Você está na página 1de 4

ATIVIDADE INDIVIDUAL

Matriz de atividade individual

Disciplina: Orçamento e Controle Módulo: 1121-1_4

Aluno: Turma: 1_4

Tarefa: Responder às questões apresentadas para a empresa fictícia Confecções Miranda Ltda. Para a
quantidade de calças produzidas, o dia de nascimento é 08, logo, será utilizado 38.000 calças.

Orçamento da empresa Confecções Miranda Ltda.

1. Variações entre valores reais, valores do orçamento flexível e valores do orçamento


geral

A Tabela 1 a seguir representa as variações entre valores reais, valores do orçamento


flexível e do orçamento geral, com base nas informações fornecidas.

Tabela 1: Variação entre valores reais, orçamento flexível e orçamento geral.


orçamento
variação ajustado ao variação
real orçamento geral
operacional nível da comercial
atividade
vendas em unidades 38.000 - 38.000 - 2.000 40.000
receita R$ 1.026.000,00 R$ 38.000,00 R$ 988.000,00 -R$ 52.000,00 R$ 1.040.000,00
custos variáveis
materiais R$ 312.000,00 -R$ 15.600,00 R$ 296.400,00 R$ 15.600,00 R$ 312.000,00
mão de obra direta R$ 181.900,00 R$ 15.700,00 R$ 197.600,00 R$ 10.400,00 R$ 208.000,00
margem de contribuição R$ 532.100,00 R$ 38.100,00 R$ 494.000,00 -R$ 26.000,00 R$ 520.000,00
custos fixos R$ 156.000,00 R$ - R$ 156.000,00 R$ - R$ 156.000,00
lucro R$ 376.100,00 R$ 38.100,00 R$ 338.000,00 -R$ 26.000,00 R$ 364.000,00

Cálculo do orçamento ajustado (os cálculos também podem ser encontrados nas tabelas do
arquivo anexado):
- Receita: 38.000u x R$ 26,00 = R$ 988.000,00
- Custos variáveis de materiais: 38.000u x R$ 7,80 = R$ 296.400,00
- Custos variáveis de mão de obra direta (MOD): 38.000u x R$ 5,20 = R$ 197.600,00
- Margem de contribuição: R$ 988.000,00 – (R$ 296.400,00 + R$ 197.600,00) = R$
494.000,00
- Custos fixos: R$ 156.000,00
- Lucro: R$ 494.000,00 – R$ 156.000,00 = R$ 338.000,00

De acordo com a Tabela 1, diante das vendas realizadas se verifica que a variação
operacional é favorável (R$ 38.100,00). Apesar da variação operacional dos custos de materiais ter
sido desfavorável em R$ 15.600,00, os custos com a mão de obra direta se mostraram favoráveis
em R$ 15.700,00 e a margem de contribuição (da variação operacional) mostrou-se favorável em R$
38.100,00, gerando, portanto, o lucro favorável.

1
Já a variação comercial apresentou-se desfavorável devido ao menor número de peças
vendidas. A venda de 2.000 peças a menos que o orçado gerou uma queda de R$ 26.000,00 no
lucro.

2. Variações de preço e eficiência dos materiais

A Tabela 2 a seguir representa as variações de preço e eficiência dos materiais, com base
nas informações fornecidas.

Tabela 2: Variação de preço e eficiência dos materiais.


insumo real padrão ajustado
real valorizado ao custo ao nível real de
padrão atividade

R$ 312.000,00 R$ 304.200,00 R$ 296.400,00

variação de preço variação de eficiência


-R$ 7.800,00 -R$ 7.800,00

Cálculo da variação de preço e eficiência dos materiais (os cálculos também podem ser
encontrados nas tabelas do arquivo anexado):
- Custo real do tecido: R$ 312.000,00 / 78.000m = R$ 4,00 / metro
- Real: 78.000m x R$ 4,00 = R$ 312.000,00
- Insumo real valorizado ao custo padrão: 78.000m x R$ 3,90 = R$ 304.200,00
- Padrão ajustado ao nível real de atividade: 38.000u x 2m x R$ 3,90 = R$ 296.400,00
- Variação de preço: R$ 312.000,00 – R$ 304.200,00 = -R$ 7.800,00
- Variação de eficiência: R$ 296.400,00 – R$ 304.200,00 = -R$ 7.800,00

