Você está na página 1de 104

MANUAL

DE INSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO

Modelo de Perfuratriz:
MW 4000 SC

1
Garantia:

A WOLF garante ao primeiro usuário que cada carreta de perfuração tenha garantia
especificada no Certificado de Garantia.

A WOLF fornecerá uma peça nova ou recondicionada, em substituição a qualquer peça que
tiver defeitos de matéria - prima ou fabricação durante um período abaixo.

Esta garantia não terá custo algum para o primeiro usuário durante o horário comercial nas
instalações da WOLF.

Esta garantia não será efetuada por falhas decorrentes de mal uso, uso abusivo, manutenção
recomendadas, lubrificantes não recomendados, desgastes decorrentes de uso normal,
consertos mal efetuados, quebras, alterações ou modificações feitas no produto sem
autorização por escrito da WOLF.

NOTA 1: Caso o Cliente necessite de um técnico nas suas instalações para ser efetuado
treinamento ou qualquer reparo, a WOLF não cobrará a hora técnica nos “Prazos de Garantia”,
ficando assim por conta do cliente as despesas decorrentes no período como Transporte,
Alimentação e Estadia.

NOTA 2: Essa garantia não prevê nenhuma outra garantia exceto as descritas acima.

Período de Garantia:
=> Estrutura: 1000 horas ou 6 Meses aquele que ocorrer primeiro, exceto peças de desgaste.
=> Martelo e Bomba Hidráulica: 500 horas ou 3 meses aquele que ocorrer primeiro, exceto
peças de degaste.

2
Limitação de Responsabilidade:

Em nenhuma hipótese a WOLF e seus distribuidores são responsáveis perante ao


usuário seus sucessores ou qualquer beneficiários ou cessionários, em relação a esta
venda, por quaisquer danos consequentes, incidentais, indiretos, especiais ou em
função de reparação, decorrentes desta venda ou de qualquer falha ou defeitos ou de
qualquer mal funcionamento do equipamento objeto dessa venda tenha ou não base na
imagem, perda de lucros ou vendas interesses, perda de trabalho, prejuízos a outros
bens, perdas em função de mal funcionamento ou não funcionamento, aumento de
despesas de operação do equipamento, impossibilidade de uso de sistema, custo de
substituição ou reclamações de usuários ou clientes do usuário quanto a interrupção do
serviço, não importa que essa perda ou dano seja decorrente de contato, garantia,
negligência, indenização, responsabilidade escrita ou qualquer outra.

3
INDICE

1. INTRODUÇÃO 1

2. LISTA ABREVIAÇÃO 1

3. SEGURANÇA PRIMEIRO 2
3.1 Símbolos de Alerta de Segurança e Palavras Sinais 2
3.2 Precauções de Segurança 3

4. DESCRIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO 5
4.1 Especificações e Opcionais 5

5. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO 7
5.1 Controles e Indicadores 7
5.2 Inspeção de Pré- Operação 13
5.3 Ligar Motor Diesel 13
5.3.1 Ligando motor Diesel, deslocando e desligando para transporte 15
5.4 Amarrando o Equipamento 19
5.5 Desligando o motor Diesel 19
5.6 Tração 20
5.7 Rebocando 20
5.8 Sistema de Controle de Pó 21
5.8.1 Composição do Sistema de coletor de pó 21
5.8.2 Operação do Coletor de pó 22
5.8.3 Trocando Filtros 22
5.9 Perfurando com água no furo 23
5.10 Procedimento de perfuração para perfuratrizes 23
5.11 Adicionando Hastes 25
5.12 Removendo Hastes 26

6. MANUTENÇÃO PARTE RODANTE (ESTEIRA) 28


6.1 Lubrificação 28
6.2 Ajustes 28
6.3 Tensão da Esteira 28
6.4 Manutenção 29
6.5 Montagem e desmontagem da corrente da esteira 29
6.6 Montagem e desmontagem da Roda Guia 32
6.7 Montagem e desmontagem do Rolete da Esteira 34
6.8 Montagem e desmontagem do Rolete Superior 35

7. MANUTENÇÃO DO BOOM, LANÇA, GUIA E MONTAGEM DA PERFURATRIZ 37


7.1 Lubrificação 37
7.2 Ajustes 37
7.3 Tensão da corrente do Avanço 37
7.4 Montagem da Mesa 38
7.5 Manutenção 39
7.6 Boom 39
7.7 Montagem e desmontagem do Boom 39

4
7.8 Cilindro de Extensão do Boom (7) – Opcional 40
7.9 Montagem e desmontagem do Giro e Movimento 41
7.10 Montagem da Lança 42
7.11 Cilindro da Extensão da Lança 43
7.12 Perfuratriz 43
7.13 Cilindros Hidráulicos 44

8. MANUTENÇÃO DO SISTEMA HIDRÁULICO 44


8.1 Lubrificação 44
8.2 Ajustes 44
8.3 Bomba Hidráulica 44
8.4 Procedimento de ajuste do Freio 44
8.5 Manutenção 45
8.6 Filtro de sucção de Óleo Hidráulico 46
8.7 Filtro de retorno do Óleo Hidráulico 47
8.8 Cilindro Hidráulico 48
8.8.1 Descrição 48
8.8.2 Desmontagem, Inspeção e Montagem 54
8.9 Reservatório Hidráulico 56
8.10 Diagramas Esquemáticos (Sistema Hidráulico) 58

9. MANUTENÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO 58


9.1 Manutenção 58
9.2 Diagramas Esquemático (Sistema Elétrico) 58

10. MANUTENÇÃO MOTOR DIESEL 59


10.1 Manutenção 59
10.2 Manutenção do Motor 59
10.3 Nível de bateria 59
10.4 Nível de combustível diesel 60
10.5 Filtro de ar do motor diesel 60
10.6 Acoplamento do Motor 60
10.7Filtro de combustível e óleo do motor 63
10.8 Sistema de Desligamento de Segurança 63
10.9 Chave de Pressão do óleo do Motor 63
10.10 Chave de Temperatura do Motor 64

11. MANUTENÇÃO DO COMPRESSOR 64


11.1 Informações Geral 64
11.2 Lubrificantes 65
11.3 Precauções Gerais de Segurança 65
11.4 Verificação Periódica 67
11.5 Duração da Manutenção e Reparo de Segurança. 67
11.6 Aplicações de Ferramentas de Segurança 67
11.7 Manutenção 68
11.8 Troca do filtro de óleo e compressor de óleo 68
11.9 Interruptor de Descarga de alta temperatura 70
11.10 Válvula reguladora do compressor 70
11.11 Filtro compressor de ar 71

5
11.12 Nível de fluído do compressor 71

12. MANUTENÇÃO DO REDUTOR PLANETÁRIO 72


12.1 Dados Técnicos 72
12.2 Instalação 72
12.3 Instalação do Redutor Planetário 72
12.4 Instrução de instalação dos Acessórios 72
12.5 Conexão do freio 73
12.6 Lubrificação do redutor Planetário 73
12.7 Verificação Inicial 73
12.8 Testes sem carga 74
12.9 Manutenção 74
12.10 Troca de Óleo 75
12.11 Manutenção fora do Programa 75

13. MANUTENÇÃO 76
13.1 Manutenção Periódica 76
13.2 Verificação 76
13.3 Hastes, Punho e Bits 76
13.4 Tensão da corrente Avanço 76
13.5 Nível da Caixa de Engrenagem (Avanço) 76
13.6 Filtro de Óleo Hidráulico 76
13.7 Nível do Óleo Hidráulico 77
13.8 Porcas soltas e parafusos 77
13.9 Mangueira desfiadas ou soltas 77
13.10 Tensão da Esteira 77
13.11 Limpeza 77
13.12 Terminais de Bateria 77
13.13 Filtro de Combustível Diesel (Tanque de Combustível) 77
13.14 Radiador (Externo) 78
13.15 Limpeza a vapor do equipamento inteiro 78
13.16 Lubrificação 78
13.17 Truck Principal e Lança 78
13.18 Hastes e Roscas do Material Seccionado 78
13.19 Troca 78
13.20 Filtro de Ar do Compressor 78
13.21 Filtro de Fluído do Compressor 79
13.22 Fluído do Compressor 79
13.23 Combustível (Diesel) 79
13.24 Óleo Hidráulico 79
13.25 Filtro de Retorno do Óleo Hidráulico 79
13.26 Filtro de Sucção do Óleo Hidráulico 80
13.27 Filtro Separador Compressor 80
13.28 Fluídos e Lubrificantes 80
13.29 Graxas a ser utilizado em geral (A) 80
13.30 Graxa para Rosca do Material seccionado (TL) 80
13.31 Óleo Hidráulico (HO) 80
13.32 Tabela de Óleo 81

6
13.33 Tabela Manutenção (Agenda) 81

14. Tabela de Solução de Problemas 84

15. RECOMENDAÇÃO DE USO MATERIAL SECCIONADO 91


15.1 Instrução de Posicionamento do equipamento para perfuração 91
15.2 Início de um furo (embocamento) 91
15.3 Perfuração 91
15.4 Força de Avanço 91
15.5 Rotação 92
15.6 Limpeza de Furo 92
15.7 Uso Uniforme do Equipamento 92
15.8 Graxa para as Roscas 93
15.9 Brocas Tortas e/ou Empenadas 93
15.10 Equipamento Entupido 93
15.11 Desacoplar as Roscas 93
15.12 Desgaste 94
15.13 Transporte e Armazenamento 94
15.14 Desgaste do Metal Duro 94
15.15 Intervalos de Refinação 95
15.16 Rotinas de re afiação 95
15.17 Afiação 96

Todas informações, ilustrações e especificações neste


manual são baseadas nas últimas informações
disponíveis de publicação no momento. Melhoria do
produto é uma continuação e meta da WOLF. Desenho e
especificação são assuntos para mudar sem notificação
ou obrigação.

SALVE ESTAS INSTRUÇÕES , NÃO DESTRUA

Quando a vida da máquina tiver expirado, é recomendado que a máquina seja desmontada,
desengraxada e as peças sejam separadas por material para que elas possam ser recicladas.

7
1. INTRODUÇÃO

Este manual de instrução contem informações para segurança, operação , manutenção,


serviço, informação, diagnóstico para a MW-4000 SC.

2. LISTA DE ABREVIAÇÃO

Abreviação, Simbolo ou Termo Significado


A Graxa para todo uso
C Celsius (Temperatura)
Ft. Pés
F Fahrenheit (Temperatura)
FDO Tração final do óleo
GO Óleo da engrenagem
HO Óleo hidráulico
HP Potência a cavalo
Hr. Hora
In. Polegadas
IM Manual de Instrução
Kg Kilograma
Kg/cm2 Kilogramas por Centímetro Quadrado
Km Kilômetro
Km/hr Kilômetro por Hora
Kw Kilowatts
L Litro
L.H. Mão Esquerda
Max. Máximo
Min. Mínimo
Mm Milímetro
MPa Mega Pascal
Mph Milhas Por Hora
M Metro
MO Motor de Óleo
M3/min. Metros Cúbicos por Minuto
Nm Newton Metro
Pl Lista de Peças
Psi Libras por Polegada Quadrada
R.H. Mão Direita
SCFM Pés Cúbicos Padrão por Minuto.
Tl Lubrificador de linha
RPM Rotação Por Minuto

1
3. SEGURANÇA PRIMEIRO

Esta seção contém importante informações da Carreta de Perfuração MW 4000 SC.


Segurança é o primeiro conceito com relação a proteção de ambos, pessoal e da máquina
durante qualquer fase de operação. Todo pessoal deve entender completamente todas
precauções de segurança antes de operar ou fazer qualquer trabalho de manutenção na
máquina.

3.1 Símbolo Alerta de Segurança e Palavras Sinais

Isto é um símbolo de Alerta . Quando você vê este símbolo neste manual de instrução,
esteja alerta para a presença de perigo.

Todas as pessoas devem entender PERIGO, CUIDADO, ATENÇÃO e ALERTA usado nos
textos de instruções deste manual. Estão definidos abaixo:

PERIGO

É usado para indicar a presença de um perigo, o qual


causará vários danos pessoais ou morte se a advertência
for ignorada.

CUIDADO

É usado para indicar a presença de CUIDADO, o qual


pode causar vários danos ou morte se a advertência for
ignorada.

ATENÇÃO

É usado para indicar a presença de um perigo , o qual


irá ou poderá causar danos pessoais, ou danificar a
propriedade se a advertência for ignorada.

ALERTA

É usado para notificar pessoas da instalação, operação,


ou informação de manutenção, a qual é importante, mas
sem perigo relacionado.

2
3.2 Precauções de Segurança

As precauções de segurança listadas pretendem fazer com que todo o pessoal fique atento
aos perigos enquanto trabalham próximo a máquina. Todo o pessoal deve usar senso comum
e praticar um bom trabalho enquanto opera e mantem o equipamento. Estas precauções de
segurança são de natureza geral e não podem cobrir todas possíveis situações, e sim as
principais.

a) Leia e entenda completamente o manual de instrução e precauções de segurança antes de


qualquer operação ou manutenção a ser executada.

b) LEIA, ENTENDA, e CONCORDE com todos Padrões de Segurança.

c) Somente pessoas treinadas e qualificadas devem operar o equipamento;

d) Use equipamentos de segurança APROVADO (sapatos de segurança, óculos de segurança,


capacete, proteção auricular, luvas, respirador,etc.) quando operando ou fazendo manutenção
do equipamento;

e) Sempre esteja ALERTA quando operar a máquina, especialmente com duas ou mais
pessoas na área;

f) Mantenha todas porcas, parafusos e conexões de mangueiras propriamente apertadas;

g) Não opere a máquina com perda, danos ou peças quebradas. O proprietário é responsável
por manter a unidade em condição segura de operação. Peças unitárias e acessórios devem
ser trocadas se faltarem ou se inadequadas para operação segura.

h) Use somente peças de reposição WOLF.

i) Mantenha a máquina propriamente lubrificada e com manutenção adequada. Use somente


óleos lubrificantes e graxas recomendadas.

j) Mantenha braços, mãos, pernas longe de locais de movimentação ou peças com rotação do
equipamento.

k) Mantenha toda área de trabalho limpa e em ordem.

l) Não opere a máquina em uma área fechada, ao menos que a área esteja bem ventilada.

m) Nunca verifique o nível de bateria com uma chama ou enquanto fuma. Além disso, não
verifique a bateria colocando um objeto de metal cruzando os polos.

n) Não aumente, diminua, ou mova a guia de perfurar (lança) ou braço próximo à linhas de
força.

3
o) Tenha precaução quando a terreno acidentado para prevenir inclinações ou qualquer outras
condições perigosas

p) Fique longe da tração e qualquer outro movimento quando o equipamento esta em


funcionamento.

q) NUNCA posicione a máquina muito próximo à uma bancada que possa cair.

r) Sempre use um sistema de controle de pó quando perfurando para prevenir danos à


respiração.

s) Nunca armazenar haste com o equipamento na posição levantada. (Exceto equipamento


com trocador de haste)

t) Sempre esteja atento a buracos previamente perfurados, e onde eles estão localizados.
(Qualquer buraco aberto pode causar vários danos para o operador ou qualquer outra pessoa.)
A perda de ferramentas, haste, bits ou qualquer outro item pode ocorrer.

u) Sempre use solventes de segurança aprovado quando limpar as peças da máquina.

v) Observe todos regulamentos de proteção ambiental quando, dispondo de óleo, combustível,


filtros, arrefecedor, baterias, etc.

4
4. DESCRIÇÃO E ESPECIFICAÇÃO (Figura 1)

Esta seção contém informação, descrição e especificações para o equipamento de perfurar


MW- 4000 SC.

O equipamento é um chassis reforçado montado, considerado autônomo, equipado com motor


diesel, com compressor de ar para limpeza da mina, restante do equipamento totalmente
hidráulico, motores de tração com freio incorporado, braço estendido (opcional), controlado por
um cilindro hidráulico.

A máquina é projetada para perfurar 2-1/2” à 3.1/2” com Martelo de Superfície MW-80H na
vertical, horizontal ou ângulo do furo. É recomendado para trabalho de construção de estrada,
perfuração, trabalho em pedreira, mineração céu aberto, perfuração de furos em linha,
construção civil, etc.

4.1 Especificações e Opcionais

a) Especificação Geral

Modelo MW 4000 SC
Peso 10.500 kg
Largura 2.250 mm
Comprimento 10.500 mm
Altura 3.600 mm

5
b) Especificação do Motor Diesel

Cummins
MW 4000 SC
Modelo 6CTA-8.3
Potência 234 HP
Rotação 2200 RPM
Cilindros 6
Arrefecimento Água

c) Martelo de superfície

Modelo MW-80H: Diâmetro de furação 2-1/2” à 3-1/2” .

d) Opcional

Modelo MW 4000 SC
Trocador Haste Padrão
Coletor Pó (Primário e Secundário) Padrão
Engraxador Haste Padrão
Centralizador Hidráulico Padrão
Luz Noturna Opcional
Controle Aceleração Padrão
Velocidades Tração Padrão
Braço Extensível Opcional
Indicador ângulo Digital Opcional

6
5. INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO

Este tópico contém informações e procedimentos para operar corretamente a MW-4000 SC.

5.1 Controles e Indicadores

Para operar o equipamento corretamente, o operador deve estar completamente familiarizado


com todos controles e indicadores. As fotos abaixo mostra o local dos controles e indicadores
localizados no equipamento. Tabela abaixo contém as referências para as figuras que
fornecem a cobertura para os controles e indicadores.

7
PAINEL de COMANDO PRINCIPAL:

40
6

33
28
9
32
29 15 17 34
13
11
30 18
10 24 19 35
31 20
14 26
21
12
22
23 36
16
4 7 1 2 3 27 8
25
41 37
5
38
39

39.8 39.5

39.6

39.7

39.3
39.2 39.4
39.1

8
Ref. Descrição Função
1 Avanço Esta alavanca controla o avanço da Perfuratriz
sob a lança. Empurrando esta alavanca para
baixo dará o sentido de perfuração. Colocando
esta alavanca para cima dará ao operador o
sentido de extração da haste.
2 Rotação Esta alavanca controla a Rotação (horária e anti-
horária) da Perfuratriz. Empurrando esta
alavanca para baixo dará ao operador a rotação
de perfuração. Colocando esta alavanca para
cima dará ao operador a rotação reversa.
3 Percussão Esta alavanca controla a perfuratriz ação de
perfurar.
Empurrando esta alavanca para baixo assegura
à total ação (percussão) da perfuratriz.
Empurrando esta alavanca para neutro finaliza a
percussão.
4 Limpeza Este botão controla a saída de ar. Quando girar
no anti horário, tem a finalidade de abrir o ar
(limpeza do furo da mina). Quando girar no
sentido horário fecha o ar.

5 Graxa Este botão controla a quantidade de graxa para


lubrificar a haste / punho. Quando pressionado
libera graxa para fazer a lubrificação e quando
tirar a pressão do botão a graxa para.
6 Buzina Acionamento da buzina. Quando pressionado
este botão aciona a buzina.

