Você está na página 1de 5

07/11/2021 11:02 Exercício Avaliativo - Módulo 2: Revisão da tentativa

Introdução
Painel / ao Orçamento
Meus cursos /
Introdução ao Orçamento Público /
Módulo 2: Receita e Despesa Públicas /
Exercício Avaliativo - Módulo 2
Público
Notas
Área do Participante
Módulo 1: Entendendo o
Iniciado em domingo, 7 nov 2021, 10:57
Orçamento Público
Módulo 2: ReceitaEstado
e Finalizada
Despesa Públicas
Concluída em domingo, 7 nov 2021, 11:02
Módulo 3: A Dívida
Pública e o Tempo
Financiamento 5 minutos 34 segundos
empregado
Orçamentário
Notas 10,00/10,00
Módulo 4: Política
Econômica e
Avaliar
Programação Financeira 28,00 de um máximo de 28,00(100%)

Módulo de Encerramento

Questão 1 Em relação à despesa e receita pública, associe os itens a seguir como verdadeiro (V) ou falso (F):

Correto
 Painel
Atingiu 1,00 de 1,00 a) As despesas correntes contribuem diretamente para a formação ou aquisição de
 Meus cursos Falso
um bem de capital.

b) As despesas financeiras entram no cálculo do resultado primário.


Falso

c) As despesas discricionárias representam a grande parte do orçamento.


Falso

d) O governo faz uso de diversas classificações de despesas para alocar os recursos Verdadeiro
públicos, cumprindo, dessa forma, a função alocativa.

e) Para se elaborar a projeção da receita que deve constar no PLOA, devem ser
levados em consideração os efeitos das alterações na legislação e o crescimento Verdadeiro
econômico, além de considerar a variação do índice de preços.

f) A LDO determina que as autorizações de despesas, constantes no projeto de lei


orçamentária, devem considerar os efeitos das alterações na legislação, da variação Falso
dos índices de preços, do crescimento econômico e de qualquer outro fator relevante.

Sua resposta está correta.


O item A é falso, pois as despesas correntes não contribuem diretamente para a formação ou aquisição de
capital. 
O item B é falso, pois, para efeito de apuração do resultado primário, são consideradas despesas não
financeiras que excluíram, dentre outras, as despesas com amortização e encargos (juros) da dívida pública.
O item C é falso, pois as despesas obrigatórias representam a grande parte do atual orçamento público
brasileiro. O excessivo nível de despesas de execução obrigatória, por força constitucional ou legal, dificulta a
política fiscal, na medida em que os recursos não podem ser direcionados para as necessidades e as prioridades
vigentes. Essas despesas cresceram significativamente após 1995, o que passou a pressionar cada vez mais a
restrição orçamentária do governo, especialmente após o fim do período inflacionário.
Os itens D e E são verdadeiros. 
O item F é falso, pois não é a LDO que determina os parâmetros para a previsão de receita, mas sim a LRF. Além
disso, os parâmetros são para a previsão de receita, e não em relação à despesa fixada.
Ressalta-se que a despesa pública está estruturada e agrupada em determinados critérios, definidos com o
objetivo de atender às necessidades de informação demandadas pelos agentes públicos, ou por qualquer
cidadão que participe do processo orçamentário em qualquer de suas etapas, bem como pela sociedade
organizada. O modelo brasileiro de classificação da despesa orçamentária observa quatro critérios: classificação
institucional; estrutura programática; classificação por natureza de despesa; e classificação funcional. 
Além dessas classificações, há dois outros conceitos de despesa bastante utilizados no governo: as despesas
obrigatórias e despesas discricionárias. 

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2898923&cmid=55355 1/5
07/11/2021 11:02 Exercício Avaliativo - Módulo 2: Revisão da tentativa

Questão 2 As despesas obrigatórias são aquelas em que a União tem a obrigação legal ou constitucional de realizar. Ou
seja, tratam-se de despesas cuja execução é mandatória, não se sujeitando à discricionariedade do governo. É
Correto
importante perceber que, quanto maiores forem as despesas obrigatórias, menor será o espaço de decisão na
Atingiu 1,00 de 1,00 alocação de recursos no orçamento.

