Você está na página 1de 14

CAMPO MAGNÉTICO

Acesse o código para assistir ao vídeo.

FÍSICA
O Magnetismo pode ser caracterizado como sendo 2. PROPRIEDADES DOS ÍMÃS
o fenômeno de atração ou repulsão observado entre
determinados corpos, chamados ímãs, entre ímãs e certas
substâncias magnéticas (como ferro, cobalto ou níquel) e
também entre ímãs e condutores que estejam conduzindo
2.1 POLOS MAGNÉTICOS
correntes elétricas. Podemos classificar como sendo regiões onde as ações
magnéticas são mais fortes. Um ímã é composto por dois
1. ÍMÃS E MAGNETOS polos magnéticos, norte e sul, comumente localizados em
suas extremidades, exceto quando estas não existirem, como
Um ímã pode ser definido como um objeto que pode em um ímã em forma de disco, por exemplo. Por esta razão
provocar um campo magnético ao seu redor e pode ser são chamados dipolos magnéticos.
natural ou artificial. Para que sejam determinados estes polos, se deve
Um ímã natural é feito de minerais com substâncias suspender o ímã pelo centro de massa e ele se alinhará
magnéticas, como por exemplo, a magnetita, que é um aproximadamente ao polo norte e sul geográfico recebendo
óxido férrico e um ímã artificial é feito de um material sem nomenclatura equivalente. Desta forma, o polo norte
propriedades magnéticas, mas que pode adquirir permanente magnético deve apontar para o polo norte geográfico e o
ou instantaneamente características de um ímã natural. polo sul magnético para o polo sul geográfico.
Os ímãs artificiais também são subdivididos em:
permanentes, temporais ou eletroímãs. 2.1. ATRAÇÕES E REPULSÕES
• Um ímã permanente é feito de material capaz de manter
as propriedades magnéticas mesmo após cessar o
processo de imantação, estes materiais são chamados
ferromagnéticos.
• Um ímã temporal tem propriedades magnéticas apenas
enquanto se encontra sob ação de outro campo magnético,
os materiais que possibilitam este tipo de processo são
chamados paramagnéticos.
Lm40QDjGvfdukN4Jt4yQHzyo=/0x0:631x235/300x112/s.glbimg.
• Um eletroímã é um dispositivo composto de um condutor com/po/ek/f/original/2013/08/26/magnetismo_fisica_enem_3.jpg
por onde circula corrente elétrica e um núcleo, normalmente
de ferro. Suas características dependem da passagem de A diferente natureza dos polos de um ímã, já posta em
corrente pelo condutor; ao cessar a passagem de corrente evidência devido à sua orientação particular, evidencia-se
cessa também a existência do campo magnético. mais ainda quando se notam as ações que os polos de um ímã
exercem sobre os polos de outro ímã.
Ao manusear dois ímãs percebemos claramente que
existem duas formas de colocá-los para que estes sejam
repelidos e duas formas para que sejam atraídos. Isto se deve
ao fato de que polos com mesmo nome se repelem, mas
polos com nomes diferentes se atraem.

PROMILITARES 79
3. MAGNETISMO TERRESTRE 5. PONTO DE CURIE
A Terra exerce sobre uma agulha magnética a mesma ação Pode ser definido como sendo a temperatura na qual
que um poderoso ímã. A Terra pode ser então considerada o magnetismo permanente de um material se torna um
como um grande ímã, cujos polos magnéticos estão próximos magnetismo induzido. A força do magnetismo é determinada
dos polos geográficos. pelo momento magnético.
A Terra exerce sobre uma agulha magnética uma ação que Esse fenômeno foi descoberto pelo francês Pierre
tende a fazer a agulha orientar-se paralelamente ao campo Curie, físico e marido de Marie Curie. Os dois ganharam
magnético. Chama-se polo norte de uma agulha magnética reconhecimento pelos estudos relacionados com a
(bússola) a extremidade que sempre está voltada para o polo radioatividade.
norte da Terra e polo sul a extremidade que se dirige para o O calor fornecido por uma fonte térmica causa um
polo sul da Terra. Observe que, como o polo Norte Geográfico desarranjo na disposição dos elétrons que compõem
da Terra atrai a extremidade norte da bússola, ele deve ter as o material, proporcionando a perda momentânea das
FÍSICA

características de um polo sul magnético. propriedades magnéticas. Essa temperatura é específica de


