Você está na página 1de 14

ANÁLISE COMBINATÓRIA Exemplo

1. PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA Um estudante, ao se inscrever num concurso para


CONTAGEM vestibular, deve escolher o curso e a faculdade que
deseja cursar. Sabe-se que existem cinco cursos
Os problemas de Análise Combinatória são, possíveis: Engenharia, Medicina, Odontologia,
basicamente, problemas de contagem. A abordagem Arquitetura e Direito. Cada curso pode ser feito em
desses problemas é baseada em um fato, de fácil três faculdades possíveis: estadual, federal e
comprovação, denominado Princípio Fundamental particular. Qual é o número total de opções que o
da Contagem ou, simplesmente, Regra do estudante pode fazer?
Produto, que enunciaremos e exemplificaremos a
seguir.
Resolução

Objetivo principal da análise combinatória: De acordo com o Princípio Fundamental da


Contagem, o número total de opções que o estudante
Determinar o número de POSSIBILIDADES de pode fazer é 5x3, ou seja, 15. Podemos ilustrar estas
um dado evento ocorrer. 15 opções com o auxílio da árvore de
possibilidades, observando que para cada um dos
cinco cursos possíveis (E, M, O, A, D) existem três
Enunciado faculdades possíveis (E, F, P).

Tomando como exemplo, um acontecimento


composto de dois estágios sucessivos e
independentes. O primeiro estágio pode ocorrer de
n modos distintos; em seguida, o segundo estágio
pode ocorrer de k modos distintos. Nestas condições,
dizemos que “o número de maneiras distintas de
ocorrer este acontecimento é igual ao produto
n.k”.

Abaixo temos o enunciado do princípio


fundamental da contagem:

Se um experimento A apresenta n resultados


distintos e um experimento B apresenta k
resultados distintos, então o experimento
composto A e B, nessa ordem, apresenta n.k
resultados distintos.

2. TIPOS DE AGRUPAMENTO
Esse princípio pode ser generalizado para mais de
Seja A = {a, b, c, d, …, j} um conjunto formado por
dois experimentos, da seguinte maneira:
10 elementos distintos, e consideremos os
“agrupamentos ab, ac e ca”.
Se os experimentos A 1 , A 2 , A3 , ... A k Os agrupamentos ab e ac são considerados
apresentam como números de resultados SEMPRE DISTINTOS, pois diferem pela
possíveis n1 , n2 , n3 , ... nk , respectivamente, NATUREZA de um elemento.
então o experimento composto de
A 1 , A 2 , A3 , ... A k , nessa ordem, apresenta Os agrupamentos ac e ca, que diferem apenas pela
n1 .n 2 . n3 .... nk resultados possíveis. ORDEM de seus elementos, podem ser
considerados DISTINTOS OU NÃO.
2.1 Combinações Obs: nos arranjos os agrupamentos formam um
Se, por exemplo, os elementos do conjunto P forem novo conjunto cujos elementos são distintos do
pontos, P = {A, B, C}, e ligando estes pontos conjunto que os gerou.
desejarmos obter retas, então os agrupamentos
AB e BA são iguais, pois representam a Exemplo:
mesma reta.

Exemplos Combinações: Contagem da quantidade B⊄ A e C⊄A


de subconjuntos a partir dos itens de um conjunto,
contagem do número de retas formados a partir de 2.3 Conclusões
um conjunto de pontos, etc;
Do que foi exposto, podemos concluir que:
Obs.: nas combinações os agrupamentos formam
elementos que são subconjuntos de um conjunto a) Existem problemas de contagem em que os
dos quais provém seus elementos. agrupamentos, a serem contados, são considerados
distintos, apenas quando diferem pela natureza de,
Exemplo: pelo menos, um de seus elementos. É o que ocorre
quando ab≠ac e ac = ca. (ou seja, cada letra é
um item do subconjunto das letras do alfabeto)

Neste caso, os agrupamentos são chamados


COMBINAÇÕES.

