Você está na página 1de 10

DIAGRAMA DE FASES E

ESTUDO DE GASES IDEAIS

Acesse o código para assistir ao vídeo.

FÍSICA
GASES PERFEITOS OU IDEIAIS
Alguns autores fazem distinções entre gás ideal e gás
perfeito, mas alguns não. Vamos, assim como estes, tratar
como sinônimos. Começaremos com as características de um
gás perfeito ou ideal:
É composto de partículas puntiformes (sem dimensão).
Não há força elétrica entre as partículas (distância grande
entre elas).
Há ocorrência de interação apenas durante as colisões,
que são perfeitamente elásticas, ou seja, não há perda de
energia após as colisões. Pela equação dos gases perfeitos, podemos perceber
que, se o gás vai de 1 para 2, seu volume aumenta, e como
O estudo do comportamento dos gases resultou em uma
a pressão é constante, significa que a temperatura do gás
relação entre as variáveis: temperatura (T), pressão (P), volume
aumenta. Se for de 2 para 1, a temperatura diminui.
(V) e número de mols do gás (n). Essa relação matemática
é conhecida como a  Lei dos Gases Ideais (Equação de V1 V2
=
Clapeyron). T1 T2

Obs.: Para realizar essa relação ou qualquer outra que seja


PV = nRT
originada da equação dos gases perfeitos, a temperatura deve
Onde R é a constante dos gases perfeitos, de valor 0,082 estar sempre em Kelvin. Basta ver as unidades da constante R.
atm.L/mol.K ou 8,31 J/mol.K (S.I.).
TRANSFORMAÇÕES GASOSAS (SEM ALTERAÇÃO NA TRANSFORMAÇÃO ISOTÉRMICA
QUANTIDADE DE GÁS DO RECIPIENTE)
Nota: mais para frente iremos estudar mais detalhadamente Pressão e volume são inversamente proporcionais. A
cada uma dessas transformações. temperatura permanece inalterada.

TRANSFORMAÇÃO ISOBÁRICA
É quando um gás sofre alteração no seu volume e
temperatura, mas sem alterar a sua pressão.

Analogamente ao caso anterior, teremos que:


P1V1 = P2V2

PROMILITARES 171
Observe que:
nRT k EXEMPLOS:
P= ∴P =
V V
Certo gás está confinado em um recipiente
Como toda hipérbole é escrita pela relação: hermeticamente fechado e inextensível. A temperatura
k do recipiente aumenta, aumentando a temperatura do
y=
x gás em seu interior de 27 °C para 227 °C. Qual a relação
entre a pressão final e inicial que o gás está submetido?
A isoterma também é uma hipérbole. Quanto maior o
produto P.V, maior T, ou seja, quanto mais afastada a hipérbole Resolução:
está da origem, maior será a temperatura do gás durante o
Como o recipiente está hermeticamente fechado, o
processo. Neste casso, T2 > T1.
número de mols (n) é constante.
Inextensível, ou seja, volume constante.
TRANSFORMAÇÃO ISOCÓRICA/ Então:
FÍSICA

ISOVOLUMÉTRICA/ ISOMÉTRICA P1 P2 P
= ∴ 1 = 2 ∴ 2 =
P P 5
T1 T2 300 500 P1 3
Nesse caso a pressão e a temperatura são diretamente Perceba que transformamos °C em K.
proporcionais. O volume é constante.
E se houver alteração no número de mols? Vamos
ver um exemplo dessa situação:
Ao abrir uma garrafa de um refrigerante, nota-se
que certa quantidade de gás escapará. Vamos supor
que, durante certo intervalo de tempo, 10% do gás
escapou. Qual a relação entre as pressões inicial e final
sofrida pelo gás? Vamos considerá-lo ideal.
Resolução:
Antes de a garrafa ser aberta:
P1V = nRT
Analogamente: Depois de o gás vazar:
P1 P2
= P2V = 0,9nRT
T1 T2
Dividindo a 1ª pela 2ª:
P1 1 10
OBSERVAÇÃO: = =
P2 0, 9 9
Os gráficos podem ser P x T, V x T e etc.
A representação P x V é a mais comum. Neste último Algo que naturalmente já sabíamos, após abrirmos
caso, por exemplo, poderíamos ter escolhido P x T para um refrigerante, a pressão no interior da latinha reduz,
representar a transformação: se igualando à pressão externa.

