Você está na página 1de 2

A Reconciliaçao

“Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Dificilmente
morrerá alguém por um justo, embora alguém possa se animar a morrer pelo bom.
Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda
pecadores.
Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens, para condenação,
assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens, para
justificação e vida.”
(Romanos 5: 6-8, 18)

A história do pecado original: Gn. 3:8-11


“Então ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia, esconderam-se o homem
e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. Mas chamou o Senhor Deus ao
homem, e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu,
e escondi-me. Perguntou-lhe Deus: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei
que não comesses?”
1. “Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.”
2. Desde o pecado original, o homem tenta pôr em outros a culpa dos seus erros: Adão põe a culpa em Eva,
Eva na serpente...

A partir da expulsão do Éden, o pecado se prolifera (Gn. 6:5).


“Viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra, e que toda a imaginação dos
pensamentos de seu coração era má continuamente.”

Deus numa tentativa de reconciliação com a humanidade escolhe Noé e sua família para recomeçar
(Gn.6:18);
“Mas contigo estabelecerei a minha aliança; e entrarás na arca, tu e os teus filhos, tua mulher e as mulheres
de teus filhos contigo.”

Entretanto, a essência do pecado original já está no homem e, este por sua vez, ao invés de buscar
comunhão com Deus, continua a fazer maldades e se afastar do Criador (Gn. 11 – Torre de Babel)

Deus, através de Abraão levanta uma nação para ser sua, andar nos seus caminhos, segundo os seus
preceitos (Gn. 12:1-2);
1. Em Êxodo 12, Deus diferencia seu povo dos egípcios através do sangue do cordeiro – a primeira páscoa;
2. Deus estabelece uma aliança através da obediência do povo (Dt. 7:6)
3. Deus ensina ao povo como devem andar nos seus caminhos, o que fazer para se purificarem de seus
pecados e o que devem fazer para serem abençoados (Livros de Levítico, Números e Deuteronômio)

O povo se utiliza dos rituais e simbolismos para pecarem à vontade (Is. 1)


1. Religiosidade não mantém a comunhão do povo com Deus;
2. Os líderes do povo não conseguem manter a comunhão com Deus, inclusive, muitos deles os afastam de
Deus;

Deus avisa através de seus profetas que vai estabelecer uma aliança eterna (Is. 55:3);
“Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança
perpétua, dando-vos as firmes beneficências de Davi.”

Nasce Jesus, numa geração morta espiritualmente;

Concluir com Isaías 53 e as obras de Jesus para nos salvar

Apelo:
O véu do templo se rasgou (Lc 23:45) nos dando ousadia para acessar diretamente ao Pai (Hb. 10:19):
“Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus.”

O sangue do cordeiro foi derramado para purificação dos nossos pecados (I Jo. 1:7): Mas, se andarmos na
luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos
purifica de todo o pecado.”

Cristo agora nos convida a viver longe do pecado e em novidade de vida.


1. “Mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça.” (Rm 5:20)
2. “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado
dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida (Rm.6:4);
3. “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-
me (Lc.9:23);

O sacrifício eterno já foi concretizado, não há outro caminho, não há outra forma de reconciliação com
Deus;
1. “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim; (Jo. 14:6);
2. “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.” (At. 16:31);
3. “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o
ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se
faz confissão para a salvação.” (Rm 10:9-10)

rnarão como a branca lã.

Você também pode gostar