O campo magnético da Terra protege o planeta dos cada material.
chamados raios cósmicos, feixes de partículas de altas
energias que vêm do Sol. Ao se aproximar da Terra, as 6. CLASSIFICAÇÃO DOS
partículas carregadas eletricamente são desviadas, devido à
MATERIAIS MAGNÉTICOS
interação magnética, em direção aos polos. Essas partículas
são desaceleradas ao entrar na atmosfera, emitindo radiação. Todos os materiais possuem características magnéticas. O
A visualização desse fenômeno é chamada de AURORA, que magnetismo dos materiais é originado na combinação entre
pode ser Boreal (Norte) ou Austral (Sul). o momento angular orbital e o momento angular de spin dos
átomos, que acabam dando origem aos dipolos magnéticos
microscópicos, fazendo com que cada átomo se comporte
como um pequeno ímã. Desse modo, é possível dizer que o
magnetismo é uma propriedade dos materiais que tem origem
na estrutura molecular.
Os materiais podem ser classificados de três modos
diferentes, de acordo com o magnetismo: diamagnéticos,
paramagnéticos e ferromagnéticos. Essa diferença é feita
levando em consideração a origem e a forma como os dipolos
magnéticos interagem. São essas características que fazem ser
possível determinar como o material comporta-se na presença
de outro campo magnético.
http://www.sofisica.com.br/conteudos/Eletromagnetismo/
CampoMagnetico/figuras/ima2.gif 6.1. MATERIAIS DIAMAGNÉTICOS
Diamagnetismo  é o nome dado para designar o
4. INSEPARABILIDADE DOS comportamento de materiais que são repelidos na
POLOS DE UM ÍMÃ presença de campos magnéticos, ao contrário dos materiais
paramagnéticos e ferromagnéticos que são atraídos por
Esta propriedade diz que é impossível separar os polos campos magnéticos.
magnéticos de um ímã, já que toda vez que este for dividido Alguns exemplos são a água, madeira, plástico e alguns
serão obtidos novos polos, então se diz que qualquer novo metais, como o mercúrio, o ouro e a prata.
pedaço continuará sendo um dipolo magnético.

6.2 MATERIAIS PARAMAGNÉTICOS


Pode-se dizer que são materiais que possuem  elétrons 
desemparelhados e que, na presença de um campo magnético,
alinham-se, fazendo surgir um ímã que tem a capacidade
de provocar um leve aumento na intensidade do valor do
campo magnético em um ponto qualquer. Esses materiais são
http://s2.glbimg.com/hOBwHCCwx-gCS6bXHrfJi81
fracamente atraídos pelos ímãs. 
cCIY=/0x0:300x119/300x119/s.glbimg.com/po/ek/f/ São materiais paramagnéticos: o alumínio, o magnésio,
original/2013/08/26/magnetismo_fisica_enem_6.png

80 PROMILITARES

6.3 MATERIAIS FERROMAGNÉTICOS magnética B é igual em todos os pontos, ou seja, tem mesmo
módulo, direção e sentido. Assim sua representação por meio
Os materiais ou substâncias ferromagnéticos compreendem de linha de indução é feita por linhas paralelas e igualmente
um pequeno grupo de substâncias encontradas na natureza, espaçadas.
que ao serem colocadas na presença de um campo magnético
se imantam fortemente, e o campo magnético delas é muitas
vezes maior que o campo que foi aplicado. É verificado que
a presença de um material ferromagnético torna o campo
magnético resultante centenas de vezes mais intenso. 
Alguns exemplos são o ferro, níquel e cobalto.

7. CAMPO MAGNÉTICO DE UM ÍMÃ

FÍSICA
Podemos classificar como sendo uma próxima a um ímã
que influencia outros ímãs ou materiais ferromagnéticos e http://cepa.if.usp.br/e-fisica/imagens/eletricidade/basico/cap13/fig240.gif
paramagnéticos, como cobalto e ferro.
Se compararmos o campo magnético com campo A parte interna dos imãs em forma de U aproxima um
gravitacional ou campo elétrico poderemos ver que todos campo magnético uniforme.
estes têm as características equivalentes.
Também é possível definir um vetor que descreva este 9. BÚSSOLAS
campo,
 chamado vetor indução magnética e simbolizado por
B. Se pudermos colocar uma pequena
 bússola em um ponto São dispositivos que podem auxiliar viajantes a
sob ação do campo o vetor B terá direção da reta em que se orientarem, que usam como ponteiro uma agulha
a agulha se alinha e sentido para onde aponta o polo norte magnetizada, ou seja, se comportando como um ímã.
magnético da agulha. Uma bússola sempre tende a orientar-se paralelamente ao
Se pudermos traçar todos os pontos onde há um vetor campo magnético aplicado sobre ela, com o polo norte da
indução magnética associado veremos linhas que são bússola apontando no sentido do campo.
chamadas linhas de indução do campo magnético. Estas são
orientadas
 do polo norte em direção ao sul, e em cada ponto
o vetor B tangencia estas linhas.

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3a/A_b%C3%BAssola_
aponta_no_sentido_das_linhas_de_campo_magn%C3%A9tico..png

10. EXPERIMENTO DE OERSTED


Ao realizar diversas experiências, Oersted observou que
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/upload/conteudo/images/
Linhas%20de%20inducao%20em%20forma%20de%20barra.jpg
uma corrente elétrica passando por um condutor desviava
uma agulha magnética colocada na sua vizinhança, de tal
As linhas de indução existem também no interior do ímã, modo que a agulha assumia uma posição diferente ao plano
portanto são linhas fechadas e sua orientação interna é do definido pelo fio e pelo centro da agulha.
polo sul ao polo norte. Assim como as linhas de força, as Oersted inicialmente utilizando de um fio condutor
linhas de indução não podem se cruzar e são mais densas retilíneo, por onde passava uma corrente elétrica, posicionou
onde o campo é mais intenso. sobre esse fio uma agulha magnética, orientada livremente
na direção norte-sul. Fazendo passar uma corrente no fio,
8. CAMPO MAGNÉTICO UNIFORME observou que a agulha sofria um desvio em sua orientação, e
que esse desvio era perpendicular a esse fio. Ao interromper
De maneira análoga ao campo elétrico uniforme, é
definido como o campo ou parte dele onde o vetor indução