b) Existem problemas de contagem em que os


agrupamentos, a serem contados, são considerados
distintos, quando diferem tanto pela natureza
como também pela ordem de seus elementos. É o
B⊂ A e C⊂A caso em que ab≠ac e ac≠ca . (ou seja, cada
palavra forma um item do subconjunto dos
anagramas possíveis)
2.2 Arranjos
Se, por outro lado, os elementos do conjunto A Neste caso, os agrupamentos são chamados
forem algarismos, A = { 1, 2, 3}, e com estes ARRANJOS.
algarismos desejarmos obter números, de dois
dígitos, então os agrupamentos 12 e 21 são Resumo
distintos, pois representam números diferentes
(conjunto dos números naturais, por exemplo). Quando o agrupamento AC for igual a CA
então temos um caso de COMBINAÇÃO.
11
12 (NÃO é igual a 21) Em combinações, a ORDEM dos elementos
13 não importa.
21 (NÃO é igual a 12)
22
23
… Quando o agrupamento AC for diferente de
CA então temos um caso de ARRANJO.
Em arranjos, tanto a NATUREZA (ex: AC e
AB) quanto a ORDEM (ex: AC e CA)
Exemplos Arranjos: Contagem de números gerados diferenciam seus agrupamentos.
(arranjos completos), anagramas, etc.
Os agrupamentos podem ser de dois tipos: (é o produto de k fatores)

• ARRANJOS Multiplicando e dividindo por (n-k)!


◦ Simples
n(n−1)(n−2) ...(n−k +1)(n−k)!
◦ Completos A n , k=
(n−k )!
◦ Permutações simples
◦ Permutações com elementos e notando que n(n-1)(n-2)… (n-k+1).(n-k)! = n!,
repetidos podemos também escrever:

• COMBINAÇÕES n!
A n , k=
◦ Simples e (n−k )!
◦ Completas

Exercícios resolvidos
3. ARRANJOS SIMPLES
1. Calcular o número de arranjos simples de 10
Definição elementos tomados 4 a 4.

Seja A um conjunto com n elementos e k um natural


menor ou igual a n.

Chama-se arranjos simples k a k, dos n elementos 2. Quantos números de três algarismos distintos,
de A, aos agrupamentos, de k elementos distintos podemos formar com os elementos do conjunto {1,
cada, que DIFEREM entre si ou pela NATUREZA 2, 3, 4, 5, 6}?
ou pela ORDEM de seus elementos.

No ARRANJO SIMPLES não pode haver


ELEMENTO REPETIDO! 3. Quantos números de algarismos distintos e
Pois os elementos são DISTINTOS. compreendidos entre 100 e 1000, podem ser obtidos
utilizando os algarismos 1, 2, 3, 5, 6?
3.1 CÁLCULO DO NÚMERO DE ARRANJOS
SIMPLES

Na formação de todos os arranjos simples dos n


elementos de A, tomados k a k, temos:

n possibilidades na escolha do 1o elemento.


n-1 possibilidades na escolha do 2o elemento.
n-2 possibilidades na escolha do 3o elemento. Princípio Aditivo de Contagem
.
. Teorema
.
n-(k-1) possibilidades na escolha k-ésimo elemento,
pois k-1 deles já foram usados.
Sendo A e B conjuntos finitos, o número de
elementos da união de A e B é dado por:
Pelo Princípio Fundamental da Contagem,
representado pelo símbolo A n , k o número total de
n( A∪B)=n( A)+n(B)−n( A∩B)
arranjos simples dos n elementos de A (tomados k a
k) , temos: em que o símbolo n( ) representa o número
de elementos do conjunto indicado entre
A n , k =n(n−1)(n−2)...(n−k + 1) parênteses.
Vamos interpretar esse teorema através do seguinte Nota
diagrama: Se os conjuntos A e B forem disjuntos, isto
é, A∩B=∅ :

Para contar os elementos A∪B , vamos


inicialmente contar os elementos de A:

então:
n( A∪B)=n( A)+n( B)

4. PERMUTAÇÕES
A região sombreada representa os elementos que já
foram contados. Definição
Seja A um conjunto com n elementos. Os arranjos
Agora, vamos contar os elementos de B: simples n a n, dos elementos n de A, são chamados
permutações simples de n elementos.