7 Tração Esquerda Esta alavanca controla o acionamento da tração.


Quando aciona a alavanca para cima (desloca o
equipamento para frente) ou para baixo (desloca
o equipamento para trás).
8 Tração Direita Esta alavanca controla o acionamento da tração.
Quando aciona a alavanca para cima (desloca o
equipamento para frente) ou para baixo (desloca
o equipamento para trás).
9 Horímetro do martelo Este instrumento indica o tempo corrido
acumulado da percussão em horas. Só é
acionado quando a percussão esta ligada.
10 Pressão Ar Este manômetro indica a pressão de ar do
compressor. Pressão de regulagem de 7 a 9
bar .
11 Pressão do óleo Este manômetro indica a pressão de óleo do
motor diesel. Pressão de trabalho entre 3 a 4 bar
do motor a 1800 RPM e Temperatura de 90° C.

9
12 Segunda velocidade tração Quando acionado o botão ativa a velocidade 2.
Girando no sentido horário, tem a finalidade de
aumentar a velocidade de deslocamento do
equipamento (rotação motor diesel 1900 rpm a
2100 rpm). Quando girar no sentido anti-horário
desliga a velocidade 2. (Somente utilizar
velocidade 2 na horizontal, não utilize esta
velocidade em aclive ou declive)
13 Primeira aceleração Quando acionado o botão ativa a aceleração 1.
Girando no sentido horário, tem a finalidade de
aumentar a aceleração do motor diesel 1500 a
1600 rpm (utilizado na operação de articulação e
troca de haste). Quando girar no sentido anti-
horário desliga a aceleração 1 diminui a rotação
do motor diesel 1000 rpm a 1200 rpm.
14 Avanço do trocador de haste Esta alavanca controla o avanço do trocador de
haste, utilizada para colocar ou tirar a haste do
magazine e montar e desmontar a haste do
martelo. Acionando para cima (avança o boom
do trocador) ou para baixo (recua o boom do
trocador) .
15 Giro do trocador de haste Quando aciona a alavanca para cima ativa o giro
para o magazine e para baixo ativa o giro para o
martelo .

16 Centralizador trocador de haste Quando aciona a alavanca para lateral aciona o


centralizador do trocador de haste (esquerda
fecha o centralizador da garra do trocador de
haste e direita abre o centralizador da garra do
trocador de haste).
17 Garra do trocador de haste Esta alavanca controla a garra do trocador de
haste. Quando acionando para frente, abre a
garra e para trás fecha a garra do trocador de
haste.
18 Cilindro 1 Esta alavanca controla o movimento do cilindro
1. Quando acionando para direita (cilindro 1) a
lança desloca em direção ao solo e para
esquerda a lança desloca em sentido oposto ao
solo (cilindro 1).
19 Cilindro 2 Esta alavanca controla o movimento do cilindro 2
Acionando a alavanca para direita a ponta da
lança (centralizador) moverá para direita (cilindro
2) e quando acionar para esquerda a ponta da
lança (centralizador) movimentará para esquerda
(cilindro 2).
20 Cilindro 3 Esta alavanca controla o movimento do cilindro
3. Quando acionando para direita (cilindro 3) a
lança desloca em direção ao solo e para
esquerda a lança desloca em sentido oposto ao

10
solo (cilindro 3).
21 Cilindro 4 Esta alavanca controla o movimento do cilindro
4. Acionando a alavanca para direita o boom
moverá para cima (cilindro 4) e quando acionar
para esquerda o boom movimentará para baixo
no sentido do solo (cilindro 4).
22 Cilindro 5 Esta alavanca controla o movimento do cilindro
5. Quando acionando para direita (cilindro 5) o
chassis desloca em direção ao solo e para
esquerda o chassis desloca em sentido oposto
ao solo (cilindro 5).
23 Cilindro 6 Esta alavanca controla o movimento do cilindro
6. Acionando a alavanca para direita o boom
moverá para direita (cilindro 6) e quando acionar
para esquerda o boom movimentará para
esquerda (cilindro 6).
24 Avanço rápido e lento Este botão aciona o avanço rápido e lento do
deslocamento da perfuratriz. Girando no sentido
horário, tem a finalidade de aumentar o
deslocamento da perfuratriz (avanço rápido).
Quando girar no sentido anti-horário diminui o
deslocamento da perfuratriz (avanço lento,
utilizado na troca de hastes)
25 Coifa sobe e desce Esta alavanca aciona a coifa. Quando acionado
a alavanca para a direita a coifa desce em
direção ao solo (posição de furação) e acionando
a alavanca para a esquerda a coifa sobe na
direção oposta ao solo.
26 Coletor de pó Esta alavanca aciona a hélice do coletor de pó.
Acionando a alavanca para frente, liga a hélice
do coletor de pó (utilizado na furação). Quando
acionado a alavanca para trás desliga a hélice do
coletor de pó (indicado desligar quando terminar
furação).
27 Articulação Esta alavanca libera o movimento de todos os
cilindros. Quando acionado para baixo, permite
os acionamentos dos cilindros e para cima
bloqueia os acionamentos dos cilindros .
28 Farol dianteiro e traseiro Este botão é utilizado para ligar o farol dianteiro
e traseiro.
29 Temperatura óleo do compressor Indica a temperatura do óleo do compressor
30 Temperatura óleo hidráulico Indica a temperatura do óleo hidráulico
31 Temperatura água motor diesel Indica a temperatura da água do motor diesel
32 Indicador Combustível Indica a quantidade de óleo diesel que contém
no tanque
33 Manômetro do avanço subida Indica a pressão de avanço de subida que se
encontra a perfuratriz
34 Manômetro do avanço descida Indica a pressão de avanço de descida que se
encontra a perfuratriz

11
35 Manômetro da tração Indica a pressão de deslocamento das trações
da perfuratriz
36 Manômetro da rotação Indica a pressão de rotação do martelo hidráulico
37 Manômetro da percussão Indica a pressão de percussão do martelo
hidráulico
38 Ajuste de pressão do avanço Este botão ajusta a pressão de avanço da
perfuratriz. Quando girar no sentido horário
aumenta pressão de avanço da perfuratriz e
quando girar no sentido anti-horário diminui
pressão de avanço da perfuratriz.
39 Tacômetro Este aparelho tem a função de mostrar a rotação
do motor, horas trabalhadas e outras funções
descritas abaixo.
39.1 Luz temperatura água Quando esta luz acender indica que a
temperatura de água do radiador está alta
39.2 Luz alternador Este indicador acenderá quando houver uma
falha do alternador para carregar as baterias.
39.3 Luz óleo de cárter Este indicador acenderá quando houver uma
falta de óleo no cárter do motor diesel
39.4 Nível óleo / água Este indicador acenderá quando houver uma
falta de óleo hidráulico ou água do radiador
39.5 Chave posição zero Máquina sem energia no sistema DESLIGADO
39.6 Chave nesta posição Energiza o sistema, posição de ignição . Quando
energiza o painel as luzes vermelhos da bateria
e pressão de óleo acendem.
39.7 Chave nesta posição Nesta posição a máquina inicia a partida do
motor. O motor estando em funcionamento e em
condições normais, apagam-se as luzes da
bateria e pressão de óleo e o tacômetro passa a
indicar a rotação.
39.8 Botão parada de emergência. Este botão é usado para desligar a máquina em
uma situação de emergência.
40 Inclinômetro Este aparelho tem a função de medir a inclinação
de perfuração, nas coordenadas X e Y.
41 Extensão do Boom (Item opcional) Esta alavanca aciona a extensão do Boom.
Acionando a alavanca para a esquerda o Boom
se desloca. Quando acionado a alavanca para a
direita o Boom retorna para a posição inicial.

12
ATENÇÃO

Remoção das chaves previnem a ligação não autorizada.

5.2 Inspeção de Pré-Operação

No início de cada operação execute as seguintes inspeções:

a. Esteja seguro que todas as porcas, parafusos, mangueiras, etc estejam apertadas;

b. Cheque à falta de fluido (todos os níveis de fluídos);

c. Engraxar a cada 8 horas de operação todas as engraxadeiras;

d. Observe todas precauções de segurança.

5.3 Ligar Motor Diesel

Para iniciar a máquina , execute os seguintes passos na seqüência dada:

ATENÇÃO

NÃO ARRISQUE LIGAR O EQUIPAMENTO AO MENOS


QUE VOCÊ ESTEJA COMPLETAMENTE FAMILIARIZADO
COM TODOS OS CONTROLES E INDICADORES DESTE
EQUIPAMENTO.
COLOQUE TODAS AS ALAVANCAS EM POSIÇÃO
NEUTRA, NUNCA VIRE NA MÁQUINA AO MENOS QUE
AS ALAVANCAS ESTEJAM EM POSIÇÃO NEUTRA.

ALERTA

Não inicie a máquina ao menos que o reservatório


hidráulico esteja completo. A bomba hidráulica danificará
se operada sem óleo ou falta. Refira-se ao Tópico 8.10
para abastecer propriamente o reservatório hidráulico.
Certifique que o óleo hidráulico esteja sem impurezas.

ALERTA

Não inicie o equipamento ao menos que o aditivo da


água do radiador do motor esteja completo. Ocorrerá da
máquina ser danificada se operada sem aditivo.

ATENÇÃO

PARA PREVINIR DANOS NO ALTERNADOR, NÃO TENTE


INICIAR O MOTOR MAIS QUE 30 SEGUNDOS. ESPERE
DOIS MINUTOS À CADA TENTATIVA PARA INICIAR.

13
a) Se a máquina não iniciar após 3 (três) tentativas, cheque o combustível e sistema de
fornecimento do aditivo da água e o óleo da máquina. Na ausência de fumaça azul ou branca
indica falta de combustível na câmara de combustão.

ATENÇÃO

A MÁQUINA DEVE TER ADEQUADA PRESSÃO DE ÓLEO


DENTRO DE 15 SEGUNDOS APÓS INICIA-LÁ. SE O
INDICADOR INDICAR BAIXA PRESSÃO DO ÓLEO OU
NÃO INDICAR A PRESSÃO DO ÓLEO NO INDICADOR
DENTRO DE 15 SEUNDOS DESLIGUE O EQUIPAMENTO
IMEDIATAMENTE PARA EVITAR DANOS. CONFIRME O
CORRETO NÍVEL DO ÓLEO NO RESERVATÓRIO DE
ÓLEO.

b) Não ative a máquina de 3 à 5 minutos antes de operar com uma carga. Com a velocidade 1
da máquina 1500 - 1600 rpm e velocidade 2 para 1800 - 2100 rpm fornecendo adequada
lubrificação para os rolamentos e assegurando-se pressão de óleo para estabilizar.

ATENÇÃO

NÃO OPERE O EQUIPAMENTO EM MARCHA LENTA POR


LONGOS PERÍODOS. LONGOS PERÍODOS DE BAIXA
INATIVIDADE, MAIS QUE 1 MINUTO, PODE DANIFICAR O
MOTOR, PORQUE A TEMPERATURA DA CAMERA DE
COMBUSTÃO CAIRÁ E O COMBUSTÍVEL NÃO
QUEIMARÁ COMPLETAMENTE. ISTO CAUSARÁ QUEIMA
AO REDOR DOS SPRAY INJETOR E ANÉIS DO PISTÃO.
PARA EVITAR ISSO, RECOMENDA O TRABALHO EM
CICLO DE ALTA. O MOTOR DIESEL, ÓLEO HIDRÁULICO
E COMPRESSOR AQUECERÁ.

CUIDADO

NÃO DESCONECTAR OS CABOS DE BATERIA COM O


MOTOR EM FUNCIONAMENTO, POIS PODEM OCORRER
PICOS DE TENSÃO DE ATÉ 300 VOLTS QUE PODERÃO
DANIFICAR O CIRCUITO ELÉTRICO.
SEMPRE REMOVA O CABO DE BATERIA NEGATIVA (-)
ANTES DO CABO DE BATERIA POSITIVA(+) E COLOQUE
O POSITIVO ANTES DO NEGATIVA (-) PARA EVITAR
FORMAÇÃO DE ARCO E DANIFICAÇÕES DE
POTENCIALIDADE.

c) Esteja certo que a BAIXA PRESSÃO DE ÓLEO DO MOTOR e ALTERNADOR NÃO


CARREGANDO luzes serão acesas.

14
d) Esteja certo que descarga de energia, alta temperatura do motor, baixa pressão de óleo do
motor luzes são acesas.

ALERTA

À qualquer momento o botão de emergência pode ser


apertado para parar o equipamento no momento da
emergência somente.

e) Assegure o funcionamento do motor por alguns minutos para assegurar o próprio


aquecimento.

f) Operação em ambiente de temperatura baixa 0 °C provavelmente irá requerer consideração


especial à ser dada para o motor. Opere o motor em velocidades moderadas por 5 minutos
antes de ser colocado em carga total.

ATENÇÃO

mantendo-se o motor de partida acionado de forma


contínua ou não, por 30 segundos, num intervalo de 2
minutos, o circuito interno impedirá o acionamento do
motor de partida por 2 minutos, como forma de proteção
ao motor de partida.
Nota: Para o funcionamento desta proteção na operação
de partida do motor, a chave não deverá ser retornada à
posição zero.
Recomenda-se que toda nova partida, após parada do
motor, se inicie da posição zero da chave de partida.

5.3.1 Ligando Motor Diesel e deslocando equipamento (desligando para transporte)

Obs. Ao iniciar a primeira partida do equipamento se necessário (caso o motor não inicie),
bombear óleo diesel através do procedimento abaixo:

1.1 Abrir tampa lateral (carenagem) da máquina;


1.2 Soltar tampa da bomba no sentido anti-horário;
1.3 Bombear (com movimento para cima e para baixo);
1.4 Apertar tampa da bomba no sentido horário;
1.5 Certifique que a tampa esteja apertada;

15
a) Ligar a máquina virando a chave de partida que se encontra no painel no sentido horário, da
posição “0” para “Acionamento”;

8
5

7 6

1 2 3 4

Obs.: Quando dado a primeira partida, poderá ocorrer que desligue o motor, nesta situação,
deve desligar a chave “retornando para posição 0”, e seguir o passo descrito no item a).

b) Deixar o motor diesel ligado durante 3 minutos sem acionar qualquer comando.

c)Acionar a alavanca do cilindro numero 4 (Acionamento para esquerda: o boom sobe,


Acionamento para Direita o Boom desce), fazendo com que o boom movimente para cima,
livrando, o contato das mangueiras sobre o solo.

CUIDADO

Certificar que o equipamento não apresente partes em


contato (mangueiras, lança, etc).

16
d) Acionar as alavancas de Tração juntas para andar em linha reta, e alternadas para virar.

e) Para movimentação do equipamento, colocar a lança na posição como demonstrado na


figura abaixo:

f) Chegando na posição de parada, acionar novamente o cilindro numero 4 (Acionamento para


esquerda: o boom sobe, Acionamento para Direita o Boom desce), apoiar a ponta da lança ao
solo (como demonstrado na figura abaixo).

17
Lança
Feed (mast)
g) Antes de desligar o equipamento, certificar que encontra-se em posição horizontal, como
demonstrado na figura abaixo:

ATENÇÃO

Antes de desligar o equipamento, deixar em marcha lenta,


sem acionar qualquer comando por 3 minutos.

HORIZONTAL

h) Desligar chave de partida através do painel, retornando a posição “0”.

i) Deixe a chave de partida do painel;

ATENÇÃO

Sempre que for subir ou descer uma rampa acione o


cilindro numero 6 para livrar partes do equipamento
se toque.

j) Após o equipamento estar posicionado e desligado para transporte, retire os cabos da


bateria, sendo que primeiro desligar o cabo negativo (-) e depois o cabo positivo (+).

18
5.4. Amarrando o Equipamento

Sempre que for amarrar o equipamento para transporte, utilize os pontos recomendados como
mostra a figura abaixo.
Fixar através de cinta ou similar na roda dianteira e traseira dos 2 lados do equipamento.
TRASEIRA DIANTEIRA
REAR FRONT

Fixar através de cinta ou similar na ponta da lança puxando para 2 lados

5.5 Desligando o motor Diesel

a) Desligue a válvula de limpeza (compressor de ar);


b) Coloque todas as alavancas na posição de neutro ou desligada;
c) Assegure que o motor fique inativo por alguns minutos (mínimo 2 minutos) para baixar a
temperatura do motor antes de desliga-lá.
d) Gire a chave de ignição para a posição desligar ( 0 ).
e) Botão de parada mantê-lo pressionado até a completa parada do motor e em seguida, girar
a chave de partida para a posição zero, desligando o painel.

ATENÇÃO

NÃO UTILIZAR SOLVENTES NA LIMPEZA DAS


SUPERFICIES COM GRAVAÇÃO

19
5.6 Tração

Os números indicados na foto ao lado são:

1- Linha de entrada ou retorno;

2- Dreno do motor de tração;

3- Linha de saída ou retorno;

4- Freio Entrada ou retorno;

5- Segunda velocidade do motor de tração

5.7 Rebocando

ALERTA

A máquina pode ser rebocada por um trator ou outra


máquina pesada. Para preparar a máquina para reboque,
execute os seguintes passos na seqüência dada:

ATENÇÃO

NÃO TENTE REBOCAR O EQUIPAMENTO AO MENOS


QUE ESTEJA COMPLETAMENTE FAMILIAR COM TODOS
OS CONTROLES DESTE EQUIPAMENTO.

a. Coloque a lança na posição horizontal, abaixe o suficiente para o solo mas suba o suficiente
para livrar-se de obstáculos.

b. Verifique na frente e atrás de ambos os lados da esteira.

c. Desparafuse 2 parafusos que estão localizados, mostrados na


foto ao lado.

d. Gire esta tampa, e tire fora;

e. Retire o eixo estriado localizado dentro da transmissão e


coloque a tampa na posição inicial;

f. Aperte os 2 parafusos;

g. O equipamento estará livre para reboque;

20
h. Conecte a máquina em um trator ou outra máquina pesada que moverá o equipamento;

i. Certifique que ao rebocar as esteiras estão rodando;

j. Reboque o equipamento para a localização necessária;

k. Certifique a posição de engate do reboque, não danificando partes do equipamento.

ATENÇÃO

SISTEMA DE PRESSÃO DO FREIO DEVE CONTINUAR


EM 0 psi (0 kPA) DURANTE A OPERAÇÃO DO
EQUIPAMENTO. NÃO OPERE O EQUIPAMENTO SE A
PRESSÃO ESTIVER PRESENTE NO SISTEMA.

5.8 Sistema de Controle de Pó.

ALERTA

Durante qualquer operação de perfuração, deve-se


trabalhar com o coletor de pó ligado.

ATENÇÃO

NUNCA FIQUE NA DIREÇÃO DA SAÍDA DE AR DO


COLETOR DE PÓ

5.8.1 Composição do Sistema Coletor de Pó.

a. Sistema de Coletor de Pó Primário

O coletor de pó primário elimina os grãos de rocha maiores.

b. Sistema de Coletor de Pó Secundário

O coletor de pó secundário elimina os grãos de rocha menores (pó).

c. Sistema de limpeza dos filtros(Coletor de Pó eletrônico)

A CLP que controla todo o sistema, principalmente limpeza dos filtros, está localizado no
inclinômetro, no painel de comando central.

ALERTA

Após terminar a operação é recomendado desligar a


chave de partida.

21
d. Liga-Desliga Coletor de pó .

