Você está na página 1de 9

c 


›  

 



As micoses superficiais da pele, em alguns casos chamadas de "tineas", são infecções


causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos. Os fungos estão em toda
parte podendo ser encontrados no solo e em animais. Até mesmo na nossa pele existem
fungos convivendo "pacificamente" conosco, sem causar doença.

A queratina, substância encontrada na superfície cutânea, unhas e cabelos, é o "alimento"


para estes fungos. Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como: calor,
umidade, baixa de imunidade ou uso de antibióticos sistêmicos por longo prazo (alteram o
equilíbrio da pele), estes fungos se reproduzem e passam então a causar a doença.

›
 
  


Existem várias formas de manifestação das micoses cutâneas superficiais, dependendo do


local afetado e também do tipo de fungo causador da micose. Veja, abaixo, alguns dos tipos
mais frequentes:

Œp º 
    forma lesões arredondadas, que coçam e se iniciam
por ponto avermelhado que se abre em anel de bordas avermelhadas e descamativas
com o centro da lesão tendendo à cura.

Œp
Œp º 



 mais frequente em crianças, forma áreas arredondadas com falhas
nos cabelos, que se apresentam cortados rente ao couro cabeludo nestes locais
(tonsurados). É muito contagiosa.
Œp º 
  causa descamação e coceira na planta dos pés que sobe pelas laterais
para a pele mais fina.

p
Œp
Œp º 
   
   
 causa descamação, maceração (pele esbranquiçada e
mole), fissuras e coceira entre os dedos dos pés. Bastante frequente nos pés, devido
ao uso constante de calçados fechados que retém a umidade, também pode ocorrer
nas mãos, principalmente naquelas pessoas que trabalham muito com água e
sabão. Veja mais.
Œp º 
  
  
   
 !" forma áreas avermelhadas e
descamativas com bordas bem limitadas, que se expandem para as coxas e nádegas,
acompanhadas de muita coceira. Veja mais.

Œp
Œp › 

   apresenta-se de várias formas: descolamento da
borda livre da unha, espessamento, manchas brancas na superfície ou deformação da
unha. Quando a micose atinge a pele ao redor da unha, causa
a 

("unheiro"). O contorno ungueal fica inflamado, dolorido, inchado e
avermelhado e, por consequência, altera a formação da unha, que cresce
ondulada.Veja mais.
Œp D  
 #  provocado pela levedura Candida albicans, forma área
avermelhada, úmida que se expande por pontos satélites ao redor da região mais
afetada e, geralmente, provoca muita coceira.Veja mais.
p

Œp
Œp V  
       

 
 
 forma manchas claras
recobertas por fina descamação, facilmente demonstrável pelo esticamento da pele.
Atinge principalmente áreas de maior produção de oleosidade como o tronco, a face,
pescoço e couro cabeludo. Veja mais.
Œp º 

 manifesta-se pela formação de manchas escuras na palma das mãos ou
plantas dos pés. É assintomática.
Œp V  
 
 esta micose forma nódulos ou placas de cor escura grudados aos
cabelos. É assintomática.
Œp V  
 

 manifesta-se por concreções de cor branca ou clara aderidas aos
pêlos. Atinge principalmente os pêlos pubianos, genitais e axilares e as lesões podem
ser removidas com facilidade puxando-as em direção à ponta dos fios.
$ 

 
Hábitos higiênicos são importantes para se evitar as micoses. Previna-se seguindo as dicas
abaixo:

Œp  eque-se sempre muito bem após o banho, principalmente as dobras de pele como as
axilas, as virilhas e os dedos dos pés.
Œp Evite ficar com roupas molhadas por muito tempo.
Œp Evite o contato prolongado com água e sabão.
Œp ·ão use objetos pessoais (roupas, calçados, pentes, toalhas, bonés) de outras
pessoas.
Œp ·ão ande descalço em pisos constantemente úmidos (lava pés, vestiários, saunas).
Œp Observe a pele e o pêlo de seus animais de estimação (cães e gatos). Qualquer
alteração como descamação ou falhas no pêlo procure o veterinário.
Œp Evite mexer com a terra sem usar luvas.
Œp Îse somente o seu material de manicure.
Œp Evite usar calçados fechados o máximo possível. Opte pelos mais largos e ventilados.
Œp Evite roupas quentes e justas. Evite os tecidos sintéticos, principalmente nas roupas
de baixo. Prefira sempre tecidos leves como o algodão.
º


