Você está na página 1de 11

Faça login em medium.

com com o
Google

1.4 — Equações Diferenciais de Bernoulli


Erandi Lima
erandilima84@gmail.com
Elton Wade
Apr 26, 2018 · 9 min read ERANDI DE LIMA CRUZ
erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Nesta seção, veremos como resolver a Equação Diferencial de Bernoulli. Esta seção também
apresentará a ideia de usar uma substituição para nos ajudar a resolver equações
diferenciais.

Nesta seção, vamos dar uma olhada nas equações diferenciais na forma,

onde p (x) e q (x) são funções contínuas no intervalo que estamos trabalhando e n é um
número real. Equações diferenciais desta forma são chamadas de Equações de
Bernoulli.

Primeiro aviso que se

ou

então a equação é linear e já sabemos como resolvê-la nesses casos. Portanto, nesta
seção, analisaremos soluções para valores de n além desses dois.

Para resolver isso, primeiro dividimos a equação diferencial

para obter,
Vamos agora usar a substituição Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
erandilima84@gmail.com

para converter isso em uma equação diferencial em termos de v. Como veremos, isso
ERANDI DE LIMA CRUZ
levará a uma equação diferencial que podemos resolver.
erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Nós vamos ter que ter cuidado com isso, no entanto, quando se trata de lidar com a
derivada,

Precisamos determinar exatamente o que

é em termos de nossa substituição. Isso é mais fácil de fazer do que poderia parecer à
primeira vista. Tudo o que precisamos fazer é diferenciar ambos os lados de nossa
substituição em relação a x. Lembre-se de que v e y são funções de x e por isso,
precisamos usar a regra da cadeia no lado direito. Se você se lembra do seu curso de
cálculo, lembra que isso é apenas diferenciação implícita. Então, pegar a derivada nos

Agora, conectando isso, assim como nossa substituição na equação diferencial,

Esta é uma equação diferencial linear que podemos resolver para v e, uma vez que
temos isto em mãos, também podemos obter a solução para a equação diferencial
original, conectando v de volta à nossa substituição e resolvendo para y.

Vamos dar uma olhada em um exemplo.


Exemplo 1 Resolva o seguinte PVI e encontre o intervalo de validade para a solução.
Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
erandilima84@gmail.com
Solução
ERANDI DE LIMA CRUZ
Então, a primeira coisa que precisamos fazer éerandi.cruz@prof.ce.gov.br
colocar isso na forma “correta” e isso
significa dividir tudo por

Fazendo isso,

A substituição e derivada que precisaremos aqui é,

Com esta substituição a equação diferencial se torna,

Então, como mencionado acima, esta é uma equação diferencial linear que sabemos
como resolver. Nós vamos fazer os detalhes sobre esta e, em seguida, para o resto dos
exemplos nesta seção, vamos deixar os detalhes para você preencher. Se você precisar
de uma atualização na resolução de equações diferenciais lineares, volte para essa
seção para uma revisão rápida.

Aqui está a solução para essa equação diferencial.


Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
Observe que descartamos as barras de valor absoluto no x do logaritmo por causa da
erandilima84@gmail.com
suposição de que
ERANDI DE LIMA CRUZ
erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Agora precisamos determinar a constante de integração. Isso pode ser feito de um


desses dois jeitos. Podemos converter a solução acima em uma solução em termos de y
e, em seguida, usar a condição inicial original ou podemos converter a condição inicial
em uma condição inicial em termos de v e usá-la. Porque nós precisaremos converter a
solução para y’s de qualquer maneira e isso não adicionará muito trabalho em fazer
dessa maneira.

Então, para obter a solução em termos de y, tudo o que precisamos fazer é conectar a
substituição de volta. Fazendo isso,

Neste ponto, podemos resolver y e, em seguida, aplicar a condição inicial ou aplicar a


condição inicial e depois resolver y. Em geral, fazemos isso com a abordagem posterior,
então, vamos aplicar a condição inicial para obter

Conectando por c e resolvendo por y,

Note que fizemos uma pequena simplificação na solução. Isso ajudará a encontrar o
intervalo de validade.
Antes de encontrar o intervalo de validade, no entanto, mencionamos acima que
poderíamos converter a condição inicial original em uma condição inicial para v.
Faça login em medium.com com o
Google
Vamos falar brevemente sobre como fazer isso. Para fazer isso, tudo o que precisamos
fazer é conectar
Erandi Lima
erandilima84@gmail.com

ERANDI DE LIMA CRUZ


erandi.cruz@prof.ce.gov.br
na substituição e, em seguida, use a condição inicial original. Fazendo isso,

Então, nesse caso, obtivemos o mesmo valor de v que tivemos para y. Não espere que
isso aconteça em geral, se você optar por fazer os problemas dessa maneira.