A alavanca 26 é utilizado para ligar ou desligar a turbina que irá coletar o pó. Quando
selecionado esta alavanca, automaticamente o coletor de pó irá funcionar ou parar.
Conforme item 26 do tópico 5.1.

ALERTA

Quando encontrar água em uma furação deverá desligar


o coletor de pó.

5.8.2 Operando Coletor de Pó.

Para usar o sistema de controle de pó durante qualquer operação de perfuração, execute os


seguintes passos na seqüência dada:

a. Ligue a máquina, como mostrado no tópico 5.3;

b. Acione a alavanca como mostrado (conforme item 26 do tópico 5.1)

c. Posicione o equipamento.

d. Antes de iniciar a perfuração, acione a alavanca, liga-desliga mostrado no tópico 5.1 item 26.

ALERTA

Tire fora o filtro e limpe cada 2 dias para assegurar o


máximo de eficiência do coletor de pó.

5.8.3 Trocando Filtros

ATENÇÃO

NÃO TENTE TROCAR O FILTRO AO MENOS QUE O


EQUIPAMENTO ESTEJA DESLIGADO.

Para executar a substituição dos filtros do coletor de pó, siga os passos na seqüência dada.

a- Abra a tampa do coletor principal (secundário), localizado na lateral do equipamento

b- Solte os parafusos de fixação dos filtros

c- Retire os filtros e substitua

22
5.9 Perfurando com água no furo.

Se encontrar água quando perfurar, execute os seguintes passos na seqüência dada:

a. Puxe as alavancas de percussão em neutro, avanço e rotação para trás.

b. Desligue a alavanca do coletor de pó, que mostra o tópico 5.1 item 26;

c. Mantenha a perfuração sem coletor de pó.

d. Se a água não é notada no furo e os filtros são molhados com pó e água, então deve-se
secar, limpar ou trocar os filtros.

5.10 Procedimento de perfuração

Para iniciar o equipamento para perfurar, execute os seguintes passos na seqüência dada:

ATENÇÃO

NÃO TENTE PERFURAR COM A MÁQUINA AO MENOS


QUE VOCÊ ESTEJA TOTALMENTE FAMILIAR COM
TODOS OS CONTROLES E INDICADORES DESTA
MÁQUINA.

ALERTA

Durante qualquer operação de perfuração, deve -se


trabalhar com o coletor de pó.

a. Retorne a perfuratriz para o topo da lança;

b. Conecte a extensão da haste e um bit na perfuratriz.

c. Posicione a lança da perfuratriz e boom ao nível ou ângulo desejado;

d. Esteja certo que a ponta da lança está firmemente contra o solo. Quando perfurando
verticalmente aplique uma força sobre a rocha. Isto aplica peso suficiente na lança da
perfuratriz prevenindo sair fora enquanto perfura.

ATENÇÃO

O CONTROLE DA PERCUSSÃO DA PERFURATRIZ NÃO


DEVE SER USADO ENQUANTO INSTALANDO OU
APERTANDO A LUVA OU HASTE, ISTO É, POSSÍVEL
QUE DANIFIQUE AS ROSCAS QUANDO O CONTATO
COMPLETO DAS ROSCAS NÃO É FEITO.

23
ALERTA

Sempre engraxe todas extensões e conexões da haste, para


ser fácil de desconectar e para a vida longa da ferramenta.

e. Vire o botão de controle de sopro no sentido horário para fornecer limpeza de ar no furo para
o bit.

f. Devagar empurre para baixo alavanca de controle do Avanço, fazendo com que empurre a
perfuratriz com o bits abaixo do centralizador, até encontrar rocha. Feche e trave o
centralizador.

CUIDADO

MANTENHA LIMPA EXTENSÃO DE ROTAÇÃO DA HASTE


E PEÇAS.

g. Inicie a rotação, puxando para baixo, a alavanca de controle da rotação da perfuratriz ;

h. Devagar puxe para baixo a alavanca de controle de Avanço e percussão abaixando para
formar o colar do furo (neste passo nunca acione totalmente a alavanca);

i. Uma vez que o furo tenha o colar, a alavanca de controle de avanço e percussão pode ser
acionada totalmente para baixo e o furo pode ser perfurado (sempre regule o avanço com
pressão ideal).

j. Após o furo ter sido perfurado, puxe a alavanca de controle de percussão,em neutro

k. Puxe a alavanca de controle da rotação da perfuratriz em neutro

l. Puxe a alavanca de controle de avanço para cima fazendo a limpeza do furo .

ALERTA

Referente ao tópico 5.10 se a extensão das hastes é para


ser adicionadas, se não, continue com os passos deste
paragrafo.

m. Desça até o fundo do furo , desligue a rotação com pouca pressão sobre a rocha, acione a
alavanca de percussão rapidamente para dar curtos estouros, fazendo assim a soltura da
haste.

ALERTA

Esteja certo para usar a rotação para trás então o bit não irá
desenroscar.

n. Ligue o botão de controle de sopro no sentido anti-horário para desligar a limpeza de ar no


furo para o bit.

24
o. Acione a alavanca da rotação para soltar a haste,

p. Puxe a alavanca de controle de avanço para cima, e suba a extensão o suficiente para que
o acoplamento entre as duas extensões das hastes estejam acima do centralizador.

5.11 Adicionando Hastes

ALERTA

Passos “c” até “l” ou Paragrafo 5.9 deve ser sugerido


para adicionar uma extensão na haste.

ATENÇÃO

NÃO É RECOMENDADO REBATER AS HASTE EM CIMA


DO CENTRALIZADOR.

a. Abrir o centralizador;

b. Repita o parágrafo 5.9 de “ E “ a “ P “;

c. Feche o centralizador;

d. Acionar a alavanca da garra do trocador para direita fazendo com que abra a garra;

e. Acionar a alavanca de avanço do trocador para frente, isto deve avançar até a haste que se
encontra no carretel;

f. Acionar a alavanca da garra do trocador para esquerda fazendo com que feche a garra;

g. Acionar a alavanca de avanço do trocador para trás, isto deve recuar a haste;

h. Acionar a alavanca de giro do trocador para esquerda, e isto deve ficar no alinhamento da
perfuratriz;

i. Acionar a alavanca de rotação para trás;

j. Acionar o botão de segunda velocidade no sentido anti-horário, deixando assim o avanço


lento;

k. Acionar a alavanca de avanço para trás, até que efetue a junção das hastes;

l. Colocar as alavancas de avanço e rotação em neutro;

m. Acionar a alavanca da garra do trocador para direita fazendo com que abra a garra;

n. Acionar a alavanca de avanço do trocador para trás, isto deve recuar a garra;

25
o Acionar a alavanca da garra do trocador para esquerda fazendo com que feche a garra;

p. Acionar a alavanca de giro do trocador para direita, e isto deve mover-se na direção do
carretel;

q. Repita o parágrafo 5.9 de “ E “ a “ P “;

ALERTA

Refira-se para os passos “a” até “q” deste tópico para


adicionar mais extensões da haste, se não, refira -se ao
tópico 5.11 para remover extensões da haste

5.12 Removendo Hastes

ALERTA

Passos “a” até “l” do tópico 5.9 deve ser executado em


ordem para remover uma extensão da haste.

a. Puxe a alavanca de Avanço colocando pouca pressão sobre a rocha.

b. Puxe a válvula de controle da perfuratriz rapidamente para dar curtos estouros da ação do
martelo para brecar a perca da extensão da haste.

ATENÇÃO

NÃO É RECOMENDADO REBATER NO


CENTRALIZADOR.

c. Abra o centralizador;

d. Puxe a alavanca de controle de avanço para frente, e suba a extensão o suficiente para que
o acoplamento entre as duas extensões das hastes estejam acima do centralizador.

e. Feche o centralizador;

f. Ligue o botão de controle de sopro no sentido anti-horário para desligar a limpeza de ar no


furo para o bit.

g. Acionar a alavanca de giro do trocador para esquerda, e isto deve ficar no alinhamento do
martelo;

h. Acionar a alavanca da garra do trocador para direita fazendo com que abra a garra;

i. Acionar a alavanca de avanço do trocador para frente, isto deve avançar até a haste ;

j. Acionar a alavanca da garra do trocador para esquerda fazendo com que feche a garra;

26
k. Puxe a alavanca de controle da rotação para trás, fazendo com que obtenha um leve
travamento somente entre o punho e a haste;

l. Acionar a alavanca da garra do trocador para direita fazendo com que abra a garra somente
um pouco, fazendo a guia da haste;

m. Puxe a alavanca de controle da rotação e avanço para frente, fazendo com que solte a
junção das hastes, subindo até ultrapassar a base de haste no trocador de haste;

n. Coloque as alavancas de rotação e avanço em neutro;

o. Acionar a alavanca da garra do trocador para esquerda fazendo com que feche a garra;

p. Puxe a alavanca de controle da rotação e avanço para frente, fazendo com que solte a
junção da haste com o punho da perfuratriz;

q. Acionar a alavanca de avanço do trocador para trás, isto deve recuar a haste;

r. Acionar a alavanca de giro do trocador para direita, isto deve deve ficar no alinhamento do
carretel;

s. acionar a alavanca de avanço do trocador para frete, isto deve avançar em direção ao
carretel;

t. Acionar a alavanca da garra do trocador para direita fazendo com que abra a garra;

u. Acionar a alavanca de avanço do trocador para trás, isto deve recuar a garra;

v. Execute passos “A” até “T” deste paragrafo para remover mais extensões da hastes.

ALERTA

Se o equipamento tiver trocador de haste, deve usar


haste Macho - Fêmea (com luva já acoplada na haste).

27
6. MANUTENÇÃO PARTE RODANTE

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para manter corretamente a


esteira da MW-4000 SC.

A Parte Rodante consiste do lado direito e esquerdo. Cada esteira montada inclui roda guia,
roda motriz, esticador esteira (manual, através de graxa), roletes da esteira e sapatas.
.
6.1 Lubrificação

A roda guia e eixo do truck deve ser lubrificados periodicamente.

ALERTA

O rolete da esteira são “marcados com tempo de vida” e


não requerem lubrificação periódica. No evento de selos
se tornarem danificados, o óleo de lubrificação vazará
para fora e a manutenção deve ser executada
imediatamente.

6.2 Ajustes

Para assegurar vida e performance máxima do equipamento, é importante que os ajustes


sejam feitos periodicamente checados e reajustados quando necessários.

6.3 Tensão da Esteira

A própria tensão deve ser mantida na esteira para que não venha sair fora da roda guia e
motriz.

a. Guie a carreta sobre um largo bloco de madeira (4 à 5 polegadas). Apenas a distância


suficiente para que a esteira comece a subir no bloco. Isto tira a folga do fundo da esteira

b. Esteja certo que o pino da esteira esta centrado dentro dos guias do rolete , roda guia e roda
motriz. Medir a folga que não deve ter mais que 1/2” in. (12,7 mm). Use os seguintes passos
para apertar ou soltar a esteira para a tensão correta.

I. Para apertar a Esteira – Bombeie a graxa através do esticador ajustando a


tensão correta.

II. Para soltar a esteira – Solte o adaptador do esticador, e assegure que a graxa
corra fora. Não remova a engraxadeira. Uma vez que a tensão correta é
alcançada, aperte a engraxadeira ajustando ao torque 35-45 lb-ft
(510,7 – 656,6Nm).

28
6.4 Manutenção

Para assegurar vida e performance máxima do equipamento, é necessário que a manutenção


seja feita antes de sérios danos ocorrerem. É importante estar precavido quando executando
qualquer serviço. O geral conhecimento do sistema e dos componentes é importante antes da
remoção ou desmonte de qualquer componente. A seguir está uma lista de precauções
básicas que sempre devem ser observada:

a. Sempre vista roupas de proteção (óculos de segurança, sapatos, luvas, protetor


auricular,etc);

b. Leia e entenda todas precauções de segurança e instruções fornecidas;

c. Faça todos os reparos em superfície reta, dura, nivelada. Bloqueie a máquina para evitar
qualquer movimento e se necessário apoie a máquina.

d. Todas as peças de reposição devem ter iguais ou de melhores qualidade que aquelas
colocadas inicialmente.

e) Use somente peças de reposição WOLF.

6.5 Montagem e desmontagem da corrente da Esteira

ALERTA

Os seguintes procedimentos dados serão idênticos para


ambas montagem da corrente da esteira.

Antes de executar qualquer manutenção , leia e entenda Tópico 6.5 desta seção.

a. Inspeção: Antes de remover a esteira montada, execute uma inspeção usando os


seguintes passos.

I. Verifique o diâmetro da bucha externa, não podendo apresentar diferentes


diâmetros.

29
II. Verifique a folga entre a bucha e o pino.

III. Se o desgaste interno ou externo for exagerado, os pinos e buchas devem ser
trocados.
A substituição deve ocorrer antes das buchas e pinos estarem destruídos, ou
antes das buchas ficarem finas o suficiente para quebrarem em serviço.

ATENÇÃO

NÃO DEIXE OS PINOS E BUCHAS FICAREM QUASE


DESTRUÍDOS. ISSO IRÁ CAUSAR UM DESGASTE NA
RODA GUIA, MOTRIZ E ROLETES.

IV. Verifique o desgaste dos links da esteira. Os links tem somente uma superfície de
desgaste; a superfície de contato com os roletes, roda motriz, e roda guia.

V. Com o desgaste da esteira, a bucha tende subir para o lado mais alto dos dentes
da roda dentada. Este movimento pode ser agravado pelo desgaste nos próprios
dentes, e se isto for grande o suficiente, a roda dentada girará na corrente.

ATENÇÃO

SOBRE OUTRAS CIRCUNSTÂNCIAS DEVE O DESGASTE


COMBINADO USO DOS DENTES DA RODA DENTADA E
SER ASSEGURADO PARA SE TORNAR SEVERO
BASTANTE PARA ASSEGURAR QUE A RODA DENTADA
GIRE NA CORRENTE

b. Remoção e Desmontagem: A esteira é montada junto com um pino mestre e pode ser
separada . Use os seguintes passos para remover a esteira montada:

I. Posicione a máquina em uma superfície plana e dura.


Nivele o pino mestre da esteira no meio da roda lisa. O pino mestre pode ser
identificado por “X” no centro de um fim ou por 2 diâmetros. Veja figura abaixo:

30
II. Levante a truck principal, alto o suficiente para a corrente da esteira ser puxada
uma vez que este tenha sido desconectado. Seguramente apóie o truck principal
no satisfatório posto.

III. Solte o engraxador ajustando o cilindro de tensão da esteira montada, e a graxa


deve correr para fora até a que a esteira da tração seja aberta. Se tiver qualquer
dúvida veja Tópico 6.3 acima.

CUIDADO

QUANDO GUIANDO O PINO MESTRE DENTRO OU FORA,


USE ÓCULOS DE SEGURANÇA.

IV. O pino mestre é apertado junto ao link da esteira com uma luz suficiente de
ajuste, isto pode ser removido com um martelo. Os outros pinos são montados
com muito ajuste de aperto e devem ser removidos com uma pressão. O pino
pode ser montado de qualquer lado da esteira.

V. As sapatas são parafusadas nos links da esteira .

c. Instalação: Após a esteira ter sido reparada, instale novamente como segue:

I. Com o truck da esteira levantado e apoiado, posicione a esteira embaixo dos


roletes.

II. Baixe o truck da esteira sobre a esteira.

CUIDADO

QUANDO COLOCANDO O PINO MESTRE OU TIRANDO,


USE ÓCULOS DE SEGURANÇA. É POSSIVEL VOAR
ESTILHAÇO DE AÇO.

31
IV. Junte os dois fins da esteira e inserte o pino mestre. Guie o pino com uma
marreta de forma pesada.

V. Aperte a engraxadeira ajustando o cilindro de tensão da esteira montada. Ajuste


como descrito no Tópico 6.3.

6.6 Montagem e desmontagem da roda guia

Para a máxima vida da esteira e da roda guia, deve ser propriamente posicionada na armação
da esteira (truck).

a. A roda guia deve estar perpendicular ao truck da esteira.


b. A roda guia deve estar localizada a um mínimo de distância entre os dois lados das abas do
truck da esteira.
c. A roda guia deve ser centrada entre os canais do truck da esteira.

ALERTA

Os passos a seguir irão dar os procedimentos a serem


aplicados para ambos os lados.

Antes de executar qualquer manutenção , leia e entenda Tópico 6.5 desta seção.

a. Remoção (veja foto abaixo.)

I. Remova a esteira montada . (refira-se ao Tópico 6.6)


II. Desengate os guias (1) do ajuste da esteira
III. Deslize para frente do truck a roda guia , através de alavanca ou similar.
IV. Levante o equipamento onde ficará o suficiente entre a esteira e o truck, para
retirar a roda.

b. Desmontagem ( veja foto abaixo)

I. Remova os parafusos (9).


II. Remova o guia do esticador (8)
II. Remova os pinos (7).

32
III. remova os guias da roda guia (1)
IV. Coloque a roda na prensa e retire o eixo N°4.
V. Remova os retentores N°3.
V. Remova os rolamentos N°2.

c. Limpeza e inspeção

I. Lave completamente todas as peças com um solvente de limpeza aprovado


antes da inspeção.

II. Inspecione os rolamentos (2) por danos e uso, se até mesmo eles parecerem
estar em boas condições troque-os;

III. Inspecione o eixo (4) para riscos, cortes, desgastes, etc..., Remova menores
imperfeições com pano. Se tiver um desgaste, troque-os

IV. Troque os retentores (3) , até mesmo se eles parecerem estar em boas
condições.
V. Troque os pinos (7)
VI. Inspecione os guias (1), se tiver desgaste troque-os.

d. Montagem
ATENÇÃO

A RODA ESTA EQUIPADA COM UM ENGRAXADOR


(GRAXA) ISSO PREVINE QUE O OPERADOR UTILIZE UM
SISTEMA PRESSURIZADO DE LUBRIFICAÇÃO. INSIRA
GRAXA SEM PRESSÃO.

33
I. Instale novos rolamentos (2) sobre a roda ;
II. Coloque a roda na prensa e instale o eixo N° 4 apoiando o outro lado sobre os
rolamentos através de uma bucha;
III. Instale os retentores (3)
III. Coloque os guias (1);
IV. Coloque os pinos (7);
V. Coloque o guia do esticador (8)
VI. Aperte os parafusos (9)

e. Instalação

a. Eleve a roda sobre a armação da esteira e centralize os guias sobre seu alojamento. Com
uma marreta coloque a roda guia até encostar no esticador.

ALERTA

A engraxadeira deve ficar no lado de fora da esteira.

b. Instale a corrente da esteira e ajuste a tensão correta, se precisar de mais informações


verifique Tópico 6.6.

6.7 Remoção e instalação do rolete da esteira

ALERTA

Os procedimentos a seguir darão idênticas informações


para os dois lados.

Antes de executar qualquer manutenção, leia e entenda Tópico 6.5 desta seção.

a. Remoção
II. Solte a válvula do esticador da esteira
III. Levante a esteira para cima, o bastante para que fique livre (corrente da esteira)
para remover os roletes da esteira.
I. Remova as porcas, arruelas que seguram os roletes no suporte do truck.
III. Remova o rolete da esteira.

