Você está na página 1de 6

ASSIM FALOU Nietzsche

"Quando pela primeira vez estive com os homens cometi a loucura do solitário, a grande loucura: fui para a
praça pública.

E como falava a todos, não falava a ninguém. E de noite tinha por companheiros volatins e cadáveres; eu
próprio era quase um cadáver!

A nova manhã trouxe-me uma nova verdade; aprendi então a dizer: 'Que me importam a praça pública e a
populaça e as orelhas compridas da populaça?'

Homens superiores, aprendei isto comigo, na praça pública ninguém acredita no homem superior. E se
teimais em falar lá, a populaça diz: 'Todos somos iguais'.

'Homens superiores - assim diz a populaça - Não há homens superiores; todos somos iguais; perante Deus
um homem não é mais do que o outro; todos somos iguais!'

Perante Deus! Mas agora esse Deus morreu; e perante a população nós não queremos ser iguais. Homens
superiores, fugi da praça pública!"

(Assim falou Zaratustra - F. W. Nietzsche)

==================================================

"O trabalho tem cada vez mais a boa consciência ao seu lado: atualmente a inclinação para a alegria
chama-se 'necessidade de recreação' e começa a ter vergonha de si mesma. 'Deve-se fazer isto pela saúde' -
assim se diz quando se é surpreendido num passeio pelo campo. Pois logo poder-se-á chegar ao ponto em
que a gente não mais ceda a uma inclinação para a vita contemplativa (isto é, a um passeio com
pensamentos e amigos) sem má consciência e desprezo de si."

(Friedrich Nietzsche - Ócio e Ociosidade, 1882)

===================================================

A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a
primeira vez.

Friedrich Nietzsche

As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras

Friedrich Nietzsche

É mais fácil lidar com uma má consciência do que com uma má reputação.

Friedrich Nietzsche
Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas.

Friedrich Nietzsche

O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte.

Friedrich Nietzsche

A objeção, o desvio, a desconfiança alegre, a vontade de troçar são sinais de saúde: tudo o que é absoluto
pertence à patologia.

Friedrich Nietzsche

O homem é definido como um ser que evolui, como o animal é imaturo por excelência.

Friedrich Nietzsche

Logo que, numa inovação, nos mostram alguma coisa de antigo, ficamos sossegados.

Friedrich Nietzsche

Culpamos as pessoas das quais não gostamos pelas gentilezas que nos demonstram.

Friedrich Nietzsche

As vivências terríveis fazem-nos pensar se o seu protagonista não é, ele próprio, algo de terrível.

Friedrich Nietzsche

Todas vós, que amais o trabalho desenfreado (...), o vosso labor é maldição e desejo de esquecerdes quem
sois.

Friedrich Nietzsche

Quem luta com monstros deve velar por que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro. E se tu
olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti.

Friedrich Nietzsche

Uma vez tomada a decisão de não dar ouvidos mesmo aos melhores contra-argumentos: sinal do caráter
forte. Também uma ocasional vontade de se ser estúpido.

Friedrich Nietzsche
Quem for fundamentalmente um mestre, apenas toma a sério tudo o que se relaciona com os seus
discípulos, - incluindo a si próprio.

Friedrich Nietzsche

O homem procura um princípio em nome do qual possa desprezar o homem. Inventa outro mundo para
poder caluniar e sujar este; de fato só capta o nada e faz desse nada um Deus, uma verdade, chamados a
julgar e condenar esta existência.

Friedrich Nietzsche

Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te.

Friedrich Nietzsche

Não posso acreditar num Deus que quer ser louvado o tempo todo.

Friedrich Nietzsche

Uma pessoa continua a trabalhar porque o trabalho é uma forma de diversão. Mas temos de ter cuidado
para não deixarmos a diversão tornar-se demasiado penosa.

Friedrich Nietzsche

Um homem de génio é insuportável se, além disso, não possuir pelo menos duas outras qualidades:
gratidão e asseio.

Friedrich Nietzsche

Só se pode alcançar um grande êxito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos.

Friedrich Nietzsche

Sou demasiado orgulhoso para acreditar que um homem me ame: seria supor que ele sabe quem sou eu.
Também não acredito que possa amar alguém: pressuporia que eu achasse um homem da minha condição.

Friedrich Nietzsche

Muitos são os obstinados que se empenham no caminho que escolheram, poucos os que se empenham no
objetivo.

Friedrich Nietzsche
Se temos que mudar de opinião a respeito de alguém lhe levamos muito a mal o incómodo que assim nos
causa.

Friedrich Nietzsche

Não se odeia quando pouco se preza, odeia-se só o que está à nossa altura ou é superior a nós.

Friedrich Nietzsche

Querer a verdade é confessar-se incapaz de a criar.

Friedrich Nietzsche

A mulher aprende a odiar na medida em que desaprende - de encantar.

Friedrich Nietzsche

Aquele que sabe mandar encontra sempre quem deva obedecer.

Friedrich Nietzsche

Há uma inocência na mentira que é o sinal da boa-fé numa causa.

Friedrich Nietzsche

Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez! E falsa seja para nós toda a verdade
que não tenha sido acompanhada por uma gargalhada!

Friedrich Nietzsche

Aquele que vive de combater um inimigo tem interesse em o deixar com vida.

Friedrich Nietzsche

Há uma inocência na admiração: é a daquele a quem ainda não passou pela cabeça que também ele
poderia um dia ser admirado.