Observe que, de acordo com a definição, todas as


permutações têm os mesmos elementos! São os n
elementos de A. Assim sendo: duas permutações
diferem entre si apenas pela ordem de seus
Note que os elementos.
elementos da intersecção foram contados duas
vezes. Para corrigir esse “erro” devemos subtrair
dessa contagem o número de elementos da 4.1 Cálculo do número de permutações simples
intersecção A∩B , isto é:
Representando com o símbolo Pn o número total
Portanto, para 2 conjuntos a fórmula é: de permutações simples de n elementos e fazendo k
= n na fórmula A n , k =n(n−1)(n−2)...(n−k + 1) ,
n( A∪B)=n( A)+n(B)−n( A∩B) temos:

Pn= A n, n=n(n−1)(n−2) ...(n−n+ 1)=¿


Para 3 conjuntos a fórmula é: n . n(n−1)(n−2)...1=n!

n( A∪B∪C)=n( A)+n(B)+ n(C) Logo:


−n( A∩B)−n( A∩C)−n(B∩C)+n( A∩B∩C)

Pn=n!
Para 4 conjuntos a fórmula é:
5. COMBINAÇÃO SIMPLES b) permutando os k elementos de Cn , k
combinações k a k, obtemos Cn , k . Pk arranjos
Definição distintos.

Seja A um conjunto com n elementos e k um Assim sendo:


número natural menor ou igual a n . Chamam-se
combinações simples k a k, dos n elementos de A, An , k
aos agrupamentos, de k elementos distintos cada um, Cn , k . Pk = A n ,k ou ainda Cnk =
Pk
que diferem entre si apenas pela natureza de seus
elementos.
n!
Exemplo Lembrando-se que A n , k= , Pk =k! e
Seja A = {a, b, c, d} um conjunto com 4 elementos (n−k )!
distintos. Com os elementos de A podemos formar 4
combinações de três elementos cada uma: n = n!
()k k!( n−k )!
, podemos escrever:

abc abd acd bcd


An, k n!
= n
Cn , k = =
Pk k!(n−k )! k ()
Permutando-se os 3 elementos de uma delas, por
exemplo, abc, obtemos P3=6 arranjos distintos:
abc abd acd bcd
acb 6. ARRANJOS COMPLETOS
bac
Arranjos completos de n elementos, tomados k a
bca k, são os arranjos de k elemento não
cab necessariamente distintos.
cba
Ao calcular os arranjos completos, portanto,
devemos considerar tanto os arranjos com
elementos distintos (que são arranjos simples)
Permutando-se os 3 elementos das 4 combinações, como também aqueles com elementos repetidos.
obtemos todos os arranjos 3 a 3:
abc abd acd bcd O número tal de arranjos completos de n elementos,
acb adb adc bdc tomados k a k, e representado pelo símbolo A* n,k , é
bac bad cad cbd dado por:
bca bda cda cdb
cab dab dac dbc A n , k =nk
cba dba dca dcb

Assim sendo, (4 combinações) x (6 permutações) =


7. PERMUTAÇÕES COM ELEMENTOS
24 arranjos e, portanto, C 4,3 . P3= A 4,3 .
REPETIDOS

Sejam α elementos iguais a a, β elementos iguais a


b, γ elementos iguais a c, …, λ elementos iguais a l,
5.1 Cálculo do número de combinações simples num total α+β+γ+...+λ = n elementos.
Representando com o símbolo Cn , k o número total ,γ , ...,λ
Representando com o símbolo Pα,β
n o
de combinações simples dos n elementos de A,
número de permutações distintas que podemos
tomados k a k, de modo análogo ao exemplo
formar com os n elementos, temos:
apresentado, temos:

a) permutando os k elementos de uma combinação ,γ , ...,λ n!


