Você está na página 1de 2

Disciplina: Português

Exercícios de aplicação: orações coordenadas e subordinadas I


PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

1.1. No caso de trabalhares até tarde, compra comida no restaurante. - Oração


subordinada adverbial condicional
1.2. O Carlos não só se destaca nas ciências como é muito bom nas línguas. - Oração
coordenada copulativa
1.3. Dado que temos teste na próxima semana, hoje à tarde vamos para a biblioteca.
- Oração subordinada adverbial causal
1.4. Eles queriam muito que a mãe assistisse ao espetáculo. - Oração subordinada
substantiva completiva
1.5. Prefiro as pizas do restaurante onde fomos este fim de semana. - Oração
subordinada adjetiva relativa restritiva
1.6. A sessão de cinema era tão longa que metade das pessoas saiu antes de o filme
terminar. - Oração subordinada adverbial consecutiva
1.7. Nos Açores, ora faz sol ora chove. - Oração coordenada disjuntiva
1.8. Como não estava ninguém na paragem, depreendemos que o autocarro já tinha
passado. - Oração subordinada adverbial causal
1.9. O Nuno compreendeu que terá de se esforçar mais. - Oração subordinada
substantiva completiva
1.10. Adoro os escritores suecos que publicaram romances policiais. - Oração
subordinada adjetiva relativa restritiva
1.11. Os peregrinos vão a Santiago de Compostela para que possam usufruir de uma
experiência espiritual. - Oração subordinada adverbial final
1.12. Se fosses mais rápido, tínhamos apanhado o autocarro. - Oração subordinada
adverbial condicional
1.13. Foi extraordinária a experiência que tivemos no parque temático. - Oração
subordinada adjetiva relativa restritiva
1.14. O Sr. Pereira foi ao médico ainda que não estivesse doente. - Oração
subordinada adverbial concessiva
1.15. A Beatriz, que vive no meu prédio, tem uma bicicleta desdobrável. - Oração
subordinada adjetiva relativa explicativa
1.16. Quem está na paragem espera que o autocarro chegue depressa. - Oração
subordinada substantiva relativa
1.17. Trabalhamos pouco, obtivemos resultados aquém do esperado. - Oração
coordenada copulativa (assindética)
1.18. Eles viajam tanto que já conhecem meio mundo. - Oração subordinada
adverbial consecutiva
1.19. Os alunos entraram na sala, portanto, a aula começou. - Oração coordenada
conclusiva
1.20. O Vasco abordou quem ia a passar na rua. - Oração subordinada substantiva
relativa

FONTE: Sentidos 10 / EPPORT12 1


1.21. Gosto de livrarias que tenham uma oferta variada. - Oração subordinada
adjetiva relativa restritiva
1.22. Por mais que pratique viola, não consigo tocar uma música. - Oração
subordinada adverbial concessiva
1.23. A prática desportiva é importante, no entanto, ainda há muitas pessoas
sedentárias. - Oração coordenada adversativa
1.24. A Fátima precisa de quem lhe faça um arranjo de costura. - Oração
subordinada substantiva relativa
1.25. Ouve o CD do Noiserv, que é muito bom! - Oração coordenada explicativa
1.26. O Raul é tão bom atleta como o pai. – Oração subordinada adverbial
comparativa.
1.27. Mal cheguei, falhou a luz.- Oração subordinada adverbial temporal
1.28. Este carro que tem alta cilindrada desperta-me interesse. - Oração subordinada
adjetiva relativa
1.29. Estou tão cansada, que nem penso. - Oração subordinada adverbial consecutiva
1.30. Embora esteja cansada, ainda penso! Oração subordinada adverbial concessiva
1.31. Estudo para saber a matéria. - Oração subordinada adverbial final
1.32. Aquela rapariga, que sabe a lição, terá boa nota. - Oração subordinada adjetiva
explicativa
1.33. Ele come onde lhe apetece. - Oração subordinada substantiva relativa
1.34. Perguntei se sabias as orações! - Oração subordinada substantiva completiva
1.35. A Maria pediu para sair. - Oração subordinada substantiva completiva
1.36. Se tiveres frio, veste o casaco. - Oração subordinada adverbial condicional
1.37. Como não tinha dinheiro, não fui comer. - Oração subordinada adverbial causal
1.38. A Joana não levou as compras, porque não tinha transporte. - Oração
subordinada adverbial causal

FONTE: Sentidos 10 / EPPORT12 2

Você também pode gostar