Você está na página 1de 8

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS – UNIGOIÁS

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PRESENCIAL – PROEP


SUPERVISÃO DA ÁREA DE PESQUISA CIENTÍFICA - SAPC
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

RELATÓRIO TÉCNICO: ENSAIO – AGREGADO MIUDO DETERMINAÇÃO DE MASSA


ESPECIFICA

ARTHUR PINHEIRO GONTIJO


PROFESSOR: Warley Dourado Vianna

GOIÂNIA
SETEMBRO/2021
ARTHUR PINHEIRO GONTIJO

RELATÓRIO TÉCNICO: ENSAIO – AGREGADO MIUDO DETERMINAÇÃO DE MASSA


ESPECIFICA

Relatório apresentado à disciplina de Mecânica dos Solos


do Centro Universitário Goiás – UNIGOIÁS como parte
da nota de trabalho.

PROFESSOR: Warley Dourado Vianna

GOIÂNIA
SETEMBRO/2021
RESUMO

A classificação dos solos e especificação de suas características é o inicio e tem muita


importância para a análise e compreensão dos solos. No presente relatório serão
apresentados os resultados e a interpretação dos ensaios de análise de agregado miúdo com
a determinação de sua massa específica que faz parte dos ensaios necessários para se
realizar uma caracterização do solo realizada em laboratório virtual. Todos esses ensaios
foram realizados no Laboratório de Mecânica dos Solos da Uni - Goiás – Centro
Universitário de Goiás, seguindo as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas
Técnicas) NBR 7181:2016.

Palavras-chave: Análise de solo, agregado miúdo, massa específica.

3
INTRODUÇÃO

A NBR NM 52 (ABNT, 2009) define massa específica pode ser definida como a
relação entre a massa do agregado seco e seu volume, excluindo os poros permeáveis. O
conhecimento desse parâmetro dos agregados tem grande importância. A massa
específica do concreto no estado fresco, por exemplo, depende da massa específica do
agregado e de sua porosidade, bem como de sua textura, forma e tamanho das partículas
(MEHTA; MONTEIRO, 2014).

Material necessário.

• Bacias;
• Amostra de agregado;
• Picnômetro;
• Funil de vidro;
• Pisseta;
• Balança;
• Banho-Maria;
• Estufa;
• Dessecador;
• Água.

Métodos

• Ligue a balança, posicione a bacia vazia no equipamento e pressione o botão de TARA


para registrar a massa da bacia. Posicione a bacia de volta para o tampo da bancada e
mova a bacia com amostra de agregado para a balança, registrando a massa de agregado
(ms).

4
• Remova a bacia com amostra da balança e pressione o botão de TARA. Remova a
tampa do picnômetro e posicione o funil da vidraria. Despeje a amostra de agregado no
picnômetro. Remova o funil, tampe o frasco e mova para a balança, registrando a massa
do conjunto (m1).
• Mova o conjunto de volta para o tampo da mesa, retire a tampa, acople o funil. Adicione
água até que a amostra seja coberta de água. Remova o funil e coloque a tampa.
• Mova o picnômetro para o equipamento de banho-maria. Note que o picnômetro será
agitado suavemente. Em seguida, ligue o aparelho. Mantenha a vidraria em banho-maria
por uma hora e depois mova o picnômetro para o tampo da bancada. Remova a tampa
do picnômetro, posicione o funil e despeje água até que a vidraria esteja cheia (nível de
500 ml).
• Tampe o frasco e mova para a balança, registrando a massa do conjunto (m2). Remova
a tampa e despeje todo o conteúdo da vidraria na bacia.
• Abra a porta da estufa, mova a bacia com amostra para o interior da estufa e feche a
porta. Ligue a estufa e aguarde 8 horas. Abra a estufa e remova a bacia com amostra.
• Abra o dessecador, mova a bacia para seu interior e feche o aparelho. Após uma hora,
remova a bacia.
• Mova a bacia vazia para a balança e use o botão TARA pra registrar sua massa. Remova
a bacia vazia e posicione a bacia com agregado na balança, registrando a massa da
amostra seca (m).
• Siga para a seção “Avaliação de Resultados”, neste roteiro, e responda de acordo com o
que foi observado nos experimentos.

Cálculos

Massa específica aparente do agregado seco:

Massa especifica do agregado saturado superfície seca:

5
Massa especifica:

CONCLUSÃO

Massa específica: É a relação entre a massa do agregado seco e seu volume,

excluindo os poros permeáveis.

Massa especifica do agregado saturado superfície seca é a relação entre a massa

do agregado seco e seu volume onde os poros permeáveis do solo estão saturados e há

um filme de água em sua superfície, diz-se que o agregado está na condição saturado

superfície seca.

Massa específica é uma propriedade física que resulta da divisão

da massa compacta de uma substância pelo volume que ela ocupa. Trata-se da mesma

fórmula usada para calcular a densidade. Acontece que quando um corpo tem aberturas

no seu interior (é oco), a massa específica considera apenas o volume preenchido,

retirando o volume de vazio.

6
Sendo que a massa específica que é utilizada para o cálculo de dosagem de

concreto.

7
REFERÊNCIAS

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR NM 52 – Agregado miúdo –


Determinação da massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro,
Brasil. 2009.
MEHTA, P.; MONTEIRO, P. J. M. Concreto: Microestrutura, Propriedades e
Materiais. 2ª. ed. São Paulo: IBRACON, 2014.
NEVILLE, ADAM M. Propriedades do Concreto. Ed. Pini, São Paulo, 1997.

Você também pode gostar