PROMILITARES 81
a passagem de corrente elétrica, a agulha voltou a se orientar A lei de Ampère nos permitiu determinar o módulo do
na direção norte-sul. campo magnético. Ela nos diz que “o vetor campo magnético
Assim, ele concluiu que a corrente elétrica no fio se é tangente às linhas do campo magnética”. Assim a tangente
comportava como um ímã colocado próximo à agulha as linhas do campo magnética será a direção dele, e a
magnética. Ou seja, a corrente elétrica estabeleceu um intensidade do campo será dado pela equação:
campo magnético no espaço em torno dela, e esse campo foi
responsável pelo desvio da agulha magnética.
Assim podemos concluir que cargas elétricas em
movimento geram um campo magnético próximo a elas. E Onde μ é a grandeza física que caracteriza o meio no
então o aparecimento de um campo magnético juntamente qual o fio condutor está imerso. Essa grandeza é chamada
com a passagem de uma corrente de elétrons foi pela primeira de permeabilidade magnética do meio. A unidade de
vez observado. Possibilitando a unificação da eletricidade com μ, no SI, é T.m/A (tesla x metro/ampère). Para o vácuo, a
o magnetismo, que passaram a constituir um importante permeabilidade magnética (μo) vale, por definição:
FÍSICA

ramo da física denominado eletromagnetismo.


μo = 4π ⋅ 10 -7 T.m/A

12. CAMPO MAGNÉTICO


EM ESPIRAS
Uma espira é um fio condutor dobrado em forma de
círculo, como mostra a figura abaixo:

http://brasilescola.uol.com.br/upload/conteudo/
images/experimento%20de%20oersted.jpg

11. CAMPO MAGNÉTICO


DE UM FIO RETILÍNEO
Quando fazemos passar por um fio retilíneo uma corrente
elétrica i, ela gera ao seu redor um campo magnético, cujas
linhas do campo são circunferências concêntricas pertencentes
ao plano perpendicular ao fio e com centro comum em um
ponto dele. http://masimoes.pro.br/fisica_el/_Media/23_med_hr.jpeg

Para identificarmos qual o sentido do campo magnético


deste fio utilizamos a regra da mão direita. Coloca-se polegar Espira de cobre. A corrente elétrica que passa pelo fio gera
direito no mesmo sentido que a corrente, assim a direção que um campo magnético em seu entorno.
os demais dedos curvados nos mostrará será o sentido do Quando percorrido por uma corrente elétrica, um fio
campo, como mostra a figura abaixo: retilíneo e longo cria ao seu redor um campo magnético.
Pegando esse mesmo fio retilíneo e dobrando-o em forma
de uma espira de raio R, veremos que as linhas do campo
magnético irão acompanhar o formato da espira.
A reta que passa pelo centro, e perpendicular ao plano da
espira é uma linha do campo magnético cuja intensidade é
denominada pela seguinte fórmula:
µ i
B o
2 R

Para se determinar o sentido das linhas do campo


magnético usa-se a regra da mão direita. Coloca-se o dedo
http://www.geocities.ws/saladefisica8/eletromagnetismo/condutor60.jpg polegar sobre a direção da corrente e os dedos nos mostra o
sentido do campo.

82 PROMILITARES
Se considerarmos N espiras de mesmo raio R, lado a
lado, de maneira que o comprimento do enrolamento seja
desprezível, a intensidade do campo magnético no centro será
dado por:

Onde N é o número de espiras.


Resumindo: uma espira circular percorrida por uma
corrente i, cria em seu centro um campo magnético retilíneo
perpendicular ao seu plano, cuja intensidade é dada pela
fórmula acima, a direção é perpendicular ao plano da espira e
o sentido é dado pela regra da mão direita.

