Você está na página 1de 52

1

Direitos Autorais
Material para uso pessoal. Este conteúdo é de uso exclusivo dos alunos e/ou clientes
inscritos na Série Ebooks Digitais. Proibida a reprodução total ou parcial desta obra,
por qualquer forma ou meio eletrônico e mecânico, sem a autorização explícita da
autora, exceto em citações breves com indicação da fonte. (Lei nº 9.610 de
19.02.1998). Todos os direitos reservados.

Título: Comunicação Eficaz e Assertiva


Subtítulo: A Arte de Comunicar
Autor: SILVA, CRISTIANE da
Edição: 1ª edição - 2021
Local: Jundiaí, SP

Todos os direitos desta edição reservados à

INSTITUTO CRISTIANE SILVA LTDA.


cursos@institutocristianesilva.com.br
www.institutocristianesilva.com.br

2
"O que nos define é a forma como trilhamos o nosso caminho”
Cristiane Silva
3
Sobre a Autora

Psicanalista e Escritora

Sou uma pessoa comum que busca sempre por autoconhecimento, autoconsciência
e autorrealização. Minha vida sempre foi uma jornada de autossuperação, aprendi
como identificar meus potenciais e viver com mais propósito, hoje ajudo as pessoas
a ressignificar suas crenças para viver uma vida extraordinária!

Depois de muito estudo, cursos e formações sobre neurociência, psicoterapias,


coaching e comportamento humano, desenvolvi o Método de Transformação
Inconsciente, encontrei técnicas e ferramentas práticas que fazem toda a diferença
no dia a dia, e me tornei uma especialista em Cocriar e Transformar Vidas.

Atuo como Psicanalista e Escritora. Sou uma profissional que se dedica a apoiar e
Transformar Vidas em Propósito, com base nos princípios de Identidade,
Capacidade e Merecimento (ICM), ensinando que é possível reconhecer sua
essência, ressignificar crenças e criar uma vida extraordinária!

Meus Valores: transparência, consciência e amor.

“Minha missão é transformar vidas e ajudá-las a desenvolver seu ICM,


para que possam viver com mais propósito e consciência”.
Cristiane Silva

4
Apresentação
“Conheça-te a ti mesmo, e conhecerás os deuses e o universo”.
Inscrição no Oráculo de Delfos

Minha proposta aqui é que você, assuma as rédeas da sua vida e adote hábitos
que o impulsionará a trilhar caminhos novos. Desenvolver um novo
comportamento. Aprender novas lições e seguir rumo a sua abundância e
prosperidade.
Este ebook sobre: Comunicação Eficaz e Assertiva, destina-se a responder
algumas de nossas perguntas sobre nossa vida. Nele encontram-se os fundamentos
essenciais para qualquer pessoa que busque novos caminhos e resultados. Para
conquistar grandes resultados em nossas vidas não precisamos trabalhar duro e as
coisas não precisam ser complicadas ou difíceis.
O que precisamos fazer é trabalhar de maneira simples e inteligente. É por
isso que este ebook é poderoso. Reúne informações estratégicas para que você atue
de forma mais inteligente e amplie suas conquistas.
Você e eu estamos começando uma nova jornada, onde você vai se conhecer
melhor, irá avaliar seus objetivos, compreenderá o que impede as pessoas de
seguirem adiante e muito mais.
Suponho que você esteja lendo este ebook porque queira aproveitar melhor
sua vida, então, comece agora a desvendar os segredos das grandes realizações.
Está preparado? Então, vamos em frente. Já estou torcendo por você,

Cristiane Silva

5
Sumário
Sobre a Autora ................................................................................................................ 4
Apresentação .................................................................................................................. 5

INTRODUÇÃO ........................................................................................................ 7
1 – Seja vem vindo ..................................................................................................... 8

COMUNICAÇÃO EFICAZ E ASSERTIVA .............................................................. 10


1 – Diversidade do ser humano ............................................................................. 11
2 – Posições perceptíveis ........................................................................................ 14
3 – Preferências na comunicação .......................................................................... 18
4 – Excelência na comunicação .............................................................................. 24
5 – O segredo da empatia ....................................................................................... 30
6 – O metamodelo da linguagem .......................................................................... 36
7 – Fortalecimento da autoestima ......................................................................... 42
8 – Comunicação assertiva: a arte de comunicar-se ........................................... 45

CONCLUSÃO ....................................................................................................... 48

BIBLIOGRAFIA ..................................................................................................... 50

6
7
Seja Bem Vindo!
“Assertividade é escutar, entender e expressar as emoções, demosntrando
autocontrole e maturidade”
Cristiane Silva

Todos nós de alguma forma buscamos relacionamentos com mais harmonia e


satisfação para ambas as partes, e isso, é o poderoso segredo da fórmula do
sucesso. A grande pergunta é: “Será que você irá obter resultados em todas as suas
ações?” Claro que a resposta é: Não. Mas saiba que é possível desenvolver um
comportamento mais assertivo e uma comunicação mais adequada em seu dia a
dia.
“Vencer a preguiça é a primeira coisa que o homem deve procurar, se quiser ser o
dono do seu destino”
Thomas Atkinson

Uma comunicação fluida e assertiva é essencial para evitar possíveis


transtornos com colegas, familiares e pessoas com quem convivem diariamente.
Isso porque a ocorrência frequente de falhas na comunicação compromete a
produtividade, gera perda de tempo, implica em retrabalho e pode ocasionar
diversos conflitos dentro da organização.
Queremos ter saúde, vitalidade, energia e disposição. Queremos trabalhar ou
ocupar o nosso tempo com algo que nos traga satisfação e um senso de realização.

8
Queremos ter independência financeira e sentir segurança. Queremos
qualidade de vida, diversão, prazeres, alegrias. E queremos ter bons
relacionamentos, amar e ser amados. A arte de se relacionar bem exige técnica,
dedicação, inspiração e muito amor.
Relacionamento: capacidade de relacionar-se ou conviver com outros.
Relação: ligação ou conexão entre pares de elementos. Seja qual for o tipo de
relacionamento: pessoal, familiar, profissional, amoroso, enfim. Você precisa ser um
mestre na arte de se relacionar bem.

As cinco chaves para relacionamento bem-sucedidos são:


 Desenvolvimento do autoconhecimento.
 Entendimento do ser humano.
 Excelência na comunicação.
 Fortalecimento da autoestima.
 Compreensão da diversidade.

Este e-book oferece conceitos, técnicas, ferramentas e atitudes para que você
se torne excelente nos seus relacionamentos.

São três pilares:


 Diversidade do ser humano: para gerar autoconhecimento e entendimento do outro ser
humano.
 Excelência na comunicação: para gerar a conexão e ligação entre as partes.
 Fortalecimento da autoestima: para dar base aos bons relacionamentos.

Se você deseja mais para sua vida, vou lhe contar um segredo. Você precisa
entrar em ação e buscar resultados de forma consistente. Se comunicar de forma
efetiva com as pessoas que nos cercam quando começamos a entender as
diferenças que existem nós e os outros.
Sendo assim, vamos começar esta jornada descobrindo a diversidade humana.

