Você está na página 1de 17

PATOLOGIA HUMANA

Professor: Jefferson Oziel


INTRODUÇÃO

Patologia é o ramo da ciência médica que estuda


as alterações morfológicas e fisiológicas dos estados
de saúde. Quando essas alterações não são
compensadas podemos dizer que um indivíduo está
doente.
Etimologicamente, o termo "patologia"
origina-se do grego ("pathos" = sofrimento,
doença; "logia" = estudo
DOENÇA

Alteração de forma e de função não compensada


de uma célula, de um órgão, de um sistema, de um
indivíduo, de uma população e, finalmente, de uma
sociedade. Já um "estado de saúde" é definido pela
OMS (Organização Mundial de Saúde) como sendo "o
bem-estar físico, mental e social do homem".
HISTÓRIA DA PATOLOGIA
A Fase Humoral (Idade Antiga - final da Idade Média)

O mecanismo da origem das doenças era explicado,


nessa fase, pelo desequilíbrio de humores. Os humores
eram considerados os líquidos do corpo, em
particular, a água, o sangue e a linfa. Os deuses
tinham o poder de controlar esse desequilíbrio, bem
como de restituir a normalidade do organismo. Essa
visão mítica de doença foi criada principalmente pela
civilização antiga grega.
A Fase Orgânica (séc. XV - XVI)
Nessa época, há o predomínio da observação dos
orgãos do corpo, feita principalmente às custas das
atividades de necrópsia (estudo do cadáver) ou de
autópsia (estudo de si mesmo).
A Fase Tecidual (séc. XVI-XVIII)
A Fase Tecidual enfatiza a estrutura e a organização
dos tecidos. É nesse período que se iniciam os
primeiros estudos sobre as alterações morfológicas
teciduais e suas relações com os desequilíbrios
funcionais.
A Fase Celular (séc.XIX)
Com o predomínio da visão morfológica, somada à
aplicação do microscópio óptico às pesquisas
médicas, segue-se a Fase Celular, período
considerado "inicial à Patologia Moderna". A
preocupação com o estudo da célula, principalmente
de suas alterações morfológicas e funcionais, é
determinante na busca da origem de todo processo
mórbido.
A Fase Ultracelular (séc. XX)
A Fase Ultracelular é a fase atual do pensamento
conceitual sobre Patologia, envolvendo conceitos
sobre biologia molecular e sobre as organelas
celulares. Os avanços bioquímicos e a microscopia
eletrônica facilitam o desenvolvimento dessa linha
de estudo.
SAÚDE

"Saúde é a manutenção da morfostase e homeostase".


DOENÇA

"A doença é resultado da ação de uma agressão que


leva a uma alteração não compensada da
homeostase e ou da morfostase."
PERÍODOS CRONOLÓGICOS DE UMA DOENÇA
Causas;
 Período de incubação;
 Período prodrômico;
 Período de estado;
 Evolução
– Cura;
– Cronificação;
– Complicações;
– Óbito.
DIVISÕES DA PATOLOGIA

Anatomia patológica;
Fisiopatologia;

Citopatologia;

Histopatologia;

Entre outros.
MÉTODOS DE ESTUDO EM PATOLOGIA

Estudos morfológicos:
– Exames clínicos;
– Exames anatomopatológicos;
– Análise morfológica;
– Necrópsia.
PROCESSOS DE ESTUDO EM PATOLOGIA

Etiologia;

Patogenia;

Alterações Morfológicas;
Significado Clínico.
ETIOPATOGENIA DAS LESÕES

Hipóxia e anóxia;
Isquemia;

Radicais livres;
Alterações metabólicas;
Febre;

Agentes físicos;
Vírus e bactérias.

Você também pode gostar