Você está na página 1de 3

Universidade Federal de Viçosa – Campus Florestal – Cedaf

2º Ano – Português – Professora Daniela

CORREÇÃO REDAÇÃO “CULTO AO CORPO”

1) Proposta:

Texto 1- Os perigos em busca de um corpo perfeito: cirurgias desnecessárias, produtos


químicos, profissionais inadequados ou ineficientes.

Texto 2- A preocupação com o corpo, impulsionada pela indústria cinematográfica de Hollywood,


ajudou a criar novos padrões, difundir novos valores da cultura de consumo. A TV também
estimula a busca pelo corpo perfeito, diversos programas, atingem diversas faixas etárias e
classes sociais.

Texto 3 – Beleza e forma física são cultuados desde a idade antiga, Nascimento de Vênus
Botticelli (1485).

Tema: Forma física, corpo perfeito e consumismo: Qual é o limite?

2) Teses possíveis:

A busca desenfreada para se obter um corpo perfeito foge ao controle e pode levar a trágicas
consequências.

Frustração e endividamento podem ser resultados de uma corrida alucinada por um corpo
perfeito.

Os prejuízos pessoais causados pela busca de perfeição pode ser minimizado a partir de
investimentos em educação.

Quanto custa um corpo perfeito? O mercado agradece.

O mercado comemora frustração e vende esperança de felicidade.

3) Problemas gerais:

A- Tangenciamento: abordar só parte do tema.


Corpo perfeito e riscos para a saúde, sem consumo
Consumo e corpo perfeito, sem riscos
Exagero em busca do corpo perfeito, sem consumo
Aspectos físicos e psicológicos, sem consumo
B- Pessoalidade: tratar o texto como algo particular (você, uma pessoa, alguém...)
“...você já parou para pensar no que você realmente quer?”
O texto deve ser impessoal, o uso do pronome “se” como sujeito indeterminado.
Deve-se pensar o que realmente se quer...
C- Introdução de citação ou de obras temáticas (que tratam do mesmo tema da redação)
Ao inserir uma obra, deve-se situá-la no tempo e espaço, e no contexto.
Se for um clássico, um autor mundialmente consagrado, uma obra de conhecimento geral,
ok. Mas, se for uma música atual, um filme, deve-se identificar como uma obra recente que
trata do assunto.
D- Redentorismo como solução:
Precisamos fazer tal coisa...
Se todos colaborarem...
Todos dever refletir e mudar o comportamento...
Se a sociedade se conscientizar, esse problema pode ser sanado...

E- Quebra da lógica ou pareamento de ideias sem a devida explicitação da relação, saltos


informacionais
Exemplo: “No filme XXX o personagem é vítima de ataque só pelo seu corpo* ...”
Essa situação é amplamente vivida na realidade atual. Movidos pela busca de um corpo
modelar pessoas fazem loucuras que podem...

F- Generalizações:
A população ilude...
A sociedade busca alcançar...
As pessoas
Todos saem em busca...
Somente isso é capaz de...

OBS.: O uso do artigo definido tem uma força generalizante, é preciso quantificar de modo
geral, fracionar.

G- Desimportância* (Ficou bravo só porque perdeu uma perna.)

H- Fato X situação
Fato é ação ou coisa feita, ocorrida ou em processo de realização; algo cuja existência pode ser
constatada de modo indiscutível; verdade. O fato é uma coisa pontual.

Situação está ligada a: condição, circunstância, conjunção, evento, dado momento, acontecimento,
processo

I- Uso de termos inadequados, problemas de sintaxe, regência e precisão vocabular

4) Orientações
Para se pensar um projeto de texto, deve-se pensar na organização das ideias.
Vivemos em um mundo aristotélico e cartesiano, ou seja, nossos pensamentos, ideias
devem ser compreensíveis. Para que isso se efetive, devemos organizá-las de uma
maneira lógica.
Os organizadores lógicos são tão matemáticos quanto linguísticos. Vejam alguns:
Orientações espaciais e geográficas
Quantificadores (numéricos, totalidade, partes, frações, muito, pouco...)
Dimensão (maior, menor, grande, pequeno, abrangência...)
Comparação (igual, diferente, semelhante...)
Custos (caro, barato, valores em geral...)
Ao se problematizar um tema, é imperioso pensar qual o universo populacional que ele
abrange; prejuízos e vantagens de uma determinada circunstância.

Linguisticamente falando, os operadores lógicos são basicamente expressos pelas


conjunções coordenativas e subordinativas. Vejamos o quadro à parte.

Você também pode gostar