Pα,β
n =
k a k, obtemos Pk arranjos distintos. α!β! γ!... λ!
8. COMBINAÇÕES COMPLETAS 5. (VUNESP) – De uma urna contendo 10 bolas
coloridas, sendo 4 brancas, 3 pretas, 2 vermelhas e 1
Combinações completas de n elementos, tomados k verde, retiram-se, de uma vez, 4 bolas. Quantos são
a k, são combinações de k elementos não os casos possíveis em que aparecem exatamente uma
necessariamente distintos. bola de cada cor?

Ao calcular as combinações completas, portanto,


devemos considerar tanto as combinações com
elementos distintos (que são as combinações
simples) como também aquelas com elementos
repetidos.

O número total de combinações completas de n


elementos, tomados k a k, e representando com
C*n,k, é dado por:
6. (UFG) – Um estudante deseja colorir o mapa da
região Centro-Oeste, de modo que os territórios
adjacentes sejam de cores distintas. Por exemplo, já
Cn , k =C n+k−1 , k = n+k −1
( k ) que Goiás e o Distrito Federal têm fronteira em
comum, terão de ser coloridos de forma diferente.
Supondo-se que o estudante dispõe de quatro cores
distintas e cada território seja de uma única cor,
calcule de quantas maneiras ele pode colorir os
territórios do mapa.
Exercícios Propostos Obs: a região externa à região Centro-Oeste não será
4. (FUVEST) – Considere todas as trinta e duas colorida; a palavra território refere-se à extensão
sequências, com cinco elementos cada uma, que considerável de terra, e não à competência
podem ser formadas com os algarismos 0 e 1. administrativa.
Quantas dessas sequências possuem pelo menos três
zeros em posições consecutivas?
7. Para responder a certo questionamento, preenche- 9. (UFRJ) – Um construtor dispõe de quatro cores
se o cartão apresentado abaixo, colocando-se um “x” (verde, amarelo, cinza e bege) para pintar cinco
em uma só resposta para cada questão. casas dispostas lado a lado. Ele deseja que cada casa
seja pintada com apenas uma cor e que duas casas
CARTÃO RESPOSTA consecutivas não possuam a mesma cor.
Determine o número de possibilidades diferentes de
QUESTÕES 1 2 3 4 5 pintura.
SIM
NÃO
De quantas maneiras distintas pode-se responder a
esse questionário?

10. (UNESP) – Quatro amigos vão ocupar poltronas


8. (UFGO) – Utilizando as notas DÓ, RÉ, MI, FÁ, a, b, c, d de um ônibus dispostas na mesma fila
SOL, LÁ e SI, um músico deseja compor uma horizonta, mas em lados diferentes em relação ao
melodia com 4 notas, de modo que novas corredor, conforme a ilustração.
consecutivas sejam distintas, ou seja, (DÓ, RÉ, DÓ,
MI) e (SI, RÉ, MI, FÁ) são melodias permitidas,
enquanto que (RÉ, RÉ, DÓ, MI) não, pois possuem
duas notas RÉ consecutivas.

a) Escreva cinco melodias diferentes permitidas, de


acordo com o critério acima.

b) Qual o número de melodias que podem ser


compostas nessas condições?
Dois deles desejam sentar-se juntos, seja do mesmo
lado do corredor, seja em lados diferentes. Nessas
condições, de quantas maneiras distintas os quatro
podem ocupar as poltronas referidas, considerando-
se distintas as posições em que, pelo menos dois dos
amigos, ocupem poltronas diferentes?
a) 24 b) 18 c) 16
d) 12 e) 6
11. (MACK) – Cada um dos círculos da figura
deverá ser pintado com uma única cor, escolhida
dentre quatro disponíveis. Sabendo-se que dois
círculos consecutivos nunca serão pintados com a
mesma cor, então o número de formas de se pintar os 15. (UNIV. FEIRA DE SANTANA) – O número de
círculos é: equipes de trabalho que poderão ser formadas num
grupo de dez indivíduos, devendo cada equipe ser
constituída por um coordenador, um secretário e um
digitar, é:
a) 240 b) 360 c) 480
a) 100 b) 240 c) 729 d) 600 e) 720
d)2916 e) 5040