O tratamento vai depender do tipo de micose e deve ser determinado por um
médico dermatologista. Evite usar medicamentos indicados por outras pessoas, pois podem
mascarar características importantes para o diagnóstico correto da sua micose, dificultando o
tratamento.
Podem ser usadas medicações locais sob a forma de cremes, loções e talcos ou medicações
via oral, dependendo da intensidade do quadro. O tratamento das micoses é sempre
prolongado, variando de cerca de 30 a 60 dias. ·ão o interrompa assim que terminarem os
sintomas, pois o fungo nas camadas mais profundas pode resistir. Continue o uso da
medicação pelo tempo indicado pelo seu médico.

As micoses das unhas são as de mais difícil tratamento e também de maior duração,
podendo ser necessário manter a medicação por mais de doze meses. A persistência é
fundamental para se obter sucesso nestes casos.

Colaboração: Dr. Roberto Barbosa Lima - Dermatologista

u
   
0 p p p p 
p    
p 
p 
 p 

 p p  p 
 
p

p
  p p  p  pp
pp

ºinha de couro cabeludo (÷ )


p

›uito freqüente em crianças pré-escolares e escolares. Apresenta-se como uma placa de


cabelos picotados, com descamação no centro ou com reação inflamatória. Quando
p apresenta muitos abscessos ou pus, forma o quadro denominado de Õ ÷ , podendo
até deixar cicatriz.

ºinha de barba (× ×
p
)

Ocorre na área da barba. Pode ter aspecto inflamatório, semelhante à infecção ou


apresentar uma lesão com bordas bem delimitadas, com microvesículas e um centro
p descamativo, com crescimento pelas bordas, como é típico de todas lesões de tinhas.

ºinha do corpo (÷)


p

Pode aparecer em qualquer área do corpo, em geral com aspecto bem característico, e
p crescimento pelas bordas, com microvesículas, avermelhada.

ºinha de mão (6 6)


p

Pode se apresentar como uma descamação difusa ou com pequenas bolhas semelhantes a
p disidrose.

ºinha de pé ( )
p

·ome popular: "frieira" ou "pé de atleta" - é a micose mais comum. Pode se manifestar no
meio dos dedos com fissuras ou na planta dos pés, também com aspecto descamativo ou
p com vesículas (pequenas bolhas) similares à disidrose.

ºinha crural (÷)


p

É a tinha localizada entre as coxas, podendo se alastrar para área genital. E mais comum
p em homens e no verão (pelo aumento da temperatura local e umidade).

ºinha da unha
p

Ptiríase versicolor ("micose de praia")


p

É causada pela 6      , que faz parte da constituição normal da pele. Por alguns
fatores desencadeantes locais, como sudorese excessiva, pele muito seborréica ou
predisposição genética, desenvolvem lesões no pescoço, tronco superior e face. Em gera
p são lesões arredondadas, escamosas, podendo ser mais claras que a pele normal (mais
comum) ou até avermelhadas ou acastanhadas. Em alguns casos há nítida predileção
pelos pêlos - sendo assim comum encontrar lesões no couro cabeludo, axilas e regiões
pubianas. Quanto maior a área afetada, maior a dificuldade de tratamento e possibilidade
de recidiva. É muito freqüente em nosso meio o acometimento de adultos jovens (maior
oleosidade na pele) em ambos os sexos. Esse fungo é encontrado na pele sem
manifestações clínicas de infecção, como já foi dito. O paciente procura o médico pelo
aspecto anti-estético das lesões.