FÍSICA
Devemos notar que um observador colocado acima da
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/upload/conteudo/campo(3).jpg
espira vai enxergar as linhas de campo saindo. E essa parte
representa o polo norte do ímã (espira circular percorrida por
Como todo fio condutor percorrido por uma corrente
corrente elétrica). Já quem estiver abaixo verá as linhas de
elétrica gera ao seu redor um campo magnético, não é
campo entrando - e essa parte representa o polo sul do ímã.
diferente para um solenoide. O campo magnético gerado em
Essas regiões podem ser representadas da seguinte um solenoide possui as seguintes características:
maneira:
• no interior do solenoide consideramos o campo magnético
como sendo uniforme, portanto, as linhas de indução são
paralelas entre si;
• quanto mais comprido for o solenoide, mais uniforme
será o campo magnético interno e mais fraco o campo
magnético externo.
Para o campo magnético uniforme no interior do solenoide
teremos um vetor indução em qualquer ponto interno do
solenoide, portanto, como se trata de um vetor, ele terá
http://brasilescola.uol.com.br/upload/e/campo%201(4).jpg intensidade, direção e sentido.
O módulo, isto é, a intensidade do campo magnético no
interior de um solenoide é obtido através da seguinte equação:
13. CAMPO MAGNÉTICO
NO SOLENOIDE
Podemos classificar o solenoide como um condutor longo Onde: μ é a permeabilidade magnética do meio no
e enrolado de modo que forma um tubo constituído de interior do solenoide e N/L representa o número de espiras
espiras igualmente espaçadas. Aplicando uma corrente no fio, por unidade de comprimento do solenoide.
ele gera um campo magnético.
A direção do vetor indução magnética é retilínea e
No ramo da física, podemos chamar de solenoide todo paralela ao eixo do solenoide.
fio condutor longo e enrolado de forma que se pareça com
O sentido é obtido através da regra da mão direita.
um tubo formado por espiras circulares igualmente espaçadas.
Este condutor também pode ser chamado de bobina chata. Como existe um campo magnético no interior do
Portanto, ao se deparar com ambos os nomes, lembre-se solenoide, podemos dizer que as extremidades de um
que eles são sinônimos, já que nos dois casos temos um solenoide são seus polos.
agrupamento de espiras.
O enrolamento de um fio sobre um tubo de caneta, por
exemplo, é um solenoide. Configuramos um solenoide a partir
EXERCÍCIOS RESOLVIDOS:
da reunião das configurações das linhas de campo magnético 01. Um professor de Física mostra aos seus alunos 3
produzidas por cada uma das espiras. Para fazermos um barras de metal AB, CD e EF que podem ou não estar
solenoide basta enrolarmos um fio longo sobre um tubo de magnetizadas. Com elas faz três experiências que
caneta, por exemplo. A figura abaixo nos mostra um solenoide consistem em aproximá-las e observar o efeito de atração
percorrido por uma corrente elétrica i e de comprimento L. e/ou repulsão, registrando-o na tabela a seguir.

PROMILITARES 83
03. Os ímãs têm larga aplicação em nosso cotidiano
tanto com finalidades práticas, como em alto-falantes e
microfones, ou como meramente decorativas. A figura
mostra dois ímãs, A e B, em forma de barra, com seus
respectivos polos magnéticos.

Após o experimento e admitindo que cada letra pode


corresponder a um único polo magnético, seus alunos
concluíram que I. Se quebrarmos os dois ímãs ao meio, obteremos
a) somente a barra CD é ímã. quatro pedaços de material sem propriedades
b) somente as barras CD e EF são ímãs. magnéticas, pois teremos separados os polos norte e
c) somente as barras AB e EF são ímãs. sul um do outro.
FÍSICA

d) somente as barras AB e CD são ímãs. II. A e B podem tanto atrair-se como repelir-se,
e) AB, CD e EF são ímãs. dependendo da posição em que os colocamos, um
em relação ao outro.
GABARITO: B III. Se aproximarmos de um dos dois ímãs uma pequena
Se as barras CD e EF se repelem, ambas estão esfera de ferro, ela será atraída por um dos polos
magnetizadas. Se a barra AB é atraída por qualquer das desse ímã, mas será repelida pelo outro.
extremidades de CD, ela não está magnetizada. É correto o que se afirma em
Conclusão: somente as barras CD e EF são ímãs. a) I, apenas.
b) II, apenas.
02. A agulha de uma bússola ao ser colocada entre dois c) I e II, apenas.
imãs sofre um giro no sentido anti-horário. A figura que d) I e III, apenas.
ilustra corretamente a posição inicial da agulha em relação e) II e III, apenas.
aos imãs é
GABARITO: B
I. Incorreta. Os polos de um ímã são inseparáveis.
II. Correta.
III. Incorreta. A esfera de ferro será atraída por qualquer
a) um dos polos.

04. Em uma aula de laboratório, os estudantes foram


divididos em dois grupos. O grupo A fez experimentos
com o objetivo de desenhar linhas de campo elétrico e
b) magnético. Os desenhos feitos estão apresentados nas
figuras I, II, III e IV abaixo.

c)

d)

GABARITO: C
Somente na situação mostrada, a agulha sofre ação de
um binário, provocando rotação no sentido anti-horário.

84 PROMILITARES
Aos alunos do grupo B, coube analisar os desenhos
produzidos pelo grupo A e formular hipóteses. Dentre
EXERCÍCIOS DE
elas, a única correta é que as figuras I, II, III e IV podem TREINAMENTO
representar, respectivamente, linhas de campo
a) eletrostático, eletrostático, magnético e magnético. 01. Entre as substâncias magnéticas, aquelas que ao serem
b) magnético, magnético, eletrostático e eletrostático. colocadas próximas a um imã, cujo campo magnético é
c) eletrostático, magnético, eletrostático e magnético. intenso, são repelidas por ambos os polos do imã, são
d) magnético, eletrostático, eletrostático e magnético. classificadas como
e) eletrostático, magnético, magnético e magnético. a) diamagnéticas.
b) paramagnéticas.
GABARITO: A c) ferromagnéticas.
Figura I: linhas de campo eletrostático – placa plana d) imãs permanentes.
eletrizada positivamente.

FÍSICA
Figura II: linhas de campo eletrostático – duas partículas 02. Um fio condutor é percorrido por uma corrente i como
eletrizadas positivamente. mostra a figura.
Figura III: linhas de campo magnético – espira percorrida
por corrente elétrica.
Figura IV: linhas de campo magnético – fio reto percorrido
por corrente elétrica.

