Você está na página 1de 8

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho


Campus Abolicionista Joaquim Nabuco
Coordenação do Curso de Engenharia Eletrônica

RELATÓRIO – PROJETO 5

MULTIPLICADORES DE QUATRO QUADRANTES

CABO DE SANTO AGOSTINHO/PERNAMBUCO

OUTUBRO – 2021
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO
Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho
Campus Abolicionista Joaquim Nabuco
Coordenação do Curso de Engenharia Eletrônica

RELATÓRIO – PROJETO 5

MULTIPLICADORES DE QUATRO QUADRANTES

Relatório do projeto 5 apresentado à Unidade Acadêmica do Cabo


de Santo Agostinho (UACSA), da Universidade Federal Rural de
Pernambuco (UFRPE), em cumprimento às exigências da
disciplina de Eletrônica III, ministrada pelo professor Dr. Elias
Marques, como complemento para 2ª VA.

Aluno: João Paulo dos Santos Pereira.

CABO DE SANTO AGOSTINHO/PERNAMBUCO

OUTUBRO – 2021
1. INTRODUÇÃO

Multiplicadores analógicos é um dos sub-circuitos fundamentais em projetos de


comunicação e em processamentos de sinais. Algumas aplicações importantes são:
processamento analógico não linear de sinais, detecção de fase, modulação e
demodulação de sinais, misturadores, multiplicação de fase, etc.

Este relatório, tem como objetivo, demonstrar o projeto de um multiplicador de quatro


quadrantes, utilizado para modulação de sinais em altas frequências. Através do software
de simulação, iremos analisar os pontos de operação, a resposta obtida da modulação e
comparar com a multiplicação do mesmo sinal simulado no MATLAB.

2. DESENVOLVIMENTO

O circuito multiplicador de quatro quadrantes utilizado na prática será o conhecido


Célula de Gilbert, cujo diagrama é mostrado na figura 1:

Figura 1: Célula de Gilbert.

De acordo com o circuito na figura 1, a corrente diferencial de saída do multiplicador


é definida como:

𝐼𝑜𝑢𝑡 = 𝐼𝐴 − 𝐼𝐵 = (𝐼1 + 𝐼3 ) − (𝐼2 + 𝐼4 )

Onde podemos reescrever como:


𝑉𝑋 𝑉𝑋
𝐼𝑜𝑢𝑡 = 𝐼5 × 𝑡𝑔ℎ ( ) + 𝐼6 × 𝑡𝑔ℎ (− )
2𝑉𝑡 2𝑉𝑡

Como 𝑡𝑔ℎ(𝑥) = −𝑡𝑔ℎ(−𝑥), então:

𝑉𝑋
𝐼𝑜𝑢𝑡 = (𝐼5 − 𝐼6 ) × 𝑡𝑔ℎ ( )
2𝑉𝑡

As correntes I5 e I6 estão em contra-fase, portanto, 𝐼𝐸𝐸 = 𝐼5 − 𝐼6 . Como I5 e I6 são


dependentes de VY e como IEE é a corrente de lastro dos dois diferenciais inferiores, pode-
se escrever que:

𝑉𝑌 𝑉𝑋
𝐼𝑜𝑢𝑡 = 𝐼𝐸𝐸 × 𝑡𝑔ℎ ( ) × 𝑡𝑔ℎ ( )
2𝑉𝑡 2𝑉𝑡

Se, portanto, |VX| e |VY| << Vt e, consequentemente, 𝑡𝑔ℎ(𝑥) ≅ 𝑥, então:

𝐼𝑜𝑢𝑡 = 𝐾 × (𝑉𝑋 × 𝑉𝑌 )

𝐸𝐸𝐼 𝑚𝐴
Onde 𝐾 = 4𝑉 2 [ 𝑉 2 ].
𝑡

Para transformar a corrente de saída do multiplicador em tensão, usa-se essa conversão


através da colocação das cargas de coletor, RC. Então 𝑉𝑜𝑢𝑡 = 𝑉𝑜1 − 𝑉𝑜2 vale:

𝑉𝑜𝑢𝑡 = 𝐾 × (𝑉𝑋 × 𝑉𝑌 )

Onde:

𝐼𝐸𝐸 × 𝑅𝐶
𝐾=
4𝑉𝑡2

 Dimensionamento dos componentes

No projeto, iremos utilizar uma fonte de corrente simétrica VCC = ± 12V e para a fonte
IEE, será utilizado um espelho de corrente para fornecer uma corrente de 2mA.
Considerando uma queda de aproximadamente 50% de VCC em VC do transistor Q1, e
uma corrente de coletor IC =2mA, temos:

𝑉𝐶𝐶 − 𝑉𝐶 12 − 6
𝑅𝐶 = → 𝑅𝐶 = → 𝑅𝐶 = 3𝐾Ω
𝐼𝐶 2 × 10−3

Pela série E12, iremos utilizar RC = 2K7Ω.