Candidíase
p

A principal espécie patogênica é a [   ×÷ , causando uma infecção aguda ou
crônica da pele e mucosas (intestino, mucosa oral e vaginal). A forma saprófita pode
tornar-se patogênica devido a algumas alterações, como: umidade local, calor, maceração
da pele, alterações imunológicas (como algumas doenças imunodebilitantes, uso
p prolongado de antibióticos e corticóides). ·a criança as localizações mais comuns são:
mucosa oral ("sapinho"), pregas de flexão (axilas, virilhas, pescoço e região das fraldas).
·as mulheres é muito freqüente a localização vulvovaginal, nas unhas e cantos da boca
(perleche).
[u uu c[uu c [u
up  
p  
p p p p 
p   
p p
p   
p p p 
  
p


 p
pp p
p! p 
 
p 
pp  p
p 
pp  pp

pp  
p
"p 
p p  p
p  p
p p  p 
p
p p  p
p p 
  p 
p

p
p
p! p 
 
p
pp  p p  
pp

pp p
[u u  
#p 
 ppp
 p
p 
p 
p
p
pp   p pp p
#p p  p !p
p   p p p p $
p p  
p 
p
 % 
p
p p
p p 
p
 p &  p p p
p

p 
p
p

 p
[u u   


p  p p  p  p  p 
p p 

p  p
p 

p 
p p p
0! p p  
 
p 
p p  
p
p' 
p p
pp


p p
p
p

p  p 
  p pp

pp
  


ºambém conhecidas como "tíneas" ou "tinhas", são infecções causadas por fungos que atingem a
pele, as unhas e os cabelos. Os fungos podem ser encontrados no solo, nos animais e até mesmo
na nossa pele, convivendo "em harmonia" conosco, sem causar doença. Em condições favoráveis
ao seu crescimento, estes organismos se reproduzem e causam doença, pois passam a consumir a
queratina presente na superfície cutânea, nas unhas e nos cabelos. Calor, umidade, queda na
imunidade ou uso de substâncias que alteram o equilíbrio da pele, como antibióticos sistêmicos
usados por longo prazo, são ideais para a proliferação de fungos.

%


 
  

  


As manifestações clínicas de alguns dos tipos de micoses mais frequentes são:

º
   : forma lesões arredondadas, que coçam. O início é um ponto
avermelhado que se abre em anel de bordas avermelhadas e descamativas com o centro da lesão
tendendo à cura.

º



: forma áreas arredondadas de falhas nos cabelos, que se apresentam cortados
rente ao couro cabeludo nestes locais (tonsurados). É muito contagiosa e é mais freqüente em
crianças.

º
 : causa descamação e coceira na planta dos pés, podendo atingir as laterais dos
pés.

º
   
   
: causa descamação, maceração (pele esbranquiçada e mole),
fissuras e coceira entre os dedos dos pés. Bastante freqüente nos pés, devido ao uso constante de
calçados fechados que retêm a umidade. ºambém pode ocorrer nas mãos, principalmente
naquelas pessoas que trabalham muito com água e sabão.
º
  
 
  
 !": forma áreas avermelhadas e descamativas
com bordas bem delimitadas, que se expandem para as coxas e nádegas, acompanhadas de
coceira no local.

› 

  : pode apresentar-se com descolamento da borda livre da
unha, espessamento, manchas brancas na superfície ou deformação da unha. Quando a micose
atinge a pele ao redor da unha, causa a paroníquia ("unheiro"). O contorno ungueal fica
inflamado, dolorido, inchado e avermelhado e, por consequência, altera a formação da unha, que
cresce ondulada.

D 
 # : provocado pela levedura [   ×÷ . Forma área avermelhada e
úmida que se expande por pontos satélites ao redor da região mais afetada e, geralmente,
provoca muita coceira.

V  
    



: caracteriza-se por manchas claras
recobertas por fina camada de descamação, facilmente demonstrável pelo esticamento da pele.
Atinge principalmente áreas com maior produção de oleosidade como o tronco, a face, o pescoço e
o couro cabeludo.

º

: manifesta-se pela formação de manchas escuras na palma das mãos ou plantas dos
pés. É assintomática.

V  

: forma nódulos ou placas de cor escura grudados aos cabelos. É assintomática.

V  


: manifesta-se por concreções de cor branca ou clara aderidas aos pêlos. Atinge
principalmente os pêlos pubianos, genitais e axilares e as lesões podem ser removidas com
facilidade puxando-as em direção à ponta dos fios.