12. Calcular:
a) A 7,3

b) A 7,5

c) A 8,4 16. (UNIV. FEIRA DE SANTANA) – Numa corrida


de Fórmula 1, estão inscritos 12 participantes. Não
podendo haver empate, o número de resultados
possíveis para os dois primeiros lugares é:
13. Sabendo-se que A n ,3 =3(n−1) , com n≥3 . a) 96 b) 108 c) 112
Então o valor de n é: d) 121 e) 132
a) 2 b) 3 c)5
d) 4 e) 6

17. Quantos números de 3 algarismo distintos,


maiores que 500, podemos formar com os
algarismos de 0 a 9?
14. (UEL) – Um professor de Matemática comprou
dois livros para premiar dois alunos de uma classe
de 42 alunos. Como são dois livros diferentes, de
quantos modos distintos pode ocorrer a premiação?
a) 881 b) 1722 c) 1764
d) 3444 e) 242

18. Quantos números diferentes de quatro algarismo


distintos existem no sistema decimal de numeração?
23. Organiza-se um campeonato de futebol com 14
19. Quantos números ímpares diferentes, de quatro clubes, sendo a disputa feita em dois turnos, para
algarismo distintos existem no sistema decimal de que cada clube enfrente outro no seu campo e no
numeração? campo desse. Quantos jogos serão realizados?

20. Quantos números pares diferentes, de quatro


algarismo distintos existem no sistema decimal de
numeração? 24. (PUCCAMP) – Usando-se os algarismos 2, 3, 4,
5, 6, 8 e 9, sem repetição, quantos números pares de
três algarismos distintos e maiores que 234 pode-se
formar?
a) 110 b) 119 c) 125
d) 129 e) 132
21. (PUC) – O número total de inteiros positivos que
podem ser formados com os algarismos 1, 2, 3 e 4,
se nenhum algarismo é repetido em nenhum inteiro,
é:
a) 54 b) 56 c) 58
d) 60 e) 64

25. (UFMG) – O total de números inteiros, com


todos os algarismos distintos, compreendidos entre
11 e 100 é:
a) 576 b) 648 c) 728
d) 738 e) 741

22. Cada linha telefônica nova é formada por 8


algarismos, divididos em 2 grupos: um formado
pelos primeiros 4 algarismo, que distingue os
centros telefônicos, e outro, com 4 algarismos, que
distingue as linhas de um mesmo centro. Suponha
que só os algarismos de cada grupo sejam todos 26. Quantos anagramas têm a palavra PAI?
distintos. Quantas linhas telefônicas, começando
com o algarismo 2, poderiam ser lançadas?

27. Quais os anagramas da palavra PAI?

28. Quantos anagramas têm a palavra PALMITO?


29. Quantos são os anagramas da palavra PALMITO 38. Terminam com a letra O?
começados com a letra P?

30. Calcular C7,3 39. Começa com a letra M e terminam com a letra
L?

31. Cinco pessoas querem se acomodar em um


automóvel de cinco lugares; de quantas maneiras 40. Possuem a letra N em segundo lugar e letra O
isso poderá ser feito? em quinto lugar?

41. Começam com AL, nessa ordem, e terminam em


32. Quantas comissões de 3 elementos podemos I?
formar com um grupo de 8 pessoas?

42. Começam com a letra L ou terminam com a letra


I?

33. Um fabricante de doces dispõe de embalagens


com capacidade de 4 doces cada uma. Sabendo-se
que ele fabrica 10 tipos diferentes de doces, 43. Possuem as letras LIM juntas e nesta ordem?
pergunta-se: quantos tipos de embalagens com 4
doces diferentes dele poderá oferecer?