Seja bem-vindo........ Vamos descobrir uma nova vida!

Cristiane Silva

9
10
1. Diversidade do Ser Humano
“Compreender as pessoas de nosso convívio é fundamental, para
expandirmos bons sentimentos e edificarmos parcerias saudáveis para a
nossa vida”
Evely Buriasco

Entendendo as Diferenças
“Somos todos únicos e diferentes”

Vivemos em um mundo com uma rica diversidade de pessoas em seus estilos


e formas de pensar, julgar, decidir, agir e viver. No processo natural de convivência
com essa enorme diversidade, muitas vezes nos perdemos e não entendemos por
qual motivo determinadas pessoas fazem, pensam de formas tão diferentes das
nossas. Temos uma percepção equivocada de que as pessoas deveriam ser iguais a
nós. As diferenças existem. Isto é fato.
Porém, o que gera essa enorme diversidade de pessoas em seus estilos e
personalidades únicas?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Se quisermos ser bem-sucedidos em nossos relacionamentos, temos que
entender a diversidade e como ela ocorre. Para isso, vamos entender como
processamos a realidade e como criamos filtros que orientam nossa percepção,
julgamento e comportamento.

11
Para entendermos as diversidades, temos que
compreender a seguinte premissa: “o mapa não é
território”
Explicando melhor: “Um mapa não é território
que representa, mas se estiver correto, tem uma
estrutura semelhante à do território, o que justifica
sua utilização”.
Realidade: ..............................................................................................................................
Filtros de percepção: ............................................................................................................
Mapa da realidade: ...............................................................................................................

Geramos uma representação da realidade que não é a realidade completa.


Geramos um modelo de mundo, um mapa para podermos operar, interagir com a
realidade e as pessoas. Temos filtros mentais que são formas de interpretar a
realidade, são muitas vezes limitações que nossa mente nos coloca, pois
acreditamos nisso e isso se torna uma verdade. Nosso relacionamento com a
realidade não é direto. Ele se processa através de mapas, representações internas
ou modelos da realidade que criamos a partir de filtros de percepção.
Cada um de nós percebe o mundo de uma forma diferente. Essas diferenças
podem ser sutis ou enormes, mas considerando que as nossas percepções são a
base para a construção dos nossos modelos de mundo, devemos assumir que cada
indivíduo tem um modelo diferente.
Somos seres únicos, mas similares por ter mecanismos neurológicos parecidos,
mas não iguais. Nenhum modelo no mundo é exato para todas as pessoas, e é isso
que gera adversidade maravilhosa encontrada nos seres humanos. Se absorvemos
a realidade através dos nossos órgãos sensoriais (visão, audição, tato, olfato e
paladar), também representamos a realidade por meio desses sistemas (visual,
auditivo, sinestésico, olfativo, gustativo).

“O Mapa não é território, é uma representação desta realidade”


John Grinder
É o modelo pessoal representativo do fato ou da experiência do mundo
exterior. De uma forma muito simples podemos afirmar que: as pessoas são
diferentes porque percebem/absorvem a realidade de formas diferentes, de acordo
com seus filtros que também são diferentes.

12
Representando a realidade de uma forma única e interagindo com a realidade
(território) de acordo com essa representação da realidade (mapa).
Desde o momento em que fomos gerados
recebemos diversos estímulos, os quais vão sendo
codificados e formam a nossa representação
interna, o nosso Mapa. O que é Mapa?
.......................................................................................
.......................................................................................
.......................................................................................
.......................................................................................
O Mapa é o conjunto de todo o aprendizado,
as experiencias, as coisas que uma pessoa possa
ter visto, presenciado, assistido, lido, ouvido, percebido, sentido em sua vida, e que
estão registrados em sua mente. O nosso cérebro não faz distinção entre o que é
realidade e o que é fantasia...
Para ele, quando você faz a representação interna de algo = é realidade!

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

13
2. Posições Perceptíveis
“A pessoa com a maior flexibilidade de comportamento irá dominar o
sistema”
Cristiane Silva

Colocando-se no Lugar do Outro

“Percebendo o mundo através de diferentes lentes”

Uma das habilidades fundamentais das pessoas bem-sucedidas em seus


relacionamentos é a capacidade de se colocar no lugar da outra pessoa. O modelo
a seguir nos ensina a nos colocarmos “neurologicamente” no ponto de vista do
outro, gerando um novo entendimento sobre percepção do seu par (seja no
trabalho, na vida pessoal, familiar ou amorosa). Com a abordagem das posições
perceptivas, conseguimos ter uma percepção mais balanceada da realidade,
navegando facilmente por diferentes pontos de vista, ampliando nossa percepção
da realidade e enriquecendo o nosso mapa.
Quanto mais rico for nosso modelo de mundo, mais flexibilidade teremos para
lidar com a vida. A riqueza desse modelo depende, em parte, da habilidade
adquirida de alterar os filtros de percepção, obtendo, dessa forma, representações
alternativas da realidade. Trata-se de um modelo que beneficia os bons
relacionamentos, excelente para líderes, negociadores e mediadores. Utilizaremos
um modelo para mudar a percepção da realidade através de diferentes pontos de
vista (filtros de percepção) conhecido como:

14
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

15
Colocando em Prática: Experimentando as Posições Perceptivas

Grupo de 2 pessoas
Tempo: 20 minutos
Descrição: converse sobre um tema polêmico nas
três posições e avalie as diferenças.

PARTE 1
Escolha um tema polêmico e converse defendendo
o seu ponto de vista durante 5 minutos.

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

PARTE 2
Troque de posição, coloque-se de verdade no lugar do outro e defenda o ponto de
vista da outra pessoa, como se você a estivesse substituindo ou representando em
uma reunião importante, (5 minutos).
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

PARTE 3
Coloque-se agora na 3ª posição e discuta por mais 5 minutos, mantendo-se o tempo
todo nesta posição.
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

16
Conclusão final: análise com o seu par as diferenças na percepção das três posições,
(5 minutos).
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

Assertividade é a habilidade de expor suas necessidades e desejos levando em


consideração, também as necessidades e desejos das outras pessoas. É um
processo de cooperação que leva a uma situação da ganha-ganha.
Assertividade é atualmente um termo muito utilizado em empresas e por
pessoas bem-sucedidas. É uma competência exigida de grandes pessoas.
Assertividade significa balanceamento entre suas necessidades e as
necessidades de outras pessoas. Uma pessoa em equilíbrio e assertiva é aquela que
consegue navegar nas três posições e utilizá-las da melhor forma nos momentos e
contextos adequados.

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

17
3. Preferências na Comunicação
“O pessimista vê a dificuldade em todas a oportunidade, o otimista vê a
oportunidade em toda dificuldade”
L.P.Jacks

Entendendo as Preferências Psicológicas

“A diversidade é o segredo”

Você já parou para pensar como as pessoas se comportam de formas tão


diferentes? Essas diferenças podem ser explicadas em termos de “meta programas”
ou filtros inconscientes, que nos auxiliam a lidar com as informações do ambiente
externo. Meta Programas nos permite entender as pessoas e a nós mesmos. É
provável que você identifique mais com uma do que com outra característica. No
entanto, ninguém se encaixa 100% numa única definição, embora certas
características possam prevalecer.