A reta nunca tocará o zero


Kelvin, o domínio desta função EXERCÍCIOS RESOLVIDOS:
é (0,+∞). 01. Um gás ideal é submetido a uma transformação
isotérmica, conforme descrito no diagrama da figura.

172 PROMILITARES
Os valores da pressão Px e do volume Vy indicados no 02. Uma pessoa abre sua geladeira, verifica o que há
diagrama são, respectivamente, iguais a: dentro e depois fecha a porta dessa geladeira. Em seguida,
a) 4,0 atm e 6,0L ela tenta abrir a geladeira novamente, mas só consegue
b) 0,4 atm e 4,0L fazer isso depois de exercer uma força mais intensa do
c) 0,6 atm e 3,0 L que a habitual.
d) 2,0 atm e 6,0 L
A dificuldade extra para reabrir a geladeira ocorre porque
e) 0,2 atm e 4,0 L
o (a)
a) volume de ar dentro da geladeira diminuiu.
GABARITO: B
b) motor da geladeira está funcionando com potência
Tendo como os pontos a serem comparados os pontos 1,
máxima.
x e y conforme figura abaixo:
c) força exercida pelo ímã fixado na porta da geladeira
aumenta.
d) pressão no interior da geladeira está abaixo da

FÍSICA
pressão externa.
e) temperatura no interior da geladeira é inferior ao
valor existente antes de ela ser aberta.

GABARITO: D
Quando a geladeira é aberta, ocorre entrada de ar quente
e saída de ar frio. Após fechar a porta, esse ar quente,
inicialmente à temperatura T0 e à pressão atmosférica p0,
é resfriado a volume constante, à temperatura T.
Da equação geral dos gases:
pV p0 V0 p p
No ponto 1: = ⇒= 0.
T T0 T T0
p = 1,6 atm
 Se T < T0 ⇒ p < p0, a pressão do ar no interior
V = 2 L da geladeira é menor que a pressão externa,
No ponto x: dificultando a abertura da porta.
p = px
 03. Em 29 de maio de 1919, em Sobral (CE), a teoria da
V = 8 L
relatividade de Einstein foi testada medindo-se o desvio
No ponto y : que a luz das estrelas sofre ao passar perto do Sol. Essa
medição foi possível porque naquele dia, naquele local,
p = 0,8 atm
V = V foi visível um eclipse total do Sol. Assim que o disco lunar
 y ocultou completamente o Sol foi possível observar a
Analisando o ponto 1 com o ponto x, utilizando a equação posição aparente das estrelas. Sabendo-se que o diâmetro
geral e sabendo que trata-se de uma transformação do Sol é 400 vezes maior do que o da Lua e que durante
isotérmica (enunciado): o eclipse total de 1919 o centro do Sol estava a 151 600
000 km de Sobral, é correto afirmar que a distância do
Px ⋅ Vx =P1 ⋅ V1
centro da Lua até Sobral era de
1,6 ⋅ 2 a) no máximo 379 000 km
Px =
8 b) no máximo 279 000 km
Px = 0, 4 atm c) no mínimo 379 000 km
d) no mínimo 479 000 km
Agora analisando o ponto 1 com o ponto y, e) exatamente 379 000 km
Py ⋅ Vy =P1 ⋅ V1
1,6 ⋅ 2
Vy =
0,8
Px = 4 L