Para o espelho de corrente, o resistor de polarização foi calculado da seguinte forma:


𝑉𝐶𝐶 − 𝑉𝐸𝐸 − 𝑉𝐵𝐸 12 − (−12) − 0,7
𝑅𝑝𝑜𝑙 = →
𝐼𝐸𝐸 2 × 10−3

23,3
𝑅𝑝𝑜𝑙 = = 11650Ω
2 × 10−3

Realizando a simulação com 𝑅𝑝𝑜𝑙 = 12𝐾Ω a corrente obtida no espelho de corrente foi
inferior a 2mA. Com isso, para melhor desempenho, foi escolhido o valor comercial
𝑅𝑝𝑜𝑙 = 10𝐾Ω. Com este novo valor, foi obtido melhores resultados para o espelho de
corrente e melhor saída na resposta do circuito.

Para obter um melhor ponto de polarização do multiplicador, foi usado uma rede
formada por resistores e capacitores, controlando as correntes e tensões nas bases do
transistor.

O diagrama do multiplicador de quatro quadrantes é mostrado na figura 2:

Figura 2: Multiplicador de quatro quadrantes.


3. RESULTADO E DISCURSÕES

Utilizando o software de simulação Proteus, iniciamos a análise verificando o ponto


de polarização. Para isto, as entradas Vsig e Vmod foram aterradas, e foi rodado a
simulação. O resultado obtido é mostrado na figura 3:

Figura 3 (a): Tensões de polarização.

Figura 3 (b): Corrente de coletor.


Figura 3 (C): Corrente da fonte IEE.

De acordo com os resultados obtidos nas simulações:

𝑉𝐶 = 6,03𝑉

𝐼𝐶 = 2,21𝑚𝐴

𝐼𝐸𝐸 = 2,22𝑚𝐴

Para verificar a resposta do multiplicador, adicionamos as fontes de sinais Vsig e


Vmod, onde foi escolhido:

𝑉𝑠𝑖𝑔 = 25𝑚𝑉 @ 50𝐾𝐻𝑧

𝑉𝑚𝑜𝑑 = 25𝑚𝑉 @ 2𝐾𝐻𝑧

Com isso, teremos a modulação de um sinal de alta frequência através do sinal de


menor frequência. O resultado obtido na simulação é mostrado na figura 4:

Figura 4: Resposta do circuito multiplicador.


Realizando a simulação da multiplicação de ambos sinais no software MATLAB, é
possível obter o seguinte resultado:

Figura 5: Resultado da multiplicação de Vsig x Vmod no MATLAB.

Como podemos observar, o resultado obtido na simulação do MATLAB assemelha-


se com o resultado obtido na simulação do circuito no Proteus, exceto pela tensão offset
gerada no circuito.

4. CONCLUSÃO

Este relatório teve como objetivo, apresentar o funcionamento de um circuito


multiplicador de quatro quadrantes, muito utilizado na área de comunicação. Iniciamos a
análise do circuito, verificando os pontos de operação, onde, os resultados da simulação
aproximaram-se do calculado anteriormente.

A segunda etapa consistiu em verificar a resposta do circuito na modulação de um


sinal de alta frequência. Realizando a multiplicação dos sinais de 2KHz e 50HKz no
MATLAB, obtivemos uma resposta característica no processo de modulação, que
consiste em uma envoltória na frequência de modulação (2KHz) com o sinal de 50KHz
oscilando por dentro. Ao realizar a simulação do circuito de quatro quadrantes, obtivemos
uma forma de onda similar, porém deslocada devido ao offset introduzido pelo circuito.

De acordo com estes resultados, podemos concluir que o circuito operou de forma
satisfatória e conseguindo realizar a modulação do sinal desejado.

Você também pode gostar