34
e. Instalação

IV. Levante a esteira para cima, o bastante para que fique livre (corrente da esteira)
para remover os roletes da esteira.
I. Instale o rolete
II. Aperte a válvula do esticador da esteira
III. Estique a esteira

6.8 Montagem e desmontagem do Rolete Superior

ALERTA

Os procedimentos a seguir darão idênticas informações


para os dois lados.

Antes de iniciar qualquer manutenção, leia e entenda sobre o Tópico 6.5.

a. Remover

I. Solte a válvula do esticador da esteira


II. Levante a esteira para cima, o bastante para que fique livre (corrente da esteira)
para remover os roletes superiores.
III. Remova as porcas, arruelas que seguram os roletes no suporte do truck.
IV. Remova o rolete superior da esteira.

b. Desmontar

I. Remova a engraxadeira (3);


II. Posicione o rolete sobre uma prensa e apoie o rolete em uma bucha.
III. Prense o eixo (1) até estar livre. Remova o eixo (1) .
IV. remova os retentores (4).
V. Remova o anel (6) .
VI. Remova o rolamento (7) .

c. Limpeza e Inspeção

I. Lave completamente todas as peças com um solvente de limpeza aprovado


antes da inspeção.
II. Limpe o rolete central (2). As cavidades internas do centro devem estar livre de
sujeira , pedaços , graxa velha, e outros materiais externos.
III. Inspecione os rolamentos (7) por danos e uso;
IV. Inspecione o eixo (1) por arranhões,cortes,etc... Remova menores imperfeições
com pano. Se o eixo (1) estiver muito danificado ou gasto, troque o eixo;
V. Troque o retentor (4) quando recondicionar os roletes, até mesmo se parecerem
estar em boas condições.

35
d. Montagem

I. Instale os rolamentos (7) sobre o rolete


II. Instale o anel (6)
III. Coloque o rolete na prensa e instale o eixo N° 1 apoiando o outro lado sobre os
rolamentos através de uma bucha;;
IV. Coloque os retentores (4) .
V. Coloque a engraxadeira (3)

e. Instalação

I. Levante a esteira para cima, o bastante para que fique livre (corrente da esteira)
para remover os roletes da esteira superiores.
II. Instale o rolete;
III. Aperte a válvula do esticador da esteira;
IV. Estique a esteira.

36
7. MANUTENÇÃO DO BOOM , GUIA, LANÇA E MONTAGEM DA PERFURATRIZ

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para manter corretamente o


boom, guia e montagem da perfuratriz MW-4000 SC.

7.1 Lubrificação

O boom e o braço principal do equipamento devem ser lubrificado e consertado de acordo


com o tópico 13, tabela 1 deste manual de instrução.

7.2 Ajustes

Para assegurar vida e performance máxima da máquina, é importante que os ajustes sejam
feitos periodicamente e reajustados quando necessários.

7.3 Tensão da corrente do avanço

37
É necessário fazer ajustes periódicos na corrente.
Para manter a tensão correta siga os passos abaixo:

1- Soltar a porca (27)


2- Aperte o parafuso (26) até conseguir a tensão desejada. O ideal é que a corrente fique bem
esticada, sem folgas.
3- Aperte a porca (27) travando-a.

7.4 Montagem da mesa

O lado de fora da lança da perfuratriz irá desgastar normalmente, causando movimento


excessivo na mesa ou guias.

a. Posicione a lança de forma que fique favorável a retirada das guias (1 e 3).

b. Solte os parafusos (6) que seguram as guias.

c. Realinhar os guias (1 e 3), se necessário tire ou coloque calços (4);

e. Aperte os parafusos (6);

f. Corra a mesa para cima e para baixo, verifique se seu deslizamento esta perfeito.

ALERTA

Será necessário trocar a mesa ou guias. São peças de


desgaste.

38
7.5 Manutenção

Para assegurar vida e performance máxima do equipamento , é necessário que a manutenção


seja feita antes que sérios danos ocorram. É importante ter precaução quando executar
qualquer serviço. Um conhecimento geral do sistema e componentes é importante antes de
remover ou desmontar qualquer parte. A seguir está uma lista de precauções básicas que
sempre devem ser observadas:

a. Sempre use roupas apropriadas (óculos de segurança, sapatão, luvas, etc..);

b. Leia e entenda todas as precauções e instruções de segurança;

c. Quando fazer qualquer reparo no equipamento colocar em local plano, duro. Freie o
equipamento prevenindo que se movimente;

d. Somente utilize peça original WOLF.

7.6 Boom

ALERTA

Antes executar qualquer manutenção , leia e entenda


Tópico 7.5 desta seção.

7.7 Montagem e desmontagem do boom

ALERTA

Quando a extensão do tubo do boom é puxada fora do


tubo do boom, guias deslizarão para fora. Grave o
número em cada lado para remontagem. Não remova as
guias ao menos que estejam gastos ou danificados.

I. Recue todo o boom


II. Remova a tampa (37)
III. Remova o raspador (38)
IV. Retire os parafusos e arruelas (35 e 39)
V. Apoie o boom através de guincho ou similar que suporte o peso
VI. Avance o boom, fazendo com que as guias e calço (3 e 4) saiam do boom
VII.Retire as mangueiras conectadas da perfuratriz, redutor, trocador de haste e
graxa (todas as mangueiras retiradas devem ser tampadas impedindo a
contaminação)
VIII.Retire a lança completa com ajuda de guincho ou similar
IX. Remova as mangueiras hidráulicas do cilindro
X. Remova os pinos (15 e 17);
XI. Retire o cilindro de extensão do boom
XII. Retire o boom

39
7.8Cilindro de Extensão do Boom (7) - (Opcional)

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção, leia e entenda


Tópico 7.5 desta seção.

a. Remoção

1- Posicione o boom na posição horizontal;


2- Incline toda lança através do cilindro (3) livrando a retirada do cilindro
3- Incline toda lança através do cilindro (2) livrando a retirada do cilindro
4- Remova as mangueiras hidráulicas do cilindro
5- Remova os pinos (15 e 17);
6- Retire o cilindro de extensão do boom
b. Instalação

40
1- Coloque o cilindro de extensão do boom
2- Coloque os pinos (15 e 17);
3- Conecte as mangueiras hidráulicas do cilindro;

7.9 Montagem e Desmontagem do Giro e Movimento

ALERTA

Antes de fazer qualquer manutenção, leia e entenda o


Tópico 7.5.

a. Desmontagem

I. Posicione a montagem do boom na posição horizontal;


II. Retire as mangueiras conectadas da perfuratriz, redutor, trocador de haste e
graxa (todas as mangueiras retiradas devem ser tampadas impedindo a
contaminação)
III. Remova o cilindro numero 1 guia de movimento, retirando seus pinos
IV. Usando uma elevação que seguramente suportará o peso da lança, remova
todos parafusos que seguram a lança;
V. Usando uma elevação que seguramente suportará o peso do boonzinho, remova
os tres parafusos do boonzinho, retire a tampa (30);
VI. Retire o pino (18)
VII. Remova o giro da articulação.

b. Montagem

ALERTA

Remova e troque qualquer bucha que esta usada, riscada


ou quebrada.

I. Junte o giro da articulação., coloque os pinos (18) e travas (33);


II. Usando uma elevação que seguramente suportará o peso do boonzinho, coloque
os três parafusos do boonzinho, coloque a tampa (30);
VIII.Usando uma elevação que seguramente suportará o peso da lança, coloque
todos parafusos que seguram a lança;
IX. Usando uma elevação que seguramente suportará o peso do cilindro
guia,coloque o pino;
X. Coloque o cilindro numero 1 guia de movimento
XI. Conecte as linhas hidráulicas do giro e movimento dos cilindros hidráulicos
(cilindros 1, 2 ,3);
XII.Coloque a montagem da lança completa e conecte as mangueiras

41
7.10 Montagem da Lança

ALERTA

Antes de fazer qualquer manutenção leia e entenda o


Tópico 7.5.

a. Remoção

I. Posicione a montagem do boom na posição mais próxima da horizontal;


II. Retire as mangueiras conectadas da perfuratriz, redutor, trocador de haste e
graxa (todas as mangueiras retiradas devem ser tampadas impedindo a
contaminação)
III. retire a perfuratriz
IV. retire o esticador de mangueiras
V. Retire a corrente
VI. Retire o redutor
VII.Desconecte as mangueiras do cilindro 1
VIII.Retire o pino que segura o cilindro 1
IX. Use uma elevação segura que consiga suportar o peso da montagem da lança
X. Solte os parafusos da guia que segura a lança
XI. Remova a lança. ( Referente ao Paragrafo 7.11);

b. Instalação

ALERTA

Remova e substitua qualquer peça com desgaste,


quebrada.

I. Use uma elevação segura que consiga suportar o peso da montagem da lança
I. Coloque o conjunto de lança montado no giro e no movimento da articulação;
II. Coloque as guias e aperte os parafusos
III.Assegure-se que o cilindro hidráulico de movimento está montado sobre um pino
e duas travas;
IV. Conectar as mangueiras hidráulicas do cilindro hidráulico.
V. Coloque o redutor
VI. Instale a corrente
VII.Coloque o esticador de mangueiras
VIII.Coloque a perfuratriz
IX. Conecte as mangueiras da perfuratriz, redutor, trocador de haste e graxa

42
7.11 Cilindro da extensão da lança (1)

ALERTA

Antes de fazer qualquer manutenção, ler e entender o


tópico 7.5.

a. Remover

I. Posicione a montagem do boom na posição mais próxima da horizontal;


II. Desconecte e cubra as linhas hidráulicas do cilindro de extensão da perfuratriz
guia;
III. Remova dois pino;
IV. Remova o cilindro de extensão da perfuratriz guia da montagem da extensão da
perfuratriz guia.

b. Instalação

ALERTA

Remova e troque qualquer peça que esta usada, riscada


ou quebrada.

I. Deslize o cilindro de extensão da perfuratriz guia sobre a montagem da extensão


guia da perfuratriz e segure com um pino;
II. Junte o cilindro de extensão da perfuratriz guia e segure com um pino;
III. Conecte as linhas hidráulicas com o cilindro de extensão da perfuratriz guia.

7.12 Perfuratriz

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção , leia e entenda o


Tópico 7.5 desta seção.

a. Remover

I. Posicionar o boom e a lança o mais próximo da horizontal;


II. Desconectar as linhas do sistema hidráulico (martelo)
III. Use um guincho que suporte o peso do martelo;
IV. Remover 4 parafusos e arruelas, que segura o martelo na mesa.

b. Montagem e Desmontagem

Para operação instruções, procedimentos de montar ou desmontar refira-se ao manual de


instrução do martelo

43
c. Instalação

I. Coloque o martelo sobre a mesa com parafusos, arruelas e porcas;


II. Conectar as mangueiras;
III. Verificar se o martelo está com firmeza na mesa.

7.13 Cilindros Hidráulicos

Para executar qualquer trabalho de manutenção nos cilindros hidráulicos, refira-se ao Tópico 8.

8. MANUTENÇÃO DO SISTEMA HIDRÁULICO

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para correta manutenção do


sistema hidráulico da máquina de perfuração MW-4000 SC.

8.1 Lubrificação

O sistema hidráulico da máquina deve ser servido conforme Tópico 13 deste manual de
instruções. Referindo ao Tópico 13 para intervalos de lubrificação.

8.2 Ajustes

Para assegurar vida e performance máxima, cheque periodicamente e reajuste quando


necessário.

8.3 Bomba Hidráulica

ALERTA

Falha por falta de óleo ou corpos estranhos resultará na


imediata destruição da bomba.

Todo abastecimento de óleo hidráulico deve ser filtrado.

Esteja certo que a carcaça da bomba esteja totalmente


com óleo hidráulico antes de iniciar o equipamento

8.4 Procedimento de ajuste do freio

a. Cheque os seguintes itens antes de fazer qualquer ajuste no freio.

i. Verifique a tensão da corrente da esteira. (referente ao Tópico 6.6) deve ser a


mesma para ambos os lados.
ii. Centre o boom e a lança igualmente entre a esteira para distribuir o peso.
iii. Verifique o óleo da tração final para contaminação, pedaços de metais, etc.

b. Após as verificações terem sido feitas e o equipamento não frear, ajustes hidráulicos serão
necessários. Siga os seguintes passos abaixo:

44
ATENÇÃO

SEMPRRE PARE O EQUIPAMENTO ENQUANTO FAZ


AJUSTES NO MOTOR DE TRAÇÃO E REINICIE O
EQUIPAMENTO QUANDO TESTADO. ESTEJA SEGURO
QUE NENHUMA PESSOA ESTEJA SOBRE OU ABAIXO
DO EQUIPAMENTO QUANDO TESTANDO MOVIMENTO
OU PRESSÕES. CONDUZA ESTES TESTES EM UMA
ÁREA ABERTA FORA DE MUROS, COLUNAS ,
MÁQUINAS ,ETC.

i. Desligue o equipamento;
ii. Instale um manômetro na válvula que regula pressão
iii. Assegure que as mangueiras estão bem apertadas
iv. Ligue o equipamento
v. Solte a contra porca;
vi. Para ajustar aperte o parafuso (aumenta a pressão para liberar o freio) no sentido
horário, neste caso livrará o freio , se soltar o lado reverso apertará o freio (nunca
exceda a pressão de 40 bar);
vii. Aperte a contra porca;
viii.Faça o teste, se não resolver, proceda para o passo I novamente, até estar
seguro que tudo está ok.

ATENÇÃO

ANTES DE IR PARA O LOCAL DE TRABLHO, VERIFIQUE


O FREIO. ESTÁ OPERAÇÃO É MUITO PERIGOSA.

8.5 Manutenção

Para assegurar vida e performance máxima do equipamento, é necessário que a manutenção


seja feita antes de ocorrer sérios danos. É importante estar precavido quando executar

45
qualquer serviço. Um conhecimento geral do sistema e componentes é importante antes da
remoção ou desmonte de qualquer dos componentes. A seguir uma lista de precauções
básicas que devem sempre ser observadas:

a) Sempre use roupas de proteção ( óculos , sapatos e luvas de segurança, etc);

b) Leia e entenda todas precauções e instruções de segurança fornecidas;

c) Faça todos os reparos em uma superfície reta, dura, nivelada. Bloqueie a máquina para
prevenir qualquer movimento;

d) Todas as peças trocadas devem ter qualidade igual ou melhor que aquelas inicialmente
colocadas.

8.6 Filtro de sucção do óleo hidráulico.

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção , leia e entenda


o tópico 8.5 desta seção.

O filtro de sucção do óleo deve ser trocado nas primeiras 100 horas e a cada 500 horas de
operação. Use os seguintes passos para trocar estes filtros:

a) Remova o plug de dreno do reservatório hidráulico (foto acima), e drene o fluído hidráulico.
(Referente ao tópico 8.10 desta seção);

b)Remova 4 parafusos da flange da mangueira

c) Remova seis parafusos e arruelas que seguram a tampa do filtro de sucção do óleo
hidráulico para o reservatório hidráulico. Remova a tampa do filtro de sucção do óleo
hidráulico;

d) Remova e troque o filtro de sucção do óleo hidráulico.

46
e) Se a junta for danificada quando a tampa do filtro de sucção do óleo hidráulico for removida,
troque a junta.

f) Coloque teflon com cola nos seis parafusos ;

g) Instale a tampa do filtro de sucção do óleo hidráulico e junta no reservatório hidráulico e


segure com seis parafusos e arruelas.

h) Instale a flange de mangueiras e aperte os 4 parafusos

i) Remova capas , conecte mangueiras hidráulicas . Remova selos;

j) Instale plug de drenagem;

k) Referente ao Tópico 8.11 para encher corretamente o reservatório hidráulico.

8.7 Filtros de retorno do óleo hidráulico.

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção , leia e entenda


Tópico 8.5 desta seção.

Há dois filtros de retorno do óleo hidráulico. Estes filtros devem ser trocados nas primeiras 100
horas, e a cada 500 horas de operação. Quando trocar um fltro de retorno do óleo hidráulico,
sempre lubrifique a gaxeta no novo filtro antes de instalá-lo.

ALERTA

Sempre troque os dois filtros.

47
a) Desligue o equipamento

b)Através de chave retire o filtro, solte-os

c)Após a substituição verifique o nível de óleo hidráulico

8.8 Cilindros Hidráulicos.

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção , leia e entenda


Tópico 8.5 desta seção.

O procedimento dado será de natureza geral para desmontagem e montagem dos cilindros
hidráulicos.

8.8.1 Descrição

a. Cilindros de oscilação da esteira (Cilindro 6)


Os cilindros de oscilação da esteira são presos aos braços (trucks) e ancorados na estrutura
principal. Este cilindro controla o movimento do truck (nivelamento do equipamento)

48
b. Movimento do boom (cilindro 5)
i. Cilindro de Movimento do boom(Cilindro 5): O movimento do cilindro de
movimento do boom é fixada com um lado no suporte e boom e o outro lado no
suporte e chassis por pinos chefes. Este cilindro controla a ação de movimento
do boom na lateral.

c. Elevação do boom (cilindro 4)


ii. Cilindro de elevação (Cilindro 4): O cilindro de elevação do boom está fixado no
lado inferior do boom e o outro lado no suporte e chassis por pinos chefes. Este
cilindro controla a ação de levantamento do boom.

d. Avanço do boom (cilindro 7) - Opcional


iii. Cilindro de extensão (Cilindro 7): O cilindro de extensão do boom está localizado
dentro do boom e está ancorado um no fim do tubo de extensão do boom e o

49
oposto no final do tubo do boom através de pinos. O cilindro de extensão controla
o movimento do tubo de extensão do boom para alcance em lugares de difícil
acesso.

e. Movimento da Lança (cilindro 3)


i. Movimento do Cilindro (Cilindro 3): O cilindro é fixado na articulação no suporte
360 e por um braço no boom. O cilindro é usado para elevar ou retornar o angulo
de perfuração (lança).

f- Movimento da lança (Cilindro2)


ii. Cilindro de giro (Cilindro 2): O cilindro de giro está fixado na articulação do
suporte 360 e no suporte do boonzinho. Este cilindro é usado para posicionar o
angulo da lança direita ou esquerda.

50
g. Cilindro de extensão da Lança. (Cilindro 1)
A extensão do cilindro é fixado na lança por suporte e o outro lado no boonzinho através de
pino. O cilindro fornece a potência para estender ou retrair a lança.

51
h. Trocador de haste (garra, giro e avanço)
i. Garra: Tem a função de segurar as haste;

ii. Giro : Este cilindro hidráulico é usado para girar a haste, tirando do magazine ou
colocando para perfurar.

iii. Avanço: Para encaminhar a haste para frente, ou para trás (carretel ou martelo).

52
i. Avanço da coifa Coletor de Pó

Esta coifa é utilizado para captar o pó, indicado acionar somente após posicionar o
equipamento. Apresentando comando dentro da cabina para subir ou descer a coifa.

53
j. Centralizador

Usado para fechar e abrir o centralizador, tem a finalidade de centrar a broca e segurar a haste
na troca.

