Você está na página 1de 7

LOGÍSTICA REVERSA NA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DAS EMBALAGENS

DE VIDROS

Emylle Lima de Santana, Colégio Estadual Reitor Miguel Calmon

RESUMO
Este artigo tem como objetivo deixar explícito a importância da Logística Reversa de
forma funcional em relação à exploração e produção das embalagens de vidros. A
logística reversa pode ser definida como um conjunto de procedimentos gerenciais
do fluxo de materiais do encaminhamento pós-venda ou pós-consumo ao setor de
origem, para reaproveitamento ou destinação correta de resíduos. Esse método vem
crescendo cada vez mais em função da sustentabilidade e redução de custos nas
empresas. Para alcançar esse objetivo foram realizadas discussões de teorias
presentes em fontes secundárias como: livros, artigos científicos, sites e teses que
mostram sobre o tema e a importância da logística reversa nas produções e
explorações das embalagens de vidro, a partir da análise dos processos de
descartes dos mesmos.

Palavras-chave: vidro, logística reversa, pós-venda, pós-consumo.

1.INTRODUÇÃO
Atualmente, as indústrias que produz vidros é um dos principais polos
brasileiros que mais produzem e descartam. Analisando por essa perspectiva, é fato
que é necessárias soluções para que esse grande descarte de vidros seja
controlado.
Marques e Oda (2010), destacam a Logística Reversa como uma das grandes
tendências que estão guiando as empresas atualmente, além de ser fundamental
para a preservação do meio ambiente, que até então vem sendo ameaçada,
também, pelo descarte inadequado de resíduos gerados pelas empresas.
Paralelamente, Donato (2008) destaca que muitas empresas chegam a
cogitar a aplicação do conceito de Logística Reversa, contudo é abstruso, já que
nem todas compreendem que esse procedimento é parte essencial e imprescindível
para o fluxo adequado das empresas ou para a diminuição de custos.
O processo de Logística Reversa precisa do suporte da Tecnologia da
Informação (TI), afim de viabilizar o atendimento de requisitos necessários
para a operação. Entre as funcionalidades requeridas, poder ser listadas:
informações centralizadas e confiáveis, rastreabilidade, avaliação de
avarias e etc. (BORINE, 206, p.76)

A partir dos argumentos expostos nos parágrafos anteriores, este artigo foca
em destacar o seguinte problema: Como ocorre a aplicação do método de Logística
Reversa no segmento de produção e exploração das embalagens de vidro?

2.Logística Reversa
Nos dias atuais, a logística é uma área de grande valia para as empresas pois
tem como objetivo organizar de maneira mais eficaz os pedidos,a produção e a
demanda, assegurando de que os planos da empresa sejam consumados.
Logística reversa é um conjunto de procedimentos gerenciais do fluxo de
materiais do encaminhamento pós-venda ou pós-consumo aos centros produtivos de
origem ou ao descarte correto dos mesmos.
Até pouco tempo esse método de logística ainda não era utilizado, restrigindo
as organizações somente a entrega dos produtos aos clientes, isentando as
empresas da responsabilidade de seus produtos após o mesmo ser vendido.
Atualmente a Logística Reversa vem tendo um destaque crescente nas empresas, já
que com a implementação da mesma gera às empresas várias vantagens. Para
Stock (1998) a Logística Reversa dar ganhos às empresas pela agilidade no
processo de planejamento, implementação e controle do fluxo da matéria-prima
desde os pontos de consumo até o ponto de origem, tendo como objetivo a
recuperação do valor e o descarte correto para a coleta e tratamento do lixo.
A imagem 01 a seguir, retrata o processo da Logística Reversa dos artefatos,
processo que tem seu início da indústria, logo após passando para a distribuição e
em seguida para o varejo, seguindo para o consumidor, o ponto de coleta e seleção,
e vem a última etapa, a de destinação correta dos produtos, a reciclagem, onde logo
todo material reciclado é transformado em matéria-prima para novas embalagens.

Figura 1- Ciclo da Logística Reversa


Fonte: CNM- Confederação Nacional de Municípios | Comunicação

Segundo Leite (2002), o objetivo estratégico da logística reversa de pós-


venda é o de agregar valor a um produto que foi devolvido por razões comerciais,
falhas nos processamentos de pedidos, garantia dada pelo fabricante, falhas no
funcionamento dos produtos devido ao seu transporte, dentre outros motivos.

