Você está na página 1de 5

Série Romanos – O Evangelho de Cristo Jesus – Mensagem 1

Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 81

Ira de Deus – Parte 2


Idolatria nasce da falta do verdadeiro conhecimento de Deus.
(Texto: Rm 1:18~23)

1. Introdução.

A duas semanas, estudamos sobre a ira de Deus: essa ira é manifesta sobre aqueles que
praticam a injustiça e a impiedade, transformando a verdade de Deus em injustiça. Deus
se ira com os que se rebelam contra Seus propósitos, mas concede graça àqueles que O
reconhecem como Deus e Senhor. Hoje, mais uma vez, conversaremos sobre a ira de
Deus, pegando um trecho mais extenso de Romanos para vermos o que a palavra nos
revela sobre o por quê dessa ira.

Alguns aqui dirigem. A multa mais comum de se pegar nas ruas e estradas é a de
excesso de velocidade. Imagine uma estrada vazia, só o seu carro. Você está atrasado
para um compromisso. A reação mais natural é que você aperte com mais força aquele
pedalzinho que nós chamamos de acelerador. O ponteiro começa a subir: 90, 100, 110,
120, 130 km/h. Feliz da vida, você chega a tempo no destino.

Depois de algumas semanas, entretanto, vem uma cartinha muito simpática do


DETRAN, com uma fotinho muito meiga de seu carro e um aviso: Multa Gravíssima:
Excesso de Velocidade. Você fica bravo e resolve recorrer da multa. Justifica que não
havia sinalização suficiente na estrada que o alertasse da infração, ou seja, “você não
sabia que aquilo que você fez era errado”.

Agora pense comigo: é justificável você ter ultrapassado o limite de velocidade daquela
maneira? Você sabe que o limite máximo numa rodovia é de 120 km/h. Não estamos na
Alemanha que tem as famosas Autobans que não restringem o limite máximo de
velocidade. E quando você vem com a desculpa do “eu não sabia”, ou “ninguém me
avisou”, isso deve realmente ser levado a sério?

Na vida cristã, também, temos momentos em que dizemos a Deus: “eu não sabia”. Mas
o que o texto de hoje diz é que toda a humanidade é indesculpável, ou seja, sem
desculpas, diante de Deus. Isso quer dizer que ninguém poderá dizer para Deus:
“ninguém me avisou que isso era errado”. Mas como isso pode ser possível? Como uma
pessoa que talvez nunca ouviu falar de Jesus ainda continue sem desculpas diante do
Senhor?

Convido a todos a lermos essa passagem e deixarmos que o Espírito Santo fala aos
nossos corações.

2. Exposição do texto. (Rm 1:18~23)


18
Portanto, a ira de Deus é revelada dos 18
Ἀποκαλύπτεται γὰρ ὀργὴ θεοῦ ἀπ’
céus contra toda a impiedade e injustiça οὐρανοῦ ἐπὶ πᾶσαν ἀσέβειαν καὶ
dos homens que suprimem a verdade em ἀδικίαν ἀνθρώπων τῶν τὴν ἀλήθειαν ἐν
injustiça, ἀδικίᾳ κατεχόντων,
1
Pregado no MEP dia 01 de maio de 2011.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com


Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 8

19
Porque o que se pode conhecer de 19
διότι τὸ γνωστὸν τοῦ θεοῦ φανερόν
Deus é manifesto entre eles, pois Deus ἐστιν ἐν αὐτοῖς· ὁ θεὸς γὰρ αὐτοῖς
lhes manifestou. ἐφανέρωσεν.
20
Pois desde a criação do mundo, os 20
τὰ γὰρ ἀόρατα αὐτοῦ ἀπὸ κτίσεως
seus atributos invisíveis, seu eterno
κόσµου τοῖς ποιήµασιν νοούµενα
poder e divindade são vistos claramente
καθορᾶται, ἥ τε ἀΐδιος αὐτοῦ δύναµις
e percebidos mediante as coisas criadas,
καὶ θειότης, εἰς τὸ εἶναι αὐτοὺς
de modo que esses homens são
ἀναπολογήτους·
indesculpáveis.
21
Porque embora conhecessem a Deus 21
διότι γνόντες τὸν θεὸν οὐχ ὡς θεὸν
não o glorificaram como Deus e nem lhe ἐδόξασαν ἢ ηὐχαρίστησαν, ἀλλ’
deram graças mas tornaram-se fúteis em ἐµαταιώθησαν ἐν τοῖς διαλογισµοῖς
suas especulações e o seu coração αὐτῶν καὶ ἐσκοτίσθη ἡ ἀσύνετος αὐτῶν
insensato se obscureceu. καρδία.
22
Dizendo-se Sábios, tornaram-se 22
φάσκοντες εἶναι σοφοὶ ἐµωράνθησαν,
loucos,
23
substituindo a glória do Deus 23
καὶ ἤλλαξαν τὴν δόξαν τοῦ ἀφθάρτου
incorruptível pelas imagens semelhantes θεοῦ ἐν ὁµοιώµατι εἰκόνος φθαρτοῦ
ao homem corruptível, às aves, aos ἀνθρώπου καὶ πετεινῶν καὶ τετραπόδων
quadrúpedes e aos répteis. καὶ ἑρπετῶν.

1. Os homens são indesculpáveis.

“Porque o que se pode conhecer de Deus é manifesto entre eles, pois Deus lhes
manifestou” (vr. 19). Todos nós sabemos que conhecer a Deus é muito importante. Esse
conhecimento não é apenas um acumulo de informações no nosso intelecto, mas
também, um relacionamento firme e duradouro. O que Paulo nos declara é que só
podemos conhecer a Deus na medida em que Ele mesmo se revela à humanidade.

Deus está muito acima de todo o nosso entendimento. Por isso não podemos conhecê-lo
a partir de nossas capacidades e habilidades naturais. Isaías já dizia: “Porque os meus
pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus
caminhos, diz o Senhor” (Is 55:8). Só podemos saber e conhecer Deus na medida em
que Ele revela sua identidade e seus propósitos

O primeiro lugar onde Deus imprimiu as marcas de sua própria pessoa foi na natureza
criada. O Apóstolo Paulo diz no vr. 20: “Pois desde a criação do mundo, os seus
atributos invisíveis, seu eterno poder e divindade são vistos claramente e percebidos
mediante as coisas criadas”. Um Deus invisível, cujos atributos também são invisíveis,
imprimiu sua marca pessoal em tudo aquilo que foi criado. É como se a natureza nos
revelasse um pouco da personalidade de seu criador. O propósito de Deus era que a
humanidade, vendo a natureza, se voltasse para o seu Criador.

Davi entendeu isso ao compor o Salmo 19:

“Os céus declaram a glória de Deus;


o firmamento proclama a obra das suas mãos.
Um dia fala disso a outro dia;
uma noite o revela a outra noite.
Sem discurso nem palavras,

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com 2


Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 8

não se ouve a sua voz.


Mas a sua voz ressoa por toda a terra,
e as suas palavras, até os confins do mundo” (Sl 19:1~4).

Olhe para a natureza. Pare para pensar: como tudo isso funciona na mais perfeita
harmonia, sem a interferência do homem? Será que não há um criador responsável por
isso? Não é possível nos maravilharmos com a beleza da criação sem levar em conta a
presença oculta do criador por trás de todo o universo. Chamamos isso de revelação
geral, ou seja, podemos ver os “rastros” de Deus, de maneira geral, naquilo que Ele
criou (já o que temos em mãos, a Bíblia Sagrada, é a revelação especifica de Deus para
a salvação do homem).

É por isso que o texto declara que “que esses homens são indesculpáveis” (vr. 20b). Que
homens? Aqueles que são alvos da ira de Deus. Eles não poderão chegar diante de Deus
e dizer: “Senhor, não pudemos te conhecer por que ninguém nos falou a respeito de Ti”.
Deus lhes dirá: “vocês viveram vendo a minha criação e nem se quer desconfiaram da
minha existência?”.