8.8.2 Desmontagem, Inspeção e Montagem

a. Desmontar
ALERTA

Quando remover um cilindro hidráulico que esta


montado, todos itens necessários devem ser
corretamente suportados para que não possa mover-se.
Use extrema precaução quando remover o cilindro de
elevação do boom.

i. Remova os cilindros. Referente as seguintes seções para instruções de remoção.


ii. Usando uma satisfatória chave de parafusos, solte a porca do cilindro (1)

ALERTA

O embolo do cilindro não pode ser removida da haste do


pistão após ter sido desparafusada do cilindro, por que
não ajustará o olho na haste.

iii. Coloque a haste do cilindro (9), com todas as peças juntas, fora da montagem do
cilindro (8);
iv. Solte a porca (3) da haste ;
v. Escorregue o embolo (2) para fora da haste (9);
vi. Remova o anel (18) ;
vii. Escorregue a porca do cilindro (1) fora da haste (9);
viii.Remova os anéis usados (10, 11, 12, 13, 14, 15);
ix. Remova os anéis (16, 17)

54
b. Limpeza , Inspeção e Reparo

i. Lave todas as peças completamente com solvente e secar com compressor de


ar.

ii. Inspecione todos as peças danificadas. Todas peças tiradas;


iii. Inspecione todas as superfícies seladas para danos e uso. Troque qualquer peça
danificada ou com desgaste.

c. Montagem

Montando o cilindro na ordem reversa de desmontar, trocando todos o-rings, anéis usados,
selos, anéis traseiros, raspador e trava anéis.

55
ALERTA

Todas as peças limpas com óleo hidráulico para ajudar


na remontagem. Troque todos o-rings, selos e anéis de
trás quando reparar um cilindro hidráulico. Estas partes
não estão disponíveis separadamente, mas são
fornecidas no kit de reparo. Refira-se a lista de peças
para detalhes.

ALERTA

Para prevenir danos para os selos quando remontar os


cilindros hidráulicos, use uma fina folha de acetato para
cobrir as linhas e encaixes no cilindro.

ATENÇÃO

SE TUDO DO ACETATO NÃO FOR REMOVIDO, ISTO


PODERÁ PREVENIR OS SELOS DE CENTAR ALÉM
DISTO PEQUENOS PEDAÇOS PODERÃO PARA, PERDER
E VIR A SE HOSPEDAR NO SISTEMA HIDRÁULICO
CAUSANDO FALHAS.

8.9 Reservatório hidráulico

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção, leia e entenda


parágrafo 8.5 desta seção.

O fluído hidráulico deve ser trocado por contaminação ou normal manutenção (nas primeiras
100 horas de funcionamento e a cada 500 horas de funcionamento – Hora do motor diesel),
execute os seguintes passos na seqüência dada:

a. Com o óleo hidráulico na temperatura normal de operação (60° à 100° C), retraindo todos os
cilindros e a perfuratriz para o fundo da lança.

b. Desligando a máquina.

ALERTA

Sempre que uma mangueira é desconectada, coloque a


perda final da mangueira em um satisfatório recipiente
para drenar o óleo hidráulico.

56
c. Remova o plug de drenagem e tampa do reservatório hidráulico e drene o óleo hidráulico;

d. Remova os filtros de retorno do óleo hidráulico .

e. Remova duas linhas de mangueira do fundo do radiador. Drene o radiador e linhas da


mangueiras. Reconecte linhas;

f. Remova duas linhas de mangueiras e dreno das bombas hidráulicas principais. Reconecte
linhas.

g. Remova as linhas abaixo do comando, assegure o dreno e reconecte.

h. Desconecte e encape as mangueiras hidráulicas do filtro de sucção do reservatório


hidráulico.

i. Remova seis parafusos e arruelas da tampa do filtro de sucção do reservatório hidráulico.

j. Limpe o fundo do reservatório hidráulico. Remova toda sujeira e sedimento.

k. Remova e troque os filtros de sucção do óleo hidráulico. (Referente ao tópico 8.6);

I. Se a junta for danificada quando a tampa do filtro de sucção do óleo hidráulico for removida,
troque a junta;

m. Instale Teflon nos seis parafusos;

n. Instale a tampa do filtro de sucção do óleo hidráulico no reservatório hidráulico e segure com
seis parafusos e arruelas;

o. instale novos filtros de óleo de retorno hidráulico.

p. Reabasteça o reservatório hidráulico como requerido.(sempre filtrado)

57
8.10 Diagramas Esquemáticos

Figura em anexo fornece o diagrama esquemático hidráulico para o equipamento.

9. MANUTENÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para manter corretamente o


sistema elétrico da máquina perfuratriz MW-4000 SC.

9.1 Manutenção

Para assegurar uma maior vida e performance do equipamento é necessário que a


manutenção seja feita com cuidado e seriamente. É muito importante ter atenção na
performance de qualquer serviço.

a. Sempre use roupas proteção (óculo de proteção, sapatão e luva);

b. Leia e entenda todas as precauções e instruções;

c. Fazer sempre as manutenções em locais planos, duro. Freie o equipamento assegurando


que não se mova;

d. Sempre utilize peças WOLF.

A única manutenção à ser feita no sistema elétrico é, que se qualquer parte vier a se romper,
soltar, queimar ou sem isolamento, deve ser trocada, reapertada ou reparada imediatamente
para prevenir danos adicionais para outros componentes ou a máquina.

9.2 Diagramas esquemáticos

Figura em anexo fornece o diagrama esquemático elétrico para o equipamento.

58
10. MANUTENÇÃO MOTOR DIESEL

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para manter corretamente a


manutenção.

10.1 Manutenção

Para assegurar uma maior vida útil e performance do equipamento é necessário ser feito a
manutenção, antes que graves problemas aconteçam. É muito importante ter atenção nos
serviços a ser feito.

a. Sempre utilize roupas de proteção (óculo, sapatão e luva, etc..);

b. Leia e entenda todas as instruções de cuidado;

c. Fazer todos os reparos em locais plano, duro. Assegurar que o equipamento encontra-se
bloqueado e não corre risco de movimento;

d. Sempre utilize peças ORIGINAL.

10.2 Manutenção do motor

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção. Leia e entenda


Tópico 10.1 desta seção.

ALERTA

Trabalhando com o motor abaixo ou acima da velocidade


recomendado RPM causará danos para o compressor de
ar e sistema hidráulico.

Refira-se à operação Cummins mantendo manual do equipamento em local de fácil acesso.

Toda manutenção do motor diesel deve ser seguida pelo manual do fabricante Cummins

10.3 Nível de bateria

CUIDADO

NUNCA VERIFIQUE O NÍVEL DA BATERIA COM ALGO


INFLAMÁVEL OU ENQUANTO FUMA. NÃO VERIFIQUE A
BATERIA COLOCANDO OBJETO DE METAL

Cada oito horas remova a capa da bateria e verifique o nível de electrólito. O electrólito deve
ser menos ½ polegada (12.7 mm) acima no topo das tampas. Adicione água destilada somente
para a bateria como requerido.

59
10.4 Nível do combustível diesel

ATENÇÃO

NUNCA DEIXE O EQUIPAMENTO FUNCIONAR COM


TANQUE DIESEL SECO OU POUCO DIESEL.

O nível de combustível diesel deve ser verificado á cada quatro horas de operação. Verifique a
medida do combustível no painel de controle. Adicione combustível diesel como requerido.

ATENÇÃO

SEJA CUIDADOSO COM ÁGUA OU SUJEIRA NO DIESEL.

10.5 Filtro de ar do motor diesel

ATENÇÃO

NUNCA OPERE O EQUIPAMENTO SEM O FILTRO DE AR


LIMPO.

Verifique a cada oito horas de operação o sensor de saturação.

ALERTA

Limpe o filtro com ar atingindo o lado interno e expelir o


pó pelo externo.

ALERTA

Troque o filtro de ar a cada 250 horas de operação ou se


o indicador da operação indicar cor “Vermelha”.

ALERTA

O filtro de ar deve ser limpo todo dia, ou a cada 8 horas.

10.6 Acoplamento do motor

a. (Motor x Bomba)

ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção, leia e entenda


Tópico 10.1 desta seção.

60
=> Remoção

i. Solte os 4 parafusos que prende a bomba hidráulica no suporte e tire-os fora;


ii. Solte os parafusos que seguram o acoplamento, e tire os fora;

=> Instalação

i. Parafuse o Acoplamento com os parafusos no local onde irão trabalhar, até este
momento não aperte os parafusos, apenas encoste;
ii. Parafuse a bomba hidráulica no local e junte os parafusos apertando -os;

ATENÇÃO

Seja cuidadoso com o alinhamento do Acoplamento com


o motor.

iii. Aperte os parafusos como demonstrado na figura abaixo:

Primeiro Aperto: Segundo Aperto:


Deve ser em “X” até que a arruela Deve ser em sentido horário.
fique plana.

61
ALERTA

Antes de executar qualquer manutenção, leia e entenda


Tópico 10.1 desta seção.

=> Remoção
i. Solte os parafusos que segura a flange do compressor no motor diesel e afaste a
unidade compressora;
ii. Solte os 10 parafusos e retire o acoplamento de borracha;

=> Instalação

i. Coloque o acoplamento novo e aperte os 10 parafusos.


ii. Volte a unidade para o local inicial e aperte os parafusos de fixação da unidade.

ATENÇÃO

Seja cuidadoso com o alinhamento do Acoplamento com


o motor.

ALERTA

Antes de executar a montagem, verificar se não tem


partes ou peças danificadas.

10.7 Filtro combustível e Óleo do Motor

Troque o filtro de combustível de acordo com o manual do fabricante do motor diesel.

10.8 Sistema de desligamento de segurança.

A operação do sistema de desligamento deve ser checada todo mês, ou sempre que o sistema
parecer não estar operando corretamente. Chaves que são envolvidas neste sistema de
desligamento protetor são a chave de alta temperatura da máquina e a chave da pressão do
óleo da máquina.

ALERTA

Nunca opere a máquina com um defeito na chave de


desligamento de segurança.

10.9 Chave de Pressão de Óleo do Motor Diesel

Duas vezes no mês remova o cabo do sensor da pressão do óleo da máquina para checar o
sistema para operação correta.

63
10.10 Chave de Temperatura do Motor

Uma vez no ano, o sensor de temperatura deve ser removida da máquina e testada,
recomendamos troca-lá. Teste a operação do sensor conectando um ometer entre o cabo. O
ometer deve mostrar continuidade (zero ohms). Coloque o sensor no banho de óleo aquecido e
os contatos devem abrir . O ometer deve indicar infinitos ohms.

11. MANUTENÇÃO DO COMPRESSOR

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para manutenção correta do


compressor da máquina perfuratriz MW-4000 SC .

ATENÇÃO

NUNCA OPERE O COMPRESSOR SEM FILTRO DE AR, E


ÓLEO.

11.1 Informação Geral

O compressor é formado de dois rotores tipo parafuso, montado nos rolamentos de esfera e
rolo. O rotor macho, guiado pela máquina, guia o rotor fêmea. O elemento entrega a pulsação
livre do ar. Óleo injetado é usado para o propósito de selar, esfriar e lubrificar .

a) Sistema de óleo do compressor

O óleo é impulsionado pela pressão do ar. O sistema não tem bomba de óleo. O óleo é
removido do ar, no filtro separador de ar/óleo primeiro por força centrífuga, segundo através do
elemento separador de óleo. O recipiente é fornecido com um indicador de nível do óleo.

b) Regulagem

O compressor é fornecido com um sistema de regulagem de pressão (regular até 8 bar).

c) Sistema do Radiador

Compressor é fornecido com um radiador de óleo. O ar frio é gerado por uma hélice, guiado
por um motor hidráulico.

d) Dispositivos de segurança

Uma chave térmica de desligamento protege o compressor contra super aquecimento, mas o
operador sempre deve verificar a temperatura. O ar recebido é fornecido como uma válvula de
segurança.

64
e) Limitações

Designação Unit Valor


Receptor de pressão mínima efetiva Bar (e) 4
Temperatura máxima ambiente 0
C 40
Capacidade de altitude m 1000
Volume de Ar PCM 250
Temperatura de trabalho 0
C 103

11.2 Lubrificante

Óleo Recomendado sintético

11.3 Precauções Gerais de Segurança

i. O proprietário pelo equipamento é responsável por manter a unidade em


condição segura de operação. Peças unitárias e acessórios devem ser trocadas
se faltando ou inadequadas para operação segura.
ii. Use somente óleos lubrificantes e graxas recomendadas ou aprovadas pelo
fabricante. Verifique se os lubrificantes selecionados se comprometem com todos
regulamentos de segurança aplicáveis, especialmente com relação ao risco de
explosão ou fogo e a possibilidade de decomposição ou formação de gases
perigosos.
iii. O supervisor ou a pessoa responsável, deverão a todo tempo estar certo que
todas as instruções com relação a operação da máquina e equipamento e
manutenção são estritamente seguidos e que as máquinas com todos acessórios
e dispositivos de segurança, inclusive a compressão inteira ou sistema de vácuo
com tubos, válvulas , conectores, mangueiras, etc., como também os
dispositivos consumidos estarem em bom reparo, livre de uso ou abuso anormal
e não estarem mexidos.
iv. Trabalho de manutenção, revisão e reparo deverão somente ser feito por
pessoas devidamente treinadas; se requerido, sobre supervisão de alguém
qualificado para o trabalho.
v. Sempre que estiver uma indicação ou qualquer suspeita que uma peça interna da
máquina está aquecida, o equipamento deverá ser parado, não deverá ser aberta
antes de ter decorrido o tempo suficiente para esfriar; isto para evitar o risco de
ignição espontânea do vapor do óleo quando o ar for admitido.
vi. Manutenção de trabalho, outra atenção de rotina, deverá somente ser
empreendida quando a máquina ainda estiver parada.
vii. Antes de desmantelar qualquer componente pressurizado, o compressor ou o
equipamento deverá ser efetivamente isolado de todas as fontes de pressão e
ser completamente descarregados na atmosfera. Em adição, um sinal de perigo
do rolamento, uma legenda semelhante trabalho em progresso; não abra
,deverão estar junto para cada válvula de isolamento.

65
viii.Antes de uma máquina ser reparada, cuidados devem ser tomadas para prevenir
inicio inadvertido. Em adição, um sinal de advertência do rolamento, uma legenda
semelhante trabalho em progresso; não ligue deverão estar anexo para iniciar o
equipamento. Nas unidades guia-máquinas a bateria deverá ser desconectadas e
removidas ou os terminais serão cobertos por capas separadas. Nas unidades
guias elétricas a chave deverá ser travada na posição aberta e os fusíveis
deverão ser tirados fora. Um sinal de advertência rolando, uma legenda
semelhante trabalho em progresso ; não fornecimento da voltagem devem ser
anexadas na caixa de fusível ou chave principal.
ix. Avaliações normais (pressões, temperaturas, velocidades,etc.) deverão ter
durabilidade marcada.
x. Nunca opere uma máquina ou equipamento além do limite permitido (pressão,
temperatura, velocidade, etc.)
xi. Trabalho de manutenção e reparo devem ser gravados nas operações para toda
máquina. Freqüência e natureza dos reparos podem revelar condições não
seguras.
xii. Para prevenir um acréscimo de temperatura no trabalho, inspecione e limpe as
superfícies de transferência de calor (barbatanas do radiador, radiadores
internos, jaquetas de água,etc) regularmente. Para cada máquina estabeleça um
satisfatório intervalo de tempo para operações de limpeza.
xiii.Todos regulamentos e dispositivos de segurança deverão ser mantidos com o
devido cuidado para que eles funcionem corretamente. Eles não podem ser
colocados fora de ação.
xiv.Cuidados devem ser tomados para evitar danos nas válvulas de segurança e
outros dispositivos de pressão de alívio, especialmente para evitar tomada por
pintura, óleo ou sujeira acumulada, as quais poderão interferir com o
funcionamento do dispositivo.
xv. Medidas de pressão e temperatura deverão ser verificadas regularmente com
relação à sua precisão. Elas deverão ser trocadas sempre que fora das
tolerâncias aceitáveis.
xvi.Peças deverão somente ser trocadas por peças de reposição original.
xvii.Dispositivos de segurança deverão ser testados para determinar que eles estão
em boas condições de operação.
xviii.Nunca use solvente inflamável ou carbono tetraclorido para limpeza das peças.
Tome precauções seguras contra vapores tóxicos quando na limpeza das peças
ou com produtos de limpeza.
xix.Observe escrupulosa limpeza durante manutenção e reparo. Mantenha fora
sujeira por cobrir as peças e exponha aberturas com panos de limpeza, papel ou
fita.
xx. Proteja o motor, alternador, filtro de entrada de ar, elétrico e componentes de
regulagem, etc.
xxi.Quando executar qualquer operação envolvendo aquecimento, inflamação ou
faíscas na máquina, os componentes ao redor deverão primeiro ser isolados com
material não inflamável.
xxii.Nunca use uma fonte de luz com inflamação aberta para inspecionar o interior da
máquina, pressão do recipiente, etc.
xxiii.Quando o reparo tiver sido completado, esteja certo que ferramentas, peças
soltas ou trapos não estão deixadas na máquina, no movedor principal ou na
engrenagem guia. Verifique a direção de rotação dos motores quando ligar a

66
máquina inicialmente e após qualquer alteração nas conexões ou engrenagem
chave para checar que o óleo da bomba e o funcionam corretamente.

11.4 Verificação Periódica

i. Todos equipamentos de segurança deverão estar em boa ordem de trabalho;


ii. Todas as guardas e condutores de ar estão no lugar e seguramente firmados;
iii. Todas as mangueiras e tubos dentro da unidade estão em boas condições ,
seguros e sem danos;
iv. Se está sem combustível, óleo ou vazamento do radiador.
v. Todos os prendedores estão apertados;
vi. Todos os condutores elétricos estão seguros e em boa ordem;
vii. O sistema de exaustão do motor está em boas condições;
viii.Válvulas de saída de ar e , mangueiras, acoplamentos, etc. Estão em bons
reparados e sem desgaste;
ix. Uma verificação da abertura das engrenagem, 1 ou 2 vezes ao ano.
x. Uma verificação do jogo de pressão uma vez ao ano conforme os regulamentos
locais, se requerido. Esta verificação não pode ser feita com o compressor
fornecendo pressão de ar e deve ser feita no correta bancada de testes.

11.5 Duração da manutenção e reparo de segurança

Trabalho de manutenção e reparo deverão somente ser feitos por pessoas adequadamente
treinadas; se requerido , sobre supervisão de alguém qualificado para o trabalho.

i. Use somente as ferramentas corretas para trabalho de manutenção e reparo;


ii. Use somente peças originais;
iii. Todo trabalho de manutenção, deverá ser feito somente quando a unidade
estiver parada. Assegurando-se que a unidade não pode ser iniciada
inadvertente.
iv. Antes da remoção de qualquer componente pressurizado, isole de todas os lados
para que não haja explosão.
v. Nunca solde ou execute qualquer operação envolvendo aquecimento próximo ao
combustível ou sistemas de óleo. Tanques de combustível e óleo devem ser
completamente purgado, e.g. Por, antes de fazer semelhantes operações . Nunca
solde, ou em qualquer caminho modifique, pressão do recipiente. Desconecte os
cabos do alternador durante a solda do arco na unidade.

