.

O fabricante tem a liberdade de selecionar as etapas de tratamento aplicadas (com exceção da demão final).
Página 4
M 3018: 2008-08

tabela 1 Níveis de brilho

Carta Valor do refletômetro Ângulo de irradiação


Nome Conforme DIN 67 530 Conforme DIN 67 530

mate maçante ≤8 85 °
s
(para veículos militares) ≤2 60 °
mate
m (para veículos militares)
20 - 30 85 °

semi brilhante
h (Chassi até F2000, M2000, 70 ±5 60 °
L2000)

lustro
g (para cabine e chassi da TG em 85 ±10 20 °
design disponível comercialmente)

4 classes de proteção contra corrosão, seleção para engenheiro de projeto

A proteção anticorrosiva das peças adquiridas é regida pelas classes de proteção anticorrosiva de acordo com a
Tabela 2 (ver página 5), que são especificadas em função do uso dos componentes do veículo e, portanto, dos
requisitos de resistência à corrosão (de acordo com as Tabelas 5 e 6), bem como a aparência conforme definido na
Seção 3.

Para tornar a seleção mais fácil para o engenheiro de projeto, a Tabela 2 já contém uma atribuição das classes de proteção contra
corrosão exigidas no MN para os conjuntos mais importantes. A classe de proteção anticorrosiva exigida pode ser especificada da
mesma forma para conjuntos não declarados.

Em princípio, as atribuições na Tabela 2 também se aplicam à proteção contra corrosão de peças externas definidas em desenhos
de componentes externos.

Os requisitos adicionais em M 3297 se aplicam à proteção contra corrosão de carrocerias externas.

5 Sistemas de revestimento, seleção para o fornecedor

Em princípio, o fornecedor do componente tem a liberdade de selecionar um sistema de revestimento proprietário ou


comercialmente disponível que satisfaça os requisitos indicados no desenho de acordo com a Seção 3 desta Norma, através da
classe de corrosão indicada, para proteção contra corrosão.

As especificações de revestimento na Seção 7 desta norma e as espessuras de camada restritas exigidas nos desenhos devem ser
observadas.

Para componentes pré-revestidos com proteção contra corrosão sem revestimento final (de acordo com as Seções 3.1 e 3.2), o sistema de
revestimento selecionado, como estágio de tratamento final, pode incluir um primer ou um revestimento de acabamento.

Para fornecedores sem nenhum sistema de revestimento estabelecido para a proteção contra corrosão necessária, os sistemas de revestimento MAN
definidos e comprovados atribuídos às classes de corrosão MAN na Tabela 3, que servem como auxiliares de tomada de decisão, ou podem ser
aplicados diretamente e, portanto, reduzem significativamente o tempo necessário para o procedimento de liberação do MAN.

Para componentes pré-revestidos (estágio de tratamento G) com proteção contra corrosão sem revestimento final (de acordo com
a Seção 3.1 e 3.2), a resistência à corrosão exigida pela classe de proteção contra corrosão de acordo com a Tabela 5 pode ser
verificada em consulta com a MAN e quando aplicável na condição de revestimento final, ou seja, com a demão final MAN de
acordo com a Tabela 3, Estágio de Tratamento D. Consulte também a Seção 8.

Após processos como corte a laser, soldagem a laser e soldagem por resistência em atmosferas de oxigênio (sem gás de proteção /
inerte especial), bem como soldagem em atmosferas de gás de proteção e alinhamento a quente onde há sujeira superficial
induzida termicamente (revestimentos de oxidação e embaciamento), limpar os componentes / conjuntos análogos a M 3161.
Página 5
M 3018: 2008-08
5.1 Classes de proteção contra corrosão, seleção e atribuição

A atribuição sempre se aplica à condição final revestida de acordo com a Seção 3.3. Condições de alimentação divergentes (pré-
revestimentos) são atribuídas às classes de proteção contra corrosão apropriadas na Tabela 2 com o símbolo (G) = com primer ou
(A) = condição de alimentação com primer.
mesa 2 Classes de proteção contra corrosão, seleção e atribuição para o engenheiro de projeto Para notas de rodapé, consulte a próxima página
Classe de proteção contra corrosão K1 / K2 0 1 2 3 4
Corrosão Muito alto Superior Superior Alto Normal Adequado
1
resistência )
(ver Tabela 5)
2
Ré- Aparência Muito Muito Alto Alto ) / Normal Sub-
quire- (visual Alto Alto Normal padrão
mentos impressão)
3 3 3
Aplicabilidade Exterior) Exterior) Exterior) Interior e Interior e Interior e
3 4 4
exterior) exterior) exterior)
Táxi - Táxi - limpador - Janela - Peças pequenas

componentes - Fender - radiador quadro, abaixo


exterior aparar - Chifre capô do motor
- Farol - Maçaneta - Auxiliar
--- - Suporte de espelho - Trancar aquecedor ---