05. As figuras representam as seções transversais de 4


fios condutores retos, percorridos por corrente elétrica
nos sentidos indicados, totalizando quatro situações Próximo ao condutor existe um ponto P, também representado
diferentes: I, II, III e IV. na figura. A opção que melhor representa o vetor campo
magnético no ponto P é:
a) c)

Se a corrente tem a mesma intensidade em todos os fios,


então o campo magnético induzido no ponto P é nulo
na(s) situação(ões)
b) d)
a) I
b) I, III
c) I, II, III
d) II, IV

GABARITO: B 03. Para que s e possa efetuar a reciclagem do lixo, antes é


Aplicando a regra prática da mão direita nº 1, obtemos os necessário separá-lo. Uma dessas etapas, quando não se faz
vetores indução magnética indicados na figura. a coleta seletiva, é colocar o lixo sobre uma esteira, para que
passe, por exemplo, por um imã. Esse processo permite que
sejam separados materiais magnéticos, como o metal
a) alumínio.
b) ferro.
c) cobre.
d) zinco.
e) magnésio.

04. Considere as seguintes afirmações.


I. A denominação de Polo Norte de um ímã é a região que
se volta para o Norte geográfico da Terra e Polo Sul a
região que volta para o Sul geográfico da Terra.
II. Ímãs naturais são formados por pedras que contém óxido
de ferro (Fe3O4), denominadas magnetitas.
III. Ímãs artificiais são obtidos a partir de processos
denominados imantação.

PROMILITARES 85
Com relação às afirmações, podemos dizer que 08. No caso hipotético de uma corrente elétrica por um
a) apenas I é correta. condutor retilíneo, há geração de um campo magnético
b) apenas I e II são corretas. a) na mesma direção do condutor.
c) apenas I e III são corretas. b) que aumenta proporcionalmente à distância do condutor.
d) apenas II e III são corretas. c) que é constante e uniforme em torno da direção do
e) todas são corretas. condutor.
d) em direções perpendiculares à do condutor.
05. A figura representa um ímã em forma de barra, seus dois
polos magnéticos Norte e Sul e algumas linhas de indução, 09. As figuras representam dois exemplos de solenoides,
contidas no plano da figura, do campo magnético criado pelo dispositivos que consistem em um fio condutor enrolado. Tal
ímã. Sobre essas linhas estão assinalados os pontos de A até H. enrolamento pode se dar em torno de um núcleo feito de
algum material ou, simplesmente, no ar. Cada volta de fio é
denominada espira.
FÍSICA

A passagem de uma corrente elétrica através desse fio cria, no


interior do solenoide, um campo magnético cuja intensidade
Desprezando a ação de quaisquer outros campos magnéticos, a) é diretamente proporcional ao quadrado da intensidade
o vetor campo magnético criado por esse ímã tem a mesma da corrente elétrica e ao comprimento do solenoide.
direção e o mesmo sentido em b) é diretamente proporcional à densidade das espiras, ou
a) B e H. d) A e C. seja, ao número de espiras por unidade de comprimento.
b) B e D. e) D e H. c) é diretamente proporcional ao número total de espiras do
c) E e G. solenoide e ao seu comprimento.
d) independe da distância entre as espiras, mas depende do
06. Considere as seguintes afirmações. material de que é feito o núcleo.
I. Quando se coloca um ímã em contato com limalha e) é a maior possível quando o material componente do
(fragmentos) de ferro, estes não aderem a ele em toda núcleo é diamagnético ou paramagnético.
a sua extensão, mas predominantemente nas regiões
próximas das extremidades. 10. Dispõe-se de três ímãs em formato de barra, conforme
II. Cortando-se um ímã em duas partes iguais, que por sua mostra a figura a seguir:
vez podem ser redivididas em outras tantas, observa-se
que cada uma dessas partes constitui um novo ímã, que
embora menor tem sempre dois polos.
III. Polos de mesmo nome se atraem e de nomes diferentes
se repelem. Sabe-se que o polo A atrai o polo C e repele o polo E. Se o
polo F é sul, pode-se dizer que:
Com relação às afirmações, podemos dizer que a) A é polo sul e B polo Sul.
a) apenas I é correta. b) A é polo sul e C é polo norte.
b) apenas I e II são corretas. c) B é polo norte e D é polo norte.
c) apenas I e III são corretas. d) A é polo norte e C é polo sul.
d) apenas II e III são corretas. e) A é polo norte e E é polo sul.
e) todas são corretas.
11. Um ímã em forma de barra, com seus polos Norte e Sul, é
07. O módulo do vetor campo magnético gerado por uma colocado sob uma superfície coberta com partículas de limalha
corrente elétrica constante passando por um fio retilíneo de ferro, fazendo com que elas se alinhem segundo seu campo
depende da distância do ponto de medição do campo ao fio. magnético. Se quatro pequenas bússolas, 1, 2, 3 e 4, forem
Assim, é correto afirmar que a direção desse vetor é colocadas em repouso nas posições indicadas na figura, no
a) perpendicular ao fio somente para um dos sentidos da mesmo plano que contém a limalha, suas agulhas magnéticas
corrente. orientam-se segundo as linhas do campo magnético criado
b) perpendicular ao fio independente do sentido da corrente. pelo ímã.
c) paralela ao fio independente do sentido da corrente.
d) paralela ao fio somente para um dos sentidos da corrente.