3.O Vidro e seus Destinos


É possível ditar que o vidro é a matéria-prima de embalagem mais amiga da
sociedade. Porém, se os vidros não forem descartados da maneira correta, podem
ser prejudiciais tanto para quem coleta quanto para o meio ambiente. Os cacos de
vidro, produzidos pela quebra de copos e garrafas, podem resultar em acidentes,
causando ferimentos nos catadores de lixo, se não descartados com cuidados
prévios, como em uma embalagem de papelão, evitando assim, que os cacos de
vidros entrem em contato com seus catadores, prevenindo cortes.
Outra problemática é o descarte do vidro em locais indevidos, uma garrafa de
vidro descartada em locais onde possam levá-las ao mar ou mantida em solo, pode
acarretar em graves problemas de poluição, já que, uma garrafa de vidro demora
cerca de 4 mil anos para sumir da terra.
Paralelamente a isso, o vidro é um material infinitamente reciclável. Se toda a
população se conscientizasse dos benefícios da reciclagem do vidro, seria possível
aproveitar integralmente as embalagens com enormes benefícios ecológicos,
econômicos e sociais. Essas características são próprias do vidro, que além das
suas vantagens como material, acrescenta a elas os benefícios da reciclagem.
Com os fatos citados, entende-se portanto, um pouco sobre os canais de fluo
reverso. Em seguida observaremos os impactos que a logística reversa pode causar
no meio ambiente.

3.1 Preservação do Meio Ambiente

As embalagens de vidro podem ser totalmente reaproveitadas no ciclo


produtivo da reciclagem do mesmo, sem nenhuma perda de material. A reutilização
do vidro para a produção de novas embalagens, consome menor quantidade de
energia e reduz a emissão de CO2 e particulados, contribuindo para a preservação
do meio ambiente.
Outro aspecto é a menor produção de lixo, reduzindo os custos de coleta
urbana, e aumentando a vida útil dos aterros sanitários.

4. A Implementação da Logística Reversa para as Embalagens de Vidro

É notório que grandes empresas queiram ser protagonistas no ramo em que


atuam. Como consequência, muitas delas precisam investir pesado no que se refere
à tecnologia destinada à produção de seus produtos e embalagens, de forma a
atender toda a demanda e aliar seus negócios aos conceitos de sustentabilidade
ambiental.
Por essa perspectiva, as indústrias que, almejando serem protagonistas,
podem adotar a Logística Reversa como forma de obter reduções de custos,
agilidade no processo de planejamento, implementação e controle de fluxo da
matéria-prima desde o ponto de consumo até o ponto de origem.
Isso poderá ocorrer por intermédio das devoluções por parte dos
consumidores das garrafas de vidro usadas para embalagens, consistindo no
gerenciamento e operacionalização da restituição da matéria-prima à sua origem
( após venda e consumo), ou seja, após a venda dos produtos, a indústria
responsável pela sua fabricação, se responsabilizam pela correta destinação das
embalagens descartadas de modo que ajam a reutilização ou reciclagem dos
materiais.
5. Impactos da Logística Reversa nos Negócios

Resumidamente, a Logística Reversa pode trazer vários impactos positivos na


empresa. Entre eles:
1. Proteção do meio ambiente- uma vez que há aumento de reciclagem e
reutilização de produtos, há uma diminuição de resíduos causando assim
menos poluição.
2. Diminuição dos custos com o retorno dos materiais aos ciclos produtivos.
3. Melhora da imagem da empresa perante o mercado- empresas que se
preocupam com a sustentabilidade, tem um publicidade mais positiva.
4. Aumento nos lucros da empresa- uma vez que havendo retorno dos insumos,
acarreta na redução de custos com a compra de matéria-prima.

6. Metodologia

Para atingir esse objetivo, essa pesquisa foi realizada em suas fundamentais
partes. Na primeira, foi realizada uma coleta de informações a respeito da logística e
da logística reversa, através de material acadêmico, sites na Internet e periódicos.

7. Conclusão

Em virtude dos fatos citados, o problema de pesquisa, os objetivos


estabelecidos, e os fundamentos teóricos abordados, o presente artigo buscou
deixar explícito, por meio das análises, qual é o real papel da Logística Reversa e
como ela pode ser utilizada para um melhor manuseio dos fluxos reverso dos vidros.
Salientando o fluxo reverso das embalagens de vidro ou a reciclagem das mesmas,
e como ela contribui para a redução dos custos de produção da empresa e minimiza
os impactos ao meio ambiente.
8. Referências

ARENDT, hannah. A Condição Humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária,


2007.

WARSCHAUER, Mark. Tecnologia e inclusão social. São Paulo: Editora SENAC São
Paulo, 2006.

ABIVIDRO- Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vidro.


Disponível em https://www.abividro.org.br

ANAVIDRO- Associação Nacional das Vidraçarias SP. Disponível em


http://www.anavidro.com.br/saiba-como-funciona-a-reciclagem-do-vidro

SINCAVIDRO- Sindicato do Comércio Atacadista de Vidros Planos, Cristais e


Espelhos do Estado do Rio de Janeiro. Disponível em http://www.sincavidro.com.br

AMBEV- Cervejaria Brasileira. Disponível em http://ambev.com.br

CATALISI- Inteligência para o mercado de cerveja. Disponível em


http://www.catalisi.com.br

LEITE, P. R. Logística Reversa: nova área da logística empresarial. Disponível em


http://meusite.mackenzie.br/leitepr/LOG%CDSTICA%20REVERSA%20-%20NOVA
%20%C1REA%20DA%20LOG%CDSTICA%20EMPRESARIAL.pdf

Você também pode gostar