- Táxi
suspensão
- Entrada de ar

tubo
- Etapa
- Parachoque

- Luz do telhado

- Estepe
talha - MIL
- camuflagem
suporte de rede

Táxi - Exibição - Táxi - Peças pequenas

componentes instrumentos carroçaria - Pequena

interno - Instrumento - Conjunto de pedal partes elétricas


--- --- --- painel - Mudança de marcha - Borracha/
- Painel de instrumentos alavanca metálico
inserir - Suporte rolamentos
- Porta-luvas
cobrir
- Cama
Aplicativo Chassis - Quadro - - Bateria e - Embaixo - Peças pequenas no
para componentes MIL caixa de armazenamento guarda sistema de freio
- quadro - Civil - Estabilizador - Exaustão
- Combustível - Cilindro de freio sistema 6)
tanque - Quadro - Suportes
- Aço carroceria (G) - Peças pequenas

- Inox - radiador (por exemplo, válvulas)

--- aço - Filtro de ar - Motor 5)


- Alu - Eixo - Elenco e
- comprimido - Peças do eixo forjado ---

tanque de ar - Direção partes (A)


- Choque ab componentes - Eixo de transmissão

sorventes - Elenco e (G)


- Rodas peças forjadas - Transmissão
- Quadro - comprimido - Trailer,
carroçaria tanque de ar (G) Quinta roda
- Eixo de transmissão acoplamento

- Springs
Complementos e - Fechadas - Basculante

carroçaria carroçaria - Encerado


--- (por exemplo, trópicos) quadro --- ---

- Externo - Flatbed ---

carroçaria quadro,
- Tailboards
- Guindaste

- Quadro de slot
de alu
- Externo
carroçaria
Página 6
M 3018: 2008-08
1) Componentes altamente corrosivos

2) Partes internas visíveis da cabine

3) Impacto pesado por spray de água e pedras e / ou abrasão mecânica (componentes montados em posições desprotegidas)

4) Impacto menos severo ou indireto com spray de água e impacto ocasional de pedra e abrasão mecânica (componentes
montados em posições protegidas)

5) No caso de motores com sistema de injeção Common Rail (por exemplo, tipo D 20), nenhum material de revestimento orgânico pode ser usado nas
proximidades dos bicos injetores. Isso protege os sistemas de injeção de contaminação durante um evento de serviço.

6) A resistência à temperatura deve ser demonstrada até 650 ° C


Página 7
M 3018: 2008-08

Tabela 3 Exemplos de sistemas de revestimento MAN pré-revestidos e com revestimento final liberados (consulte a Seção 5)

Corro- sistema de revestimento / etapas de tratamento

Superfície do componente
sessão
V G Z D
proteção Condição inicial
classe Pré-tratamento Priming Pelagem intermediária Revestimento superior

K1 Galvanizado e / ou quente Zinco fosfatado KTL M 3078-2 Filler M 3079 1K M 3031-2


galvanizado (se necessário) ou ou
2K M 3162-C 2K M 3094
3)
K2 Metálico nu Zinco fosfatado KTL M 3078-2 Filler M 3079
(se necessário) ou
2K M 3162-C 1K M 3031-2
3) Zinco fosfatado KTL M 3078-2 1K M 3031-3 ou
Metálico nu
Jateada --- M 3037 2K M 3162-C 2K M 3094
3) Zinco fosfatado KTL M 3078-2 Revestido a pó
Metálico nu
M 3166-1
0 Galvanizado e / ou quente Zinco fosfatado KTL M 3078-2 --- 1K M 3031
galvanizado ou
2K M 3094
3) Zinco fosfatado KTL M 3078-2
Metálico nu ---

Galvanizado e / ou quente --- 2K M 3162-C 1K M 3031


1)
1 galvanizado ou
ou galvanizado / cromado ou 2K M 3162-C --- 2K M 3094
fosfatado com zinco ou
jateada
3) Zinco fosfatado KTL M 3078-2 Revestido a pó
Metálico nu ---
M 3166-1
3) Zinco fosfatado Revestido a pó
Metálico nu --- ---
M 3166-1
Galvanizado e / ou quente Zinco fosfatado 2)
KTL M 3078-2 --- ---
galvanizado
3) Zinco fosfatado
Metálico nu
Galvanizado e / ou quente ---