Existem muitos benefícios como:


 Ampliar a harmonia nos relacionamentos
 Ser capaz de reconhecer como as pessoas pensam
 Comunicar-se melhor
 Ampliar nosso poder de influência e convencimento
 Entender por que as pessoas se comportam de determinadas formas
 Descobrir nossos pontos fortes e fracos.

18
Dentre os diversos, meta programas existentes, fizemos uma seleção dos mais
importantes. Quero deixar claro que não existem meta programas bons ou maus, e
não é o caso de determinar o que é certo ou errado. Nosso objetivo é aprender
como as pessoas processam as informações, como podemos ser mais flexíveis e
como podemos obter maiores resultados com elas.

Filtro de direção – aproximação ou afastamento


Somos encorajados a atuar no mundo por nosso senso de propósito. Uma
pessoa pode definir seus objetivos e suas ações. Algumas perguntas que devem ser
feitas para identificar este tipo de filtro mental. O que você quer em um emprego?
O que você busca quando compra um carro? O que você quer fazer com sua vida?
O que é importante no que você faz?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Quando detectamos se uma pessoa se move em direção a algo ou se afasta de
alguma coisa, as chances de que você obtenha cooperação serão bem maiores.

Filtro de referência – interno ou externo


Este é um dos filtros que mais causam
problemas nos relacionamentos das pessoas, ele diz
respeito ao modo pelo qual as pessoas julgam os
resultados de suas vidas. Para descobrir este filtro
mental, faça as seguintes perguntas:

Como você sabe que fez um bom trabalho? Você sabe internamente ou alguém
precisa lhe dizer?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Você consegue identificar porque esse filtro causa grandes problemas nos
relacionamentos?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

O problema ocorre porque as pessoas julgam os outros a partir de seus filtros


internos. Por achar que o outro é do jeito que pensamos de acordo com nossas
crenças, e não necessariamente como realmente são.

19
Filtro de relacionamento – associa e desassocia
Esse é o filtro responsável pela eliminação das informações que chegam a nós.
Faça as seguintes perguntas:

Qual é a relação entre o que você está fazendo este ano em seu trabalho e o que
você fez no ano passado?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Quando entra em uma sala, o que você percebe primeiro?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Você frequentemente vê um quadro fora do ângulo?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Utilize uma frase que represente o universo do que você quer. Assim, os
desassociados irão negar sua frase e acabarão concordando com o resultado que
você deseja.

Filtros de convencimento
É o padrão chave de realizações usando o convencimento através da
motivação. Este filtro está diretamente ligado ao tempo que uma pessoa demora
para certificar-se de que deve empreender alguma ação. Faça as seguintes
perguntas:

Quantas vezes uma pessoa tem que demonstrar competência par você, antes de
você se convencer de que ela é boa?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Quantas vezes uma pessoa precisa mostrar que é boa no que faz antes de você se
convencer?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Quantas vezes uma pessoa precisa mostrar honestidade para você, antes de você
se convencer?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

20
Quantas camisas você precisa olhar antes de comprar?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

As possíveis respostas são:


 Automáticas – são pessoas que se convencem sem que haja nenhum esforço.
 Número de vezes – são pessoas para as quais você precisa apresentar um produto, serviço
ou ideia algumas vezes antes que ela se convença.
 Período – muitas pessoas se convencem que devem fazer uma compra ou aceitar uma ideia
depois de pensar por algum tempo geralmente 30 dias.
 Consistentes – são pessoas que não se convencem nunca. Use o padrão de polaridade: ou
desista de convencê-la, pode ser muito desgastante.

Filtros de abstração – específico ou global


Esse filtro é muito importante na comunicação. Ele diz respeito ao modo como
as pessoas preferem receber as informações. Você é do tipo que gosta de receber
informações em detalhes ou prefere uma visão global antes de ir para as pequenas
partes?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

COLOCANDO EM PRÁTICA
A seguir, um teste para que você pratique um pouco mais este tema tão
fascinante.

Filtro de razão: Por que você optou por fazer o que está fazendo?
a) ( ) Possibilidade
b) ( ) Necessidade
c) ( ) Ambos

Filtro de referência ou reconhecimento: Como você sabe que está fazendo um bom
trabalho? Como você sabe que fez uma boa comida? É necessário que alguém lhe
falar?
a) ( ) Interno
b) ( ) Externo
c) ( ) Balanceado
d) ( ) Interno com checagem externa
e) ( ) Externo com checagem interna

21
Filtro de convencimento: Quantas vezes ou com que frequência alguém tem que
demonstrar competência antes de você se convencer?
a) ( ) Automaticamente
b) ( ) Número de vezes
c) ( ) Período de Tempo
d) ( ) Consistentemente (sempre)

Filtro de ação: Você costuma agir antes de avaliar as consequências ou avalia as


consequências antes de agir?
a) ( ) Age – ativo (proativo)
b) ( ) Pensa – reflexivo (reativo)

Filtro de interesse primário: Fale sobre sua experiência favorita no trabalho. Relate
uma das dez maiores experiências de sua vida.
a) ( ) Pessoas
b) ( ) Lugares
c) ( ) Coisas
d) ( ) Atividades
e) ( ) Informação

Filtro de tamanho de segmentação: Se fossemos trabalhar juntos num projeto, você


gostaria de conhecer primeiro a visão geral (big Picture) ou os detalhes? Você
realmente precisa de uma visão global ou de detalhes? Pense em um momento no
qual você deu uma notícia para alguém... você começou fornecendo os detalhes ou
uma visão geral do assunto?
a) ( ) Específico
b) ( ) Global
c) ( ) Específico par ao global
d) ( ) Global para o específico

Filtro de Relacionamento: Qual é a relação entre o que você está fazendo este ano
e o que você fez o ano passado? Qual é a relação existente entre estas três figuras?
Quando você entra numa sala de aula, o que você observa primeiro? Quanto tempo
em média, você costuma permanecer no mesmo emprego?
a) ( ) Semelhanças
b) ( ) Semelhanças com diferenças
c) ( ) Diferenças com semelhanças
d) ( ) Diferenças

22
Filtro de orientação de tempo: Qual é a sua orientação? Você é orientado para o
presente ou para o futuro? Ou o tempo não é importante para você (atemporal)?
Você pensa mais em coisas do passado, presente ou futuro?
a) ( ) Passado
b) ( ) Presente
c) ( ) Futuro
d) ( ) Atemporal

Filtro de conclusão: Se fossemos fazer um projeto juntos, você ficaria mais


interessado na fase inicial, quando geramos a energia para começar o projeto; no
meio, quando estamos envolvidos na manutenção do projeto. Ou no final, quando
estamos envolvidos em sua conclusão? Existe uma parte do projeto na qual você
preferia não se envolver?
a) ( ) Começo
b) ( ) Meio
c) ( ) Fim

Agora você já pode aprimorar seus relacionamentos pessoais, pois está mais
consciente de suas próprias preferenciais e das pessoas com as quais você se
relaciona. Pode também começar a se desafiar para atuar de outras formas. Isso
trará mais prazer e realização a sua vida.