Friedrich Nietzsche

O homem que vê mal vê sempre menos do que aquilo que há para ver; o homem que ouve mal ouve sempre
algo mais do que aquilo que há para ouvir.
Friedrich Nietzsche

As convicções são inimigos da verdade bem mais perigosos que as mentiras.

Friedrich Nietzsche

Quem não sabe encontrar o caminho para o «seu» ideal vive de um modo mais leviano e insolente que o
homem sem ideal.

Friedrich Nietzsche

Perante nós mesmo todos fingimos ser mais ingénuos do que somos: é deste modo que descansamos dos
nossos semelhantes.

Friedrich Nietzsche

Fazer grandes coisas é difícil; mas comandar grandes coisas é ainda mais difícil.

Friedrich Nietzsche

Nos indivíduos, a loucura é algo raro - mas nos grupos, nos partidos, nos povos, nas épocas, é regra.

Friedrich Nietzsche

O amor por um só é uma barbaridade: porque se exerce à custa de todos os outros. O mesmo quanto ao
amor por Deus.

Friedrich Nietzsche

================================================

Nietzsche e o Século XX
J.S. Cavani

Talvez Nietzsche seja o exemplo mais clássico daquilo que acontece com o homem que tenta viver sem
Deus. Nietzsche não viu nenhuma mente inteligente por trás dos fundamentos do mundo. Ele não ouviu
nenhuma voz transcendente dando conselhos aos homens. Ele não viu nenhuma luz no fim do túnel e
sentiu a solidão de uma existência na sua forma mais desoladora. Nietzsche afirmava que pelo fato de Deus
ter morrido no século XIX, haveria dois resultados diretos no século XX. Primeiro, o século XX iria se tornar
no século mais sangrento da história humana e segundo, uma loucura universal iria tomar conta do mundo.
Ele nunca poderia estar mais correto! Pois crer na não existência de Deus, segundo Chesterton, seria o
equivalente ao se acordar pela manhã, e ao olhar no espelho não ver nenhuma imagem refletida. É incrível
notar que de todas as civilizações que já existiram, a nossa é a primeira que não se regozija na lei moral e
não educa os seus jovens na instrução moral. Se realmente o relaxamento e a decadência moral tem sido as
razões da queda dos grandes impérios do passado, podemos então afirmar que nossa civilização está perto
de seu fim e de sua perdição. A nossa civilização é a primeira que após se aventurar neste bravo novo
mundo, jogou fora a âncora da moral absoluta e arremessou no mar o compasso de padrões absolutos.
Sem dúvida nenhuma o homem moderno é o primeiro que educou a si mesmo na imbecilidade. Segundo
Robert Fitch:

"Nossa é a época onde a ética tem se tornado obsoleta. Ela foi sobre cedida pela ciência, excluída pela
filosofia e taxada de emotiva pela psicologia. Foi afogada na compaixão, evaporada na estética e bateu em
retirada perante o relativismo. A distinção habitual entre o bem e o mal foi simplesmente afogada em
piegas emoções onde nós sentimos mais simpatia pelo criminoso do que pela vítima, pelo adúltero do que
pela pessoa traída, onde nós realmente começamos a acreditar que o partido realmente culpado, aquele
que causou tudo, é a vítima e não o perpetuador do crime"[1]

Nota-se nas palavras de Fitch, que ao abandonar a lógica do teísmo e os padrões absolutos, a sociedade
começou a se desestruturar num nível existencial muito profundo. Quando por exemplo, nós vemos o
mundo pós-moderno fazendo apologia à filosofia do “politicamente correto” com suas absurdas posições
ilógicas, seu abandono da razão e sua constante mutilação da moral absoluta somos obrigados a considerar
Nietzsche um profeta moderno, pois suas profecias se concretizaram, uma loucura universal e desordenada
está tomando conta do mundo!

Muitas são as avenidas que têm introduzido o pensamento pós-modernista no mundo. Talvez a mais
influente destas avenidas seja o mundo acadêmico e seus intelectuais. Paul Johnson, no seu livro
Intellectuals, escreve:

“Uma das principais lições do nosso trágico século...é que nós devemos ter cuidado com os
intelectuais...pois os intelectuais, longe de serem altamente individualísticos e não conformistas, seguem
certos padrões de comportamento. Tomados como um grupo, eles são frequentemente ultra conformistas
dentro dos círculos formados por aqueles cuja aprovação eles procuram...o que os capacita a
criar...ortodoxias prevalecentes, que geralmente produzem ações irracionais e destrutivas. Sobretudo,
devemos lembrar sempre aquilo que os intelectuais esquecem: que as pessoas são mais importantes que
conceitos e devem vir primeiro. Que o pior dos despotismos é a cruel tirania das ideias.” [2]

Temos então o acúmulo de pensamentos e filosofias irracionais que hoje permeiam o mundo, devido ao
abandono de padrões absolutos. Tendo matado Deus, o ateísta perdeu sua razão de ser, seu propósito no
viver e sua esperança no morrer. O irônico é que tentando encontrar um sentido no caos da arbitrariedade
ele acaba denunciando como imoral toda exortação moral, fazendo argumentos inteligentes negando a
criação inteligente, expressando com propósito que não há propósito no universo e encontrando segurança
na desolação. O que o ateu falhou em compreender é que a dureza de Deus é mais suave que os homens,
Sua compulsão é nossa liberação.

[1] Robert E. Fitch, The Obsolescence of Ethics, Christianity and Crisis: A Journal of Opinion 19 (novembro
16, 1959)

[2] Johnson, Intellectuals (NY: Harpercollins, 1989).

Você também pode gostar