86 PROMILITARES
13. Três carrinhos idênticos são colocados em um trilho,
porém, não se encostam, porque, na extremidade de cada um
deles, conforme mostra o esquema abaixo, é acoplado um
ímã, de tal forma que um de seus polos fica exposto para fora
do carrinho (polaridade externa).

Considerando que as polaridades externas dos ímãs (N – norte e


S – sul) nos carrinhos são representadas por números, conforme

FÍSICA
o esquema a seguir, assinale a alternativa que representa a
Desconsiderando o campo magnético terrestre e considerando ordem correta em que os carrinhos foram organizados no trilho,
que a agulha magnética de cada bússola seja representada de tal forma que nenhum deles encoste no outro:
por uma seta que se orienta na mesma direção e no mesmo
sentido do vetor campo magnético associado ao ponto em
que ela foi colocada, assinale a alternativa que indica, correta
e respectivamente, as configurações das agulhas das bússolas
1, 2, 3 e 4 na situação descrita. a) 1 – 2 – 4 – 3 – 6 – 5.
b) 6 – 5 – 4 – 3 – 1 – 2.
a) c) 3 – 4 – 6 – 5 – 2 – 1.
d) 2 – 1 – 6 – 5 – 3 – 4.
b)

c)
14. Considere um longo solenoide ideal composto por 10.000
d) espiras por metro, percorrido por uma corrente contínua de
0,2 A. O módulo e as linhas de campo magnético no interior
e) do solenoide ideal são, respectivamente:
a) Nulo, inexistentes.
b) 8π . 10-4 T, circunferências concêntricas.
12. No mundo, existe uma grande variedade de elementos
c) 4π . 10-4 T, hélices cilíndricas.
químicos metálicos, cujas propriedades físicas e químicas são
d) 8π . 10-3 T, radiais com origem no eixo do solenoide.
similares ou bastante distintas. Comumente, os metais são
e) 8π . 10-4 T, retas paralelas ao eixo do solenoide.
separados em dois grandes grupos: os ferrosos (compostos por
ferro) e os não ferrosos (ausência de ferro). O primeiro grupo é 15. Com relação aos conceitos de eletricidade e magnetismo,
considerado magnético, enquanto que o segundo não. Desta coloque V (verdadeiro) ou F (falso) nas afirmativas abaixo e, em
forma, uma maneira eficiente e rápida para fazer a separação seguida, assinale a opção que apresenta a sequência correta.
destes elementos é pela utilização de eletroímãs, que são ( ) Na eletrização por atrito, o corpo que perde elétrons
dispositivos que atraem apenas os metais ferromagnéticos. passa a ter mais prótons do que possuía anteriormente e,
Considere as quatro barras QR, ST, UV e WX aparentemente nesse caso, fica eletrizado com carga positiva.
idênticas. Verifica-se, experimentalmente, que Q atrai T, repele ( ) Condutores são corpos que facilitam a passagem da
U e atrai W; R repele V, atrai T e atrai W. corrente elétrica, pois possuem uma grande quantidade
de elétrons livres.
( ) Um ímã em forma de barra, ao ser cortado ao meio, dá
origem a dois novos ímãs, cada um com apenas um polo
Diante do exposto, assinale a alternativa correta.
(norte ou sul).
a) QR e ST são ímãs.
( ) A bússola magnética, cuja extremidade encarnada é o seu
b) QR e UV são ímãs.
polo norte, aponta para uma direção definida da Terra,
c) RS e TU são ímãs.
próxima ao Polo Norte Geográfico.
d) QR, ST e UV são ímãs.
( ) Geradores são dispositivos que transformam outras
e) As quatro barras são ímãs.
formas de energia em energia elétrica.
( ) O chuveiro elétrico pode ser considerado um resistor, pois
transforma energia elétrica em energia exclusivamente
térmica.

PROMILITARES 87
a) F–V–F–V–V–V 19. Uma das hipóteses, ainda não comprovada, sobre os
b) F–F–V–V–F–V modos como se orientam os animais migratórios durante suas
c) V–F–F–V–V–F longas viagens é a de que esses animais se guiam pelo campo
d) V–V–V–F–F–F magnético terrestre. Segundo essa hipótese, para que ocorra
e) F–V–V–F–F–V essa orientação, esses animais devem possuir, no corpo,
uma espécie de ímã que, como na bússola, indica os polos
16. Analise as proposições relacionadas às linhas de campo magnéticos da Terra.
elétrico e às de campo magnético. De acordo com a Física, se houvesse esse ímã que pudesse se
I. As linhas de força do campo elétrico se estendem movimentar como a agulha de uma bússola, orientando uma
apontando para fora de uma carga pontual positiva e ave que migrasse para o hemisfério sul do planeta, local em que
para dentro de uma carga pontual negativa. se encontra o polo norte magnético da Terra, esse ímã deveria
II. As linhas de campo magnético não nascem nem morrem a) possuir apenas um polo, o sul.
nos ímãs, apenas atravessam-nos, ao contrário do que b) possuir apenas um polo, o norte.
ocorre com os corpos condutores eletrizados que originam c) apontar seu polo sul para o destino.
FÍSICA

os campos elétricos. d) apontar seu polo norte para o destino.