11.6 Aplicações de ferramentas de segurança

Aplique a correta ferramenta para cada trabalho. Com o conhecimento do uso da correta
ferramenta e conhecendo as limitações da ferramenta, somado com algum senso comum,
vários acidentes podem ser prevenidos. Ferramentas especiais ganharão tempo e prevenirão
danos para as peças.

i. Use somente chaves de parafusos ou soquetes os quais se ajustem rapidamente;


ii. Não use um tubo ou outro improvisado extensões na mão;
iii. Não martele nas chaves de parafuso ou outras ferramenta as quais não são
especialmente desenhadas;

67
iv. Descarte qualquer chave de parafusos com quebras ou cantos ou pontos batidos;
v. Use o tamanho e tipo correto do parafuso guia para o trabalho. A batida deve ser
rápida.
vi. Nunca use uma chave de fenda ou qualquer outra ferramenta próxima a
componente elétrico. Cobertura plástica das manivelas é para conforto e aperto
somente. Elas não são pretendidas para atuar como isoladores se não estão
claramente marcadas pelos fabricantes.
vii. Golpeie o objeto com a face total do martelo;
viii.Nunca use um martelo com uma cabeça solta;
ix. Descarte um martelo com a face lascada;

11.7 Manutenção

Agenda de manutenção deverá ser verificada no Tópico 13.40.

11.8 Troca do filtro de óleo do compressor

Troque o filtro de óleo e filtro separador de acordo com tabela.

ATENÇÃO

DESLIGUE O MOTOR ANTES DE EXECUTAR QUALQUER


MANUTENÇÃO NO SISTEMA DE COMPRESSOR.
SANGRANDO COMPLETAMENTE TODA PRESSÃO DO
SISTEMA.

68
Figura abaixo filtro de óleo e figura acima filtro separador do compressor

A ) Troca do filtro separador

i. Ligue o compressor até aquecer. Feche a válvula de saída e pare o compressor.


Espere até a pressão baixar (zero).
ii. Drene o óleo removendo o plug. O dreno esta localizado no reservatório de ar do
elemento compressor. Coloque o óleo em um recipiente. Solte o filtro. Aperte o
plug após drenar.
iii. Remover o filtro separador. Coloque o óleo em um recipiente.
iv. Troque o Filtro, tome cuidado para não deixar cair sujeira dentro do sistema.
Coloque óleo na guarnição do novo elemento filtrante. Aperte ele com a
guarnição, verifique se ele assentará .
v. Encher o reservatório até o ponto de nível do óleo mostrado no indicador. Tome
cuidado para não cair nenhuma impureza dentro do sistema.
vi. Acione o equipamento sem carga por alguns minutos, somente para ter a
circulação do óleo no sistema.
vii. Pare o compressor. Deixe o óleo acomodar por alguns minutos. Verifique se a
pressão na saída da válvula (descarga). Solte o plug, adicione mais óleo até o
ponto de nível do indicador. Reinstale e aperte o plug.

B ) Troca do filtro de óleo

i. Ligue o compressor até aquecer. Feche a válvula de saída e pare o compressor.


Espere até a pressão baixar (zero).
ii. Drene o óleo removendo o plug. O dreno esta localizado no reservatório de ar do
elemento compressor. Coloque o óleo em um recipiente. Solte o filtro de óleo.
Aperte o plug após drenar.
iii. Remover o filtro de óleo. Coloque o óleo em um recipiente.
iv. Troque o Filtro, tome cuidado para não deixar cair sujeira dentro do sistema.
Coloque óleo na guarnição do novo elemento filtrante. Aperte ele com a
guarnição, verifique se ele assentará.
v. Encher o reservatório até o ponto de nível do óleo mostrado no indicador. Tome
cuidado para não cair nenhuma impureza dentro do sistema.
vi. Acione o equipamento sem carga por alguns minutos, somente para ter a
circulação do óleo no sistema.

69
vii. Pare o compressor. Deixe o óleo acomodar por alguns minutos. Verifique a
pressão na saída da válvula (descarga). Solte o plug, adicione mais óleo até o
ponto de nível do indicador. Reinstale e aperte o plug.

11.9 Interruptor de descarga de alta temperatura

Uma vez por ano, o sensor de temperatura deverá ser removido do compressor e testado. O
teste deverá ser realizado conectando em um ometer entre os cabos dos terminais. O omiter
deverá mostrar continuamente (zero ohms). Coloque o sensor em óleo quente e ele deverá
abrir. O Ometer deverá indicar infinitos ohms.

11.10 Válvula Reguladora de pressão do Compressor

a . Solte a porca (1) e aperte o parafuso ajustando (2) sentido horário aumenta a pressão e
anti-horário para reduzir a pressão.

70
ATENÇÃO

NUNCA EXCEDER A PRESSÃO DE 150 PSI ou 10 BAR.

11.11 Filtro de compressor de ar

ATENÇÃO

NUNCA OPERE O COMPRESSOR SEM UM FILTRO DE


LIMPEZA DE AR.

11.12 Nível do fluído do compressor

O nível do fluído do compressor deve ser checado a cada oito horas de operação. Observe o
visor no lado do separador do tanque do compressor. O nível do fluído do compressor deve
estar entre a cor verde e amarela (ou inicio do tubo ou meio). Se não, remova a porca e
adicione fluído como requerido (quando o nível estiver alto, o óleo será descarregado pela
limpeza de ar). Refira-se ao tópico 11.2 no tipo correto do fluído a ser usado.

71
12. MANUTENÇÃO DO REDUTOR PLANETÁRIO

Esta parte do manual fornece informação do redutor planetário assegurando correta instalação,
uso e manutenção em complacência com as restrições de segurança partido de padrões
atuais.

ÁREA PERIGOSA: Área dentro ou na proximidade da máquina a qual a presença de uma


pessoa exposta representa um risco para segurança e saúde desta pessoa.

PESSOA EXPOSTA: qualquer pessoa que está totalmente ou parte da área perigosa.

OPERADOR: pessoa autorizada à instalar, operar , ajustar, executar manutenção de rotina e


limpeza na máquina.

TÉCNICO QUALIFICADO: uma pessoa especializada que executa manutenção fora do


programa ou partes requerendo especial conhecimento da máquina, operação, dispositivos
seguros e relativo métodos de operação.

Por qualquer dúvida ou se o manual tiver sido danificado ou perdido, por favor não hesite em
contactar METALÚRGICA WOLF LTDA. Departamento de serviço técnico.

12.1 Dados Técnicos

Cada unidade de engrenagem é fornecida com uma identificação a qual tem sido preparada
conforme a EEC diretiva 392 e subseqüente ajustes. A identificação contém os principais
dados técnicos com relação a função e construção características da unidade de engrenagem.

12.2 Instalação

Instale o produto cuidadosamente seguindo os passos listados abaixo:

Nota:Não encher o produto com óleo antes da instalação.

12.3 Instalação do Redutor Planetário

a) Elas devem ser presas à uma rígida estrutura com uma superfície de suporte

b) As superfícies da unidade da engrenagem devem ser limpas.

c) Cheque todos os detalhes da unidade de engrenagem e se o corpo estão totalmente


engraxados e limpos para que a unidade de engrenagem esteja seguramente fechada sobre o
assento.

d) Após ter inserido a unidade da engrenagem na estrutura e ter colocado na posição correta,
aperte, usando parafusos classe 8.8; com os parafusos juntos aplicando torque como indicado
na “Tabela de Torque”.

12.4 Instruções de Instalação de Acessórios

a) Montagem do Motor Hidráulico:

72
Enquanto montado o motor sobre a unidade de engrenagem, o acoplamento deve ser
lubrificado com uma fina camada de graxa ou com um lubrificante;

i. Cuidadosamente insira o eixo do motor com o acoplamento


ii. Após checar que o motor está corretamente centrado, aperte todos os parafusos

12.5 Conexão de freio

a) Acionamento do Freio:

Toda unidade de engrenagem de roda para veículos de esteira são normalmente equipadas
com um negativo freio multi-disco, independentemente do tipo de unidade de engrenagem.

12.6 Lubrificação do Redutor Planetário

A unidade de engrenagem são fornecidas sem óleo, então o usuário deve selecionar o
lubrificante de acordo com o que é indicado na tabela mostrada abaixo:

Posicionamento da unidade de engrenagem

i. Gire a unidade de engrenagem até o nível do furo em posição “A” é sobre 15°
abaixo da linha do centro da unidade da engrenagem como mostrado na figura.

ii. Insira óleo na engrenagem da roda usando o furo na posição “B” até vazar óleo
pelo furo na posição “A” e então aperte os plugs;
iii. Gire a unidade de engrenagem umas poucas vezes para eliminar qualquer bolsa
de ar e então cheque os vários níveis.

12.7 Verificação Inicial

i. Antes de iniciar a verificação do veículo verificar se todos os níveis de óleo estão


corretos.
ii. Para a unidade de engrenagem da roda, verifique se a pressão operante do
circuito hidráulico é suficiente para abrir completamente o freio multi-disco
evitando super aquecimento e qualquer uso prematuro dos discos de freio.
ATENÇÃO

DADO O TIPO DE FREIO, A PRESSÃO OPERANTE

73
NUNCA DEVE CAIR ABAIXO DO MÍNIMO DE PRESSÃO
DE ABERTURA DO FREIO PARA EVITAR A AÇÃO DO
FREIO.

12.8 Testes sem carga

i. Após um resumo (2-3 minutos) período de operação ( provavelmente sem


esteiras com o veículo no estande), verifique os níveis de óleo, aqueles níveis os
quais tem caído e verifique todas as porcas e parafusos;
ii. Verifique se a rotação das rodas estão na direção correta.
iii. Verifique se a trava dos freios estão travadas e libere no tempo correto e toda
operação corretamente.
iv. Verifique se a pressão do circuito do freio abre totalmente o freio para evitar
super aquecimento e uso prematuro dos discos de freio.

12.9 Manutenção

Introdução : Manutenção pode ser “rotineira ou fora de escala”.

ATENÇÃO

TODAS AS ATIVIDADES DE MANUTENÇÃO DEVEM SER


FEITAS SOBRE CONDIÇÕES SEGURAS. O OPERADOR É
RESPONSÁVEL PELA MANUTENÇÃO DE ROTINA E
DEVEM SE ENCARREGAR DAS SEGUINTES
ATIVIDADES:

i. Após um período de operação , troque o óleo da unidade de engrenagem de


acordo com tabela..
ii. Verifique se as peças metálicas não estão com dimensões incomum no plug
magnético da unidade de engrenagem;
iii. Troque o óleo na unidade da engrenagem enquanto está quente, para que seja
rápido para drenar.
iv. Lave o interior da unidade da engrenagem com um satisfatório liquido que é
recomendado pelo fabricante do lubrificante.
v. Subseqüentes trocas de óleo serão feitas de acordo com tabela
vi. Não misture diferentes tipos de óleo;
vii. Periodicamente verifique os níveis e levante-os se necessário;
viii.A lubrificação do óleo para o freio multi-disco é a mesma que lubrifica todas as
engrenagens na unidade de engrenagem, então o fluído de freio é
automaticamente trocado quando o óleo da unidade da engrenagem é trocado.

ATENÇÃO

QUANDO VERIFICANDO OS NÍVEIS DE ÓLEO NA


UNIDADE DE ENGRENAGEM DA RODA EQUIPADA COM
UM FREIO MULTI-DISCO E MOTOR HIDRÁULICO, SE OS

74
NÍVEIS TEM SUBIDO, ISTO DIZ QUE O ÓLEO ESTÁ
PENETRANDO OU DO SELO DO FREIO OU DO SELO DO
MOTOR DE ROTAÇÃO. CONTACTE O DEPARTAMENTO
DE SERVIÇO”

Para cada unidade é recomendada buscar um quadro que será propriamente ajustado e
atualizado a cada tempo que a manutenção é executada.

12.10 Troca de óleo

NOTA: Em uma das séries da unidade da engrenagem da roda há 2 plugs de óleo localizados
à 75° e em outras séries lá estão 2 plugs de óleo localizados à 180°.

a) Troca de óleo com 2 plugs de óleo à 75°;


i. Gire a unidade da engrenagem até o dreno do plug na posição “A” estar abaixo
no ponto como mostrado na figura abaixo.
ii. Desparafuse o plug de dreno na posição “A” e um na posição “B” para fazer
facilmente a drenagem do óleo da unidade da engrenagem. Uma vez que o óleo
tem sido drenado , troque o plug de dreno na posição “A”.
iii. Lave o interior da engrenagem com um satisfatório líquido de limpeza que é
recomendado pelo fabricante do lubrificante.

Coloque líquido na unidade de engrenagem e então troque o plug; movimente a unidade da


engrenagem por uns poucos minutos a alta velocidade, então drene o líquido de limpeza da
unidade de engrenagem.

b) Troca de óleo com 2 plugs à 180°

i. Gire a unidade da engrenagem até o plug de dreno na


posição “A” baixando ao ponto como mostrado na figura .
ii. Desparafuse o plug de dreno na posição “A” e um na posição
“B” para fazer facilmente o dreno do óleo da unidade da
engrenagem. Uma vez que o óleo tem sido drenado troque o
plug na posição “A”.
iii. Lave o interior da unidade da engrenagem com o satisfatório
líquido de limpeza que é recomendado pelo fabricante do
lubrificante.

Coloque liquido na unidade de engrenagem e então troque o plug; movimente a unidade da


engrenagem por uns poucos minutos a alta velocidade, então drene o liquido de limpeza da
unidade de engrenagem.

12.11 Manutenção fora do programa

É proibido que a unidade de engrenagem seja aberta fora de qualquer operação que não está
inclusa nos procedimentos de rotina de manutenção.

75
13. MANUTENÇÃO

Esta seção contém informações detalhadas e procedimentos para correta manutenção para a
máquina perfuratriz MW-4000 SC.

13.1 Manutenção Períódica

O equipamento deve ser incluída na escala da manutenção para assegurar uma alta
performance e longa vida. Tabela 1 lista de operação de manutenção para ser executada com
a frequência desta operação.
CUIDADO

A INFORMAÇÃO DO SERVIÇO ESBOÇADA NOS


SEGUINTES PARÁGRAFOS DEVEM SER EXECUTADAS
EM UM NÍVEL COM AS ESTEIRAS BLOQUEADAS. TODO
PESSOAL DA MANUTENÇÃO DEVE LER E ENTENDER
AS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA E MANUAL DE
INSTRUÇÕES PARA FORNECER CONDIÇÕES SEGURAS
DE TRABALHO.

13.2 Verificação

Os seguintes itens devem ser verificador em acordo com a escala de manutenção na Tabela 1.

13.3 Haste, punho, bits

Os bits, as roscas de haste e punho devem ser verificado por desgaste, quebras e danos.
Qualquer um destes problemas deve ser corrigido pelo caminho certo. Os bits devem além
disso ser verificado por falta de metal duro. Se a hastes precisar ser trocada, refira-se ao
manual de instruções para a correta troca.

13.4 Tensão da corrente do Avanço

A tensão da corrente de avanço deve ser verificada a cada oito horas de opereação. Referente
ao tópico 7.3, para informação detalhada de ajuste da corrente.

13.5 Nível da Caixa de Engrenagem (Avanço)

A Caixa de engrenagem do motor de avanço deverá ser verificada a cada 8 horas de trabalho
(nível). Com a lança na posição horizontal, remova os dois plug e verifique o nível. Se estiver
abaixo de um dos lados deverá ser completado. Para verificar o tipo de óleo refira-se ao Tópico
Substitua o óleo de acordo com tabela.

13.6 Filtro do óleo hidráulico (Sistema hidráulico)

Nas primeiras horas de operação verifique o filtro do óleo hidráulico e troque-o de acordo com
tabela. Referente ao Tópico 8.6 e 8.7 para remoção e troca dos filtros.

76
13.7 Nível do Óleo hidráulico

Não inicie o equipamento ao menos que o reservatório hidráulico esteja completo de fluído
hidráulico. Danos na bomba hidráulica ocorrerão se operada sem óleo ou falta. O nível do óleo
hidráulico deve ser verificado a cada oito horas de operação. Observe o visor. Abasteça o
reservatório hidráulico até o nível de óleo hidráulico alcance a marca alta do visor. Referente
ao tópico 13.38 para o tipo de óleo hidráulico correto à ser usado. O óleo hidráulico deverá ser
substituído de acordo com tabela.

ATENÇÃO

A CADA 8 HORAS DE FUNCIONAMENTO VERIFICAR


POR VAZAMENTOS. SUBSTITUA MANGUEIRAS SE
NECESSÁRIO A CADA TROCA DE ÓLEO HIDRÁULICO
UTILIZAR FILTRO DE SUCÇÃO E RETORNO PARA
CERTIFICAR UMA BOA PUREZA DO ÓLEO.

13.8 Porcas soltas e Parafusos

Antes de qualquer operação do equipamento, é necessário fazer uma verificação geral por
porcas e parafusos soltos. Todas as porcas e parafusos devem ser corretamente apertados a
toda hora.

13.9 Mangueira desfiada ou solta

Verifique por mangueiras desfiadas ou soltas a cada oito horas de operação. Uma mangueira
desfiada recomenda-se a parada do equipamento para substituição de imediato; pode espirrar
fluído hidráulico na pessoa, causando várias queimaduras. Sempre troque uma mangueira
usada ou danificada imediatamente.

13.10 Tensão da Esteira

A tensão da esteira deve ser verificada a cada oito horas de operação. Referente ao Tópico 6.3
para informação detalhada no ajuste da corrente.

13.11 Limpeza

Os seguintes itens devem ser limpos de acordo com a escala de manutenção na Tabela 1.
Limpando o equipamento assegurará ao operador manter, consertar e operar o equipamento
com menos dificuldade.

13.12 Terminais de Bateria

Limpe os terminais da bateria a cada 50 horas de operação. Limpe para fora toda sujeira e
escombros. Use solda e remova a corrosão nos terminais.

13.13 Filtro de combustível diesel (Tanque de combustível)

77
Cada 500 horas de operação, remova o filtro do tanque de diesel. Limpe e remova toda sujeira.

13.14 Radiador (Externo)

Cada 250 horas de operação, limpe o radiador para remover a sujeira entre as barbatanas. Isto
assegurará o bom funcionamento do equipamento (motor diesel, sistema hidráulico e
compressor), sem aquecimento acima do normal.

13.15 Limpeza a vapor do equipamento inteiro

Limpeza a vapor do equipamento inteiro a cada 1000 horas de operação. Limpando o


equipamento irá assegurar o operador manter, consertar e operar o equipamento com menos
dificuldade.

13.16 Lubrificação

Os seguintes itens devem ser lubrificados em acordo com a escala de manutenção na tabela 1.
Durante qualquer operação do equipamento é necessário lubrificar todas as áreas que estão
indicadas.

13.17 Truck principal e Lança

Cada oito horas de operação, engraxe todos os pontos de lubrificação do equipamento.


Referente ao tópico 13.37 no qual está a graxa correta para usar. Para fazer isto corretamente,
a nova graxa deve forçar para fora a velha graxa, sujeira e pó de rocha. Tire o excesso de
graxa. Refira-se a Figura 1 para todas as locações de pontos de lubrificação.

13.18 Hastes e rosca do material seccionado

As roscas do material seccionado deve ser engraxado antes de fazer uma conexão. Referente
ao tópico 13.36 no qual esta a graxa correta para usar.

13.19 Troca

Os seguintes itens devem ser trocados em acordo com a escala de manutenção na Tabela 1.

13.20 Filtro de Ar do Compressor

Substitua o filtro de ar do compressor de acordo com tabela.

