Você está na página 1de 25

AULA 01 – SANEAMENTO BÁSICO

Prof. Me. Laydson Moura Fernandes Amorim


INTRODUÇÃO
De acordo com a lei LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007.
Art 3º , considera-se saneamento Básico.
Abastecimento de água.
Sistemas de esgotamento sanitário.
Limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.
Drenagem e manejo das águas pluviais, limpeza e fiscalização preventiva das
respectivas redes urbanas.
INTRODUÇÃO
Abastecimento de água:
Umas das principais prioridades das populações é o atendimento por um
sistema de abastecimento de água em quantidade e qualidade adequada, para o
atendimento as suas necessidades relacionadas a saúde e ao desenvolvimento
industrial.
INTRODUÇÃO
No Brasil ocorreu um imenso progresso em relação à implantação de sistemas de
abastecimento de água se deu nas décadas de 1970 e 1980 com a
implementação do PLANASA – Plano Nacional do Saneamento – que permitiu
ao pais atingir níveis de atendimento de cerca 90 % da população.

Parte da construção do Interceptor Oceânico na Av. Atlântica. Álbum de


construção do IO, Departamento de Saneamento/SURSAN, 1971(Silva,
2002, VI).
Coleta de esgoto no Brasil
http://www.tratabrasil.org.br

➢ 52,36% da população têm acesso à coleta de esgoto;


➢ Quase 100 Milhões de brasileiros não têm acesso a este serviço;
➢ Mais de 3,5 milhões de brasileiros, nas 100 maiores cidades do
país, despejam esgoto irregularmente, mesmo tendo redes
coletoras disponíveis;
➢ Cerca de 13 milhões de crianças e adolescentes não têm acesso
ao saneamento básico;
➢ 3,1% das crianças e dos adolescentes não têm sanitário em casa.
Coleta de esgoto no Brasil

http://www.tratabrasil.org.br
INTRODUÇÃO
O abastecimento de água no brasil:
http://www.tratabrasil.org.br/
Atendimento
➢ 83,5% dos brasileiros são atendidos com abastecimento de água tratada.
➢ São quase 35 milhões de brasileiros sem o acesso a este serviço básico.
➢ Em 2016, 1 em cada 7 mulheres brasileiras não tinha acesso à água.
Dados por região
➢ No Norte, 57,49% da população é abastecida com água tratada;
➢ O abastecimento de água acontece para 73,25% da população no Nordeste;
➢ A região Sudeste abastece 91,25% da população com água tratada;
➢ No Sul, o índice de atendimento total de água é de 89,68%;
➢ O Centro-Oeste, abastece 90,13% da população com água tratada.
Coleta de esgoto no Brasil

http://www.tratabrasil.org.br
Coleta de esgoto no Brasil

http://www.tratabrasil.org.br
Coleta de esgoto no Brasil

http://www.tratabrasil.org.br
Coleta de esgoto no Brasil

http://www.tratabrasil.org.br

Universalização
➢ O custo para universalizar o acesso aos 4 serviços do saneamento (água, esgotos, resíduos e
drenagem) é de R$ 508 bilhões, no período de 2014 a 2033.
➢ Para universalização da água e dos esgotos esse custo será de R$ 303 bilhões em 20 anos.
O Governo Federal, através do PAC, já destinou recursos da ordem de R$ 70 bilhões em obras
ligadas ao saneamento básico.
➢ Houve um investimento de R$ 1.69 bilhão a mais em 2014 comparado a 2013.
➢ Os maiores investimentos em saneamento básico (água e esgoto), durante três anos, foram
nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Bahia, totalizando 63,3%.
Já os estados do Amazonas, Acre, Amapá, Alagoas e Rondônia são os que menos investiram
em três anos, totalizando 1,7%.
Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB)
INTRODUÇÃO
O abastecimento de água no brasil:
http://www.tratabrasil.org.br/
Perdas

Ao distribuir água para garantir consumo, os sistemas sofrem perdas na


distribuição, que na média nacional alcançam 38,29% (SNIS, 2017)

Dados por região


➢ O Norte perde 55,14% da água potável
➢ As perdas de água são de 46,25% no Nordeste
➢ Antes de chegar as residências, 34,35% da água é perdida na região Sudeste
➢ O índice de perdas na região Sul é de 36,54%
➢ O Centro Oeste perde 34,14% da água potável antes de chegar as residências
Saneamento
Básico

Abastecimento de Esgotamento
água Sanitário
IMPORTÂNCIA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA
Deve ser encarada sob os aspectos sanitário e econômico.