......................................................................................................................
......................................................................................................................
......................................................................................................................
......................................................................................................................
......................................................................................................................
......................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
23
4. Excelência na Comunicação
“Se todos nós fizéssemos as coisas de que somos capazes, iriamos
literalmente espantar a nós mesmos”
Thomas A. Edison

Aprendendo a Falar a Língua Correta

“Aprenda a criar conexão com as pessoas através da comunicação”

Você está prestes a dar um importante passo para compreender como nossos
pensamentos são formados e, com isso, tornar sua comunicação irresistível. O
sucesso da comunicação é medido pelo resultado que você obtém. Neste capítulo
você aprenderá como se comunicar de maneira que as pessoas o entendam com
precisão. Atuamos no mundo através dos nossos cinco sentidos, e quando
pensamos, elaboramos representações internas (pensamentos).
Usamos todas essas modalidades para elaborar nossos pensamentos, mas
privilegiamos uma em particular, ou seja, para algumas pessoas é mais fácil e
natural pensar em termos de sons, para outras em termos de imagens, e para
outras, em termos de sensações. O ponto fundamental é compreender como saber
se comunicar com as pessoas de forma mais assertiva, pois cada uma tem um jeito
diferente de pensar e de se comportar.

Descobrindo as pistas de acesso


 Pessoas Visuais: sentam-se e posicionam cabeça e corpo de forma ereta com olhos para
cima.

24
 Pessoas Auditivas: respiram com movimentos medianos, suas cabeças são mais inclinadas
para um dos lados.
 Pessoas Sinestésicas: respiram lentamente e de forma profunda, sua postura é de ombros
caídos e cabeça bem enquadrada nos ombros.

Tenha em mente que este exercício simplesmente mostra nossos movimentos


oculares quando estamos elaborando nossos pensamentos. Para identificar o
sistema preferencial dominante de nossos interlocutores, devemos observar como
eles se comportam ao elaborar seus pensamentos, ou seja, onde eles posicionam
seus olhos na maior parte do tempo.

Perguntas que apresentam respostas necessariamente visuais recordadas:


 Que roupa seu namorado(a) estava usando no primeiro dia em que te viu?
 Como era o bolo de seu último aniversário?
 Qual a cor da camisa que você estava utilizando ontem?
 Qual a primeira coisa que vê ao chegar ao escritório?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Perguntas que apresentam respostas necessariamente visuais construídas:
 Como ficaria sua casa pintada de vermelho com bolinhas brancas?
 Como você ficaria vestindo uma roupa de palhaço e com tromba de elefante?
 Qual seria a imagem de você com 5 anos de idade roupa de escoteiro?
 Imagine seu melhor amigo sorrindo sem dentes.
 Imagine um carro perfeito inteiramente novo.
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Perguntas que apresentam respostas necessariamente auditivas recordadas:
 Qual das portas de seu carro bate com mais força?
 Qual é a décima palavra do hino nacional?
 Qual a primeira palavra que você ouviu pela manhã?
 Qual de seus amigos possui a voz mais melodiosa?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

25
Perguntas que apresentam respostas necessariamente auditivas construídas:
 Qual seria o som de seu carro andando com o pneu furado?
 Como seria a voz de seu melhor amigo se ele tentasse falar com a voz de pato Donald?
 Imagine a buzina de seu carro tocando uma canção do Roberto Carlos.
 Qual seria o som de uma serra elétrica cortando uma árvore debaixo d’agua?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Perguntas que apresentam respostas necessariamente de diálogo interno:
 Recite silenciosamente a canção que você mais gosta.
 Repita silenciosamente: ”o que eu mais aprecio em meu(minha) namorado(a)”?
 O que diz para você mesmo quando está passando por um momento de alegria?
 Repita esta frase interiormente: o que você disse a você mesmo quando beijou pela primeira
vez seu(ua) namorado(a)?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
Perguntas que apresentam respostas necessariamente sinestésicas:
 Qual é a sensação de colocar seu sapato cheio de gelo dentro?
 Qual é sua camisa mais macia?
 Como é a sensação de utilizar esta camisa com graxa?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

“Respeitar as opções do outro em qualquer aspecto é uma das maiores virtudes


que um ser humano pode ter. as pessoas são diferentes, agem diferente e pensam
diferente, nunca julgue. Apenas compreenda”

26
PISTAS DE ACESSO GERAIS
Existem outras pistas que indicam os sistemas representacionais que uma
pessoa está utilizando em um momento específico. Observe:

PISTAS DE ACESSO VERBAIS OU PREDICADOS VERBAIS


Predicados são verbos, advérbios, adjetivos que as pessoas usam em suas
comunicações para representar sua experiência interiores através da modalidade
visual, auditiva ou sinestésica.
Se você prestar atenção poderá perceber qual o tipo de sistema
representacional ela usa, com isso poderá entrar em “harmonia” com ela enquanto
estabelece um relacionamento “sólido”. Alguns exemplos de palavras que nos
permitem identificar o sistema representacional preferido das pessoas são:

27
 VISUAL - Olhar, imagem, ver, observar, revelar, iluminar, faísca, cintilante, cristalino, ponto
de vista, brilhante, horizonte, obstáculo, perspectiva, flash, reflexo, ilustrar, ver, mostrar,
obscuro, escuro, claro.
 AUDITIVO - Ritmo, tom, alto, baixo, audível, harmonia, agudo, escutar, sintonia, silencio,
dissonância, anunciar, ecoar, volume, dizer, comentar, gritar, mudo.
 SISNESTÉSICO - Sentir, tocar, apertar, segurar, fazer, contato, duro, arranha, sólido,
aconchegante, aquecer, leve, pegar, suave, esfregar, frio, áspero, pressão, tensão, concreto,
pesado.

Combinando predicados: você acabou de aprender o primeiro passo para


expandir suas interações: descobrir ou elicitar qual é o sistema sensorial preferido
de seus interlocutores. Agora é necessário oferecer palavras e frase que possam ser
mais bem compreendidas por eles. Este processo chamamos de combinação.
ESCREVENDO: Experimente este exercício para aprimorar seu poder de
combinação. Lembre-se de que o primeiro passo é identificar o sistema
representacional de nosso interlocutor e depois utilizar frases que combinem com
a preferência identificada.

Exemplo: Estou muito confuso, minhas ideias não estão claras.


Combinação: O que você acha de começarmos estabelecendo uma

28
Visão nítida de seus objetivos?
Estou com uma visão um tanto obscura com relação a este assunto.
Combinação: .........................................................................................................................

Meu chefe me parece um tanto frio e não estou conseguindo estabelecer um bom
contato com ele.
Combinação: .........................................................................................................................

Precisamos entrar em harmonia. Já faz algum tempo que não estamos atuando na
mesma sintonia. Desta forma nosso relacionamento ficará cada vez mais
monótono.
Combinação: .........................................................................................................................