Santo Agostinho escreveu certa vez: Olhe para uma flor e pergunte a ela o por quê dela
ser tão linda. A flor te responderá: “não fui eu que fez isso, procure pela pessoa que me
criou”. Sim. Tudo o que Deus fez aponta para a direção Dele. Mas a natureza é
insuficiente para nos dar a revelação plena de Deus. Ela apenas aponta para a direção
correta. Por isso que precisamos da revelação especifica e plena: a Palavra de Deus.

Meus irmãos, que você possa glorificar o Criador de todas as coisas do Universo.

2. Sábios ou loucos?

“Porque embora conhecessem a Deus não o glorificaram como Deus e nem lhe deram
graças mas tornaram-se fúteis em suas especulações e o seu coração insensato se
obscureceu” (vr. 21).

As pessoas podem até ter um conhecimento remoto e limitado de Deus mediante tudo
aquilo que foi criado. Certa vez ouvi uma pessoa dizendo assim: “eu acredito em Deus,
eu sei que tudo o que temos no mundo só pode ter vindo de uma mente poderosa para
criar tudo, por isso eu busco esse Deus em todas as religiões”. Outras pessoas dizem:
“Olhe para a beleza da natureza, tudo é Deus”, o panteísmo.

O importante não é apenas o fato das pessoas terem um conhecimento limitado de Deus,
apenas “acharem” que Deus existe, mas que esse conhecimento os leve à adoração, à
doxologia. Uma pesquisa recente feita em 23 países do mundo relevou que o Brasil é
terceiro pais onde mais pessoas crêem na existência de Deus, ou em uma “força
suprema”, 84% da população. Sabe quem é o primeiro? A Indonésia, com 93% seguido
da Turquia com 91%. Observação: Indonésia e Turquia são países muçulmanos2. Será
que esses números indicam que esses países tem essa quantidade de pessoas salvas e
remidas por Cristo? Será que 84% dos brasileiros vão para o céu? Claro que não.
Infelizmente, não.

2
Disponível em http://noticias.uol.com.br/bbc/2011/04/25/brasil-e-3-pais-onde-mais-se-cre-em-deus-em-
pesquisa.jhtm, acessado em 01.05.2011

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com 3


Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 8

As pessoas gostam de pensar em Deus da maneira que as convém. Gostam de ajustar


Deus segundo as suas necessidades. É a nossa natureza pecaminosa entrando em ação.
Por isso, Paulo nos declara que essas pessoas não adoraram a Deus da maneira correta,
mas “mas tornaram-se fúteis em suas especulações e o seu coração insensato se
obscureceu” (vr. 21b).

“Dizendo-se Sábios, tornaram-se loucos” (vr. 22). Essa frase é um resumo brilhante de
Paulo com respeito a todos aqueles que procuram, pelas próprias pernas, criarem uma
idéia de Deus. E no mundo temos as mais bizarras possíveis. Desde o inicio da
humanidade, o homem sempre procurou explicar Deus. No passado recente tivemos
grandes pensadores que questionaram a existência de Deus nos padrões bíblicos como:
Jean-Paul Sartre, Albert Camus... hoje, temos defensores do ateísmo como Richard
Dawkins. Todos esses pensaram e formularam as melhores proposições científicas. Mas
eles estão certos? Será que os cientistas que sabem o numero das galáxias, que contam
as estrelas, são realmente Sábios? Será que os grandes banqueiros que ganham milhões
por mês são Sábios? Será que os grande filósofos e pensadores são por si só sábios?

Quero mostrar para vocês o que a Bíblia chama de verdadeira sabedoria. Provérios 1:9
diz: “O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam
a sabedoria e a disciplina” (Pv 1:7). Deus é a fonte de toda a sabedoria. As pessoas
podem se considerar Sábias, mas elas podem ser, na realidade loucas.

