Você está na página 1de 2

Simplesmente como Jesus

Estudo 20

Texto básico: “... para uma herança que jamais


poderá perecer, macular-se ou perder o seu valor.
Herança guardada nos céus para vocês.” 1 Pedro 1:4

I. Começando
Uma busca nos títulos de livro que falam de santidade e religião pra-
tica, vai nos mostrar que nossa perspectiva esta muito mais relacionada
ao “Como ser...”, “passos para...”, ‘o caminho da...”, etc. por vezes.
Nossa preocupação esta muito mais em criar novas regras para tentar che-
gar na posição a que fomos chamados por Deus.
Ser simplesmente como Jesus não está vinculado a determinadas re-
gras da religião do dia a dia, nem a ideias presentes em pregações e cultos
do tipo pode ou não pode. Olhe para a descrição dele nos evangelhos e
vai ficar impressionado com sua forma de agir, seu caráter e a maneira
como trata o outro!

II. Comentando.
Não há outro chamado da fé que não seja o da santidade. Deus é santo
(I Pedro 1.16) e não somos chamados para escolher se seremos ou não.
Ser santo é condição inicial de um seguidor de Jesus!
Durante todas nossas conversas olhamos para Jesus e percebemos
marcas da sua santidade, que podemos espelhar. Nenhuma de nossas
conversas tratou de atos de poder e milagres, nenhuma falou de feitos
espetaculares. Tudo o que percebemos foram reflexos de um carater
santo, como deve ser o seu e meu.
Penso em santidade sob duas perspectiva: a santidade do dependente
e a santidade do independente.
O dependente é aquele que sabe de seus limites e corre para Jesus em
busca de capacitação (João 15.15). Nesse sentido, ele não olha para si,
pra seu valor, mas para Cristo e o valor de sua obra. (Hebreus 12.2). o
dependente tambem sabe que, santidade não envolve merito pessoal, mas
poder sobrenatural. Por isso, ele se rende, para que a boa mão de Jesus o
levante!
Do outro lado, a santidade do independente é medida pelo outro, pelo
irmão, ou qualquewr outra pessoa que julgue inferior a si proprio.
Algumas frases dessa santidade: “eu não sou como ele!”, ou “quem
podia imaginar que ele faria isso!”, ou ainda: “ ainda bem que me afastei
dele, não quero ser confundido com esse tipo de gente!”. É um estilo de
vida marcado pela idolatria, pois a opinião do outro é determinante para
sua vida e felicidade e pra piorar, o alvo não é ser como Jesus, mas ser
melhor que voce!
A razão da sua independencia é que ele não precisa de ninguem, por
isso, a comunidade é estranha, os parceiros da caminhada “chatos” o
estilo, frio e, o que vou ganhar se ficar ali? Melhor buscar algo mais
interessante para fazer!
Em contrapartida, o dependente, olha para Jesus. Seu carater se
manifesta em todas situações, revelando mansidão ( Mateus 11.32).
Le,bra dos encontros de Jesus com pessoas, consegue lembrar do nome
de alguma delas? Voce se sentiria a vontade com elas: expressaria amor
e graça para elas? Talvez se sentisse atradido pelo jovem rico, mas
evitaria conversar com a samaritana. Talvez ate puxasse assunto com
Nicodemos, mas jamais se sentaria na casa de Zaqueu. Talvez, aceitasse
ir a uma festa de casamento, mas jamais permitiria que determinada
mulher lhe lavasse os pés em publico.
A santidade de Jesus não depende da opinião ou aprovação das
pessoas, mas de sua dependencia ao projeto do Pai. Não deveria ser assim
com a gente tambem?

Conversando.
Qual sua maior luta em seguir a Jesus?
• Tem medo do que as pessoas possam falar a seu respeito?
• Tem receio de não ser tão santo como outros ou de conviver em
uma comunidade que não esteja à altura de sua santidade?
• Ainda não compreendeu que, sem fé, não há como seguir Jesus?
Não a fé do tipo “vai dar tudo certo”, mas a fé de saber que ele é
capacitador para essa nova vida!
• Tem medo de falhar, por isso, prefere ficar na segurança das suas
convicções?
Não há outro caminho e, quando finalmente chegarmos na presença
de Deus, na eternidade, vamos de fato saber que alcançamos esse alvo!
Está pronto para ser SIMPLESMENTE COMO JESUS?

Você também pode gostar