Escolha uma opção:


Introdução ao Orçamento
Público Verdadeiro 

Notas Falso

Área do Participante
Módulo 1: Entendendo o A afirmativa é verdadeira. 
Orçamento Público
As despesas obrigatórias são aquelas nas quais o gestor público não possui discricionariedade quanto à
Módulo 2: Receita e determinação do seu montante, bem como ao momento de sua realização, por determinação legal ou
Despesa Públicas constitucional. Elas são consideradas de execução obrigatória e, necessariamente, têm prioridade em relação às
demais despesas, tanto no momento de elaboração do orçamento quanto na sua execução.
Módulo 3: A Dívida
Pública e o
Financiamento
Orçamentário
Questão 3 As despesas discricionárias do Poder Executivo são aquelas cuja execução depende do julgamento (avaliação ou
Módulo 4: PolíticaCorreto escolha) que o governo faz acerca da conveniência e da oportunidade de sua realização. Por conta disso, tal
Econômica e despesa possui ampla flexibilidade quanto ao momento de sua execução. Por não haver obrigatoriedade no
Atingiu 1,00
Programação de 1,00
Financeira dispêndio, a escolha de quais despesas discricionárias serão incluídas no orçamento depende da avaliação do
governo sobre quais são as prioridades da população.

Módulo de Encerramento
Escolha uma opção:

Verdadeiro 
 Painel
Falso
 Meus cursos

A afirmativa é verdadeira. 
As despesas discricionárias são aquelas que permitem ao gestor público flexibilidade quanto ao
estabelecimento de seu montante, assim como quanto à oportunidade de sua execução, e são efetivamente as
que concorrem para produção de bens e serviços públicos. São as despesas que o governo pode ou não
executar, de acordo com a previsão de receitas. É sobre as despesas discricionárias que recaem os cortes
realizados no orçamento quando cai a previsão de receitas arrecadadas para o ano.

Questão 4 As receitas correntes são recursos oriundos das atividades operacionais do Estado e estão representados pela
seguinte sequência:

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Escolha uma opção:

a. Tributária, operações de crédito, receita patrimonial, agropecuária, industrial e de serviços.


b. Tributária, patrimonial, agropecuária, industrial, de serviços, transferências correntes e receitas de
contribuições.  Muito bem! A alternativa está correta, conforme dispõe o parágrafo 1º do art. 11 da Lei
4.320/1964.
c. Operações de crédito, alienação de bens, amortização de empréstimos e transferências de capital.
d. Tributária, contribuições, patrimonial, agropecuária, industrial, de serviços, transferência corrente e
alienações de bens.
e. Alienação de bens, amortização de empréstimos e transferências de capital.

Sua resposta está correta.


A alternativa correta é a letra B. 
As receitas públicas são decorrentes de fontes de recursos derivadas (decorrem do poder de polícia do Estado)
e originárias (decorrem do patrimônio do Estado). 
De acordo com a categoria econômica, as receitas se classificam em correntes e de capital. As receitas correntes
constituem instrumento para financiar os objetivos definidos nos programas e ações orçamentários, com vistas
a satisfazer finalidades públicas.  
As receitas correntes são arrecadadas dentro do exercício financeiro, aumentam as disponibilidades financeiras
do Estado, em geral com efeito positivo sobre o patrimônio líquido e constituem instrumento para financiar os
objetivos definidos nos programas e ações orçamentários, com vistas a satisfazer finalidades públicas.
Por sua vez, as receitas de capital aumentam as disponibilidades financeiras do Estado, contudo, não provocam
efeito sobre o Patrimônio Líquido, uma vez que geram sempre uma contrapartida, como quando o governo
obtém recursos por meio de uma operação de crédito (empréstimo) junto a um organismo internacional: ele
terá a sua disposição os referidos recursos em caixa, porém, terá também a obrigação de pagamento da dívida
constituída com o empréstimo.

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2898923&cmid=55355 2/5
07/11/2021 11:02 Exercício Avaliativo - Módulo 2: Revisão da tentativa

Questão 5 Para se elaborar a projeção de receita que deve constar no projeto de lei de orçamento (PLOA), não devem ser
levados em consideração os efeitos das alterações na legislação e o crescimento econômico, e também deve ser
Correto
desconsiderada a variação do índice de preços.
Atingiu 1,00 de 1,00
Escolha uma opção:

Introdução ao Orçamento Verdadeiro


Público
Falso 
Notas
Área do Participante
A afirmativa é falsa. 
Módulo 1: Entendendo o
Orçamento Público A previsão de receita na LOA deverá observar as normas técnicas e legais, conforme disposto no art. 12 da Lei
de Responsabilidade Fiscal, devendo-se levar em conta os efeitos das alterações na legislação, da variação do
Módulo 2: Receita e índice de preços, do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante, devendo ser acompanhada
Despesa Públicas de anexos que demonstrem sua evolução nos últimos três anos, da projeção para os dois seguintes àqueles a
que se referirem, da metodologia de cálculo e premissas utilizadas.
Módulo 3: A Dívida
Pública e o
Financiamento
Orçamentário
Questão 6 Receitas derivadas são aquelas que derivam do poder de polícia do Estado em tributar a população (receita
Módulo 4: PolíticaCorreto tributária - impostos, taxas e contribuições de melhoria). São obtidas pelo poder público por meio da soberania
Econômica e estatal, ou seja, o Estado é investido de autoridade para determinar que os cidadãos e empresas destinem parte
Atingiu 1,00
Programação de 1,00
Financeira de sua renda para o financiamento das atividades governamentais.