Posso sentir o que você está querendo, mas não consigo suportar esta pressão.
Combinação: .........................................................................................................................

O que você me diz soa bastante promissor.


Combinação: .........................................................................................................................

Sinto-me preso ao meu trabalho.


Combinação: .........................................................................................................................

A chave das grandes conquistas nos relacionamentos pessoais é o


entendimento de que as pessoas são diferentes imas das outras. E, muito
provavelmente, diferente de nós mesmos. Este conhecimento nos garante mais
compreensão e respeito pelo próximo. E nos força a buscar caminhos alternativos
para estabelecer uma grande empatia nos relacionamentos.
Empatia é aprender as diferenças pessoais de pensamentos e
comportamentos, é o caminho para ampliarmos nossas opções de atuação nas
interações pessoais. Todos os excelentes comunicadores aprendem a ajustar seu
próprio comportamento até conquistarem o que desejam. O segredo da empatia é
abrir o maior número possível de avenidas, tentar o maior número de rotas, utilizar
as mais diferentes portas, até descobrir a melhor abordagem.
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

29
5. O Segredo da Empatia
“Quando uma porta se fecha, outra se abre; acontece que olhamos tanto
para a porta fechada que deixamos de ver aquela que se abriu”
Hellen Keller

Aprendendo a Gerar Confiança e Empatia

“Gostamos das semelhanças”

Você já notou que as pessoas estão conversando de forma harmoniosa, seja


no trabalho, na família ou em reuniões sociais, elas usualmente ficam em posição
semelhantes, falam no mesmo tom e se movimentam na mesma forma? Este é o
processo conhecido como rapport. Ele nos permite estabelecer confiança, harmonia
e cooperação em nossos relacionamentos.
O que aconteceria, por exemplo, se você dispusesse de um instrumento de
comunicação que lhe permitisse estabelecer, eticamente, mais cooperação e
entendimento com as pessoas?
E se você pudesse fazer com que reuniões nas quais demoramos horas para
chegar a um acordo pudessem ser feitas em minutos? Tudo isso pode ser obtido
por meio do Rapport. De modo geral, estabelecemos Rapport com as pessoas sem
tomarmos consciência e até mesmo sem pensarmos no assunto. É um processo
natural.
Quando estamos diante de pessoas de quem gostamos, estabelecemos
Rapport de forma quase que instantânea.

30
Se você não pretende viver em uma ilha isolado no mundo, então precisa
desenvolver sua habilidade de estabelecer Rapport com outras pessoas porque,
sem confiança e harmonia, é impossível desenvolver relacionamentos efetivos,
duradouros e prósperos. Existem muitos benefícios em aprender e utilizar o
Rapport. Permite-nos interagir melhor com as pessoas, perceber seus pontos de
vista, resolver conflitos, obter acordos do tipo ganha-ganha, contribuir com as
pessoas para que realizarem seu potencial máximo e ainda nos faz sentir tranquilos
e confiantes.
A palavra “Rapport” significa literalmente relação, e tem sido traduzida para o
português como entendimento, simpatia, sintonia e outras palavras que retratam
apenas alguns aspectos do seu significado.
Por anos, Rapport é o processo que leva à sintonização ou equalização dos
estados internos das pessoas através do acompanhamento dos diversos elementos
da fisiologia e do comportamento, produzindo, como resultado uma intensa
sensação recíproca de confiança. Isso permite entreabrir, abrir e até mesmo
“escancarar” as portas da comunicação.

ELEMENTOS PARA GERAR RAPPORT


Passo 1 – para gerar Rapport é o espelhamento da fisiologia das pessoas. Esse
processo consiste em copiar literalmente as posturas, as expressões faciais, piscar
os olhos, movimentos das mãos, cabeças e pernas. O espelhamento faz com que o
subconsciente perceba que existe outra pessoa igual a nós. E todas nós gostamos
de pessoas que se assemelham a nós, não é mesmo?
Passo 2 – a ser acompanhado é a voz. Não só o tom, o tempo, o timbre e o
volume, mas também repetições das próprias palavras emitidas por nossos
interlocutores.
Passo 3 – é o acompanhamento das representações internas, esse processo é
composto de duas partes. Na primeira, utilizamos os predicados verbais que
aprendemos anteriormente. Na segunda, expiramos e inspiramos exatamente na
mesma velocidade e utilizando a mesma região do corpo de nosso interlocutor.
Fazendo esse acompanhamento é possível estabelecer um contato profundo com o
sistema sensorial dominante.
Passo 4 – é acompanhar o tamanho das informações. Se uma pessoa
usualmente utiliza visões globais para depois destrinchar os detalhes, devemos
fazer o mesmo. Se ela começa pelos detalhes para só então construir uma visão do
todo, devemos acompanhá-los nessa sua forma de entender as informações.

31
Passo 5 – é acompanhar as experiências. Quando as pessoas se encontram pela
primeira vez, frequentemente nos cotam suas experiências, interesses comuns,
conhecimentos, crenças, valores e ideologias. Por mais que discordemos do mundo
em que nosso interlocutor vive, não precisamos discordar do interlocutor. O grande
segredo é respeitar o mundo, a individualidade e a forma de ser do outro para que
possamos acompanhar suas experiências.

Quem sabe se essa não seria uma boa oportunidade de avaliarmos nossas próprias
crenças e valores pessoais sobre o que é certo e o que é errado?
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

............................................................................
............................................................................
............................................................................
............................................................................
............................................................................
............................................................................
............................................................................

“Habilidade é o que você é capaz de fazer, motivação determina o que


você faz. Atitude determina o quão bem você faz.”
Lou Holtz
COLOCANDO EM PRÁTICA

Exercício I: Habilidade de Percepção


Objetivo: aumentar a acuidade visual e refinar a habilidade de percepção.
Grupo: sujeito, practitioner e observador.
Tempo total: 15 minutos, 5 minutos por rodada.

Passos:
1. O sujeito adota certa postura
2. O practitioner é o observador fotografam a postura.
3. O practitioner fecha os olhos, o sujeito muda algum detalhe da postura, objeto pessoal ou
expressão. O observador observa e controla o tempo.
4. O practitioner abre os olhos e descobre a mudança.
5. O sujeito repete com mudanças cada vez menores.
6. Após 5 minutos, nova rodada com sujeito, practitioner e observador trocado.

32
Exercício II: Calibração – Sim e Não
Objetivo: desenvolver a percepção anterior à resposta verbal de concordância (sim)
ou discordância (não).
Grupo: sujeito, practtioner e observador.
Tempo total: 15 minutos, 5 minutos por rodada.

Passos:
Calibração SIM
1. O practitioner faz o sujeito uma a uma, dez perguntas afirmativas cujas respostas sejam
necessariamente Sim. O sujeito responde internamente, sem manifestação verbal ou
movimento de cabeça. Exemplo: você está morando no brasil?
2. O practitioner e o observador calibram-se com as manifestações fisiológicas do sujeito à
medida que o estado de concordância (resposta sim) se intensifica a cada pergunta.
3. O practitioner quebre o estado (comenta ou pergunta sobre algo neutro). Exemplo: olha o
tempo lá fora...