PROMILITARES 173
04. Considere que num recipiente cilíndrico com êmbolo 06. Qual é o volume molar de um gás que está submetido
móvel existem 2 mols de moléculas de um gás A à à pressão de 3 atm e à temperatura de 97 ºC?
temperatura inicial de 200 K. Este gás é aquecido até a a) V = 10,1 L
temperatura de 400 K numa transformação isobárica. b) V = 1,01 L
Durante este aquecimento ocorre uma reação química e c) V = 13,56 L
cada molécula do gás A se transforma em duas moléculas d) V = 10,99 L
de um gás B. e) V = 11 L
Com base nesses dados e nos conceitos de termodinâmica,
é correto afirmar que o volume final do recipiente na GABARITO: A
temperatura de 400 K é: Como o exercício pede o volume molar de um gás,
a) 3 vezes menor que o valor do volume inicial. podemos fazer uso da equação de Clapeyron, portanto
b) de valor igual ao volume inicial. temos:
c) 2 vezes maior que o valor do volume inicial. n = 1 mol, p = 3 atm, T = 97 ºC = 370 K, R = 0,082 atm.L/
FÍSICA

d) 3 vezes maior que o valor do volume inicial. mol.K


e) 4 vezes maior que o valor do volume inicial. p.V = n .R .T
n ⋅R ⋅ T 1⋅ 0, 082 ⋅ 370
V= →p=
GABARITO: E P 3
p = 10,1 L
Dados: T1 = 200 K; T2 = 400 K; n1 = 2 mols; n2 = 2
n1 = 4 mols.

Da equação geral dos gases:


p1 V1 p2 V2
= ⇒
V1
=
V2
⇒ V2= 4 V1 .
EXERCÍCIOS DE
n1 T1 n2 T2 2 ( 200 ) 4 ( 400 ) TREINAMENTO
01. O gráfico que melhor representa a expansão de uma
05. Se dois mols de um gás, à temperatura de 27 ºC, amostra de gás ideal a pressão constante é:
ocupam um volume igual a 57,4 litros, qual é, Considere:
aproximadamente, a pressão desse gás? (Adote R = 0,082 1. a temperatura (T) dada em kelvin (K) e
atm.L/mol.K). 2. V = volume.
a) ≈ 0,76 atm a) c)
b) ≈ 0,86 atm
c) ≈ 1,16 atm
d) ≈ 8,16 atm
e) ≈ 0,66 atm

GABARITO: B
Primeiramente devemos retirar todos os dados fornecidos
b) d)
pelo exercício, para posteriormente resolvê-lo. Sendo
assim, temos:
n = 2 mol, V = 57,4 L, T = 27 ºC = 300 K, R = 0,082 atm.L/
mol.K, p = ?
Substituindo as informações na equação de Clapeyron,
temos:
p.V = n .R .T
n ⋅R ⋅ T 2 ⋅ 0, 082 ⋅ 300 02. Dois mols de um gás ideal, inicialmente sob pressão de
p= →p= 1,01 x 105 Pa, temperatura de –10°C e volume de 4m³, são
V 57, 4
p = 0, 857 atm → p ≈ 0, 86 atm submetidos a uma transformação isobárica, elevando seu
volume até 8m³.
Nessas condições, é possível afirmar que a temperatura final
do gás, em graus Celsius, é de:
a) 526
b) 131,5
c) 20
d) 10
e) 253

174 PROMILITARES
03. Um gás perfeito, que tem um volume de 12,0, encontra-
se no interior de um frasco sob pressão de 3,00 atm e
com temperatura de 200K. Inicialmente, o gás sofre uma
transformação isotérmica, de tal forma que sua pressão passa
a ser de 9,00 atm, a seguir, o gás sofre uma transformação
segundo a lei de Gay-Lussac, atingindo uma temperatura
de 500K. Os volumes, após as duas transformações,
respectivamente, são iguais a
a) 10,0 e 4,00
b) 4,00 e 2,00 Considere que o ar se comporte como um gás ideal e que,
c) 10,0 e 2,00 durante o ciclo completo, a temperatura não variou. Se a
d) 2,00 e 4,00 pressão inicial na câmara é de Pi = 33Pa, a pressão final na
e) 4,00 e 10,0 câmara após um ciclo de bombeamento será de