III. A concentração das linhas de força do campo elétrico ou e) orientar-se segundo a linha do Equador.
das linhas de campo magnético indica, qualitativamente,
onde a intensidade do respectivo campo é maior. 20. As figuras mostram três espiras circulares concêntricas e
coplanares percorridas por correntes de mesma intensidade I
Assinale a alternativa correta. em diferentes sentidos.
a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
b) Somente a afirmativa II é verdadeira.
c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.

17. Assinale a alternativa incorreta a respeito de fenômenos


eletromagnéticos. Assinale a alternativa que ordena corretamente as magnitudes
a) Fios condutores paralelos e percorridos por correntes dos respectivos campos magnéticos nos centros B1, B2, B3 e B4.
elétricas de mesmo sentido atraem-se, enquanto os de a) B2 > B4 > B3 > B1.
sentidos opostos repelem-se. b) B1 > B4 > B3 > B2.
b) Uma corrente elétrica é induzida em um circuito sempre c) B2 > B3 > B4 > B1.
que há uma variação do fluxo magnético. d) B3 > B2 > B4 > B1.
c) Um condutor percorrido por uma corrente elétrica, e) B4 > B3 > B2 > B1.
colocado em um campo magnético, sofre a ação de uma
força exercida por este campo.
d) Não é possível separar os polos magnéticos de um ímã
permanente, em forma de barra, quebrando-o.
EXERCÍCIOS DE COMBATE
e) Cargas elétricas em repouso ou em movimento produzem
um campo elétrico e um campo magnético.

18. As bússolas são muito utilizadas até hoje, principalmente


por praticantes de esportes de aventura ou enduros a pé.
Esse dispositivo funciona graças a um pequeno imã que é
usado como ponteiro e está dividido em polo norte e polo
sul. Geralmente, o polo norte de uma bússola é a parte do
01 Acesse o código para assistir ao vídeo.

Uma espira circular com 10πcm de diâmetro, ao ser percorrida


ponteiro que é pintada de vermelho e aponta, obviamente, o por uma corrente elétrica de 500 mA de intensidade, produz
Polo Norte geográfico. no seu centro um vetor campo magnético de intensidade igual
Na Física, a explicação para o funcionamento de uma bússola a ______ ⋅ 10-6 T.
pode ser dada porque as linhas de campo magnético da Terra Obs. Utilize µ0 = 4π ⋅ 10-7 t ⋅ m/A
se orientam a) 1
a) do polo Sul magnético ao polo Leste magnético. b) 2
b) do polo Norte magnético ao polo Sul magnético. c) 4
c) na direção perpendicular ao eixo da Terra, ou seja, sempre d) 5
paralelo à linha do Equador.
d) na direção oblíqua ao eixo da Terra, ou seja, oblíqua à
linha do Equador.
e) na direção do campo gravitacional.

88 PROMILITARES
A espira e os fios são coplanares e se encontram no vácuo.
Os fios “A” e “B” e a espira são percorridos por correntes

02
elétricas de mesma intensidade i = 1A com os sentidos
Acesse o código para assistir ao vídeo. representados no desenho. A intensidade do vetor indução
magnética resultante originado pelas três correntes no centro
Dois fios condutores retilíneos, muito longos e paralelos entre “O” da espira é:
si, são percorridos por correntes elétricas de intensidade Dado: Permeabilidade magnética do vácuo: µ0 = 4π ⋅ 10-7 T ⋅ m/A
distintas, l1 e l2, de sentidos opostos. a) 3,0 ⋅ 10-7 T
Uma espira circular condutora de raio R é colocada entre os b) 4,5 ⋅ 10-7 T
dois fios e é percorrida por uma corrente elétrica l. c) 6,5 ⋅ 10-7 T
A espira e os fios estão no mesmo plano. O centro da espira d) 7,5 ⋅ 10-7 T
dista de 3R de cada fio, conforme o desenho abaixo. e) 8,0 ⋅ 10-7 T

FÍSICA
04 Acesse o código para assistir ao vídeo.

Para demonstrar o processo de transformação de energia


mecânica em elétrica, um estudante constrói um pequeno
gerador utilizando:
rr um fio de cobre de diâmetro D enrolado em N espiras
circulares de área A;
rr dois ímãs que criam no espaço entre eles um campo
magnético uniforme de intensidade B; e
Para que o vetor campo magnético resultante, no centro
rr um sistema de engrenagens que lhe permite girar as
da espira, seja nulo, a intensidade da corrente elétrica i
espiras em torno de um eixo com uma frequência f.
e seu sentido, tomando como referência o desenho, são
respectivamente:
Ao fazer o gerador funcionar, o estudante obteve uma tensão
i1 + i2 i1 + i2
a) e horário d) e horário máxima V e uma corrente de curto-circuito i.
3 3π
Para dobrar o valor da tensão máxima V do gerador mantendo
i1 − i2 i1 + i2 constante o valor da corrente de curto i, o estudante deve
b) e anti-horário e) e anti-horário
3π 3π dobrar o(a)
i1 − i2 a) número de espiras.
c) e horário
3π b) frequência de giro.
c) intensidade do campo magnético.
d) área das espiras.