Calibração NÃO
O practitioner faz agora, também uma a uma, dez perguntas afirmativas, cujas
respostas necessariamente sejam não. Exemplo: você fala chinês? O practitioner e
o observador calibram-se pela detecção das diferenças, criando uma representação
“fotográfica” interna das manifestações não verbais que acompanham cada estado.
O practitioner quebra estado. Exemplo: note como o som deste local é agradável.

Avaliação
O practitioner fórmula então quatro a seis perguntas cuja resposta deva ser ou
Sim ou Não, sobre algo que desconheça. Baseado em sua calibração, o practitioner
fornece, ele mesmo, a resposta que avalia ser exata, de acordo com as pistas
anteriormente identificadas para sim e para não. O sujeito confirma, ou não, a
exatidão de cada resposta.

Exercício III: Calibração – Estado Interno (opcional)


Objetivo: desenvolver a percepção de estados emocionais internos através das
pistas mínimas.
Grupo: sujeito, practitioner e observador.
Tempo total: 15 minutos, 5 minutos por rodada.

Passos:
1. O practitioner pede ao sujeito para lembrar uma situação embaraçosa, voltar atrás e revivê-
la “como se” estivesse acontecendo no presente.

33
2. O practitioner e o observador calibram-se com o que conseguem detectar – ver e ouvir –
enquanto o sujeito revive esse estado, tendo como ajuda a lista de “pistas mínimas”.
3. O practitioner induz um estado separador.
4. O practitioner pede ao sujeito para lembrar e reviver um acontecimento de grande sucesso
em algum projeto.
5. O practitioner e o observador calibram-se com o novo estado.
6. O practitioner quebra novamente o estado.
7. O sujeito escolhe reviver um dos dois estados sem comunicar aos parceiros sua escolha.
8. O practitioner “avalia” qual dos dois estados o sujeito escolheu, baseado em sua calibração
prévia.
9. O sujeito confirma ou informa a “avaliação” do practitioner.

Acompanhar e conduzir
Após estabelecer Rapport, é possível começar a influenciar as pessoas levando-
as para uma nova direção. Processo conhecido como “acompanhar e conduzir”. Se
você conseguir entrar no mundo de uma pessoa e começar a mudar seu
comportamento ou seu estado emocional, ela irá lhe seguir.
A regra de ouro da comunicação é primeira acompanhar para depois conduzir.
Muitas pessoas não conseguem obter êxito na comunicação porque buscam
conduzir antes de estabelecer um senso de harmonia e de confiança. Podemos, de
maneira sutil e elegante, recapitular verbalmente em quatro níveis:
 Nível I: recapitular as palavras e expressões linguísticas usadas. Esta é a maneira mais
superficial de espelhamento verbal.
 Nível II: recapitular o significado que as palavras procuram transmitir,
 Nível III: recapitular as emoções implícitas nas palavras e na musicalidade da voz usada. Aqui
temos que usar o bom senso e “adivinhar” o que a pessoa está sentindo ao dizer o que diz.
 Nível IV: recapitular tanto as palavras quanto os significados e as emoções implícitas.

ESCREVENDO:
Este exercício baseia-se em um diálogo entre marido e mulher. Preencha os
espaços com o nível de recapitulação utilizados:
Marido: “estou muito preocupado! ”
Mulher: “tem algo que está lhe incomodando, não é mesmo?”
(....................................................................................................................................................................)
Marido: “é isso mesmo. É algo que está saindo do meu controle e colocando em risco nosso
futuro. ”
Mulher: “você realmente está preocupado porque algo está saindo do seu controle? ”
(....................................................................................................................................................................)
Marido: “recebi uma promoção hoje e não sei se fico feliz ou triste por isto. Não me sinto
totalmente preparado para o cargo. ”

34
Mulher: “você acaba de receber uma promoção onde novos desafios surgirão e isto lhe está lhe
deixando mal? ”
(....................................................................................................................................................................)
Marido: “creio que é exatamente isto. Estudei e dediquei minha vida inteira a esse momento, e
agora estou em dúvida. Como pode? ”
Mulher: “é verdade! Você se dedicou e estudou sua vida inteira e agora teme não estar preparado
para isto. As coisas estão acontecendo muito rápido em sua vida profissional, não é mesmo? ”
(....................................................................................................................................................................)
Marido: “acho que sim. Fiz um treinamento sobre comunicação há alguns anos, planejei minha
vida, entrei em ação, adquiri novos recursos, aprimorei minha comunicação e agora estou assim.
Não sei o motivo dessa insegurança. ”
Mulher: “as coisas aconteceram mais rápido do que você esperava. É isso o que você está
querendo dizer? ”
(....................................................................................................................................................................)

Estes são os elementos fundamentais para se estabelecer Rapport. Em nossos


treinamentos, as pessoas aprendem em menos de uma hora a utilizar esses
conceitos acima com total maestria. Todas as pessoas que estão em harmonia, que
estabelecem um profundo contato de empatia, movimentam-se respiram e fazem
outras coisas de forma espelhada.

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

35
6. O Meta Modelo da Linguagem
“Se não são as respostas que movem o mundo e Sim as perguntas,
então, eu sou um gênio”
Cristiane Silva

As Perguntas são as Respostas

“A Magia da Comunicação”

O Metamodelo de linguagem foi desenvolvido através da modelagem de


terapeutas bem-sucedidos em seus procedimentos de transformação pessoal,
expansão de percepções e aumento de opções. É uma ferramenta essencial para
todos aqueles que atuam como agentes de transformação como: terapeutas,
coaches, mentores, líderes etc. Os principais benefícios que você terá ao entender
o metamodelo de linguagem é o desenvolvimento de sua habilidade de ampliar e
enriquecer o mapa de mundo das pessoas. Você também entenderá os filtros que
restringem nossa realidade, podendo assim, enriquecer seu próprio mapa e
adquirir mais opções de realização e de sucesso.
Através da reassociação da linguagem às experiências a meta modelo pode ser
usado para:
 Obter informações
 Esclarecer significados
 Identificar limitações
 Criar opções

36
De que forma isso é feito? Trazendo-se do vago para o específico, gerando
entendimento e especificidade.
 No contexto pessoa: você ampliará seu próprio mapa.
 No contexto profissional: você irá gerar entendimento em reuniões, mediações e
negociações. Como líder, você poderá desenvolver uma comunicação mais especifica e
concreta.
 No contexto familiar/amoroso: você irá ampliar e entender o mapa das pessoas com as
quais convive, gerar entendimento e relacionamentos harmoniosos.

Definições:
Meta: vem do grego e significa “para além”, ou seja, num nível diferente. Meta
Modelo: usa a linguagem para esclarecer a linguagem e impede que você se iluda
achando que está entendendo o que as palavras significam.
 É um modelo de mundo representado pela linguagem.
 É um modelo formal da linguagem.
 É um modelo do nosso modelo do nosso mundo.