FÍSICA
04. a) 30,0 Pa
b) 330,0 Pa
c) 36,3 Pa
d) 3,3 Pa

07. Um balão de borracha, está completamente cheio com


um litro de ar, a pressão de uma atmosfera e na temperatura
de 300K. Nessas condições, o balão é colocado dentro de um
refrigerador criogênico à temperatura de 100K e a borracha
permanece flexível enquanto esfria.
Com base nas informações acima, o volume do balão
1
a) diminui para L.
A figura acima representa duas isotérmicas em que 3
certa massa gasosa, inicialmente no estado A, sofre uma 1
b) aumenta para .
transformação atingindo o estado B, que por sua vez sofre 3L
uma transformação, atingindo o estado C. A temperatura TA e c) fica constante.
o volume VA são iguais a d) aumenta para 3 L.
a) 200K e 5
b) 300K e 2 08. Uma certa quantidade de gás ideal está no estado inicial
c) 400K e 4 de pressão, volume e temperatura dados, respectivamente,
d) 500K e 2 por P0, V0 e T0. Este gás é comprimido isobaricamente até
e) 500K e 4 que o seu volume se reduza à metade. A seguir, a pressão é
aumentada isocoricamente até o dobro de sua pressão inicial.
05. Uma certa quantidade de gás ideal ocupa inicialmente um Considerando a informação, ao final do processo, o gás:
volume V0 com pressão P0. a) volta ao seu estado inicial.
Se sobre esse gás se realiza um processo isotérmico dobrando b) apresenta o dobro da temperatura inicial.
sua pressão para 2P0. qual será o volume final do gás? c) apresenta o mesmo volume inicial.
a) V0/3 d) 2V0 d) apresenta a mesma pressão inicial.
b) V0/2 e) 3V0 e) apresenta a mesma temperatura inicial.
c) V0
09. Considere que certa quantidade de gás ideal, mantida a
temperatura constante, está contida em um recipiente cujo
06. Fazer vácuo significa retirar o ar existente em um volume
volume pode ser variado.
fechado. Esse processo é usado, por exemplo, para conservar
alimentos ditos embalados a vácuo ou para criar ambientes Assinale a alternativa que melhor representa a variação da
controlados para experimentos científicos. A figura abaixo pressão (p) exercida pelo gás, em função da variação do
representa um pistão que está sendo usado para fazer vácuo volume (V) do recipiente.
em uma câmara de volume constante VC = 2,0 litros. O pistão,
ligado à câmara por uma válvula A, aumenta o volume que
pode ser ocupado pelo ar em VP = 0,2 litros. Em seguida, a
válvula A é fechada e o ar que está dentro do pistão é expulso
através de uma válvula B, ligada à atmosfera, completando um
ciclo de bombeamento.
a) b)

PROMILITARES 175
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)
a) I.
b) III.
c) I e II.
d) II e III.

e) 12. Um gás ideal inicialmente à temperatura de 27 OC e volume


c) de 0,02 m3 é submetido a uma transformação isobárica,
elevando seu volume para 0,06 m3. Nessas condições, é
possível afirmar que sua temperatura final é, em OC, de:
a) 627
b) 81
c) 900
d) 1.173
FÍSICA