2 galvanizado 1K M 3086-B
ou galvanizado / cromado ou ou --- ---
fosfatado com zinco ou 2K M 3162-C
jateada
3) --- 2K M 3162-C --- ---
Metálico puro, desengordurado
Zinco fosfatado ou --- 1K M 3086-A ---
Camada espessa de Fe fosfatizada ou 2K M 3094
ou jateada 2K M 3162-A
3) Zinco fosfatado Revestido a pó
Metálico nu --- ---
M 3166-2
3) --- 1K M 3086-B --- 1K M3031
Metálico puro, desengordurado
ou ou
2K M 3162-C 2K M 3094
3) --- 1K M 3086-A 2K M 3162-C ---
Metálico puro, desengordurado
3) --- 1K M 3086-A --- 1K M 3031
Metálico puro, desengordurado
ou
2K M 3094
Motor L. N 680-A --- Motores L. N 680-B
parcialmente

3 Zinco fosfatado ou --- 1K M 3086-A --- ---


Camada espessa de Fe fosfatizada ou
ou jateada 2K M 3162-A
3) --- 1K M 3086-A --- ---
Metálico puro, desengordurado
Motores L. N 680-A / B --- ---

Alumínio puro --- --- --- ---

Zn DIN 50976 --- --- --- 1K M 3031


ou A3C, A4C ou A3R DIN ISO ou
4042 (DIN 267-9) 2K M 3094
Metálico nu --- Revestimentos / coberturas comerciais padrão de camada única

4 Zn DIN 50976 --- --- --- ---


ou A3C, A4C ou A3R DIN
ISO 4042 (DIN 267)
1) Somente para revestimentos superiores militares, foscos e foscos foscos ou como agente de ligação para revestimentos superiores personalizados

2) Apenas para peças internas da cabine, se não houver demanda por suor das mãos ou água salgada

3) De acordo com M 3161


Página 8
M 3018: 2008-08

6 Requisitos e amostras de teste

6.1 Com base nos dados da designação (Seção 3.1-3.4), os seguintes requisitos se aplicam em
princípio para:
- Requisitos de revestimento em acc. com Seção 7

- resistência à corrosão, para a classe de proteção contra corrosão exigida na designação

(Seção 3.1-3.4) em acc. com a Seção 8 em

- Força adesiva no componente e propriedades básicas acc. com a Seção 9 em acc.

- Capacidade de ser coberto com materiais de revestimento superior MAN com a Seção 10 em acc.

- Resistência à temperatura com a Seção 11.1

e para sistemas de revestimento com revestimento final (letra E na designação) também os requisitos para

- nível de cor e brilho (exemplo de designação 3.3) e, quando aplicável, também o tipo de formação de filme (2K = camada superior
de dois componentes) ou composição (específica do cliente) da massa de revestimento superior (exemplo de designação 3.4)

- resistência a outras mídias de acordo com a Seção 11.2.

6.2 Os painéis de teste mostrados na Tabela 4 devem ser revestidos sob condições de produção padrão de acordo com o
sistema de revestimento selecionado pelo fornecedor para a classe de proteção contra corrosão exigida (consulte a
Seção 2).

O revestimento é aplicado no lado rebarbado dos painéis de teste, incluindo as áreas das bordas.

Tabela 4 Folhas de teste de acordo com DIN EN ISO 1514

Teste Dimensão
Qualidade e superfície da folha Tipo de borda
Folha (milímetros)

não.

1 Chapa decapada e repuxada ST 1405 m usando ferramenta padrão 200 x 100 x 1


de ac. com DIN 1623 / DC04B em acc. Perfurado
com DIN EN 10130

2 Chapa decapada e repuxada ST 1405 m min. 2 arestas 190 x 65 x 1 1)


de ac. com DIN 1623 / DC04B em acc. com rebarba
com DIN EN 10130

3 Chapa decapada e repuxada ST 1405 m (sem rebarbar) 300 x 150 x 1


2)
de ac. com DIN 1623 / DC04B em acc.
com DIN EN 10130

4 Peças acabadas e / ou seções com dimensões indicadas nas folhas de teste 1 a 3 (conforme
acordo)
3)
5 Chapa decapada e repuxada ST 1405 m usando ferramenta padrão 95 x 65 x 1
de ac. com DIN 1623 / DC04B em acc.
Perfurado
com DIN EN 10130
1
) Apenas para teste de simulação de intemperismo MAN em conf. com MAN 365
2
) Apenas para liberação do teste de intemperismo em acc. com ISO 2810-1974
3
) Apenas para intemperismo UV em conf. com DIN EN ISO 11341

- Tempos de armazenamento e regeneração

A menos que especificado de outra forma em casos individuais, as amostras de teste devem ser armazenadas após o revestimento e antes
do início dos testes por 7 dias à temperatura ambiente (RT) e, após as cargas de teste e antes de determinar os requisitos (análises) sujeitos
a um tempo de regeneração de 1 hora em temperatura ambiente.
Página 9
M 3018: 2008-08

6.3 Teste de espessura da camada

As espessuras de camada especificadas no relatório de investigação de MTWV, no relatório de teste de amostra piloto ou no
certificado da planta de acordo com DIN EN 10204 (espessuras de camada seca) são espessuras de camada alvo para o sistema de
revestimento liberado de acordo com DIN EN ISO 12944-5 . Este sistema de revestimento e, portanto, também as espessuras de
camada inseridas no relatório de investigação, devem ser atendidas em todas as entregas do fornecedor. A espessura da camada
alvo é considerada como tendo sido alcançada, se um máximo de 5% dos valores de medição não estiverem mais do que 20%
abaixo do valor alvo exigido.

