Você está na página 1de 3

FACULDADE UNINASSAU

FARMÁCIA
ESTAGIO SUPERVISIONADO II
PROFESSOR: ISABELLE MOURA FITTIPALDI DE SOUZA DANTAS
COORDENADORA: ISABELLE MOURA FITTIPALDI DE SOUZA DANTAS
RACKEL NÍNIVE MACHADO REGO NASCIMENTO

1. Leia a situação a seguir.


As Boas Práticas de Fabricação (BPF) garantem que os medicamentos sejam
consistentemente produzidos e controlados de acordo com padrões de qualidade
previamente estabelecidos. A cada novo marco regulatório brasileiro, independente
de tragédias, surgem requisitos destinados a eliminar ou mitigar a possibilidade da
contaminação cruzada de produtos específicos. A contaminação cruzada ocorre
quando medicamentos de diferentes princípios ativos entram em contato, transmitindo
microrganismos para o medicamento. Uma indústria de medicamentos anunciou o
recolhimento de 5 lotes distintos de cloridrato de tramadol 50 mg/mL de solução
injetável devido a contaminação cruzada referente à troca de rotulagem.
2. Diante do contexto exposto, desenvolva os tópicos a seguir.
1- Quais são as principais fontes de contaminação cruzada e o que pode ter
acontecido para que os lotes de tramadol 50 mg/mL tenham sido contaminados?
2- Para evitar a contaminação cruzada e, consequentemente, o desperdício de novos
lotes de cloridrato de tramadol 50 mg/mL, o que você enquanto profissional
farmacêutico faria?
3- Caso esses 5 lotes de cloridrato de tramadol 50 mg/mL não fossem recolhidos,
quais seriam as consequências da contaminação cruzada?
4- Enquanto profissional farmacêutico, quais cuidados você deve ter ao trabalhar em
laboratórios?

A contaminação cruzada é aquela que resulta do transporte de microrganismos


de um medicamento para outro, não contaminado. A mesma pode ocorrer através dos
equipamentos e utensílios, usados durante a manipulação de medicamentos, mas
também através dos manipuladores (mãos e vestuários). Deve haver procedimentos
escritos relativos à rotulagem interna, à quarentena e armazenamento de matérias-
primas, materiais de embalagem e outros materiais, conforme apropriado. O
enchimento e a selagem devem ser seguidos o mais rápido possível pela rotulagem.
Se não for o caso, devem ser aplicados procedimentos adequados para garantir que
não ocorram misturas ou erros de rotulagem.
O erro pode estar relacionado a pratica profissional, ao produto usado, ao
procedimento, a má comunicação na prescrição, aos rótulos, as embalagens, a
preparação, a dispensação, a distribuição, ao monitoramento, e ser cometido por
qualquer membro da equipe, em qualquer momento do processo de cuidado.
Existem vários fatores para tentar evitar uma contaminação, sendo eles:
Cuidados dos profissionais com a higiene e manipulação, a Limpeza no local é
essencial. As áreas destinadas aos componentes da formula devem ser específicas e
projetadas para esse fim, os matérias de utensílios não devem ser utilizados no em
outros preparos sem antes a higienização correta e todo cuidado na hora do
armazenamento e rotulagem.
Inicialmente os pacientes que precisaram do medicamento não teriam o
resultado esperado, podendo ter efeitos colaterais, interações medicamentosas e em
alguns casos, dependendo da droga pode até ser fatal e causar a morte.
Os cuidados na hora de preparar os remédios, usar toucas ao entrar na
produção, se atentar onde as pás e espátulas são colocadas, manter as unhas sempre
curtas e aparadas, usar sempre máscaras hospitalares, se estiver com uma doença
contagiosa ou um machucado exposto, avise imediatamente o setor e peça para ser
transferido a fim de não contaminar os remédios. Dessa forma é interessante procurar
produtos que durarão mais tempo e tirarão mais sujeira do que os equipamentos
convencionais. Controlando todas as etapas para que não houvesse mistura de
nenhum dos itens essenciais.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
https://www.in.gov.br/web/dou/-/resolucao-rdc-n-301-de-21-de-agosto-de-2019-
211914064
http://www.weinberger.com.br/blog/os-perigos-da-contaminacao-cruzada-em-
medicamentos-saiba-como-evitar/
https://www.crf-
pr.org.br/uploads/comissao/7816/diretrizes_da_industria_farmaceutica_2012.pdf
https://ahmsolutiondobrasil.wordpress.com/2019/09/27/como-evitar-a-contaminacao-
cruzada-na-industria-farmaceutica-e-otimizar-custos/

https://isodur.com.br/evite-contaminacao-no-processo-produtivo-farmaceutico/

Você também pode gostar