44. Possuem as letras LIM juntas?

34. Calcular:
a) P3
b) P4
c) P5 45. Começam com uma vogal?

35. Resolver a equação Pn +10 P n−1=6 n!


46. Terminam com uma consoante?

47. Começam com vogal e terminam em consoante?


36. Calcular o número total de anagramas da palavra
VESTIBULAR.

48. Começam e terminam com vogal?

Questões de 37 a 52.
Considerando-se os anagramas da palavra 49. Começam com vogal ou terminam em
ALIMENTO, qual é o número total dos que: consoante?

37. Começam com a letra M?


50. Começam ou terminam com vogal?

57. Calcular:
a) C5,2
51. Não possuem duas vogais juntas nem duas b) C20,2
consoantes juntas?

c) C20,18

52. Possuem todas as letras em ordem alfabética?

58. Resolva a equação C19 , x =3. C19 , x−1


53. Calcule o número de anagramas da palavra
CLARA em que as letras AR aparecem juntas e
nesta ordem.

59. De quantos modos distintos podemos escolher 3


54. (MACK) – Um trem de passageiros é constituído
livros de uma coleção de 8 livros distintos?
de uma locomotiva e 6 vagões distintos, sendo um
deles restaurante. Sabendo-se que a locomotiva deve
ir à frente e que o vagão-restaurante não pode ser
colocado imediatamente após a locomotiva, o
60. (UFC) – Dispondo-se de abacaxi, acerola,
número de modos diferentes de montar a
goiaba, laranja, maça, mamão e melão, calcule de
composição é:
quantos sabores diferentes pode-se preparar um
suco, usando três frutas distintas.

55. (GV) – Um processo industrial deve passar pelas


etapas A, B, C, D e E.
61. Considere o conjunto A = {0; 1; 2; 3; 4; 5}.
Calcular o número de subconjuntos de A com 3
a) Quantas sequências de etapas podem ser
elementos.
delineadas se A e B devem ficar juntas no início do
processo e A deve anteceder B?

b) Quantas sequências de etapas podem ser


delineadas se A e B devem ficar juntas, em qualquer
ordem, e não necessariamente no início do processo?
78. Quantas placas de automóvel podem ser
formadas, tendo cada uma três letras de um alfabeto
de 26 letras, seguidas de 4 algarismos do sistema
decimal de numeração?

56. Um estudante ganhou numa competição quatro


diferentes livros de matemática, três diferentes de
79. Quantos são os anagramas da palavra
Física e dois diferentes de Química. Querendo
MACACA?
manter juntos os da mesma disciplina, calculou que
poderá enfileirá-los numa prateleira da estante, de
80. De quantas maneiras, uma oficina pode pintar 5
modos diversos, num total de:
automóveis iguais, recebendo cada um, tinta de uma
única cor, se a oficina dispõe de apenas 3 cores e não
quer misturá-las?
87. Quantos são os anagramas da palavra SAPATO?

81. Numa cesta existem peras, maçãs, laranjas e 88. Quantos são, ao todo, os anagramas da palavra
bananas. Existem pelo menos três de cada tipo e as MATEMÁTICA? (Desconsiderar os acentos).
frutas de mesmo tipo são todas iguais. De quantas
maneiras diferentes é possível escolher:

a) três frutas de tipos diferentes?

b) três frutas?
89. Quantos são, ao todo, aos anagramas da palavra
MATEMÁTICA que começam com vogal?

82. Calcular:
a) A*3,5
90. (ITA) – O número de soluções inteiras, maiores
ou iguais a zero da equação x + y + z + w = 5 é:
b) A*10,3 a) 36 b) 48 c) 52
d) 54 e) 56

83. Calcular:
a) P 3
6
b) P 2,3 91. (UNB) – Em um tabuleiro quadrado, de 5x5,
7 mostrado na figura, deseja-se ir do quadrado
esquerdo superior (ES) ao quadrado direito inferior
(DI).