d) e) 300

10. A partir da adaptação para um sistema intensivo de criação 13. Um gás ideal, inicialmente a 300 K e a 1 atm, é aquecido a
em tanques escavados e do uso de aeração artificial diária, pressão constante até que seu volume seja o triplo do original.
é possível se triplicar a produção de peixe de piscicultura no O gás é, então, comprimido de volta ao seu volume inicial, e
Amazonas, mantendo as mesmas áreas de tanques existentes. sua pressão final é de 2 atm.
Fonte: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/1472703/ Qual é a temperatura final do gás, em K?
piscicultores-buscam-adotar-tecnologia--que-pode-triplicar-producao- a) 600
de-peixe-no-am, acessado em: 14 de julho de 2016. (Adaptado)
b) 300
c) 900
Analisando-se um sistema de aeração, percebe-se que uma d) 100
bolha de ar que ascende desde o fundo de um tanque de e) 450
piscicultura, com temperatura constante, dobra seu volume
desde sua formação até atingir a superfície da água. 14. Um tanque metálico rígido com 1,0 m3 de volume interno
Considerando-se que o ar da bolha é um gás ideal e que a é utilizado para armazenar oxigênio puro para uso hospitalar.
pressão atmosférica local é igual a 1atm, a profundidade do Um manômetro registra a pressão do gás contido no tanque e,
tanque é, aproximadamente, igual a inicialmente, essa pressão é de 30 atm. Após algum tempo de
a) 1m uso, sem que a temperatura tenha variado, verifica-se que a
b) 5m leitura do manômetro reduziu para 25 atm. Medido à pressão
c) 10m atmosférica, o volume, em m3, do oxigênio consumido durante
d) 16m esse tempo é
e) 20m a) 5,0
b) 12
11. No estudo da termodinâmica dos gases perfeitos, o c) 25
comportamento do gás é analisado através das suas propriedades d) 30
macroscópicas, levando em conta as grandezas físicas a e) 48
ele associadas. Essas grandezas, denominadas variáveis de
estado, são: temperatura, volume e pressão. Em geral, quando 15. Um gás inicialmente com pressão P, temperatura T e
determinada massa de gás perfeito sofre uma transformação, volume V, se expande a pressão constante até dobrar seu
pelo menos duas dessas grandezas sofrem variações. volume. Encontre a temperatura final do gás em função da
Analise as seguintes afirmativas referentes às transformações temperatura inicial.
termodinâmicas em um gás perfeito: a) 0,5 T
VI. Quando determinada massa de gás perfeito sofre uma b) 1 T
transformação isotérmica, sua pressão é inversamente c) 2 T
proporcional ao volume por ele ocupado. d) 4 T
e) 5 T
VII. Quando determinada massa de gás perfeito sofre uma
transformação isobárica, seu volume é diretamente
proporcional a sua temperatura absoluta.
VIII. Quando determinada massa de gás perfeito sofre uma
transformação isométrica, sua pressão é inversamente
proporcional a sua temperatura absoluta.

176 PROMILITARES
16. Para comemorar o aniversário de seu filho, Pedro encheu
diversos balões de borracha. Para que eles tivessem todos o
mesmo tamanho, ele utilizou um compressor de ar regulado
para encher todos os balões com volume de ar igual a 2,0 x
103 cm3 à pressão de 1,10 atmosfera. Pedro encheu os balões
na sala de sua casa, com o ar condicionado ligado. Durante
o processo de enchimento, a temperatura da sala ficou
constante em 20,0 oC. Durante a festa ao ar livre, os balões
ficaram um longo tempo expostos ao sol, a uma temperatura
de 35,0 oC. Pedro percebeu que eles aumentaram de volume
em 25 % do seu volume inicial.
Sabendo que os balões não suportam uma pressão superior a
1,6 atm, PODEMOS AFIRMAR QUE:
a) Sob o Sol, a pressão dos balões se manteve em 2,82 atm

FÍSICA
Assinale a alternativa que indica corretamente a relação entre
e eles estouraram;
as temperaturas absolutas TM, TN e TR dos respectivos estados
b) Sob o Sol, a pressão dos balões se manteve em 2,10 atm
M, N e R.
e eles estouraram;
a) TR < TM > TN
c) Sob o Sol, a pressão dos balões se manteve em 1,54 atm
b) TR > TM > TN
e eles não estouraram;
c) TR = TM > TN
d) Sob o Sol, a pressão dos balões se manteve em 1,45 atm
d) TR < TM < TN
e eles não estouraram;
e) TR = TM < TN
e) Sob o Sol, a pressão dos balões se manteve em 1,20 atm
e eles não estouraram. 19. Em algumas situações de resgate, socorristas do SAMU
podem usar cilindros de ar comprimido para garantir condições
17. O gráfico ilustra o comportamento das pressões (p), em
normais de respiração em ambientes pouco ventilados. Tais
função dos volumes (V), em duas transformações consecutivas,
cilindros, cujas características estão indicadas na tabela a seguir,
AB e BC sofridas por certa massa de gás encerrada em um
alimentam máscaras que se acoplam ao nariz e fornecem para
recipiente dotado de êmbolo, como o cilindro de um motor
a respiração, a cada minuto, cerca de 40 litros de ar, a pressão
à explosão. Sabe-se que há uma relação entre os volumes
atmosférica e temperatura ambiente.
ocupados pelo gás na transformação AB (VA = 2 ⋅ VB), e
também entre as pressões (pC = 2 ⋅ pB = 4 ⋅ pA). Cilindro para Respiração
Gás ar comprimido
Volume 9 litros
Pressão Interna 200 atm
A alternativa correta que apresenta, nesse caso, a duração do
ar desse cilindro, em minutos, é de aproximadamente:
a) 60 c) 15
b) 45 d) 30