%
 




 

O tratamento deve ser orientado por um médico dermatologista e vai depender do tipo de micose
que a pessoa apresenta. Podem ser usadas medicações locais sob a forma de cremes, loções e
talcos ou medicações via oral, dependendo da intensidade do quadro. Geralmente o tratamento
das micoses é prolongado, variando de cerca de 15 dias a vários meses. As micoses das unhas dos
pés são as de mais difícil tratamento e também de maior duração, podendo ser necessário manter
a medicação por mais de doze meses. A persistência é fundamental para se obter sucesso nestes
casos.

Alguns cuidados gerais são:

- Evite usar medicamentos indicados por outras pessoas, pois podem mascarar características
importantes para o diagnóstico correto da sua micose , dificultando o tratamento.
- ·ão interrompa o tratamento assim que terminarem os sintomas; pois o fungo , nas camadas
mais profundas da pele, pode resistir aos medicamentos usados, por isso a medicação deve ser
usada pelo tempo indicado por seu médico.

$ 

 

- Evite andar descalço, principalmente em pisos úmidos ou públicos - por exemplo, em lava-pés,
vestiários, saunas e praias.
- ·ão use objetos pessoais (roupas, calçados, pentes, escovas, toalhas de banho ou de rosto,
chapéus) de outras pessoas.
- Ao sair do banho, enxugue-se bem, principalmente entre os dedos e em regiões de dobras como
axila, virilha, atrás das orelhas, etc.
- Prefira meias e roupas íntimas de algodão, pois as fibras sintéticas retêm o suor.
- Leve seu próprio alicate, lixa e tesoura quando for à manicure ou pedicure. Îse lixas
descartáveis e limpe os outros acessórios com freqüência.
- Procure não usar o mesmo sapato dois dias seguidos.
- ·unca use a mesma meia antes de lavá-la.
- Evite ficar com roupas de banho molhadas por muito tempo.
- Evite praias freqüentadas por cães e gatos.
- Evite o contato prolongado com água e sabão.
- Observe a pele e o pêlo de seus animais de estimação (cães e gatos). Qualquer alteração como
descamação ou falhas no pêlo procure um veterinário.
- Evite mexer com a terra sem usar luvas.
- Dê preferência para o uso de calçados arejados e mais largos. Guarde-os em local ventilado.
- Evite roupas quentes e justas.
D  
  
    
   

  


     
        

     

 
   
 
 

 
 
  !


"
   
  
    #
   
  $
!
 $
" 



    
 
 
 
 
 
 
 
 
 

  
%
  

!    
 &         
"   
 
    
  
      


   
 ' 
    
   
()      
                     ##
 

!
 $
    
        
 
  
  
     

" 

 



 
 
* 
  
"
!

 + $
" 

  +   % 
 +        
$

  
   
 


!
 $
    
  

 
 

     
 )
  %   
 

 
  
  


,  
 

      


    

 
 

    






  

#  *     
#
   %  -
. 
 
 
 
    *  % 
  
.    
.           
   
.
 
   

    
.
 
/

 
   

    
 

  


      /    
0#
  1  %   
/      2    
  


% 34 % *

  


  




34 
%  
  
 '

  
 1    *
 %  
 
 
 
 
 0
 
    
 
   %  
     
 
  
'

%   


  

* 






º 


5#
     
      
 

 


  


!        #  6      


 
 
 " 


 
 
  
      

  / 1
  1    

 

 &   1
       

7     8    


       
 
    
 " 
 
! 
   
 
 

 
 
 1
 1 
  

*  ' 




 
 
 
)  
 
 
 %  /   
 

 
 /   +    
   
  
 
 " 

 
0
  

* 
 
   
 $
  

 * 



[  

# $
  
  

 * 
 
  
#       
 
       

#       

" 
  
#
       
#
  


/
  
)   


  

7     )      


 $
    

9  #
     
 : 
 
   
   

* 
 
   
  ,   




  


*      


 '    


  

   



!
 

)

*  
  


 
  
 



    

  1 
        
    5#
  

 
      
"            

0
   5 !

 
 6 
+
;<-=>

Você também pode gostar