A espessura máxima da camada (DIN EN ISO 12944-5) do sistema geral (condição final) não deve exceder 200 µm. Se a
espessura máxima da camada for ligeiramente ultrapassada, o afastamento do revestimento somente poderá ocorrer de
acordo com o MTWV.

É permitido exceder a espessura da camada alvo, mas ainda inferior à espessura máxima da camada (DIN EN ISO
12944-5) do sistema geral. As espessuras de camada restritivas exigidas nos desenhos devem ser observadas.

7 Requisitos de revestimento

- A espessura total da camada antes da montagem não deve exceder 60 µm, para tintas em pó 80 + 10 µm, em
superfícies de junta e superfícies de suporte superior (risco de assentamento em conexões aparafusadas). Nessas
áreas, é possível, em casos excepcionais, desviar-se da classe de proteção contra corrosão exigida. Onde a posição da
junta e das superfícies de apoio superior não for clara, o fornecedor deve entrar em contato com a unidade operativa
(Planejamento de Processo) da MAN.

- As peças fixadas fundidas e forjadas na estrutura (suportes) só podem ser revestidas com no máximo 35 µm nas
superfícies de junta. Essa restrição deve ser declarada no desenho.

- Nas peças fixas da cabina e do chassis do camião com revestimento final ou superior, deve-se sempre aplicar o nível
de brilho (g) e a cor preto tom RAL 9011. O nível de brilho e a cor devem ser indicados no desenho.

- As peças de elastômero só podem ser revestidas em casos especiais, mediante acordo com o departamento especializado da
MAN responsável.

- O uso de um primer dip catódico de acordo com M 3078 Tipo 2 como CDP de revestimento espesso (25 - 35 μm) para peças
fixas no chassi, cabine e ônibus é possível se especificado pelo fabricante.

- As peças da estrutura, longarinas, reforços e peças fixas feitas de planos devem receber um revestimento superior antes da
montagem.
Exceção: na longarina de um caminhão, o acabamento não é necessário do lado de fora. A resistência à corrosão aqui antes
da montagem deve corresponder, pelo menos, à classe de proteção contra corrosão 2. A longarina do chassi do caminhão
será, neste caso, revestida de topo após a montagem das partes fixas como parte do revestimento do chassi.

- Pode haver temperaturas muito altas nos sistemas de escapamento, admissão e resfriamento do ar de admissão na área do motor. Os
revestimentos desses componentes devem ser verificados quanto à resistência à temperatura de até 650 ° C pelos fornecedores.
Página 10
M 3018: 2008-08

8 Resistência à corrosão

O teste preliminar com cargas de teste a, bec é um critério chave para a liberação.
Os testes d e e aplicam-se apenas para resistência à corrosão com revestimento final (letra E na designação de proteção contra
corrosão).
Se os sistemas de revestimento MAN, conforme mostrado na Tabela 3, forem aplicados, os testes d e e serão omitidos.
Geralmente, as peças fundidas e forjadas devem ser testadas quanto à demão final.
Amostras de teste: Sistema de revestimento nas folhas de teste mostradas na Tabela 4 com as seguintes folhas de teste
de revestido de preparação com as letras a, b, c e d:

Preparação: O revestimento é tratado até a subsuperfície da folha com uma fresa de


diamante de 0,5 mm de largura (ver diagrama)

Tabela 5 Resistência à corrosão, carga de teste

Requisito de teste para o


Folha de teste
Carta Carga de teste classe de proteção contra corrosão exigida na designação (Seção 3.1-3.4) acc. para

K1 K2 0 1 2 3 4 Tabela 4

uma Teste de névoa salina


--- 1 000 h 720 h 480 h 240 h 120 h 72 h 1
DIN 50021 - SS (h)
b Água condensada - Clima constante em
720 h 480 h 360 h 240 h 240 h 120 h 72 h 1
acc. com DIN 50017 - KK

c Teste de simulação de intemperismo MAN


9 ciclos 9 ciclos 6 ciclos 6 ciclos 3 ciclos --- --- 2
em conf. com MAN 365

1)
d Intemperismo ao ar livre 36 24 12 12 6
--- --- 3
em acc. com ISO 2810 - 1974 Meses Meses Meses Meses Meses
2)
e Intemperismo em dispositivos 600 h (DB 1K M 3031)
4
em acc. com DIN EN ISO 11341 1200 h (DB 2K M 3094)