Olhe paras as práticas religiosas não bíblicas pelo mundo: o hinduísmo, budismo,
islamismo, confuncionismo, xamanismo, etc, etc, etc. São tentativas humanas de
explicar Deus, sem a revelação principal, a Bíblia. Para essas pessoas, Paulo é claro em
dizer: “Dizendo-se Sábios, tornaram-se loucos” (vr. 22).

Amados, aquelas pessoas, que mesmo com todo o universo apontando para Deus, não o
reconhecem, e pelo contrario, o renegam, são loucos e insensatos! Que nós hoje,
possamos vislumbrar as obras de Deus e glorificá-lO.

3. Causa da ira de Deus.

“substituindo a glória do Deus incorruptível pelas imagens semelhantes ao homem


corruptível, às aves, aos quadrúpedes e aos répteis” (vr. 23).

A loucura desses homens chegou a um ponto tão crítico que eles trocam, substituíram a
glória de Deus, pelas imagens daquilo que há no mundo, ou seja, destituíram o criador e
entronizaram as criaturas, adorando a criatura em lugar do criador. Eles trocaram a
glória que eles se recusaram a reconhecer, a glória do Deus incorruptível, pela gloria
corruptível das coisas criadas. Os homens preferiam as cópias imperfeitas daquilo que
Deus fez de si mesmo3. Sabe qual é o nome que damos para isso? Idolatria! Idolatria é
toda a tentativa de substituir Deus por qualquer outra coisa.

A idolatria é a conseqüência mais natural da ignorância de Deus. Porque o homem


procurará preencher o seu vazio existencial com a primeira coisa que eles encontrar na
frente. Nós sempre fomos, sempre somos e sempre seremos sedentos de Deus. Sem
conhecer esse Deus de maneira verdadeira, nós preencheremos os nossos corações com
aquilo que não é Deus, ou seja, com algo da criação, ao invés do criador.
3
Cf. Dunn, pág. 72.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com 4


Série Romanos – O Evangelho de Deus – Mensagem 8

Não precisamos ir longe ao pensar em idolatria. O que você coloca como sendo mais
importante que Deus? O que faz Deus perder o lugar de primazia na sua vida? Dinheiro,
fama, estudo, amigos, irmãos, igreja, família? Meus irmãos, isso é muito grave: “ Eu
sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem
o meu louvor às imagens de escultura” (Is.42:8).

Deus não suporta dividir a sua glória. Isso não é um capricho de um Deus egoísta e
mesquinho. Não! Essa glória tão sublime só pode ter um único dono: o Senhor Deus. Se
você ler o Antigo Testamento, você verá que até o povo escolhido foi quase totalmente
destruído por causa da idolatria. Aliás esse é o pecado central do Antigo Testamento.
Veja agora se um judeu se curva diante de um ídolo, nunca, afinal, depois de tanto, eles
aprenderam essa lição. Mas novamente: será que a idolatria só se restringe ao culto às
imagens ou é algo mais sério e mais ao alcance de qualquer um de nós aqui?

Meu irmão, conheça a Deus. Quando conhecê-lO, você mesmo chegará à conclusão de
que a idolatria é a maior tolice que existe no mundo! Se abandonamos os nosso ídolos,
na medida em que conhecemos o verdadeiro Deus!

A quem você está glorificando? Dependendo da resposta, você terá salvação ou sofrerá
a ira de Deus.

Conclusão:

Amados irmãos, quero perguntar a cada um de vocês: vocês conhecem a Deus? Você
reconhece o Jesus como Senhor da sua vida? Você O glorifica em todas as coisas? Ele
é, de fato, Deus para você?

A ira de Deus vem sobre as pessoas, que mesmo tendo um conhecimento de Deus
remoto, desviam-se, rebelam-se e degradam-se em seus pecados, trocando a glória do
criador, pela maldição das criaturas.

Semana que vem, falarei um pouco de como a ira de Deus se manifesta.

Que eu e você possamos conhecer a Deus para glorificá-lO sempre! Amém.

Paulo Sung Ho Won – www.sunghojd.blogspot.com 5