84. Calcular:
a) C* 7,4
b) C* 3 ,5

85. Calcular o número tal de “palavras” (com Somente são permitidos os movimentos horizontal
sentido ou não/ de 4 letras), que podem ser formadas (H), vertical (V) e diagonal (D), conforme ilustrado
com as 10 primeiras letras do alfabeto. nas representações seguintes.

86. Quantos são os anagramas da palavra ARARAS?


Com base nessa situação e com auxílio dos princíos
de análise combinatória, julgue os itens que seguem.
94. Quantos números de três algarismos podemos
(0) Se forem utilizados somente movimentos formas, ao todo, com os algarismos 0, 1, 2, 3, 4?
horizontais e verticais, então o número de percursos
possíveis será igual a 70.

(1) Se forem utilizados movimentos horizontais,


verticais e apenas um movimento diagonal, o
número de percursos possíveis será igual a 140.

(2) Utilizando movimentos horizontais, verticais e


três movimentos diagonais, o número de percursos 95. Quantos números de três algarismo existem no
possíveis é igual a 10. sistema decimal de numeração?

96. Um feirante possui, em sua banca, maças, peras


e laranjas em grande quantidade. Desejando atender
melhor a sua clientela, o feirante resolveu empacotar
todas as suas frutas, de modo que, cada pacote
contivesse exatamente 5 frutas. Quantos tipos de
pacotes poderá o feirante oferecer, no máximo, à sua
clientela?

92. (MACK) – Dentre os anagramas distintos que


podemos formar com n letras, das quais somente
duas são iguais, 120 apresentam estas duas letras
iguais juntas. O valor de n é:
a) 4 b) 5 c) 6
d) 7 e) 122

93. Quantos números naturais de 4 algarismo


existem, ao todo, no sistema decimal de numeração, 97. (VUNESP) – Dez rapazes, em férias no litoral,
tendo cada um, pelo menos dois algarismos iguais? estão organizando um torneio de voleibol de praia.
Cinco deles são selecionados para escolher os
parceiros e capitanear as cinco equipes a serem
formadas, cada um com dois jogadores.
a) Nessas condições, quantas possibilidades de
formação de equipes têm os capitães escolhidos?
b) Uma fez formada as cinco equipes, quantas
partidas se realizarão, se cada uma das equipes
deverá enfrentar todas as outras uma única vez?
101). (UNICAMP) – O símbolo Cn , p é definido
n!
por para n≥0 , com 0! = 1. Estes
p!( n− p)!
números Cn , p são inteiros e aparecem como
coeficientes no desenvolvimento de (a+ b)n .

a) Mostre que Cn , p−1+ Cn , p=C n+1 , p

b) Seja S=C n ,0 +C n ,1 +...+C n, n . Calcule log 2 S.

98. (MACK) – O número de comissões diferentes,


de 2 pessoas, que podemos formar com n diretores
de uma firma, é k. Se, no entanto, ao formar as
comissões, tivermos que indicar uma das pessoas
para presidente e a outra para suplente podemos
formas k + 3 comissões diferentes. Então, n vale:
a) 3 b) 10 c) 13
d) 30 e) 40

102. (UNICAMP) -

a) De quantas maneiras é possível distribuir 20 bolas


iguais entre 3 crianças de modo que cada uma delas
receba, pelo menos, 5 bolas?

b) Escolhendo, aleatoriamente, uma das


99. (MACK) – O valor de distribuições do item (a), qual a probabilidade de
Cn ,0 + Cn ,1 +C n ,2 +...+C n ,n−1 com n∈ℕ *, é: uma delas receber exatamente 9 bolas?
a) 2n−1 b) 2n
c) 2n +n d) n2 e) (n + 2).2

100. Existem n maneiras de distribuir 7 moedas de


valores diferentes entre duas pessoas. Excluindo-se a
possibilidade de uma só receber todas as moedas, o
valor de n será:
a) 126 b) 128 c) 49
d) 45 e) 30

Você também pode gostar