Restrições sociais: de acordo como nossa educação


e a cultura em que vivemos, desenvolvemos a habilidade
de dar significados diferentes aos fatos.
Restrições individuais: aprendemos a entender o
mundo de acordo com nossas experiências e a ver as
coisas sempre da mesma forma, o que empobrece nosso mapa e reduz nossas
opções.
Eliminação: usamos nossa atenção seletivamente, focando certas dimensões
da nossa experiência e excluindo outras.
Distorção: processo que nos permite fazer substituições em nossa experiência
de dados sensoriais.

Técnica: “Meta Modelo”


A meta modelo de linguagem sugere algumas
perguntas que desafiam a estrutura superficial da
linguagem, resgatando e experiência profunda
(completa) livre das distorções, generalizações ou
omissões.
Exemplo de distorção, generalização,
eliminação de experiência:

37
1. Experiência: “minha melhor amiga não me ligou no meu aniversário”.
2. Interpretação (distorção): “minha amiga não me ligou no meu aniversário, isso significa que
ela não gosta de mim”.
3. Interpretação (generalização): “nenhuma de minhas amigas gosta de mim”.
4. Interpretação (distorção): “estou tão infeliz porque minhas amigas não gostam de mim”.
5. Estrutura empobrecida (eliminação): “estou tão infeliz!”.

.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
38
COLOCANDO EM PRÁTICA - Entendo o Metamodelo:

Grupos de: 4 pessoas


Tempo: 45 minutos
Descrição: criar estruturas empobrecidas e desafiá-las.
 Parte 1: cada participante cria um exemplo de estrutura empobrecida para cada um dos
padrões abaixo. (10 minutos)
 Parte 2: cada participante lê a sua estrutura e os demais anotam. Cada um ficará com 4
padrões. (10 minutos)
 Parte 3: de forma alternada, cada participante escolhe uma estrutura aleatória, e os demais
componentes do grupo, identificam o padrão e desafiam a estrutura com a pergunta
adequada. (20 minutos)

Conclusão final: análise em conjunto com o grupo aplicações práticas da meta


modelo de linguagem. (5 minutos).

DISTORÇÕES:

39
40
A linguagem é a estrutura do encantamento para
o crescimento e o desenvolvimento das pessoas, de
forma natural e simples, é possível gerar profundas
transformações nas pessoas (ou em seus mapas) por
meio da linguagem.

DICAS PARA USAR:


É meta modelo e não meta confusão. Para amenizar as perguntas utilize frases
como:
 Estou querendo saber …
 Você pode me dizer …
 Estou curioso para saber …

De vez em quando repita o que o outro diz recapitulando com as mesmas


palavras que a outra pessoa usou.

“Todos os nossos sonhos podem se realizar, se tivermos a coragem de persegui-los”


Walt Disney
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

41
7. Fortalecimento da Autoestima
“Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta para os
outros”
Mário Prata

Aumentando a Autoestima

“A Base de Relacionamentos Bem-Sucedidos”

A autoestima positiva faz você sentir bem em relação a si mesmo, fazendo com
que você goste de si próprio, se aprecie e se valorize. A autoestima gera um
sentimento de conectividade com o mundo e consigo mesmo. A autoestima gera
confiança e motivação para você fazer o que deseja ou mudar o que não gosta. Ela
também lhe dá forças para enfrentar desafios e experimentar coisas novas.
Sentir-se bem consigo mesmo é uma escolha que influenciara diretamente o
nivel de resultados em sua vida. Grandes realizadores tem um autoestima elevada
e sentem-se bem consigo mesmo. Algumas pessoas desejam intensamente
sentirem-se bem com elas mesmas, porém não sabem como.
Em alguns momentos da sua vida, talvez você já tenha experimentado uma
queda em sua autoestima e as consequências disso em seu nível de energia e
motivação. Muitas pessoas simplesmente não sabem como aumentar sua
autoestima porque não entendem como representam internamente sua
autoimagem.

42
Autoestima: impressão objetiva e favorável que uma pessoa tem de si mesma
e que influencia todas as suas experiências. É a base da paz de espirito e da
satisfação pessoal.
Autoimagem: assim como representamos a realidade, temos também uma
representação interna de nós mesmos. Se esta representação interna não for a
representação correta da realidade, sua autoestima estará comprometida. A
autoestima depende muito mais de como você se representa internamente do que
como você realmente é. Se você deseja elevar sua autoestima, primeiro precisa
mudar ou melhorar a representação interna que você tem de si. A maneira como
pensamos visualmente sobre nós mesmos determina em grande parte o que
sentimos a nosso respeito.
Forma e conteúdo: a representação interna da nossa autoimagem é composta
por forma e conteúdo, dependendo de como cada um desses elementos for
programado internamente, teremos mais ou menos autoestima. O conteúdo
também influencia muito o modo como nos sentimos sobre nós mesmos.
Entenda melhor como funcionam as diferenças nas representações internas de
forma e conteúdo:
 Autoestima alta: forma intensa e conteúdo positivo
 Autoestima baixa: forma intensa e conteúdo negativo
 Autoestima ligeiramente alta: forma suave e conteúdo positivo (alterar submodalidade da
forma)
 Autoestima ligeiramente negativa: forma moderada e conteúdo negativo (mudar o
conteúdo e em seguida a forma).

Vamos aprender agora como ficar no controle das suas próprias


representações internas, mudando a foram como você se sente sobre suas
experiências ou sobre si mesmo. Pessoas bem-sucedidas não são diferentes de
você. Elas também se sentem inseguras de tempos em tempos. A única diferença é
que, inconscientemente, elas sabem mudar o que é necessário.

TÉCNICAS: AUMENTANDO SUA AUTOESTIMA ATRAVÉS DA MUDANÇA DE


SUBMODALIDADES

Avalie sua autoimagem


Pense em você, feche os olhos e veja sua representação interna de si mesmo.
Observe os detalhes, os contornos, as formas e o conteúdo de sua representação
interna.
43
Ajuste o conteúdo da sua autoimagem - Comece ajustando o conteúdo,
corrigindo qualquer distorção, deixando a representação do seu conteudo interno
mais integro, brilhante e colorido. “Porque eu sou do tamanho do que vejo. E não,
do tamanho da minha altura”. Fernando Pessoa.
Ajuste a forma e as submodalidades - Na sequência, ajuste suas formas,
deixando os contornos de sua representação interna mais firmes. Coloque mais
brilho e cor, traga a representação para mais perto, deixando-a mais próxima.
Ajuste sua representação de acordo com o que você realmente é.
Lembre-se de ajustar a imagem de forma congruente. Isso é real e viável.
Vamos agora ajustar as submodalidades da sua representação interna, gerando
uma autoimagem forte e integra.

Você pode fazer este exercício mentalmente sempre que sentir o seu nível de
autoestima ou segurança abalados.
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................
.................................................................................................................................................