ATENÇÃO

NUNCA OPERE O EQUIPAMENTO SEM UM FILTRO DE


AR DO COMPRESSOR.

78
13.21 Filtro de Fluído do Compressor

O filtro de óleo do compressor deve ser trocado de acordo com tabela. Remova o filtro velho.
Lubrifique a guarnição no novo filtro e instale.

13.22 Fluído do Compressor

O fluído do compressor deve ser trocado de acordo com tabela. Referente ao tópico 11.7 para
informações detalhadas.

13.23 Combustível Diesel

O combustível diesel deve ser drenado e o tanque escorado a cada 1000 horas de operação.
Para fazer isto, funcione o equipamento o indicador do combustível diesel deve estar vazio.
Remova o tanque de combustível diesel limpe-o. Reinstale o tanque e abasteça com
combustível diesel.

ATENÇÃO

CUIDADO COM ÁGUA NO COMBUSTIVEL

13.24 Óleo Hidráulico

O reservatório hidráulico deve ser drenado e limpo a cada 1000 horas de operação. Para fazer
isto, remova o plug de drenagem localizado no reservatório hidráulico com uma pequena
quantidade solvente seguramente aprovada limpe-o.

Antes de reabastecer o reservatório hidráulico, troque o filtro de retorno do óleo hidráulico e


filtro de sucção do óleo hidráulico. Referente ao tópico 8.6 e 8.7.

Reinstale o plug de drenagem e abasteça o reservatório hidráulico com óleo hidráulico. Refira-
se ao tópico 8.10 para abastecer corretamente o reservatório hidráulico. Refira-se ao tópico
13.38 para usar o tipo correto de óleo hidráulico (todo novo óleo hidráulico deve ser filtrado
antes de abastecer o tanque).

A troca normal do óleo hidráulico deve ser de acordo com tabela

13.25 Filtro de Retorno do Óleo Hidráulico

Inicialmente o filtro de retorno do óleo hidráulico deve ser trocado de acordo com tabela. Após
isto, o filtro de retorno do óleo hidráulico deve ser trocado de acordo com tabela. Remova o
filtro velho, lubrifique a gaxeta no novo filtro e instale. Verifique e abasteça o reservatório
hidráulico como requerido. Refira-se ao tópico 8.6

79
13.26 Filtro de sucção do Óleo Hidráulico

O filtro de sucção do óleo hidráulico deve ser trocado de acordo com tabela. Para trocar este
filtro, refira-se ao tópico 8.7. Verifique e abasteça o reservatório hidráulico como requerido.

13.27 Filtro Separador Compressor

O elemento separador poderá ser trocado de acordo com tabela. Refira-se ao tópico 11 para
informação detalhada. Verifique e abasteça o tanque separador do compressor como
requerido.

13.28 Fluídos e Lubrificantes

É importante que os fluídos e lubrificantes sejam usados no equipamento conforme as


especificações listadas nos seguintes tópicos e tabelas. Falha do uso do fluído ou lubrificante
incorreto no equipamento pode resultar em danos mecânicos.

13.29 Graxas ser utilizado em geral (A)

A graxa recomendada para todas as engraxadeiras de pressão devem ser Premium ou Lithium
graxa complexa com extremos aditivos de pressão. Deve ter excelente resistência a água e
ferrugem propriedades preventivas e conforme propriedades físicas e químicas localizadas na
tabela abaixo.

Características Requerimento
NGLI Grade Verão 2/Inverno 1
SUS @ 38º C (100º F) 700 min.
SUS @ 99º C (210º F) 70 Min.
Ponto de Queda 185ºC (365º F) Min.
Timken OK Load 45 lbs. Min.
Tipo Lithum or Lithum Complex

13.30 Graxa para Rosca do Material Seccionado (TL)

Cubra todas as roscas do material seccionado com uma boa graxa de Molibidenium, que
contenha grafite e supere altas temperaturas.

13.31 Óleo Hidráulico (HO)

O óleo hidráulico usado no equipamento é especialmente recomendado para uso de sistema


hidráulicos onde evita o desgaste e a corrosão das partes lubrificadas, é formulado com óleos
básicos especiais que possuem natural resistência a oxidação boa demusibilidade e boa
liberação de ar, seu aditivo lhe proporciona resistência a formação de espuma. Além disso
deve ser extremamente estável e bastante igual as propriedades químicas e físicas localizadas
na tabela abaixo.

80
Característica Requerimento Requerimento
Grau ISO 68 SAE 20 W
Densidade a 20/4 º C 0,8744 0,8854
Ponto de Fulgor (VA) ( º C) 260 240
Ponto de Fluidez ( º C) -18 -15
Viscosidade a 40 º C (cSt) 65,3 67,2
Viscosidade a 100 º C (cSt) 8,77 8,64
Índice de Viscosidade 107 99
Índice de Acidez Total (mgKOH/g) 0,70 6,5

13.32 Tabela de óleo

Aplicações Tipo Fornecedor


Compressor Corena S-46 Shell
Sistema Hidráulico HR68EP ou MD300 -SAE20W Shell/Petrobras
Redutor Planetário (Transmissão) Omala 220 Shell
Caixa Engrenagem (Avanço) Omala 220 Shell
Motor Verificar no Manual do fabricante

13.33 TABELA DE MANUTENÇÃO (Agenda)

FREQÜÊNCIA (hs)
OPERAÇÃO
Diário 50 250 500 750 1000

Motor Combustão
Nível da Bateria VR
Nível do Diesel VR
Nível de Água (Aditivo) do Radiador VR
Nível de Óleo do Motor Combustão VR
Drenar Água do Separador de VR
Combustível
Terminal Bateria VR
Filtro de Óleo do Motor Combustão TR TR TR TR TR
WA-3074 – 1 peça
Filtro de Ar Motor Combustão VR TR TR TR TR
(WA-2875 + WA-2876) – 1 peça
Filtro separador água e combustível TR TR TR TR TR
Motor Combustão
WA-3075 – 1 peça
Filtro água Motor Combustão TR TR TR TR TR
WA-3073 – 1 peça
Filtro de Combustível TR TR TR TR TR
WA-3076 – 1 peça
Óleo Motor Combustão VR TR TR TR TR TR
Acoplamento do Motor VR
Radiador (Externamente) LZ LZ LZ LZ
Tanque de Combustível (Diesel) LZ
Correia WA-4199C00 VR TR
Folgas das válvulas VR

81
OPERAÇÃO FREQÜÊNCIA (hs)
Diário 50 250 500 750 1000
Compressor
Filtro de Ar do Compressor VR TR TR TR TR
(WA-2876 + 2875) 1 peça
Nível de Óleo do Compressor VR
Filtro Óleo Compressor TR TR TR TR TR
WA-4202 – 1 peça
Filtro Separador Compressor TR
WA-4433 – 1 Peça
Radiador (Externamente) VR LZ LZ LZ LZ
Óleo Compressor W-7480 TR TR TR TR TR

SISTEMA HIDRÁULICO
Nível do Óleo Hidráulico VR
Filtro Retorno Óleo Hidráulico TR TR TR
WA-4202 – 2 peças
Filtro Sucção Óleo Hidráulico TR TR
WA-2136 – 2 peças
Filtro abastecimento sistema TR TR TR TR TR
hidráulico
WA-2152 – 1 peça
Filtro Respiro Hidráulico TR TR
WA-2062 – 1 peça
Radiador (Externamente) VR LZ
Óleo Hidráulico W-7485 TR TR TR

CAIXA DE ENGRENAGEM
(AVANÇO)
Nível da Caixa de Engrenagem VR
(Avanço)
Tensionamento Corrente Avanço VR
Óleo lubrificante W-7473 TR TR TR TR TR
PARTE RODANTE
Tensionamento da Esteira VR
Roletes VR
Roda Guia VR LB LB LB
Nível de Óleo Tração Final VR
Óleo lubrificante W-7473 TR TR TR TR TR
DIVERSOS
Parafusos, porcas e terminais VR
Mangueiras VR
Estrutura Geral LB LZ LZ
Perfuratriz – Verificar Nitrogenio LB

82
VR – Verificação
TR – Troca
LZ – Limpeza
LB – Lubrificação

OBS.: A TABELA ACIMA É UM INFORMATIVO PRÁTICO, PORÉM, O MOTOR DE


COMBUSTÃO DEVE SEGUIR AS REVISÕES DO MANUAL.

OBS.: A TABELA ACIMA CONTEMPLA ATE 1000 HORAS DE TRABALHO, APÓS ESTE
PERÍODO, INICIAR AS REVISÕES A PARTIR DE 250 HORAS.

83
14. TABELA DE SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Esse tópico contem informação sobre problemas e os procedimentos de solução para os


equipamentos MW-4000 SC.

Tabelas abaixo irão ajudar a solucionar e providenciar passo a passo as questões e os


remédios. Usando ambos juntos irão resolver a maioria dos problemas.

Tabela 1. Parte Rodante

Problema Provável Causa Diagnóstico


Rolete da esteira não Objeto preso entre rolete e truck. Fazer verificação para livrar do
roda objeto (limpando-o)
Falta de lubrificação.
Verifique por vazamento,
recondicione se necessário.
Unidade tende a direita Esteira da direita ou da esquerda Ajuste ambas esteiras para a
enquanto tracionada apertada ou solta demais. correta tensão.
Unidade tende para Esteira da direita ou da esquerda Ajuste ambas esteiras para a
esquerda enquanto apertada ou solta demais. correta tensão.
tracionada.
Notificação da falta de Excessivo vazamento de fluídos
potência enquanto Falta de rotação do motor diesel.
andando. Falta de lubrificação.

Esteiras muito apertadas .

Tabela 2. Boom, Articulação e Lança

Problema Provável Causa Diagnóstico


Excessivo vazamento Reparos gastos ou danificados. Troque os reparos.
de óleo hidráulico da
cabeça do cilindro.
Boom penso. Vazamento de óleo do cilindro. Troca dos selos usados.

Vazamento da válvula de Limpeza da peças da válvula


controle. substitua se necessário.

Giro e Movimento da Vazamento de óleo dos cilindros. Troca dos selos usados.
Articulação penso

Giro Movimento da Vazamento na válvula de Limpe as peças das válvulas,


Articulação penso controle. troque-as se necessário.

Vazamento de óleo do cilindro.

84
Aderência Corrente de Insuficiente lubrificação na Lubrifique conforme instruções na
Avanço corrente. seção 12.

Engrenagem de tracionamento Lubrifique-as, ou substituas se


ou guia danificada ou travada. necessário.
Motor de Avanço Corrente de avanço quebrada. Troque o link quebrado ou a
funcionando mas o corrente toda.
martelo não sobe e Fusível queimado.
desce na lança.
Perfuratriz Inoperante. Falta de óleo hidráulico. Verifique todas as mangueiras e
o nível do reservatório.

Peças danificadas ou quebradas. Refira-se ao manual de instrução


da perfuratriz.
Perda pressão hidráulica.
Verifique reparo da bomba
hidráulica.
Válvula do Comando Hidráulico
não funcionando Verifique a válvula da percussão.
apropriadamente

Tabela 3. Comando Hidráulico

Problema Causa do problema Diagnóstico


Vazamento de óleo de Detectado o-rings no corpo da Troque os o-rings e reparos em
dentro e do carretel do válvula. geral.
comando hidráulico.
Anéis quebrados. Troque as molas.

Carretal Danificado. Troque por uma nova seção do


mesmo tamanho e tipo.
Partículas externas.
Limpe o sistema e a válvula.
Torque incorreto no banco da
válvula. Re-aperte as porcas e parafusos.
Mola de centro. Defeituosos o-ring no corpo da Troque os o-rings e reparo em
válvula. geral

Troque as molas.

Mola de Centro. Anéis Quebrados Limpe a válvula e o sistema.

Partículas Externas Verifique a condição do corpo da


válvula.
Desalinhamento da operação de
acoplamento. Re-aperte os parafusos e porcas.
Sem movimento, Carretel não se movimenta no Verifique o curso, e sujeira no
devagar ou ação de percurso inteiro. sistema.

85
arranque.
Não segura Detente. Óleo passando entre carretel e Troque a válvula ou o bloco do
corpo. comando.

Carretel for a de centro. Refira-se abaixo diagnóstico do


carretel.
Alavanca cai quando Sujeira ou partículas externas Desmonte, limpe e remonte.
movimenta para presas entre o controle de
posição neutra para vazão e bucha. Troque mola ou carretel.
alguma função.
Frágil, quebrada ou torcida mola
de controle de vazão.
Vazamento excessivo Conexões de mangueiras soltas. Aperte todas as conexões de
ao redor dos ajustes e mangueiras.
conexões. O-ring danificados no corpo da
válvula. Troque o-rings.
Alavancas de controle Mola ou montagem da alavanca Inspecione peças relacionadas e
não operando de controle danificada. troque-as.
adequadamente.
Tremulação da ação da Linha de retorno esta plugada. Limpe o filtro da linha de retorno
válvula hidráulica. e linha de retorno.

Tabela 4. Unidade Compressora (Compressor)

Problema Causa provável Diagnóstico


SISTEMA DE FLUXO DE AR
Vida do elemento Defeito no indicador de serviço Troque o elemento.
filtrante de ar muito ou falha no elemento.
curta.
Operação da válvula Defeito no diafragma da válvula. Troca da válvula
errada.
Válvula Suja ou entupida. Limpe ou troque a válvula.
LUBRIFICAÇÃO E ARREFECIMENTO DO SISTEMA DE ÓLEO
Motor funcionando até Válvula descarregadora Troque a válvula ou acerte o
desligar o equipamento. danificada ou presa. encaixe.

Faltando/danifica mola da Troque a mola.


válvula de descarga.
LUBRIFAÇÃO E ARREFECIMENTO DO SISTEMA DE ÓLEO
Excessivo óleo no ar. Alto nível do óleo no sistema. Libere a pressão do sistema e
remova o óleo necessário.
Elemento separador
incorretamente instalado ou Re-instale o elemento
danificado. adequadamente..

Vazamento de óleo no selo. Limpe a linha.

Elemento separador rompido. Troque o selo do óleo.

86
Selo do óleo gasto ou danificado. Troque o elemento separador.

Defeito na válvula de pressão Troque o selo do óleo.


minima, no desligamento.
Repare ou troque a válvula.
Vazamento dos selos Óleo contaminado. Troque o óleo.
do óleo.
Óleo retorna para o Defeito na gaveta. Conserte ou troque.
filtro de ar.
Mola da válvula danificada.

Bucha da válvula danificada.


Aquecimento do Sujeira no radiador de óleo. Limpe o radiador de óleo.
compressor.
Nível do óleo baixo. Adicione o fluído recomendado
referente à seção 12.
Filtro do óleo sujo.
Troque o filtro de óleo.
Tipo do óleo ou viscosidade
errado. Use fluído recomendado. Refira-
se a Seção 12.
Defeito na válvula de passagem
da temperatura do óleo. Troque a válvula.

Inadequada vazão do óleo. Verifique o nível do óleo e válvula


de pressão mínima.
SISTEMA OPERACIONAL
Vida curta do elemento Entrada excessiva de sujeira. Verifique por vazamento e
de ar. condição do filtro.
Óleo retorna para o filtro no
desligamento. Verifique condição da válvula de.
Troque se necessário.
Baixa capacidade de Velocidade do motor baixa. Aumente a velocidade do motor.
descarga do ar.
Não está hábil atingir a Filtro de ar ou combustível com Troque o filtro de ar e filtro do
velocidade correta. sujeira ou danificado. combustível .

Alto Consumo de óleo Unidade for a de nível. Drene o fluído do compressor


para que o nível do fluído não
Quantidade de óleo excessiva. fique acima da metade do visor
ou óleo do cárter marcando nível
Óleo retorna quando desliga o alto.
equipamento.
Nível do óleo muito alto, verifique
o orifício e verifique os plugs das
válvulas, pressão mínima da
válvula fixando baixa, elemento
separador rompido.

Verifique a mola.

87
Leitura errada do nível Nível fora, desligamento Verifique o nível do óleo com
do óleo. impróprio da unidade. equipamento na superfície plana.
Drene o óleo para o nível correto.
Óleo de volta no filtro Danificada válvula de Troque a válvula ou destrave.
de ar. descarregar ou travada .
Troque a mola.
Faltando/danificada mola de
descarga. Troque a bucha.
Buchas danificadas da válvula
de descarga.
Unidade desligada Vibração excessiva. Aperte todos as conexões da
prematuramente. mangueira.
Conexões elétricas soltas.
Repare ou troque conexões
elétricas soltas.
Válvula de segurança Bloqueio interno da válvula Limpe ou troque a válvula
estourada. reguladora. reguladora.

Rompimento do diafragma Troque a(s) mangueira(s)


regulador.
Troque o diafragma.
Vazamento da mangueira
reguladora.

Rompimento do diafragma
descarregado.
Pressão inicial muto Bloqueio interno da válvula Limpe ou troque a linha interna
alta. reguladora. do regulador.

Rompimento do diafragma Troque a válvula reguladora.


regulador.
Troque as mangueiras
Vazamento na mangueira reguladoras.
reguladora.
Troque o diafragma sobre a
Rompimento do diafragma válvula descarregada.
descarregado.
PRATICAS DE MANUTENÇÃO
Capacidade de Sujeira dentro do filtro de ar. Troque o elemento de ar.
descarga de ar baixa.
Vazamento nas linhas Vibração nas linhas de ar e óleo. Troque as linhas de ar e óleo.
de óleo e ar.
Linhas de ar e óleo O.E.M. Sem Use somente peças originais.
uso.

AJUSTES MECÂNICOS
Baixa capacidade de Orifício enorme. Verifique ou troque orifício.
descarga de ar.

88
Excessiva descarga na liberação Verifique o uso excessivo no final
final. do ar.
Unidade não Regulagem fora do ajuste. Refira-se à seção 11 para
descarrega. ajustes.
Vazamento dos selos Instalação incorreta do selo do Re-instale corretamente os selos.
de óleo. óleo.
Refira-se á lista de peças para
Marcado ou áspero o eixo do troca de peças.
motor.
Super aquecimento do Chave de desligar a temperatura Troque a chave.
compressor. defeituosa.
Refira-se à lista de peças.

Tabela 5. Hélice do Motor

Problema Causa Provável Diagnóstico


Alta vazão. Corte a face da engrenagem, corpo Troque e recondicione.
e cubra.
Corrigir o lado do problema
Colapso do selo carregador de carregado e insira a bomba.
pressão.

Desgaste da tampa apertada.

Alinhamento.

Pressão excessiva.

Fluído contaminado.
Vazamento no selo Corte o selo do eixo. Troque e verifique a
do eixo. engrenagem guia para o
Bomba descarregada. canto.

Reveja passos para alta vazão.


Vazamento do selo Selo defeituoso. Troque.
da gaxeta.
Corte no corpo ou cobertura.

Selo danificado.
Barulho. Engrenagens cortadas. Pedra para remover.