20. Um mergulhador precisa encher seu tanque de mergulho,


cuja capacidade é de 1,42 x 10-2 m3, a uma pressão de 140 atm
e sob temperatura constante.
O volume de ar, em m3, necessário para essa operação, à
É correto afirmar que as transformações AB e BC pelas quais o pressão atmosférica de 1 atm, é aproximadamente igual a:
gás passou foram, respectivamente, 1
a)
a) isotérmica e isométrica. 4
b) isotérmica e isobárica. 1
b)
c) adiabática e isométrica. 2
d) adiabática e isobárica. c) 2
e) isométrica e isotérmica. d) 4

18. A figura abaixo apresenta um diagrama Pressão x Volume.


Nele, os pontos M, N e R representam três estados de uma
mesma amostra de gás ideal.

PROMILITARES 177
As figuras acima mostram dois instantes diferentes, t e t', de
um mesmo sistema, imerso no ar ao nível do mar. O sistema
EXERCÍCIOS DE COMBATE é constituído por um cilindro, cuja área da base é de 3,0 cm²,
contendo um gás ideal comprimido por um pistão móvel de
massa desprezível. No instante t, a base do cilindro está em
contato com uma chama que mantém o gás a uma temperatura
T. No instante t', a base do cilindro está em contato com uma

01 Acesse o código para assistir ao vídeo.

Um pequeno balão esférico flexível, que pode aumentar ou


chama mais intensa que mantém o gás a uma temperatura 2T,
e sobre o pistão encontra-se uma massa M que promove um
deslocamento do pistão de 2,0 cm para baixo.

diminuir de tamanho, contém 1,0 litro de ar e está, inicialmente, Qual o valor da massa M, em kg?
submerso no oceano a uma profundidade de 10,0 m. Ele é Dados: g = 10 m/s²; p0 = 105 Pa.
lentamente levado para a superfície, a temperatura constante. a) 0,2 d) 3,2
FÍSICA

O volume do balão (em litros), quando este atinge a superfície, é b) 1,2 e) 4,2
Dados: patm = 1,0 x 105 Pa; Págua = 1,0 x 103 kg/m3; g = 10 m/s2 c) 2,2
a) 0,25 d) 2,0
b) 0,50 e) 4,0

04
c) 1,0

Acesse o código para assistir ao vídeo.

02
Em um laboratório, um estudante realiza alguns experimentos
Acesse o código para assistir ao vídeo. com um gás perfeito. Inicialmente o gás está a uma temperatura
de 27°C; em seguida, ele sofre uma expansão isobárica que
Ao ser admitido no interior da câmara de combustão do motor torna o seu volume cinco vezes maior. Imediatamente após, o
de uma motocicleta, o vapor de etanol chega a ocupar o gás sofre uma transformação isocórica e sua pressão cai a um
volume de 120 cm³ sob pressão de 1,0 atm e temperatura de sexto do seu valor inicial. O valor final da temperatura do gás
127°C. Após o tempo de admissão, o pistão sobe, o volume passa a ser de
ocupado por essa mistura diminui para 20 cm³, e a pressão a) 327 °C
aumenta para 12 atm. b) 250 °C
Considerando a mistura um gás ideal e desprezando perdas de c) 27 °C
calor devido à rápida compressão, a temperatura do gás resultante d) –23 °C
desse processo no interior da câmara passa a ser, em °C, de e) –72 °C
a) 473 d) 573
b) 493 e) 627
c) 527