1) Intemperismo ao ar livre de MTWV


Testes no componente acabado: letras eb apenas, letra c no acordo
2) Para as condições de teste, consulte o Padrão da Planta aplicável (M 3031 e / ou M 3094)

Tabela 6 Resistência à corrosão, requisitos


Propriedades Carga de teste Análise Requisitos para a classe de proteção contra corrosão especificada
3
conforme a tabela 5 na designação (Seção 3.1-3.4))
Teste de acordo com 1)
(Carta) K1 K2 0123 4
Grau de borbulhamento uma; b; c; d Superfície, corte máx. m1 / g1
em acc. com DIN EN ISO 4628-2 e bordas
Grau de ferrugem uma; b; c; d Superfície e Ref. valor 0 Máx. ref. valor Ref. valor 0
em acc. com DIN EN ISO 4628-3 arestas 1
2
Rust creep ) uma; b; d Cortar ≤2 ≤3
em acc. com DIN EN ISO 7253
c ≤3 ≤4
(mm)
Crosscut uma; b; c máx. GT 2 máx. GT 1
em acc. com DIN EN ISO 2409
Força adesiva (teste de uma; b; c máx. K 2
arranhões)
Superfície
em acc. com MAN 277
Cor (diferença de cor) em e máx. ΔE *a partir de ≤3 ---
conf. com DIN 6174
máx. ΔH *a partir de 0 a 0,5

1) Para cargas de teste a e b, a análise é conduzida após um tempo de regeneração de 6 h em RT


2) Avaliação ao microscópio com ampliação de 10 vezes
3) No caso de componentes de alumínio não revestidos, apenas o grau de ferrugem deve ser avaliado; o grau máximo de ferrugem alcançável é ref. valor 3;
nenhuma outra abrasão ou corrosão superficial significativa é permitida
Página 11
M 3018: 2008-08

9 Força adesiva e características básicas do sistema de revestimento

Amostra de teste: Sistema de revestimento na folha de teste no. 1

Tabela 7 Força adesiva, propriedades básicas, requisitos

Propriedades Testes depois Requisitos

em acc. com índice de cor RAL


Cor (diferença de cor) DIN 6174
ou especificação MAN

Nível de brilho DIN 67 530 em acc. com Seção 3

Crosscut DIN EN ISO 2409 máx. GT 1

Força adesiva (teste de arranhões) MAN 277 Máx. K2

Resistência ao jato de vapor Consulte a Seção 10.3 Sem sinais de separação: a ser
apresentado pelo fornecedor

Resistência à lavagem de carros 4) DIN 55 668 Máx. 50% de queda no nível de brilho após
10 corridas;

a ser apresentado pelo fornecedor

Ventosas 1) DIN EN ISO 1520


2)
≥4

Resistência ao impacto da pedra (valor de


M 3171 máx. K2 / A
desempenho)
(apenas a pedido)

1
) Determinado na folha de teste no. 1, revestido apenas com a camada superior, onde aplicável
2
) Avaliado ao microscópio com ampliação de 10 x
3
) Apenas com acabamento para veículos militares (índice de cor RAL F9)
4
) Apenas para peças compradas com revestimento final

10 Cobertura

Deve ser capaz de ser coberto com materiais de revestimento superior MAN, de acordo. com M 3031 ou M 3094.

Amostra de teste: Sistema de revestimento na folha de teste no. 1, coberto com materiais de revestimento em acc. com M 3031 ou M
3094, espessura da camada 40 - 50 µm

Tabela 8 Cobertura, carga de teste e requisitos

Propriedades e requisitos

Carga de teste Requisito de teste Crosscut Força adesiva Grau de borbulhamento


(Teste de arranhar)

DIN EN ISO 2409 MAN 277 DIN EN ISO 4628-2

Envelhecimento térmico
3 h a 105 ° C Máx. GT 1 Máx. K2 m0 / g0
em acc. com
DIN EN ISO 2409

Água condensada -
1) 1)
Clima constante 240 h Máx. Gt 1 máx. K21) m0 / g0
em acc. com
DIN 50017 - KK

1
) Análise após tempo de regeneração de 6 h em RT
Página 12
M 3018: 2008-08
11 Resistência a outros meios
11.1 Resistência à temperatura

Amostra de teste: Sistema de revestimento na folha de teste no. 1

Tabela 9 Resistência à temperatura, carga de teste, requisitos

Propriedades e requisitos

Carga de teste Requisito de teste Crosscut Força adesiva Ventosas


(Teste de arranhar) (milímetros)

