Você está na página 1de 4

4° Trimestre De 2021 | 

Tema: Efésios Lição 08: A unidade do corpo de Cristo

TEXTO ÁUREO “Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos
outros.” Romanos 12.5

VERDADE APLICADA A unidade do Corpo de Cristo é dom de Deus, que se tornou possível pela cruz de Cristo e é efetivada pelo
Espírito Santo.

TEXTOS DE REFERÊNCIA EFÉSIOS 4

1 Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados,
2 Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,
3 Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.
4 Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa
vocação;
5 Um só Senhor, uma só fé, um só batismo;
6 Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos.

LEITURAS COMPLEMENTARES

SEGUNDA / Rm 12.3-10 Humildade e fidelidade no uso dos dons.


TERÇA / 1Co 12.12-27 A unidade dos membros do Corpo de Cristo.
QUARTA / Gl 5.16 O dever de andar em Espírito.
QUINTA / Gl 5.22-23 Exercitando o fruto do Espírito.
SEXTA / Ef 2.14-16 Unidos por Deus mediante a cruz de Cristo.
SÁBADO / Cl 3.15 Que a paz de Deus domine nossos corações.

MOTIVOS DE ORAÇÃO Ore com toda igreja pela unidade do Corpo de Cristo.

Introdução
1– Andando de acordo com a vocação
2– Virtudes produzidas pelo Espírito Santo
3– As bases da unidade do Corpo de Cristo

INTRODUÇÃO Na segunda parte da epístola de Efésios, Paulo expõe como cada membro tem que ser
para que a Igreja cumpra sua parte no plano e no propósito de Deus.

Efésios de 1-3 Doutrina / 4-6 Prática 4,2-16 Unidade / 4.17-32 Santidade

1- ANDANDO DE ACORDO COM A VOCAÇÃO


1.1. Rogo-vos. O apelo de Paulo é para que os cristãos que já possuem um determinado nível de vida com
Deus se aproximem cada vez mais de Cristo e vivam de acordo com a vocação com que foram
chamados [Ef 1.18; 4.1]. Pela graça de Cristo somos filhos de Deus, devemos dar exemplo em
conformidade com aquele a quem servimos [Fp 1.29; Cl 1.10].

2. ATOS 2 A igreja primitiva


3. 42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
4. 43 E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
5. 44 E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
6. 45 E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia necessidade.
7. 46 E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos
com alegria e singeleza de coração,
8. 47 Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à
igreja aqueles que se haviam de salvar.

SALMO 1 “Bem aventurados”


"Desta maneira fazia Absalão a todo o Israel que vinha ao rei para juízo e, assim, ele furtava o coração dos
homens de Israel." 2Sm 15.6

1.2. Andando de acordo com a vocação. Em uma sociedade, cumprimos obrigações e regras: caso não
viva assim, traz descrédito para si. Qual seria a vocação da Igreja? Anunciar Cristo que habita em nós.
Através de uma vida de transformação. O desígnio de Deus é que todos se tornem um em Cristo, então
Cristo ordena e envia a Igreja para anunciar a todos Seu amor e misericórdia

1Sm 2.12 "Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o SENHOR."

1.3. Andando de maneira digna. A Igreja é o complemento de Cristo, ela representa Seu Corpo, para
Seu propósito nesse mundo. Cristo ordena e age para que os membros de Seu Corpo estejam unidos e
experimentem Seu amor. Jamais poderemos ensinar a outra pessoa aquilo que desconhecemos ou
transmitir o que não possuímos. Antes que possamos levar a outros o amor de Cristo, devemos vivenciar
esse amor na igreja local.

Josias. Seu avô Manassés era mau, seu pai Amon era mau.
2reis 22 1 TINHA Josias oito anos de idade quando começou a reinar, e reinou 31 anos
em Jerusalém... 2 E fez o que era reto aos olhos do SENHOR; e andou em todo o caminho
de Davi (13 gerações depois) O Senhor livra Josias e sua geração. O juízo veio após a morte de Josias

"E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus
Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação;" (II Coríntios 5,18)
Provérbios 22:24-25 Não acompanhes o iracundo, nem andes com o homem colérico, para que não aprendas as
suas veredas e tomes um laço para a tua alma.

2- VIRTUDES PRODUZIDAS PELO ESPIRITO SANTO


Paulo destaca, agora, as virtudes que são indispensáveis ao nosso chamado. Essas virtudes são produzidas
pelo Espírito Santo e devem ser cultivadas, a fim de que tenhamos êxito em nossa caminhada [Ef 4.1-3].

2.1. Mansidão e humildade. “ser manso é você ter poder de vingar-se do outro e não o fazer”. (José) Ou
seja, auto controle. é como tratamos os demais. Ela é fruto do Espírito Santo, [Gl 5.22]. Mansidão não é
fraqueza, mas, sim, poder sob controle. Jesus era manso e humilde. A humildade é ausência de orgulho. É
ser justo, sem orgulho ou arrogância. “CAIM não quis aprender” Sansão, Geasi, Absalão, Ló

 Não acha que sabe tudo salmo 119 Davi diz 9 x ensina-me (Paulo aprende)
 Não acha que está sempre certa
 Não se vangloria
 Não julga

Mateus 5.3 Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;

"Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de
humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes." (I Pedro 5 : 5)

2.2. Longanimidade e paciência. Longanimidade, “de longo ânimo”, é a atitude de tolerar o desconforto
sem revidar. “aguentar com paciência os provocadores”. É o estado de espírito estendido, uma tolerância
mútua sem a qual nenhum vive em paz Paciência, é suportar o desconforto sem ser incomodado.