Ok, vamos agora encontrar o intervalo de validade para a solução. Primeiro nós já
sabemos que

e isso significa que vamos evitar os problemas de ter logaritmos de números negativos
e divisão por zero em

Então, tudo o que precisamos nos preocupar, então, é divisão por zero no segundo
termo e isso vai acontecer onde,

Os dois intervalos possíveis de validade são então


e como o segundo contém a condição inicial, sabemos que o intervalo de validade é
então Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
erandilima84@gmail.com

Aqui está um gráfico da solução.


ERANDI DE LIMA CRUZ
erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Vamos fazer mais alguns exemplos e, como mencionado acima, deixaremos para você
resolver a equação diferencial linear quando chegarmos a esse estágio.

Exemplo 2 Resolva o seguinte PVI e encontre o intervalo de validade para a solução.

Solução

A primeira coisa que precisamos fazer aqui é multiplicar por

e nós também faremos um pequeno rearranjo para colocar as coisas na forma que
precisaremos para a equação diferencial linear. Isto dá,

A substituição aqui e sua derivada é,


Conectando a substituição na equação diferencial dá, em medium.com com o
Faça login
Google

Erandi Lima
erandilima84@gmail.com

Nós rearranjamos um pouco e fornecemos o fator de integração para a solução de


ERANDI DE LIMA CRUZ
equações diferenciais lineares. Quando resolvemos,
erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Agora volte para y’s.

Aplicando a condição inicial e resolvendo para c dá,

Conectando c e resolvendo y,

Não existem valores de problema de x para esta solução e, portanto, o intervalo de


validade é todos os números reais. Aqui está um gráfico da solução.
Exemplo 3 Resolva o seguinte PVI e encontre o intervalo de validade para a solução.
Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
Solução erandilima84@gmail.com

Primeiro, pegue a equação diferencial na forma apropriada


ERANDI DE LIMAeCRUZ
anote a substituição.
erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Conectando a substituição na equação diferencial dá,

Novamente, reorganizamos um pouco e recebemos o fator de integração necessário


para resolver a equação diferencial linear. Ao resolver a equação diferencial linear que
temos,

Agora de volta ao substituto para voltar em y’s.

Agora precisamos aplicar a condição inicial e resolver para c.

Conectando c e resolvendo y,

Em seguida, precisamos pensar sobre o intervalo de validade. Neste caso, tudo o que
precisamos nos preocupar é a divisão por zero e usar alguma forma de auxílio
computacional (como Maple ou Mathematica), veremos que o denominador da nossa
solução nunca é zero e, portanto, esta solução será válida para todos numeros reais.
Faça login em medium.com com o
Google
Aqui está um gráfico da solução.
Erandi Lima
erandilima84@gmail.com

ERANDI DE LIMA CRUZ


erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Até este ponto, trabalhamos apenas com exemplos nos quais n era um inteiro (positivo
e negativo) e, portanto, devemos trabalhar um exemplo rápido em que n não é um
inteiro.

. . .

Exemplo 4 Resolva o seguinte PVI e encontre o intervalo de validade para a solução.

Solução

Vamos primeiro obter a equação diferencial em forma adequada.

A substituição é então
Agora conecte a substituição na equação diferencial para obter
Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
erandilima84@gmail.com
Como fizemos com os exemplos anteriores, fizemos alguns rearranjos e recebemos o
fator de integração necessário para resolver aERANDI
equaçãoDEdiferencial
LIMA CRUZ linear. Resolver isso
erandi.cruz@prof.ce.gov.br
nos dá

Em termos de y isto é,

Aplicando a condição inicial e resolvendo para c dá,

Conectar para c e resolver para y nos dá a solução.

Note que multiplicamos tudo e convertemos todos os expoentes negativos em


expoentes positivos para deixar claro o intervalo de validade aqui. Por causa da raiz
(no segundo termo no numerador) e do x no denominador, podemos ver que
precisamos exigir

para que a solução exista e existirá para todos os x positivos e, portanto, esse também é
o intervalo de validade.

Aqui está o gráfico da solução.


Faça login em medium.com com o
Google

Erandi Lima
erandilima84@gmail.com

ERANDI DE LIMA CRUZ


erandi.cruz@prof.ce.gov.br

Matemática Equações Diferenciais

About Help Legal

Get the Medium app

Você também pode gostar