03
e) à diâmetro do fio.

Acesse o código para assistir ao vídeo.

05
Dois fios “A” e “B” retos, paralelos e extensos, estão separados
por uma distância de 2m. Uma espira circular de raio igual a
Acesse o código para assistir ao vídeo.
π/4m encontra-se com seu centro “O” a uma distância de 2 m
do fio “B” conforme desenho abaixo.
Duas espiras circulares, concêntricas e coplanares, de raios
R1 e R2, onde R2 = 5R1, são percorridas pelas correntes de
intensidades i1 e i2, respectivamente. O campo magnético
resultante no centro das espiras é nulo. Qual é a razão entre as
intensidades de correntes i2 e i4?
a) 0,2
b) 0,8
c) 1,0
d) 5,0
e) 10

PROMILITARES 89
a) 2π ⋅ 10-5 T
b) 4π ⋅ 10-5 T

06
c) 6π ⋅ 10-5 T
Acesse o código para assistir ao vídeo. d) 8π ⋅ 10-5 T
e) 9π ⋅ 10-5 T
Para uma espira circular condutora, percorrida por uma
corrente elétrica de intensidade I, é registrado um campo

09
magnético de intensidade B no seu centro. Alterando-se
a intensidade da corrente elétrica na espira para um novo
Acesse o código para assistir ao vídeo.
valor ifinal' observa-se que o módulo do campo magnético, no
mesmo ponto, assumirá o valor 5B. Qual é a razão entre as
intensidades das correntes elétricas final e inicial (ifinall i)? Os eletroímãs, formados por solenoides percorridos por
1 correntes elétricas e um núcleo de ferro, são dispositivos
a) d) 10 utilizados por guindastes eletromagnéticos, os quais servem
FÍSICA

5
e) 25 para transportar materiais metálicos pesados. Um engenheiro,
b) 1/25
para construir um eletroímã, utiliza um bastão cilíndrico de
c) 5
ferro de 2,0 metros de comprimento e o enrola com um fio
dando 4 x106 voltas. Ao fazer passar uma corrente de 1,5

07
A pelo fio, um campo magnético é gerado no interior do
solenoide, e a presença do núcleo de ferro aumenta em 1.000
Acesse o código para assistir ao vídeo. vezes o valor desse campo.
Adotando para a constante µ0 o valor 4π x 10−7 T.m/ A, é correto
Na figura abaixo, e1 e e2 são duas espiras circulares, concêntricas afirmar que, nessas circunstâncias, o valor da intensidade do
e coplanares de raios r1 = 8,0 m e r2 = 2,0 m, respectivamente. campo magnético, no interior do cilindro de ferro, em tesla,
A espira e2 é percorrida por uma corrente i2 = 4,0 A, no sentido é de:
anti-horário. Para que o vetor campo magnético resultante no a) 24π x 102
centro das espiras seja nulo, a espira e1 deve ser percorrida, no b) 12π x 102
sentido horário, por uma corrente i1, cujo valor, em amperes, é de c) 6π x 102
d) 3π x 102
a) 4,0 e) π x 102
b) 8,0
c) 12
d) 16
e) 20

10 Acesse o código para assistir ao vídeo.

Três barras de ferro de massa forma são identificadas pelas


letras A. B e C. Suas extremidades são identificadas por A1 e

08
A2, B1 e B2 e C1 e C2. Quando estas barras são aproximadas
Acesse o código para assistir ao vídeo. vemos que as extremidades A1 e B1 sofrem atração, as
extremidades A1 e C2 sofrem repulsão, as extremidades A1 e
Uma bobina chata representa um conjunto de N espiras B2sofrem atração e as extremidades A1 e C1 sofrem atração.
que estão justapostas, sendo essas espiras todas iguais e de Assim, podemos afirmar, em relação a estas barras, que é (são)
mesmo raio. Considerando que a bobina da figura abaixo tem ímã(s) permanente(s):
resistência de R = 8Ω, possui 6 espiras, o raio mede 10 cm, e a) só A.
ela é alimentada por um gerador de resistência interna de 2Ω b) só B.
e força eletromotriz de 50 V, a intensidade do vetor indução c) só C.
magnética no centro da bobina, no vácuo, vale: d) A e B.
Dado: µ0 = 4π ⋅ 10-7 T⋅m/A (permeabilidade magnética no vácuo) e) A e C.

90 PROMILITARES
GABARITO

EXERCÍCIOS DE TREINAMENTO

01. A 11. C
02. A 12. B
03. B 13. D
04. E 14. E
05. E 15. A
06. B 16. E

FÍSICA
07. B 17. E
08. D 18. B
09. B 19. C
10. D 20. C

EXERCÍCIOS DE COMBATE

01. B 06. C
02. E 07. D
03. D 08. C
04. A 09. B
05. D 10. E

ANOTAÇÕES

PROMILITARES 91
FÍSICA

92 PROMILITARES

Você também pode gostar