Você está na página 1de 4

I APOSTILA DE GEOGRAFIA DE SERGIPE-

VI UNIDADE
ALUNO: _________________________________________________________________ Nº: ________

PROF.: _______________________ ANO: 5º TURMA: ___ DATA: ___/____/2021 Liliane

Indústria e comércio em Sergipe


A indústria é um conjunto de atividades desenvolvidas pelo homem para transformar
matérias-primas em bens de consumo.
As indústrias dividem-se, basicamente em dois tipos:
➢ Indústrias extrativas → São aquelas que extraem da natureza materiais úteis sem
modificar inicialmente seu conteúdo.
➢ Indústrias de transformação → São aquelas que modificam as matérias-primas,
transformando-as em diversos bens.
As indústrias de transformação podem ser:
• Indústrias de base servem de base para a existência de outras indústrias. Exemplo:
a indústria siderúrgica produz o aço, que é utilizado por outras indústrias;
• Indústrias de bens de consumo fabricam bens não – duráveis (alimentos,
eletrodomésticos, etc.)
• Indústrias de equipamentos são as indústrias que fabricam ferramentas e máquina,
além daquelas destinadas à construção civil.
Os principais fatores necessários para a existência de indústrias em um determinado lugar
são:
• As matérias-primas (minerais, alimentos, etc.);
• As fontes de energia (petróleo, carvão, eletricidade, entre outras);
• Mão de obra (operários, técnicos, etc.);
• Capital (recursos financeiros);
• Sistema de transporte;
• Mercado consumidor.
Comércio é a atividade que envolve a troca de mercadorias. É através do comércio que
produtos da agricultura e da indústria são descolados para os mercados consumidores.
Quando o comércio ocorre entre países, é denominado de comércio exterior ou
internacional, nele encontramos a venda de produtos do país para o exterior (exportação)
e a compra de produtos pelo país feita a outros países(importação).

A indústria em Sergipe

Nas décadas 1970 e 1980, a indústria em Sergipe apresentou crescimento, tendo como a
principal atividade a extração de minerais importantes para a industrialização do Brasil,
destacando-se o petróleo, o gás natural, o calcário, o potássio, a argila, entre outros.
Associado as essas unidades, foi implantado o Terminal Portuário de Sergipe com uma
ponte de acesso de 2.400 metros mar adentro, no município de Barra dos Coqueiros.
O comércio

Em Sergipe encontramos o comércio com maior volume de compra e venda em Aracaju,


onde existem diversas lojas, magazines, mercados municipais no Centro e em diversos
bairros, supermercados e dois shopping centers.
No interior, encontramos alguns centros de relevância quanto às atividades comerciais:
Itabaiana, Lagarto, Tobias Barreto, Estância, Nossa Senhora de Glória e Propriá.
Sergipe mantém relações comerciais com outras regiões e estados do Brasil, escoando
matérias-primas, minerais e vegetais, além de alguns produtos mecânicos,
eletroeletrônicos, etc. Os estados que mais realizam intercambio comercial com Sergipe
são: São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e Pernambuco.

O comércio exterior

O estado de Sergipe vem apresentando um significativo crescimento nas exportações dos


últimos anos.
Os principais produtos exportados são o suco de laranja e de abacaxi, ureia, cimento,
tecido de algodão e calçados.
Os países que mais compram os produtos sergipanos são Holanda, Argentina, Espanha,
Israel, Bélgica, China, Chile.
Os principais produtos importados por Sergipe são trigo, algodão, coque de petróleo e
carvão mineral.
Os países que mais vendem para Sergipe são Estados Unidos, Argentina, China,
Alemanha e Rússia.
II APOSTILA DE GEOGRAFIA DE SERGIPE-
VI UNIDADE
ALUNO: _________________________________________________________________ Nº: ________

PROF.: _______________________ ANO: 5º TURMA: ___ DATA: ___/____/2021 Liliane

Turismo em Sergipe
O Turismo é chamado de Indústria sem chaminés ou sem caldeiras. Nos últimos anos essa
atividade conseguiu uma grande projeção na economia mundial. Desenvolver o turismo,
além de vantagens econômicas e financeiras, trás também o avanço cultural para as
populações locais em contatos permanentes com pessoas de diversos lugares.
Roteiro turístico de Sergipe
Aracaju – O roteiro de atrações em Aracaju ou a chamada City Tour na linguagem turística,
abrange a orla da Atalaia, o calçadão da Praia 13 de Julho, a colina do Santo Antônio e o
artesanato dos mercados municipais. A cidade dispõe ainda de praias, parques e shoppings
centers.

Museu Da Gente Sergipana - Museu em que a identidade do povo sergipano é retratada,


com atrações de alta tecnologia para todas as idades, há exposições permanentes e muitas
atividades.

Oceanário De Aracaju - Este é o primeiro aquário do nordeste inaugurado em 2002, com


diversidades de animais nativos de Sergipe em tanques de água doce e salgada.
Praias do litoral Sul – As principais atrações são: a orla da Caueira no município de
Itaporanga D’Ajuda, as praias e dunas do Abais e a praia do Saco em Estância; o passeio
pela foz do rio Real de escuna ou catamarã, nas proximidades de Pontal, com oportunidade
de visita à praia do Mangue Seco na margem baiana daquele rio.
Cânion do rio São Francisco – Este cânion é um dos maiores do mundo com oportunidade
de navegação. O roteiro inclui visita ao Museu Arqueológico de Xingó, passeio pelo lago
artificial da Hidroelétrica de Xingó e pelo cânion.
Cidades históricas de São Cristóvão e Laranjeiras – São Cristóvão é a quarta cidade
mais antiga do Brasil, abriga um rico acervo arquitetônico histórico, além de variadas
tradições culturais. Laranjeiras apresenta várias manifestações de sincretismo religioso
além de museus, edificações históricas civis e religiosas, e grupos folclóricos.
Pirambu – Inclui-se no roteiro a esse município do litoral norte o banho de mar, a visita ao
Projeto Tamar de proteção às tartarugas marinhas (localizado na reserva Santa Isabel do
Ibama).
Rota do Sertão – Além de ser caminho para as atrações turísticas de Xingó, os municípios
de Poço Redondo e Canindé do São Francisco apresentam respectivamente a Gruta do
Angico (local onde Lampião e Maria Bonita foram mortos) e trilhas do Cangaço.
Potencial turístico no interior sergipano
Em vários municípios sergipanos encontram-se locais que são visitados constantemente
por pessoas do próprio estado que praticam o turismo mais acessível e de baixo custo: o
turismo local.
Em Sergipe existe potencial para o desenvolvimento de vários ramos do turismo, entre eles
podemos enumerar, além do turismo litorâneo e de eventos, o turismo rural, o ecológico, o
histórico e o esportivo.
Alguns pontos de interesse e potencial turístico no interior sergipano:
• A cachoeira de Macambira;
• A Serra de Itabaiana;
• O Parque dos Falcões em Itabaiana;
• O Lago da Ribeira em Itabaiana;
• As orlas ribeirinhas de Propriá e Neópolis;
• O artesanato de Santana do São Francisco;
• Ecoparque de Timbó em Salgado;
• O artesanato de Tobias Barreto;
• O Festival do Jegue em Itabi;
• As reservas da Mata Atlântica em Carmópolis, Estância e Santa Luzia do Itanhi;
• A Serra da Guia em Poço Redondo;
• Lagoa Redonda e Azul em Pirambu;
• Ilha dos namorados;
• Praia dos artistas;

Você também pode gostar