Módulo de Encerramento Escolha uma opção:

Verdadeiro 
Falso
 Painel
 Meus cursos

A afirmativa é verdadeira. 
As receitas derivadas decorrem de norma constitucional ou legal e, por isso, são arrecadadas de forma
impositiva. São obtidas junto aos contribuintes sem nenhuma contraprestação específica (como no caso de
impostos), mas possuem caráter obrigatório, independentemente do uso do serviço (como no caso das taxas).
Elas derivam do patrimônio da sociedade, visto que o governo exerce a sua competência ou o poder de tributar
os rendimentos ou o patrimônio da população. Logo, a receita derivada é aquela obtida pelo Estado mediante
seu poder coercitivo. Assim, o Estado exige que o particular entregue uma determinada quantia na forma de
tributos ou de multas.

Questão 7 Com base nos conceitos da receita pública, indique a alternativa correta:

Correto
Escolha uma opção:
Atingiu 1,00 de 1,00
a. As receitas públicas são o montante total em recursos recolhidos pelo Tesouro Nacional e que serão
incorporados ao patrimônio do Estado. Essas receitas servem para custear as despesas públicas e as
necessidades de investimentos públicos. Existem duas formas básicas de ingressos nos cofres públicos:
ingressos extraorçamentários e ingressos orçamentários.  Muito bem! A alternativa está correta. Os
ingressos extraorçamentários representam apenas entradas compensatórias, ou seja, são recursos
financeiros de caráter temporário e não integram a Lei Orçamentária Anual (LOA). Nesse caso, o Estado é
mero depositário desses recursos. Já os ingressos orçamentários representam disponibilidades de recursos
financeiros para o erário. Portanto, as receitas orçamentárias pertencem ao Estado, integram o patrimônio
do Poder Público, aumentam-lhe o saldo financeiro e estão previstas na LOA.
b. Conforme consta no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP), em sentido amplo, os
ingressos de recursos financeiros nos cofres do Estado denominam-se receitas privadas.
c. As receitas públicas representam os recursos que
o governo obtém por meio da atividade de tributação,
sendo a única forma do
governo obter recursos para financiar suas atividades.
d. O nível da categoria econômica merece especial atenção, pois é utilizado para medir o impacto das
decisões do governo na economia. As receitas, de acordo com essa categoria, classificam-se em receitas
originárias e receitas derivadas.
e. Receitas primárias são àquelas provenientes de operações de crédito (empréstimos), alienação de ativos,
entre outras, que não provoquem alterações patrimoniais, ou seja, o ente público não tem ganhos efetivos
em seu patrimônio.

Sua resposta está correta.


O gabarito da questão é a alternativa ”a”. 
Em sentido amplo, receitas públicas são ingressos de recursos financeiros nos cofres públicos, que se
desdobram em “ingressos extraorçamentários”, quando representam apenas entradas compensatórias, e
receitas “orçamentárias” quando representam disponibilidades de recursos financeiros ao erário.

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2898923&cmid=55355 3/5
07/11/2021 11:02 Exercício Avaliativo - Módulo 2: Revisão da tentativa

Questão 8 Receitas originárias são aquelas que decorrem do patrimônio do Estado. O governo também aufere recursos
com privatizações, alienações, concessões, etc. São originadas da cobrança de serviços prestados pelo Estado,
Correto
decorrentes da exploração de atividades econômicas pela Administração Pública. 