2.3. A unidade do Espírito pelo vínculo da paz. A unidade espiritual aqui indicada é um pré-requisito
indispensável para promover a saúde e a felicidade da igreja, para adiantar a causa das missões e para
alcançar a vitória sobre Satanás. A exortação para que vivam em amor [Ef 4.2-3; Cl 3.14-15]. Nesta
descrição, a unidade e todas as características relacionadas a ela são consideradas, em primeiro lugar,
derivadas do Espírito, que entrou no coração dos crentes; e dali ele volta a Jesus Cristo, cujo sacrifício
tornou possível o dom do Espírito, e, finalmente, vai até Deus o Pai, que deu seu Filho e quem,
juntamente com o Filho, foi também o Doador e o que enviou o Espírito.

3- AS BASES DA UNIDADE DO CORPO DE CRISTO


A unidade da Igreja está fundamentada na ação das três pessoas da Santíssima Trindade. Um só Espírito,
um só Senhor, e um só Deus e Pai de todos [Ef 4.4-6]. E, as três pessoas produzem a unidade dos cristãos.

3.1. Um só corpo e um só Espírito. O corpo “único” do qual Paulo se refere aqui é, certamente, a igreja
composta por judeus e gentios, e a sua unidade é devida ao único Espírito Santo que habita nele e que o
anima [Ef 2.14-22], a família “única” no céu e na terra [Ef 3.15]. Embora em certo sentido sejamos
muitos, ainda assim somos um só corpo em Cristo [Rm 12.5; 1Co 12.12-30]. Existe apenas um pão, um
corpo [1Co 10.17]. Além disso, esse corpo, ou igreja, não é de origem terrena ou uma instituição de
criação humana, mas um produto do Espírito Santo; por isso é “um corpo e um Espírito”. Da mesma
forma que o corpo humano é impulsionado pelo espírito humano, o Corpo de Cristo, a Igreja, vive
impulsionada pelo Espírito Santo.

Subsídio do Professor: O Espírito, no processo de transmitir aos efésios o chamado eficaz, também produziu neles
a união, de modo que eles se tornaram um organismo espiritual [1Co 12.13; Ef 3.16; 6.18; Rm 8.9, 11]. Assim
como o corpo humano é totalmente impregnado por seu espírito, e que por isso é um e pode funcionar como uma
unidade, cooperando com os membros entre si, assim também acontece com a Igreja que, habitando nela o Espírito
e sendo totalmente influenciada por Ele, constitui um só organismo e funciona como tal.

3.2. Uma só esperança e um só Senhor. O apóstolo se refere à esperança para a qual fomos chamados,
unidos em “um corpo e um Espírito”. Jesus Cristo é a cabeça, o corpo é o Corpo de Cristo, que é a Igreja,
e sem unidade coordenada os membros não funcionam bem, pois um depende do outro e todos dependem
da cabeça. É por isso que a unidade da Igreja é essencial para a obra de Cristo. O Espírito é o sopro
vivificante do Corpo, que é a Igreja; desse modo, não pode haver Igreja sem o Espírito. Portanto, há
apenas uma esperança em nosso chamado, que constitui o objetivo que estamos seguindo e o grande
segredo da unidade cristã. Mesmo que haja diferenças entre nossos métodos, na maneira de fazer as
coisas ou em nossa organização, todos buscamos a consumação de um mundo redimido em Cristo, por
Cristo e para Cristo.

Subsídio do Professor: Paulo nos diz que fomos salvos em uma só esperança da nossa salvação. O
Senhor tornou possível o nosso futuro em Jesus Cristo, Seu Filho. A obra redentora de Cristo nos levará
até a eternidade,. Essa esperança fala de uma vida na eternidade, [1Co 15.19].

3.3. Uma só fé e um só Deus e pai de todos. A Bíblia destaca vários tipos de fé: Fé para salvação, fé
como fruto, fé como dom. No entanto, aqui, Paulo se refere à fé que diz respeito ao que cremos [Gl 1.23;
1Tm 3.9; 4.1; 2Tm 4.7]. A igreja segue e obedece a uma só fé, ou seja, tem uma só doutrina. “Um Deus e
Pai de todos”, tanto de judeus, quanto de gentios, e que está acima de todos como Rei dos reis e Senhor
dos senhores, e por todos, enchendo e suprindo tudo, provendo a todos conforme Seu incomensurável
amor e misericórdia, e em todos, ensinando-nos que Ele habita em cada um de seus filhos por meio de seu
Espírito, em um relacionamento pessoal e íntimo. É isso que temos aprendido através do Evangelho, que
vivemos em um mundo que foi criado por Deus, que é controlado por Deus, sustentado por Deus e cheio
de Deus.

Você também pode gostar