DIN EN ISO 2409 MAN 277 DIN ISO 1520

1)
Envelhecimento térmico
48 h a 80 ° C Máx. GT 2 Máx. K2 ≥2
em acc. com
DIN EN ISO 2409

1
) Avaliado ao microscópio com ampliação de 10 x

11.2 Resistência a fluidos operacionais e produtos químicos

Estes requisitos se aplicam apenas para proteção contra corrosão com revestimento final
(letra E na descrição)

Amostra de teste: Sistema de revestimento na folha de teste no. 1, revestido em todos os lados para mídia de teste 1 e 2

Tabela 10 Resistência de mídia, carga de teste, requisitos

Teste Propriedades e requisitos (todos os sistemas)


requisitos
Não. Requisito de teste Método de teste Cor Lustro Grau desligado Cruzar Adesivo
e outro nível borbulhante cortar força
alterar (Scratchin
DIN 67 530 DIN EN ISO DIN EN ISO g
4628-2 2409 teste)
MAN 277

1 ASTM-Öl 2 24h a 50 ° C --- m0 / g0 Máx. GT 1 Máx. K2


em acc. com MAN 352-B
ASTM D 471

2 Combustível diesel B 24h a 50 ° C Nenhum


m0 / g0 Gt 1 a Gt 2 Máx. K2
em acc. com MAN 352-B Mudar
DIN 51604

3 Biodiesel 24h a 50 ° C Nenhum m0 / g0 Gt 1 a Gt 2 Máx. K2


(RME / FAME) em conf. MAN 352-B
Mudar
com DIN EN 14214
4 Depilação com cera
24h a 23 ° C Nenhum
agente m0 / g0 Gt 1 a Gt 2 Máx. K2
MAN 352-A Mudar
em acc. com M 3082 Nenhum visível
a olho nu
5 Proteção de pintura 48h a 23 ° C Nenhum
cera A 1) m0 / g0 Gt 1 a Gt 2 Máx. K2
MAN 352-A Mudar
em acc. com M 3082

6 Inseto- 24h a 23 ° C Nenhum


removendo agente, m0 / g0 Gt 1 a Gt 2 Máx. K2
MAN 352-A Mudar
comercial padrão

7 Óleo preto Nenhum


em acc. com --- m0 / g0 Gt 1 a Gt 2 Máx. K2
Mudar
VDA 621408
Seção 6.2

8 Mancha-
removibilidade em acc. --- Nenhuma mudança visível na superfície

com M 3007
1
) Remoção com benzeno de teste no processo de lavagem
Página 13
M 3018: 2008-08

11.3 Resistência a jatos de vapor

Amostra de teste: Sistema de revestimento na folha de teste no. 1

Meio de teste: vapor de água com 3 - 5% de detergente Erwa 2000 a 100 bar

Temperatura e duração do teste: 5 min. jato de vapor / 90 ° C a uma distância do bico de 10 cm

Requisitos: nenhum sinal de separação com todos os tipos

O teste de jato de vapor deve ser realizado apenas em peças adquiridas às quais foi aplicada uma demão final (estágio de
tratamento E, ver item 3.3). O fornecedor deve apresentar os resultados ora alcançados ao apresentar a peça adquirida.

12 Teste de identidade

Densidade - Revestimento
(g / cm³) MAN 278 a ser indicado
Volume de sólidos
(% vol.) DIN 53219) a ser indicado
Materiais de revestimento de base do agente de ⎞ Todos os pigmentos e
ligação (análise espectral de IV) N 669 produzido por MTWV ⎟ enchimentos usados no topo
⎬ deve estar livre de
base de pigmento ⎟ promotor de corrosão
(análise espectral de pigmentos) produzido porMTWV ⎠ eletrólitos
Os valores de identidade necessários devem ser indicados por cada substância de revestimento usada no sistema de revestimento.

Normas citadas
ASTM D 471 Método de teste padrão para propriedade da borracha - efeito de líquidos

DIN 1623 Produtos planos de aço; tiras e folhas laminadas a frio; Condições Técnicas de Entrega

DIN 50017 Climas e sua aplicação técnica; climas de teste de água de condensação

DIN 50021 Testes de corrosão; testes de névoa de spray usando diferentes soluções de cloreto de sódio

DIN 50960 Revestimentos galvânicos e químicos

DIN 50976 Proteção contra corrosão; coberturas aplicadas aos componentes por galvanização a quente

DIN 51604 Líquido de teste FAM para polímeros; composição e requisitos

DIN 53219 Teste de tintas; determinação do volume do corpo sólido

DIN 6174 Determinação colorimétrica das diferenças de cor nas cores da superfície de acordo com a
fórmula CIELAB

DIN 67 530 Reflectômetro como auxílio na avaliação do brilho em superfícies lisas pintadas e plásticas

