Você está na página 1de 4

Título: Conversor Buck.

Unidade Curricular: Eletrônica de Potência.


Curso: Engenharia Elétrica.

Cálculos Conversor Buck

Valores escolhidos:
𝑉𝑠 = 24𝑉 𝑅𝐿 = 6, 8Ω 𝑉𝑜 = 10𝑉 𝑓 = 16𝑘

Cálculo do valor de indutor:


𝑉𝑜 10 (1−𝐷)*𝑅𝐿 (1−0,417)*6,8
𝐷 = 𝑉𝑠
= 24
= 0, 417 𝐿𝑚𝑖𝑛 = 2*𝑓
= 2*16000
= 123, 88µ𝐻

𝐿 = 1. 25 * 𝐿𝑚𝑖𝑛 = 1, 25 * 123, 88µ = 157, 35µ𝐻

Cálculo das correntes (𝐼𝐿, 𝐼𝑠, Δ𝑖𝐿, 𝐼𝑚𝑎𝑥, 𝐼𝑚𝑖𝑛):


𝐷*𝑉𝑠 0.417*24
𝐼𝐿 = 𝐼𝑠 = 𝑅
= 6,8
= 1, 47𝐴
𝑉𝑠−𝑉𝑜 24−10 1
Δ𝑖𝐿 = ( 𝐿
) * 𝐷 * 𝑇 = ( 157,33µ ) * 0, 417 * 16000
= 2, 32𝐴
Δ𝑖𝐿 2,32
𝐼𝑚𝑎𝑥 = 𝐼𝐿 + 2
= 1, 47 + 2
= 2, 63𝐴
Δ𝑖𝐿 2,32
𝐼𝑚𝑖𝑛 = 𝐼𝐿 − 2
= 1, 47 − 2
= 0, 31𝐴

Finalmente, podemos calcular o capacitor, para um ripple de 0,5%:


1−𝐷 1−0,417
𝐶= Δ𝑉𝑜 2
= 0,005 2 = 3. 61𝑚𝐹
8*𝐿*( )*𝑓 8*157,35µ*( 10
)*16000
𝑉𝑜

Simulação do circuito

Usando os valores calculados acima, foi possível chegar ao circuito da Figura 1.


Figura 1 - Circuito simulado

Fonte: Autor.

A tensão na carga e corrente no indutor pode ser observada na Figura 2, e na Figura 3 a


tensão e corrente na carga.
Figura 2 - Corrente no indutor (azul) e tensão na carga (vermelho).

Fonte: Autor.
Figura 3 - Tensão e corrente na carga.

Fonte: Autor.

Dando um zoom no gráfico da corrente, podemos observar o 𝐼𝑚𝑎𝑥e o 𝐼𝑚𝑖𝑛, como mostra a

Figura 4.
Figura 4 - 𝐼𝑚𝑎𝑥e 𝐼𝑚𝑖𝑛 na simulação.

Fonte: Autor.

Os resultados alcançados foram satisfatórios, não apresentando nenhuma discrepância da


simulação para os cálculos.

Você também pode gostar