05 Acesse o código para assistir ao vídeo.

03
Analise as figuras a seguir.
Acesse o código para assistir ao vídeo.
O gráfico da pressão (P) em função do volume (V) no
desenho abaixo representa as transformações sofridas por
um gás ideal. Do ponto A até o ponto B, o gás sofre uma
transformação isotérmica, do ponto B até o ponto C, sofre
uma transformação isobárica e do ponto C até o ponto A,
sofre uma transformação isovolumétrica. Considerando TA, TB
e TC as temperaturas absolutas do gás nos pontos A, B e C,
respectivamente, pode-se afirmar que:

178 PROMILITARES
a) TA = TB e TB < TC
b) TA = TB e TB > TC

08
c) TA = TC e TB > TA
d) TA = TC e TB < TA
Acesse o código para assistir ao vídeo.
e) TA = TB = TC

Em um reator nuclear, a energia liberada na fissão de 1 g de


urânio é utilizada para evaporar a quantidade de 3,6 ⋅ 104 kg

06
de água a 227ºC e sob 30 atm, necessária para movimentar
uma turbina geradora de energia elétrica. Admita que o vapor
Acesse o código para assistir ao vídeo. d’água apresenta comportamento de gás ideal. O volume de
vapor d’água, em litros, gerado a partir da fissão de 1 g de
Uma amostra de n mols de gás ideal sofre as transformações urânio, corresponde a:
AB (isovolumétrica), BC (isobárica) e CD (isotérmica) conforme a) 1,32 ⋅ 105

FÍSICA
representação no diagrama pressão (p) x volume (V), mostrado b) 2,67 ⋅ 106
a seguir. c) 3,24 ⋅ 107
d) 7,42 ⋅ 108

09 Acesse o código para assistir ao vídeo.

A bola utilizada em uma partida de futebol é uma esfera


de diâmetro interno igual a 20 cm. Quando cheia, a bola
apresenta, em seu interior, ar sob pressão de 1,0 atm e
temperatura de 27 ºC.
Considere π = 3, R = 0,080 atm.L.mol-1.k-1 e, para o ar,
Sabendo-se que a temperatura do gás no estado A é 27°C, pode-
comportamento de gás ideal e massa molar igual a 30 g.mol-1.
se afirmar que a temperatura dele, em °C, no estado D é
a) 108 No interior da bola cheia, a massa de ar, em gramas,
b) 327 corresponde a:
c) 628 a) 2,5
d) 927 b) 5,0
c) 7,5
d) 10,0

07 Acesse o código para assistir ao vídeo.

Um motorista calibra os pneus de seu carro com uma pressão


de 30 libras/pol² a uma temperatura de 27°C. Após uma
viagem, a temperatura deles subiu para 47°C. Desprezando-
10 Acesse o código para assistir ao vídeo.

O vapor contido numa panela de pressão, inicialmente à


se a variação de volume dos pneus e sabendo-se que 10% da
massa de ar contida em um dos pneus escapou pela válvula temperatura T0 e à pressão P0 ambientes, é aquecido até que a
durante a viagem, a pressão do ar neste pneu, ao término pressão aumente em cerca de 20% de seu valor inicial.
desta viagem, em libras/pol², é de aproximadamente Desprezando-se a pequena variação do volume da panela, a
razão entre a temperatura final T e inicial T0 do vapor é:
a) 25
a) 0,8
b) 26
b) 1,2
c) 29
c) 1,8
d) 32
d) 2,0

PROMILITARES 179
GABARITO

EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO

01. A 11. C
02. E 12. A
03. E 13. A
04. D 14. A
05. B 15. C
06. A 16. ANULADA
07. A 17. A
FÍSICA

08. E 18. E
09. A 19. B
10. C 20. C

EXERCÍCIOS DE COMBATE

01. D 06. D
02. C 07. C
03. E 08. B
04. D 09. B
05. A 10. B

ANOTAÇÕES

180 PROMILITARES

Você também pode gostar