DIN EN 10 204 Certificados em testes de materiais (anteriormente DIN 50049)

DIN EN 10130 Tiras e chapas, laminados a frio, aços macios sem liga, Condições Técnicas de Entrega

DIN EN 14214 Combustíveis para veículos, éster metílico de ácido graxo (FAME) para motores a diesel, requisitos, métodos de
teste

DIN EN ISO 11341 Intemperismo e irradiação simulados

DIN EN ISO 1514 Vernizes e tintas, placas de teste padrão


DIN EN ISO 1520 Tintas; teste de ventosa

DIN EN ISO 2409 Vernizes e tintas; teste de corte transversal (anteriormente DIN 53 151)

DIN EN ISO 3248 Tintas; determinação do efeito do efeito interno


Página 14
M 3018: 2008-08
DIN EN ISO 4042 Fixadores - revestimentos galvanizados

DIN EN ISO 4628-2 Tintas e vernizes, Avaliação da degradação de revestimentos, Designação da quantidade e tamanho
dos defeitos e da intensidade das mudanças uniformes na aparência, Avaliação do grau de
empolamento

DIN EN ISO 4628-3 Tintas e vernizes, Avaliação da degradação de revestimentos, Designação da quantidade e tamanho
dos defeitos e da intensidade das mudanças uniformes na aparência, Avaliação do grau de
ferrugem

DIN EN ISO 7253 Materiais de revestimento, determinação da resistência à névoa de névoa salina neutra

ISO 2810-1974 (corresponde a DIN 53166) Teste de tintas e materiais de revestimento semelhantes; intemperismo ao
ar livre de tintas e revestimentos semelhantes, dados gerais

M 3007 Testando a capacidade de remoção de manchas em revestimentos foscos

M 3031 Materiais de revestimento de topo de componente único laca de revestimento 1K; Condições Técnicas de Entrega

M 3037 Substâncias de revestimento de base de pó de zinco, camada de base de Zn; Condições Técnicas de Entrega

M 3078 Materiais de revestimento de base de imersão elétrica, camada de base de imersão elétrica; Condições
Técnicas de Entrega

M 3079 Material de enchimento de resina sintética; Condições Técnicas de Entrega

M 3082 Ceras de proteção contra corrosão; Condições Técnicas de Entrega

M 3086 Substâncias básicas de revestimento; Condições Técnicas de Entrega

M 3094 Materiais de revestimento superior de dois componentes, revestimento superior 2K; Condições Técnicas de Entrega

M 3162 Wash primer 2K para construção de veículos; Condições Técnicas de Entrega

M 3166 Revestimento em pó; Condições Técnicas de Entrega

M 3171 Teste de resistência ao impacto de pedra (princípio de Venturi); cargas de teste, condições de teste

M 3297 Proteção contra corrosão e sistemas de revestimento para carroceria produzida externamente

M 3300 -1 Revestimentos de veículos; sistemas de revestimento para veículos comerciais

M 3300 -2 Sistemas de revestimento para versões especiais personalizadas

M 3311 -1 Proteção contra corrosão e sistemas de revestimento para veículos militares

MAN 239-1. et. seq. Condições gerais de entrega de peças compradas, todas as peças

MAN 277 Revestimentos, teste de adesão (teste de arranhão)

MAN 278 Revestimento de superfície; determinar a densidade de uma camada seca

MAN 352 Teste de resistência de mídia

MAN 365 Teste de simulação de intemperismo ao ar livre MAN; cargas de teste, condições de teste

N 669 Pirólise de materiais não metálicos para análise espectral de IV

N 680 Materiais de revestimento para o revestimento de motores a diesel; Condições Técnicas de Entrega

TL 8010-0002 Materiais de revestimento para equipamento das forças armadas; revestimentos superiores, exigência industrial

VDA 621-408 Teste de revestimentos para mudanças de cor com efeito de óleo preto simulado

Edições anteriores: M 3018 / 1979-11, 1979-12, 1980-03, 1980-04, 1981-02, 1982-02, 1982-07, 1983-02,
1983-11, 1984-01, 1984-05, 1985-04 , 1990-01, 1991-06, 1995-08, 1996-11, 1997-04,
1998-05, 1998-07, 1998-09, 2000-05, 2001-05, 2002-04, 2003-04, 2003 -11, 2005-08,
2006-06, 2006-11, 2007-05, 2008-02
Página 15
M 3018: 2008-08
Alterar: Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 1997-04:
- Na Seção 3, 3.3, 5 e Tabela 3, restrições para pó revestido adicionado
- Na Tabela 2 para componentes do chassi, atribuição de classes de proteção contra corrosão 1-4
alterada e expandida
- Na Seção 4, observe sobre a proteção contra corrosão para carroceria produzida externamente, de acordo. com M 3297
adicionado

Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 1998-05:


- Na Tabela 3, classes de proteção contra corrosão 0 e 1 expandidas
- Editado padrão
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 1998-07:
- Na Tabela 3, os sistemas com priming KTL M 3078-2 sem revestimento de acabamento foram rebaixados para a
classe de proteção contra corrosão 2.

Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 1998-09:


- Na Tabela 5, intemperismo em dispositivos em acc. com DIN EN ISO 11 341
- Na Tabela 2, em acc. com a especificação TUC "Rodas, alu" movida da classe de corrosão K1 / K2 para a classe
de corrosão 1
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2000-05:
- Na Tabela 1: Nível de brilho do chassi do brilho TG

Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2001-05:


- Na Tabela 5, Índice 1 excluído
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2002-04:
- O padrão para o teste de corte transversal mudou de DIN 53 151 para DIN EN ISO 2409
- Na Tabela 3, material básico de alumínio descoberto incluído na classe de proteção contra corrosão 3
- Na Tabela 4, a designação de aço DC04B incluída
- Na Tabela 4, folha de teste no. 5 incluídos
- Na Tabela 5, intemperismo nos dispositivos, tempos de irradiação alterados
- Na Tabela 6, Índice 3 adicionado
- Na Tabela 7, teste de jato de vapor incluído
- Na Tabela 10, as resistências necessárias ao biodiesel adicionadas
- Certificado da planta alterado para DIN EN 10204
- Editado padrão
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2003-04:
- Na Tabela 2, Índice 6 adicionado
- Seção 3.4, Índice 1 e Seção 5: Referência ao uso de revestimentos em pó (capacidade de pintura) excluída.

Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2003-11:


- Tabela 1: Valor do refletômetro para nível de brilho g adaptado
- Seções 3.1 a 3.4: Índice 1 omitido
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2005-08:
- Tabela 2: Molas movidas da classe de proteção contra corrosão 3 para 2
- DIN 53209 substituído por DIN EN ISO 4628-2
- DIN 53210 substituído por DIN EN ISO 4628-3
- DIN ISO 4042 substituído por DIN EN ISO 4042
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2006-06:
- Capítulo 3: Informações de dados de revestimento em desenhos de componentes adicionados
- Capítulo 3.3: Caso normal para estágios de tratamento e nível de brilho modificado
- Tabela 3: Índice 2 adicionado (suor das mãos e água salgada)
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2006-11:
- Seção 3: Referência às especificações de revestimento nos desenhos de componentes adicionados
- Seção 3.1: Mudou de caso normal para caso especial
- Seção 5: Acordo prévio com a MAN para materiais de revestimento 2C excluído
- Na nova Seção 5.1, a antiga nota de rodapé 5 da Tabela 2 foi adicionada
- Seção 6.3 adicionada
- Tabela 3: M 3162 Tipo B substituído por M 3162 Tipo C
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2007-05:
- Seção 7 adicionada
- Tabela 3 complementada
Esta versão inclui as seguintes alterações desde a versão 2008-02:
- Seção 5: Nota para "Sujeira de superfície induzida termicamente" e limpeza adicionada analogamente a M
3161.
- Tabela 2: Índice 6 adicionado
- Tabela 3: Índice 3 adicionado
- Seção 7: Desvio da classe de proteção contra corrosão em superfícies de junta e superfícies de suporte
superior.
- Seção 7: Espessura total da camada especificada antes da montagem para revestimentos em pó.
- Seção 7: Prova de resistência à temperatura para sistemas de exaustão, admissão e resfriamento do ar de admissão.
Página 16
M 3018: 2008-08
Certificado de Planta em acc. com DIN EN 10204 - 2.2

(Cabeçalho da empresa) Não. Encontro

Nota de entrega:

(Destinatário) Não.
A partir de:

Código da fábrica:

Cliente: Nº do pedido: Encontro

Fábrica MAN, Munique

Nosso pedido nº: Nosso departamento; Ext .:

Formato do produto: Condições de entrega: Nº do item MAN:

Material: Condições de entrega e / ou regulamentos oficiais:

Tipo de revestimento MAN - Planta Padrão M 3018

1 Condição das superfícies dos componentes antes do revestimento (por exemplo, nua, jateada)

2 Limpeza (métodos, agentes)

3 Pré-tratamento (métodos, agentes, espessuras de camada)


por exemplo, fosfatização de zinco, galvanização ou galvanização a quente

4 Primer (métodos, agentes, espessuras de camada)

5 Revestimento superior (métodos, agentes, camadas, espessuras de camada)

6 Espessura geral da camada

7 Instruções de revestimento para sobreposições e soldas em estruturas de chapa metálica

É confirmado que a remessa está em conformidade com os Empresa


acordos para o pedido

Assinatura

Você também pode gostar