Você está na página 1de 6

CENTRO UNIVERSITARIO FACVEST – UNIFACVEST

CLEBER MALHEIRO DE OLIVEIRA


LETÍCIA CANDIDO

EFEITO FOTO ELÉTRICO SIMULADOR


Trabalho apresentado Desafio 02/2021
como parte integrante de nota do 4º
semestre do curso de Engenharia Mecânica;
matéria Física IV, professor Marcos Roberto
Shein.

LAGES/2021
1
Sumário

1. Introdução --------------------------------------------------------------------------------------03
2. Resumo---------------------------------------------------------------------------------------- -03
3. Exemplos de efeito fotoelétrico -----------------------------------------------------------04
4. Análises e resultados
------------------------------------------------------------------------05
5. Conclusão --------------------------------------------------------------------------------------06
6. Referências bibliográficas
------------------------------------------------------------------06

2
1. Introdução

Neste trabalho iremos abordar o tema referente ao estudo do efeito


fotoelétrico utilizando o simulador passado pelo professor orientador da
disciplina de física. Efeito fotoelétrico é um fenômeno quântico no qual
a luz comporta-se como partículas, conhecidas como fótons. 

O efeito fotoelétrico consiste na ejeção de elétrons da superfície de


algum material iluminado que é exposta a uma fonte luminosa de certa
frequência.

O efeito fotoelétrico foi explicado por Albert Einstein e é mundialmente


utilizado para produção de energia elétrica por meio da energia solar. efeito
fotoelétrico acontece quando os fótons que incidem sobre um material
apresentam certa energia capaz de arrancar os elétrons desse material.

Cada material necessita de uma quantidade específica de energia para


ter seus elétrons ejetados, essa quantidade de energia é chamada de função
trabalho.

2. Resumo

O efeito fotoelétrico foi descoberto por Heinrich Hertz, durante seus experimentos


relacionados à produção e captação de ondas eletromagnéticas. Em 1886, Hertz
conduzia seus experimentos com chapas metálicas quando percebeu que a
incidência da luz ultravioleta resultava em maior produção de faíscas.

A explicação teórica para o fenômeno, entretanto, só foi feita em 1905, pelo físico


alemão Albert Einstein. O mecanismo do efeito fotoelétrico era controverso, uma vez
que, de acordo com os conhecimentos do eletromagnetismo clássico, um corpo
iluminado por uma fonte de luz deveria absorver toda energia luminosa irradiada
sobre ele, no entanto, o efeito fotoelétrico só acontecia a partir de certa frequência,
que variava de acordo com cada material.

Albert Einstein conseguiu interpretar o efeito fotoelétrico usando os argumentos


matemáticos de Max Planck, generalizando-os. De acordo com a teoria da Planck,
a radiação térmica é quantizada, isto é, apresenta valores de energia discretos.
Segundo esse ponto de vista, a luz é formada por pequenos pacotes de energia, que
mais tarde foram batizados como fótons.
3
Einstein assumiu que a hipótese de Planck fosse válida para todo tipo de
radiação eletromagnética, desse modo, mostrou a todo o mundo que luz podia
comportar-se como onda e como partícula.

3. Exemplos de efeito fotoelétrico

O efeito fotoelétrico é utilizado em diversas tecnologias presentes no cotidiano,


vamos conferir alguns exemplos:

 Detectores de luminosidade: os relés são dispositivos que captam a


luminosidade. A luz promove a ejeção de elétrons de um material
fotoelétrico, então, um circuito é acionado para que a iluminação externa
acenda.
 Células fotovoltaicas: são as unidades geradoras de corrente elétrica
nos painéis solares. Essas células são feitas de materiais semicondutores,
que produzem eletricidade quando iluminados pela luz solar.

4. Análises e resultados

O experimento em bancada de testes em ambiente virtual consiste no


estuo do efeito fotoelétrico bem como a determinação da função trabalho (energia
mínima necessária para ejetar um elétron do material que está sendo exposto a
radiação eletromagnética) de diversos materiais. A bancada virtual de testes pode
ser acessada através do link a seguir:

https://phet.colorado.edu/pt/simulation/legacy/photoelectric

4
5. Análises e resultado

Tabela 1

Informada pelo professor onde mostra a relação entre o material e o


comprimento de onda da radiação eletromagnética.

Material COMPRIMENTO DE ONDA (λ) *10-9 m]

Sódio (Na) 540


Zinco (Zn) 290
Cobre (CU) 265
Platina (Pt) 200
Cálcio (Ca) 430
Magnésio (Mg) 340

Tabela 2

Determinação da função trabalho de cada material

Material COMPRIMENTO FREQUÊNCIA (f) FUNÇÃO


DE ONDA (λ) *10-9 [hz TRABALHO
m] [eV
Sódio (Na) 540 5,55556E+1 2,29
Zinco (Zn) 290 1,03448E+1 4,27
Cobre ( Cu) 265 1,13208E+1 4,68
Platina (Pt) 200 1,5E+1 6,20
Cálcio (Ca) 430 6,97674E+1 2,88
Magnésio (Mg) 340 8,82353E+1 3,64

5
6. Conclusão

O experimento em bancada de testes virtual foi considerado de uso importante


para o conhecimento e aprendizagem dos alunos que realizaram o trabalho, pois
permitiu a observação da influência do comprimento de onda da radiação
eletromagnética bem como sua frequência na ocorrência do efeito fotoelétrico.
Além disso, todas as características do efeito fotoelétrico foram
observadas durante o experimento. Estabelecendo assim grandes benefícios para a
ampliação do conhecimento sobre o assunto passado pelo professor

7. Referências bibliográficas

https://www.if.ufprfisica.com.br
https://www.efeitofotoeletricofisica.br

Você também pode gostar