Atingiu 1,00 de 1,00


Escolha uma opção:

Introdução ao Orçamento Verdadeiro 


Público
Falso
Notas
Área do Participante
A afirmativa é verdadeira. 
Módulo 1: Entendendo o
Orçamento Público As receitas originárias são de iniciativa privada, que têm uma origem real num bem ou serviço vendido,
faturados sob a forma de preços públicos ou tarifas, sem nenhuma imposição - paga quem deseja o serviço ou
Módulo 2: Receita e o bem. Receita originária é aquela proveniente do patrimônio público, ou seja, aquela que o Estado aufere por
Despesa Públicas meio de seu patrimônio (bens e direitos) colocados à disposição da sociedade mediante a cobrança de
determinado preço. Isto é, trata-se da receita efetiva oriunda das rendas produzidas pelos ativos do poder
Módulo 3: A Dívida público, pela cessão remunerada de bens e valores, aluguéis e ganho em aplicações financeiras ou em
Pública e o atividades econômicas (produção, comércio ou serviços).
Financiamento
Orçamentário
Módulo 4: Política
Econômica Questão
e 9 As receitas públicas representam os recursos que o governo obtém por meio da atividade de tributação, sendo
Programação Financeira a única forma dele obter recursos para financiar suas atividades.

Correto

MóduloAtingiu
de Encerramento
1,00 de 1,00 Escolha uma opção:

Verdadeiro
Falso 
 Painel
 Meus cursos

A afirmativa é falsa. 
As receitas públicas representam os recursos que o governo obtém por meio da atividade de tributação, mas é
importante ressaltar que essa atividade não é a única forma do governo obter recursos para financiar suas
atividades. O governo também possui patrimônio e pode obter receita por meio dele, quando vende, privatiza,
faz concessões, alienações, etc. Além disso, denomina-se receita pública todo ingresso permanente de recursos
no patrimônio do Estado, não se sujeitando à devolução ou correspondente baixa patrimonial.

Questão 10 A Lei 4.320/1964 classifica as receitas públicas em receitas correntes e receitas de capital. Indique, entre as
opções abaixo, aquela que representa corretamente as receitas de capital:

Correto

Atingiu 1,00 de 1,00 Escolha uma opção:

a. Receitas tributárias, receitas dos contribuintes, receitas patrimoniais, transferências de capital e outras
receitas de capital.
b. Operações de crédito, alienação de bens, amortização de empréstimos, transferências de capital e outras
receitas de capital.  Muito bem! Alternativa correta, pois todas essas receitas citadas são receitas de
capital.
c. Operações de crédito, alienação de bens, receitas patrimoniais, receitas agropecuárias e receitas
industriais.
d. Receitas tributárias, receitas de serviços, amortizações de empréstimos, transferências de capital e
outras receitas de capital.
e. Operações de crédito, receitas tributárias, receitas patrimoniais, transferências de capital e outras
receitas de capital.

Sua resposta está correta.


A alternativa correta é a letra B. 
As receitas correntes são arrecadadas dentro do exercício financeiro, aumentam as disponibilidades financeiras
do Estado, em geral com efeito positivo sobre o patrimônio líquido e constituem instrumento para financiar os
objetivos definidos nos programas e ações orçamentários, com vistas a satisfazer finalidades públicas.  
De acordo com o parágrafo 1º do art. 11 da Lei 4.320/1964, classificam-se como receitas correntes as receitas
provenientes de tributos; de contribuições; da exploração do patrimônio estatal (patrimonial); da exploração de
atividades econômicas (agropecuária, industrial e de serviços); de recursos financeiros recebidos de outras
pessoas de direito público ou privado, quando destinadas a atender despesas classificáveis em despesas
correntes (transferências correntes); por fim, demais receitas que não se enquadram nos itens anteriores
(outras receitas correntes). 
Já as receitas de capital também aumentam as disponibilidades financeiras do Estado e são instrumentos de
financiamento dos programas e ações orçamentárias, a fim de se atingirem as finalidades públicas. Porém, de
forma diversa das receitas correntes, as receitas de capital em geral não provocam efeito sobre o patrimônio
líquido. Por seu turno, as receitas de capital são aquelas cujos fluxos são mais irregulares – incluindo as
operações de crédito e o resultado de alienação do patrimônio – ou que se referem a transferências
previamente vinculadas a despesas de capital.

◄ Conteúdo - Módulo 2 Seguir para... Orientações sobre o Módulo 3 ►

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2898923&cmid=55355 4/5
07/11/2021 11:02 Exercício Avaliativo - Módulo 2: Revisão da tentativa

Introdução ao Orçamento
Público
Notas
Área do Participante
Módulo 1: Entendendo o
Orçamento Público
Módulo 2: Receita e
Despesa Públicas
Módulo 3: A Dívida
Pública e o
Financiamento
Orçamentário
Módulo 4: Política
Econômica e
Programação Financeira
Módulo de Encerramento

 Painel
 Meus cursos

https://mooc38.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2898923&cmid=55355 5/5

Você também pode gostar