44
8. Comunicação Assertiva: A
Arte de Comunicar-se
“Julgue o seu sucesso pelas coisas que você teve que renunciar para
conseguir”
Dalai Lama

A Arte de Comunicar-se

“A Base de Relacionamentos Bem-Sucedidos”

Comunicar-se não é simplesmente falar – ouvir – falar. É saber articular


habilmente a gramática e escolher bem as palavras. A arte de comunicar-se está na
forma pela qual se comunica e age em relação a isso, os gestos e postura também
se somam na forma de se comunicar seja pessoal ou profissionalmente.

Dicas para melhorias no processo de comunicação


1-Tenha conhecimento do assunto - Evite falar sobre
assuntos que você não tem um real conhecimento. Busque
informações e tenha experiência sobre o que você quer dizer,
leia bastante, tenha domínio sobre a sua fala e treine sua
capacidade de argumentação.

45
Quando você aborda um tema não muito conhecido, seus argumentos podem
ser fragilizados pelo ouvinte, caso ele tenha mais conhecimento que você, o que
resultará na queda da credibilidade da sua fala.
2-Busque por capacitação - Para ter conhecimento sobre o que você fala, nada
mais coerente do que buscar por capacitação constante sobre o seu trabalho e a
função que você desempenha na empresa.
3-Saiba quando falar - Preste atenção quanto ao momento certo para você
expressar a sua opinião. Mesmo se o que você tem a dizer seja importante, você
deve perceber a hora certa para manifestar suas ideias. Falar na oportunidade
errada pode acabar comprometendo o seu discurso.
4-Seja intermediador - Caso alguém do seu ambiente de trabalho tenha
dificuldade para se comunicar, ajude-o em tal tarefa e sempre motive todos a sua
volta a potencializar as melhores formas para se comunicarem.
5-Seja claro e direto - Nada mais óbvio na comunicação assertiva, do que você ir
direto ao ponto. Nesse sentido, exponha suas ideias sem perder tempo em detalhes,
pois isso dispersa a atenção de quem está ouvindo. Porém, tenha cuidado para não
ser agressivo e fazer julgamentos de valores.
6-Cuidado com a linguagem - Muitas pessoas focam na linguagem escrita e não
dão a devida atenção a linguagem oral. Quando não utilizada de forma adequada, a
nossa fala pode gerar dupla interpretação, sendo assim, use argumentos claros,
defenda seu ponto de vista com flexibilidade, aceite as críticas construtivas e não use
gírias e abreviações.
7-Expressão corporal - Fique atento à linguagem corporal, pois a comunicação
também é formada pelo uso do corpo. Transmitimos mensagem e sinais o tempo
todo durante uma conversa, nossos olhos e gestos também comunicam. Nesse
sentido, se mostre seguro, tenha uma expressão corporal coerente com a sua fala,
haja com naturalidade, controle suas emoções e demonstre calma em todo o seu
discurso para não se complicar.
8-Use a empatia - Pense em como seria estar no lugar do outro enquanto se
comunica. Dessa forma, você demostra respeito pelo próximo e gera uma troca de
informações eficaz. A comunicação assertiva, quando bem implementada, gera
assuntos objetivos e relevantes.
9- Controle as emoções - Mostre-se envolvido com o assunto e reforce seu
autocontrole. Não seja agressivo, nem demonstre mágoas ou raiva, mesmo em
situações tensas.

46
Para que a sua mensagem seja entendida, é importante administrar as emoções
e as reações.
10-Respeito aos outros e a si mesmo - Apesar do direito de dizer o que pensa,
praticar uma comunicação assertiva não significa falar tudo o que passa pela cabeça.
Não aguentaríamos viver em uma sociedade em que absolutamente tudo o que é
pensado é dito.
A comunicação assertiva deve ajudar a expor tudo o que a pessoa pensa e
deseja, desde que haja coerência com o assunto e relevância para o objetivo. Todos
têm o direito de ter uma opinião, mas não significa que ela deva ser manifestada,
especialmente quando não tem qualquer relação com o que está em questão.
...................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................
...................................................................................................................................................

https://youtu.be/rd1mCZVNnxE

47
48
Conclusão
“Eu sou do tamanho daquilo que sinto, que vejo e que faço, não do
tamanho que os outros me enxergam”
Bob Marley

PASSADO, PRESENTE e FUTURO são formas de organizar o


tempo e a vida. Na verdade, o único tempo que temos é o
presente. O passado já passou, e o futuro ainda não chegou.
Mesmo assim, podemos revisitar o passado e avistar o futuro,
daqui mesmo de onde estamos: no aqui e agora. É no hoje que
ressignificamos as experiências vividas e plantamos os sonhos
que vamos colher amanhã. É no hoje que nos conhecemos,
descobrimo-nos e reinventamos novas maneiras de ser, viver e conviver. Hoje é o
tempo mágico, no qual tudo é possível e nada é distante. Podemos ler o nosso
passado e imaginar o futuro, mas nós só podemos escrever no presente.
Escrever é ser a presença do momento. É captar sentimentos e sensações e
traduzi-los em palavras. É estar presente e perder-se no tempo. É trilhar um
caminho de linhas e curvas. É revelar a alma e desnudar o coração. Escrever é ser
você mesmo e transformar-se em quem quer ser. Escrever é guardar o passado
num baú mágico e remexer lembranças amadas revivendo as emoções. Escrever é
visitar o futuro em pensamento, é ouvir a intuição e pensar com o coração. Escrever
é mil e uma possibilidades de viver a vida e deixar a sua marca única no mundo.
Escrever é revelar-se, é amar-se, é amar, é ser amado.
Espero que o Ebook Comunicação Eficaz e Assertiva tenha despertado o seu
amor pela escrita como um caminho de autoconhecimento.
 Que você possa escrever a jornada da sua vida com amor, saúde e felicidade!
 Que você seja o escritor da sua história, e que a sua trajetória revele a sua
missão de alma.
Numa bela mandala multicolorida, que você encontre a unidade e a totalidade,
no centro de um sorriso desenhado pelo coração.
Cristiane Silva
49
50
Bibliografia
• dicasdevalor.com.br/dicas-de-valor-31-influencia-da-comunicacao-
assertiva/
• medium.com/@gustavosales086/comunica%C3%A7%C3%A3o-assertiva-
572654473ec9
• webstudy.pt/areas-de-formacao/desenvolvimento-pessoal/comunicacao-
assertiva-a-arte-de-comunicar/
• assespro-rs.org.br/comunicacao-assertiva-um-impulso-na-sua-empresa/

BEM-ESTAR E AUTOESTIMA - Google.com

COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL E COMUNICAÇÃO – ASSERTIVA - Fernando Santos


– Apresentação no pt.slideshare.net

COMO MELHORAR SUA COMUNICAÇÃO E SEUS RELACIONAMENTOS E OBTER


MAIS REALIZAÇÃO E FELICIDADE - Coleção Coaching Aplicado – Academia do
relacionamento – SBCoaching

SIMPLES CAMINHO PARA EXCELÊNCIA - professoresdosucesso.com.br/o-simples-


caminho-para-a-excelencia-extraordinaria.html

O MAPA NÃO É TERRITÓRIO - somostodosum.com.br/blog-autoconhecimento/o-


mapa-nao-e-o-territorio-9253.html

51
52

Você também pode gostar