Você está na página 1de 2

INTRODUÇÃO À PESQUISA

Bibiana Coelho da Porciuncula¹


Lenira Santos²

1. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Fundamentação teórica é uma das principais partes da pesquisa científica, pois é ela quem dá
credibilidade ao material estudado e complementa o estudo do pesquisador.
“O objetivo dessa documentação bibliográfica é o de acumular e organizar as idéias
relevantes já produzidas na ciências, registrando-as de formas sistemática para que seja mais fácil o
seu uso posterior.” (KÖCHE, 2003, p.132)
A fundamentação teórica deve ser construída através de pesquisas em livros, artigos, filmes,
mídias, etc. Porém, é necessário que o pesquisador fique atento para que as informações sejam
verdadeiras e significantes, pois o intuito da fundamentação teórica é agregar valor à pesquisa e não
somente colocar informações desnecessárias e falsas para que a pesquisa tenha quantidade ao invés
de qualidade.
Através desse estudo, o pesquisador terá informações importantes para agregar valor ao seu
projeto de pesquisa, essas informações são as chamadas “citações” que fazem parte de todo
referencial teórico. É importante estar atento aos plágios e não esquecer de dar crédito aos autores
verdadeiros, tanto nas citações diretas, quanto nas indiretas.
Na citação direta transcrevemos o texto exatamente como ele encontra-se no arquivo
original, sendo que ela poderá ser curta ou longa. Para diferenciarmos a citação direta curta da
citação direta longa, basta contarmos o número de linhas que ocupam o texto depois de formatado,
se for até três linhas, é uma citação direta curta, caso contrário será uma citação direta longa.
As citações longas [...] São compostas com letras de corpo de um a dois pontos
menor do que o corpo empregado no texto principal [...] sem destacar o trecho com o uso
de grifo ou negrito, a não ser quando se trata de palavras postas em destaque pelo autor
citado ou pelo autor citante, quando então se acrescenta entre colchetes a expressão [grifo
nosso]. (MIRANDA; GUSMÃO,2003, p. 48).

Além das citações diretas curtas e longas, dentro de artigos científicos encontra-se também,
citações indiretas. A citação indireta é aquela que, o pesquisador opta por não copiar o texto
exatamente como está no arquivo original, ou seja, o pesquisador usa a ideia do autor, porém
complementa com suas palavras, colocando aquilo que realmente acha relevante e trazendo sua
visão do assunto estudado, agregando ainda mais valor ao projeto de pesquisa apresentado.

1 Bibiana Coelho da Porciuncula


2 Lenira Santos
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI – Ciências Contábeis – Prática do Módulo I - 22/11/2021
2

É importante ainda, destacar que sem uma fundamentação teórica bem apresentada e
estudada, o artigo científico não terá a mesma significância. Sendo assim, o pesquisador precisa ter
bem definido os objetivos, os problemas e adquirir um bom conhecimento sobre o assunto para
poder organizar suas ideias e as ideias coletadas. Segundo KÖCHE (2003), para dar início a
ordenação das ideias coletadas, o pesquisador deverá ter em vista o problema a ser investigado, os
objetivos da investigação, as teorias relevantes demonstrando os pontos positivos e negativos e as
hipóteses propostas pelo mesmo.

REFERÊNCIAS

KÖCHE, José Carlos. Fundamentos de Metodologia Científica: Teoria da Ciência e Iniciação a


Pesquisa. Petrópolis, RJ; Vozes, 2011.
MIRANDA, José Luís Carneiro; GUSMÃO, Heloísa Rios. Os caminhos do trabalho científico:
orientação para não perder o rumo. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2003.

1 Bibiana Coelho da Porciuncula


2 Lenira Santos
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI – Ciências Contábeis – Prática do Módulo I - 22/11/2021

Você também pode gostar