O homem tem necessidade de uma água de qualidade adequada e em quantidade


suficiente para todas suas necessidades, não só para proteção de sua saúde, como também
para o seu desenvolvimento econômico.
IMPORTÂNCIA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA
Aspectos Sanitários (Saúde Pública)
A importância sanitária é devida a uma rápida e sensível melhoria na saúde e nas condições
de vida de uma comunidade, que a implantação ou melhoria dos serviços de abastecimento
traz, principalmente através do controle e prevenção de doenças, promoção de hábitos
higiênicos, desenvolvimento de esportes, limpeza pública, etc.

- Importância Primária (adquirida por via oral)


- Importância Secundária (adquirida por via cutânea)
- Importância Terciária (causadas por agentes químicos)
IMPORTÂNCIA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA
- Importância Primária (adquirida por via oral)
São as epidemias logicamente mais importantes, para as quais a
água desempenha papel importante na transmissão de doenças.
Cólera;
Febres tifoide e paratifoide;
Desinteiras;
Amebíases;
Hepatite infecciosa; Poliomielite, etc.
IMPORTÂNCIA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA
Importância Secundária (adquirida por via cutânea)
São doenças causadas por agentes microbianos, de incidência relativamente pequena,
para as quais, a transmissão por via da água de abastecimento se dá de maneira
secundária.
Ex:
Esquistossomose;
Leptospirose; Infecção de olhos, ouvidos, nariz e garganta.
IMPORTÂNCIA DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA
- Importância Terciária (causadas por agentes químicos)
Bócio: falta de iodo;
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água

Água pura, no sentido rigoroso do termo, não existe na natureza, pois a água é um
ótimo solvente, e desta forma, nunca é encontrada em estado de absoluta pureza. A água
pode conter uma série de impurezas, que vão definir suas características físicas, químicas e
biológicas, determinando dessa forma o grau de tratamento necessário para que possa
utilizar para um determinado fim.
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água

Características Físicas das Águas


➢ Cor: existência de substâncias dissolvidas, que, na grande maioria dos casos, são de
natureza orgânica;
➢ Turbidez: presença de substâncias em suspensão;
➢ Temperatura;
➢ Sabor;
➢ Odor.
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água

Características Químicas das Águas

➢ As características químicas das águas são devidas à presença de substâncias. São de


grande importância, pois podem trazer consequências ao organismo humano. A
determinação de certos elementos como cloretos, nitritos, nitratos, Oxigênio Dissolvido,
servem como indicadores de poluição.
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água

Características Químicas das Águas


Principais Aspectos:
a) Salinidade: conferem sabor salino e uma propriedade taxativa, teor de cloretos;
b) Dureza: característica conferida à água pela presença de sais alcalinos terrosos (cálcio,
magnésio, etc.) e alguns metais. Provoca a extinção de espuma formada pelo sabão,
bem como em situações desfavoráveis de equilíbrio químico, podem incrustar tubulações;
c) Alcalinidade: é devida à presença de bicarbonatos, carbonatos e hidróxidos. Tem sua
importância e influência nos diversos tratamentos a que são submetidas as águas;
d) Ferro, manganês: conferem sabor à água, e podem manchar as roupas. No caso de
utilização industrial provocam incrustações em caldeiras
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água

Características Químicas Segundo os Efeitos Químicos


Principais Aspectos:
a) Substâncias indicadoras de poluição: nitrogênio, cloretos, oxigênio
consumido;
b) Substâncias relacionadas com a potabilidade:
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água

Características Biológicas das Águas


Principais Aspectos:
a) Os organismos presentes na água também constituem impurezas. As características
biológicas das águas são avaliadas através de exames bacteriológicos (determinação
de coliformes) e hidro biológicos (identificação de organismos presentes).
Os principais são: Algas; Protozoários; Rotíferos; Crustáceos; Vermes; Larvas.
O PONTO MAIS IMPORTANTE DO SANEAMENTO
Qualidade da Água
De um modo geral a água destinada ao
consumo, deve apresentar uma qualidade, que
depende dos seguintes fatores
➢ Antecedentes da água;
➢ Condições de preparação e de distribuição
da água: processo de tratamento, sistema de
fornecimento de água, etc;
➢ Finalidade a que se destina a água. Padrão de Potabilidade

PORTARIA Nº 2.914, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2011

Você também pode gostar