89
Tabela 6. Coletor de Pó

Problema Causa provável Diagnóstico


Capacidade de Bloqueio na mangueira de sucção. Limpe a mangueira de sucção
sucção fraca. e retire a boca.
Filtros bloqueados ou danificados.
Endireite a curva na mangueira
Pressão de ar para o pulsar baixa. e re aperte a mangueira para
prevenir da ocorrência de
Bocal do ejetor parcialmente encurvamento.
entupido.
Verifique se o sistema de
Mangueiras hidráulicas reversas. limpeza do filtro trabalha
corretamente. Além disso com
Acerte a válvula de controle de o sistema de filtro trabalhando
vazão para o coletor baixa. corretamente a resistência do
filtro pode ser alta se o filtro for
molhado. Se a superfície do
filtro é seca com o pó
molhado , funcione perfurando
sem o coletor (coletor
chupando ar seco) por
aproximadamente 10 minutos,
para secar o pó molhado nos
filtros, e então limpe os filtros 2
ou 3 sucessivamente.

Eliminada a razão para


pressão baixa (curto diâmetro
da mangueira de pressão,
abaixe o regulador da pressão
se requerido.
Pó no exaustor de ar. Filtro defeituoso. Troque o filtro ou gaxeta do
filtro.
Filtro não apertado corretamente. Aperte os filtros ou se
necessário troque qualquer
filtro defeituoso.

90
15. RECOMENDAÇÃO DE USO MATERIAL SECCIONADO

15.1 Instrução de Posicionamento do equipamento para perfuração

A lança de avanço da perfuratriz deve ser colocada firmemente contra a rocha, de tal forma,
que não mova durante a perfuração. Caso o avanço (lança) se mover durante a perfuração, a
haste e a broca de perfuração seriam desalinhadas do centro do furo, o que por sua vez
provocaria desvio, podendo causar as faturas no aço.
A lança de avanço firmemente colocada possibilita o melhor aproveitamento da força do
avanço, com o firme de otimizar a penetração (ou velocidade de perfuração), aumentando a
produtividade.

15.2 Início de um furo (embocamento)

Ligue o ar de limpeza e aproxime o bit do solo, SEM LIGAR a percussão da perfuratriz.


Ligando a percussão cedo demais e/ou antes que o bit tenha apoio, poderá desapertar as
roscas de união e eventualmente danificar os bits de perfuração.
Com o bit encostado na rocha, aplique a força do avanço reduzida, com rotação normal, e
inicie a percussão também reduzida.
Certifique-se que ao ar de limpeza está funcionando. Embocamento sem ar ou água de
limpeza aumentaria a temperatura do bit de perfuração.
Esfriamento repentino provocado pelo ar de limpeza poderá causar trincas no metal duro.
Existe ainda outro perigo, o de que o(s) furo(s) de limpeza poderiam ficar obstruídos
prejudicando a perfuração. Aumente a força e a energia de percussão, uma vez que, o bits já
estejam com suporte, ou guiados pela rocha. Às vezes, há necessidade de realinhar o avanço
(lança) depois de alguns centímetros de perfuração, para que a haste e o avanço estejam
exatamente paralelos. Isto corrige o empenamento e minimiza o desvio do furo. Em perfuração
de bancada, normalmente o reajuste de alinhamento é desnecessário, desde que o avanço
esteja fixado firme e corretamente desde o princípio.
Em perfuração de bancada, o centralizador deve ser fechado durante o embocamento. Em
drifiting, não deixe que a folga do centralizador e a haste sejam grandes demais (2-3 mm
máximo).Verifique sempre as buchas do centralizador e troque-as ou recondicione quando for
necessário.
Continuar a perfuração com desalinhamento que cause esforços desnecessários ao aço,
apenas aumenta consideravelmente o risco de uma quebra prematura e parada
desnecessárias que diminuem o resultado de produtividade.

15.3 Perfuração

Ajuste a energia da percussão de acordo com o tipo de rocha a ser perfurada. Se a rocha for
fraturada reduza a pressão de percussão.

15.4 Força de Avanço

Aplicando a força de avanço adequada, teremos melhor economia na sua perfuração. Se a


força de avanço for pequena demais a velocidade de penetração também será diminuída e as
roscas de acoplamento no trem de perfuração se afrouxarão. Perfuração com roscas
afrouxadas, interfere diretamente na transmissão de energia entre as hastes de perfuração.

91
Isto causa esforços extraordinários no aço, podendo facilmente ser a origem de falhas
prematuras no material e da perfuratriz. Pode também, ser a causa de fadiga nos botões de
metal duro e na soltura dos botões do Bit. Um sinal de falta de força de avanço é os
acoplamentos soltos e aquecidos. Esta alta temperatura provoca um desgaste muito rápido
nas roscas dos punhos, haste e luvas. A força do avanço pode também ser demais causado
perda na rotação.
Isto aumenta o risco de perder o equipamento no furo, como também aumenta o desvio e
reduz a velocidade de penetração. Será também facilmente notado o aumentado de esforços
de flexão dos componentes.

15.5 Rotação

A velocidade de rotação deve ser adequada ao diâmetro do bit de perfuração e análogo a


freqüência do mecanismo de percussão, (RPM em relação ao impacto por minuto). Os insertos
ou botões de bits devem girar a uma distancia adequada entre cada impacto do pistão, para
possibilitar que haja sempre a quebra de um pedaço de rocha. Quando maior for o diâmetro do
Bit, menor será a velocidade de rotação permitida. Se a velocidade de rotação for rápida
demais, o metal duro será gasto rapidamente, principalmente na periferia (lateral) dos Bits de
perfuração.
Para Bits com diâmetro de 51 a 102 mm a velocidade de rotação é 160 – 180 RPM,
respectivamente (maior velocidade de rotação para Bits de pequeno diâmetro e menor
velocidade para Bits de maior diâmetro).Estas velocidades de rotação correspondem a um
movimento de uns 8 – 10 mm entre cada impacto de percussão da perfuratriz. Para bits de
maiores, a velocidade de rotação é menor do que 80 RPM, especialmente em rocha abrasiva.
No caso de Bits maiores de 51mm , a velocidade de penetração devera ser menor para Bits de
botões, compara com os Bits correspondentes de placa (bits soldados).

15.6 Limpeza de Furo

O fundo do furo devera estar isento de cavacos soltos de rocha.


Uma boa limpeza com remoção instantânea de cavacos deixa o furo limpo e aumenta a
velocidade de penetração, evitando também a necessidade de retrabalhar a rocha já
perfurada. A limpeza insuficiente do furo reduz a velocidade de penetração e aumenta o risco
de prender o material no furo. Se a pressão de água for maior do que ar, o risco é de que a
água entre na perfuratriz. Retentores usados em punho com limpeza central estão sempre
sujeitos a danificação por sujeira na água e por atritos do tubo de limpeza.
Trocar imediatamente um retentor danificado para evitar que o filme do lubrificante seja lavado
e eliminado.
Se isto acontecer , o punho e a perfuratriz serão quase que imediatamente danificados.

(Perfuração para frente e para trás respectivamente, para soltar equipamento preso no furo,
causa um desgaste prematuro, por isso muita atenção!)
A limpeza excessiva pode em certos tipos de rocha causar erosão do corpo do Bit, reduzindo a
vida útil do produto.

15.7 Uso Uniforme do Equipamento

Se for usada uma rosca nova juntamente com uma rosca gasta, a nova terá um desgaste
rápido e prematuro. Para obter um desgaste mais uniforme e menor possível entre os

92
componentes num “trem” de perfuração (haste, luvas e punhos), é importante estabelecer
numa circulação adequada das hastes. Isto assegura que todos os componentes trabalhem
por igual, durante sua vida útil, com um nível de desgaste similar um ou outro.
O ideal e mais simples, é cada vez que se troque um bit para re afiar, seja colocada haste por
último na fila de trabalho para descansar. É bom incluir uma ou duas hastes a mais como
reserva no sistema de circulação.
A quantidade de desgaste é diferente de um lado e de outro das hastes, dependendo da rocha
e das posições, se for contra a perfuratriz ou fundo do furo.
Querendo economizar, é recomendável interver as posições “de cima para baixo” uma vez em
cada turno de trabalho.
É fácil fazer rodízio das hastes usando uma espécie de cavaletes, etc.
É um pouco mais complicado nas máquinas modernas com manuseio de haste mecanizado.
Mesmo assim é recomendado fazer rodízio de hastes uma vez de cada um ou dois turnos.

15.8 Graxa para as Roscas

Para obter o máximo de vida útil das roscas é importante mante-las limpas. Engraxando as
roscas, reduz-se o desgaste e facilita-se o desacoplamento das hastes. É importante porém,
que a graxa não esteja contaminada pela poeira de perfuração, caso contrário, seria mais uma
pasta de abrasivos do que lubrificante.

15.9 Brocas Tortas e/ou Empenadas

Ás vezes, não é necessário refugar uma broca empenada. Normalmente ela pode ser
endireitada ou num furo na rocha, ou em alguma espécie de prensa. Evite batidas ou cantos
vivos nos dispositivos de endireitamento e lembre-se que não se pode esperar uma vida útil
integral de uma broca recuperada.

15.10 Equipamento Entupido

As ferramentas podem estar entupidas por falta de pressão do meio de limpeza (ar ou água).
Se for possível desentupir o componente, o mesmo poderá ser usado novamente. Um tubo de
alumínio ou cobre com jato de água poderá ser usado para desentupimento. Tubo de cobre é
recomendado pois o material que entupiu o equipamento poderá conter explosivo. Um
processo de desentupimento pode eventualmente danificar o tratamento anti-corrosivo do furo
de limpeza. Por esta razão, o componente que for desentupido deverá entrar em uso
novamente, não sendo guardado no estoque.

15.11 Desacoplar as Roscas

A maneira mais fácil de soltar a rosca do bit e outros acoplamentos é usar o próprio
mecanismo de percussão da perfuratriz.
Ponha o bit em contato com a rocha no fundo do furo e ligue a percussão por alguns
segundos, sem rotação, usando pouco ou nada da força de avanço. Em perfuratriz onde não
há mecanismo de rotação, as roscas se soltam quando se desliga a força do avanço, num
momento antes de terminar a perfuração.
Neste caso também, somente em alguns segundos.

93
Se isto funcionar satisfatoriamente, será necessário usar chaves adequadas, tanto para bits
como para hastes. Nunca use uma marreta ou martelo. Observe também para não usar
percussão quando usar a chave no encaixe, pois isto, danificaria a haste.
Dificuldades em desacoplar as roscas são comuns quando as roscas estão desgastadas.

15.12 Desgaste

É importante que o desgaste das roscas seja verificado regularmente para que os
componentes possam ser substituídos no ponto mais adequado, a fim de otimizar a economia.
Continuando a perfuração com roscas gastas é um convite para paradas que são sempre
caras. Use gabaritos para medir o desgaste.
Roscas “machos” devem ser descartadas quando o gabarito passar os topos da rosca, sem
tocá-los. Verifique sempre a parte mais desgastada da rosca. Ás vezes, as roscas são menos
gastas nas pontas, quando ela tem trabalhado em furos inclinados.
Roscas “fêmeas” devem ser descartadas, quando for possível inserir o gabarito em toda a
extensão da rosca.
Observe que, trocando as hastes por novas, é quase sempre mais econômico também trocar
as luvas, mesmo que elas não estejam ainda totalmente gastas. A razão é que, misturado uma
rosca nova com uma velha, a nova se desgasta muito mais rápido.
Conseqüentemente, perde-se na vida útil uma peça bem mais cara.
Perfuração com buchas gastas causa a deformação do punho ou adaptador. No caso de
punho adaptador, as esteiras serão desgastadas prematuramente. Jogo em excesso entre a
bucha de rotação e apoio faz com que o pistão bata na superfície de impacto obliquo (ou
inclinado) em relação ao seu eixo. Isto resulta em que os cantos da superfície de impacto
sejam rebitados, tanto no punho como no pistão da perfuratriz. Um punho danificado desta
maneira, normalmente resulta em quebra prematura.

15.13 Transporte e Armazenamento

Uma marca aguda de uma batida ou pancada lateral pode ser o ponto de partida de uma
fratura, devido aos altíssimos esforços provocados pelo pistão da perfuratriz. Brocas integrais,
hastes de extensão, luvas de acoplamento punhos e bits de perfuração de rocha devem ser
tratados com os devidos cuidados.
Como a superfície neste tipo de equipamento é muito dura e resistente ao desgaste, é também
muito sensível aos impactos laterais. Portanto, as chaves usadas para desacoplar às hastes,
devem estar em bom estado, sem cantos vivos e não usando o impacto da perfuratriz. Na
maioria das vezes é fácil achar o ponto de origem de uma fratura, que é o ponto central da
chamada “rosca de fadiga”. Verifique se a embalagem dos produtos ou componentes que
contem “metal duro” não está danificada e se protege bem o produto durante o transporte.
Mesmo tendo uma boa resistência ao impacto, o metal duro é facilmente danificado por outra
peça de metal duro.

15.14 Desgaste do Metal Duro

O carbureto de tungstênio popularmente é chamado “metal duro” (seja de qualquer marca),


tem desgaste. O maior desgaste tem sua origem no próprio contato com o fundo do furo , e
também por abrasão do seu contato com as paredes do furo, devido ao seu movimento de
rotação.

94
Se o desgaste for muito grande, a velocidade de penetração diminuíra e os demais
componentes sofrerão um aumento de esforço. Portanto, o metal duro deve ser reafiado
regularmente para restaurar a sua forma original.
Diferentes tipos de rochas causam diferentes graus e tipos de desgaste.
Desgaste frontal é normal em rocha mais dura como granito e anéis.
A altura do botão ou inserto se gasta e forma um plano de desgaste. No caso de bits em cruz
ou X, o plano de desgaste é maior nos extremos do bit, causando pela maior área de trabalho
da periferia durante a rotação.
No caso de bits de botões, os botões periféricos mostram mais desgaste do que os frontais
pela mesma razão.
Desgaste lateral é comum em rocha que contém alto teor de quartzo.
Um desgaste excessivo na periferia desenvolve o chamado anti cone ou contra cone.
Este desgaste acaba com o ângulo de alívio ou folga, impossibilitando a penetração do bit.
“pele de cobra” (popularmente chamado) é um desgaste que se desenvolve e rocha menos
abrasiva, como calcário, magnetita e similar.
Depois de certo tempo de perfuração, a superfície de metal duro começa a fatigar-se, com
evidencias de pequenas trincas, similares à pele de uma cobra, particularmente nos cantos
externos ou laterais dos insertos de metal duro. Ao primeiro sinal de “pele de cobra”, o metal
duro deve ser refiado, caso contrario as micro-trincas penetrariam mais fundo dentro do “metal
duro”, causando eventualmente lascas e desprendimento do metal duro. Em certos tipos de
rocha não existe desgaste visível, apenas um polimento do metal duro. Mesmo assim, o metal
duro deve ser refiado para prevenir o risco de fadiga.
Nestas circunstancias é recomendado um intervalo de refiação a cada 300 metros e para
pastilha de placa (bits soldados) a cada 150 metros de perfuração.

15.15 Intervalos de Refinação

Um bit de botão precisa ser refiado quando se nota perda da velocidade de penetração ou se
houver metal duro danificado com freqüência.
Os bits de botões maiores devem ser refiados para obter o máximo de rendimento e economia.
A velocidade de penetração normalmente começa a diminuir quando os planos de desgaste se
tornarem a metade do diâmetro do botão. Porém, para otimizar a economia de re afiação e
facilitar esta operação, recomendamos afiá-los quando o desgaste tiver um plano de 1/3 do
diâmetro do botão.
Bits em cruz ou em X devem ser refiados quando o plano desgastado chegar a largura de 3
mm medindo uma distância de 5 mm da periferia.
Esta medida pode ser controlada melhor usando um gabarito para re afiação.
A altura do “anti cone”, medindo do ponto mais alto da pastilha até o ponto de contato do
angulo de folga lateral da pastilha, não pode ultrapassar 8 mm para brocas integrais, e para
bits e, cruz ou X não pode ultrapassar 6 mm.
O bit de botão tem um contra –cone (anti cone) quando a folga entre o botão e aço não mais
existir. Para verificar isto, use um paquímetro comum .

15.16 Rotinas de Refiação

Na maioria dos casos não é pratico ou possível medir o plano de desgaste em todas as brocas
integrais ou bits de perfuração num canteiro de obra, pedreira ou mineração. Em sítios de
trabalhos maiores , é essencial o estabelecimento de rotinas fixas para refiações, depois de
determinado número de furos, a cada turno ou conforme o grau de desgaste. É melhor afiar

95
antes do que tarde demais, porque, o menor volume de metal duro é removido por afiação, o
que não afeta a vida e economia do bit de perfuração.

15.17 Afiação

Use gabaritos de afiação para controlar o processo de refiação.


A maneira mais fácil de afiar brocas integrais e bits de perfuração é usando máquinas de re*-
fiação especialmente construídas para esta finalidade (Afiador de Bits Botão MWAB-68 ou
MWE-62 Afiador de Bits Pastilha). Uma broca integral afiada corretamente deverá Ter uma
aresta nova de corte 3/5 do diâmetro ou do comprimento da pastilha. Todos os cantos vivos
devem ser eliminados com uma pedra esmeril. O angulo de corte deve ser de 110º e o raio do
inserto 80 mm.
No bit em cruz ou em X, um plano ou superfície de desgaste de 1/10, deve ser deixado no
canto da periferia de cada inserto.
Botões de metal duro gasto devem ser restaurados (refiados) ate sua forma original. A maneira
mais fácil de fazer isto é usar rebolo diamantados, especialmente desenvolvidos para esta
finalidade (Diaroc). Se o aço em volta dos botões deve ser removido primeiramente (para os
botões serem mais expostos), rebolo de corpo diamantados ou nitrato de boro são disponíveis
para esta operação (Borroc). Existam hoje , rebolo diamantados que permitem fazer esta
operação simultaneamente (Uniroc).
“Anti cone” deve ser removido o quanto antes possível com a afiação frontal. Afiação frontal em
intervalos curtos pode evitar desenvolvimento de um anti-cone excessivo. Afiação diametral ou
na periferia do bits em cruz ou em X ( para restaurar o angulo de folga) deve ser aplicada
somente quando a afiação frontal for insuficiente para eliminar o anti-cone. Assim, evita-se a
redução prematura do diâmetro do bit.
Para eliminar um anti cone num bit de botão, é normalmente necessário retificar o diâmetro do
bit na hora de re afiar os botões.
Depois que uma broca integral for refiada, o diâmetro deve ser verificado e certificado para que
a mesma se encaixe na escala. Sempre deve certificar-se de que o bit posterior, num furo já
iniciado com outro bit, tenha um diâmetro menor do que anterior, a fim de evitar excesso de
esforço lateral e quebras prematuras.
É de extrema importância para a economia de perfuração , que os rebolo usados para re afiar
os produtos de perfuração com metal duro sejam adequados para isto. Os rebolo devem ser
auto-corretivos, ou seja, quando uma partícula ou grão de corte estiver gasto, o mesmo deve
ceder o lugar para outro com corte novo.
É especialmente importante evitar rebolo extremamente duros. Podem ser econômicos para a
operação de própria afiação, porém, queimam e danificam o metal duro, tornando-se
completamente antieconômicos.

Naturalmente, deve ser usado rebolo designados para afiação úmida, quando for usada
refrigeração com água e para afiação a seco quando não tiver resfriamento.
Recomendamos, sempre que possível, usar um bom resfriamento com água durante a re
afiação.

96

Você também pode gostar