Na Tabela 1 foi identificado uma variação operacional de custos de materiais desfavorável


em R$ 15.600,00. Na Tabela 2 tal variação é mais detalhada, mostrando que tanto no preço quanto
na eficiência há uma variação desfavorável de R$ 7.800,00, totalizando os R$ 15.600,00
identificados anteriormente.
A variação de preço ocorreu porque o custo projetado por metro de tecido foir de R$ 3,90,
enquanto que o custo real foi R$ 4,00, ou seja, R$ 0,10 acima do orçado.
Já a variação de eficiência foi decorrente do maior gasto de material para a produção da
quantidade de peças planejado. Ajustando-se o padrão ao nível real de atividade, foi previsto o uso
de 76.000 metros de tecido para a produção de 38.000 calças. No entanto, foram utilizados 2.000
metros a mais, resultando em um gasto excedente de R$ 7.800,00 (2.000m * R$ 3,90).

3. Variações de preço e eficiência da mão de obra

A Tabela 3 a seguir representa as variações de preço e eficiência da mão de obra direta,


com base nas informações fornecidas.

2
Tabela 3: Variação de preço e eficiência da mão de obra direta (MOD).
insumo real padrão ajustado
real valorizado ao custo ao nível real de
padrão atividade
R$ 181.900,00 R$ 176.800,00 R$ 197.600,00
variação de preço variação de eficiência
-R$ 5.100,00 R$ 20.800,00

Cálculo da variação de preço e eficiência da mão de obra direta (os cálculos também podem
ser encontrados nas tabelas do arquivo anexado):
- Custo real da MOD: R$ 181.900,00 / 17.000h = R$ 10,70 / hora
- Real: 17.000h x R$ 10,70 = R$ 181.900,00
- Insumo real valorizado ao custo padrão: 17.000h x R$ 10,40 = R$ 176.800,00
- Padrão ajustado ao nível real de atividade: 38.000u x 0,5h x R$ 10,40 = R$ 197.600,00
- Variação de preço: R$ 176.800,00 – R$ 181.900,00 = -R$ 5.100,00
- Variação de eficiência: R$ 197.600,00 – R$ 176.800,00 = R$ 20.800,00

Na Tabela 1 foi identificado uma variação operacional de custos de mão de obra direta
favorável em R$ 15.700,00. Na Tabela 3 tal variação é mais detalhada, mostrando que no preço ela
é desfavorável em R$ 5.100,00 enquanto que na eficiência é R$ 20.800,00 favorável, totalizando os
R$ 15.700,00 apontados anteriormente.
A variação desfavorável de preço ocorreu devido ao aumento no custo da mão de obra. O
valor orçado foi de um custo de R$ 10,40 por hora enquanto que o custo real foi de R$ 10,70 por
hora. Essa diferença de R$ 0,30 a mais por hora multiplicada pelas 17.000 horas consumidas,
representa um gasto de R$ 5.100,00 a mais.
Já a variação de eficiência da mão de obra se mostrou favorável, uma vez que só foram
utilizadas 17.000 frente as 19.000 horas orçadas (38.000 calças dividido por 2, uma vez que era
previsto que uma calça levaria meia hora para ser produzida). Sendo assim, multiplicando-se essas
2.000 horas não utilizadas pelo valor da mão de obra direta orçada (R$ 10,40 por hora), tem-se uma
variação favorável de R$ 20.800,00. Em resumo, apesar de mais cara que o orçado, a mão de obra
foi mais eficiente do que o esperado.

4. Análise das variações no orçamento

De acordo com as informações fornecidas e obtidas, a empresa Confecções Miranda Ltda.


obteve um lucro de R$ 12.100,00 com relação ao lucro projetado, mesmo tendo vendido apenas
38.000 calças (2.000 calças a menos do que o projetado). Conforme verificado na Tabela 1 e
também na Figura 1 abaixo, tal fato gerou um déficit de R$ 52.000,00 na receita comercial,
ocasionando uma variação comercial desfavorável de R$ 26.000,00.
Por outro lado, mesmo com a venda de menos calças que o esperado, a receita operacional
foi positiva (R$ 38.000,00). Apesar dos gastos e quantidades de materiais utilizados terem superado
as expectativas, a mão de obra direta se mostrou mais eficiente do que o planejado e, como
resultado, houve uma variação comercial favorável de R$ 38.100,00.

Figura 1: Resumo das variaçoes no orçamento.

- R$ 52.000,00

Variação commercial 2.000u x R$ 7,80/u


R$ 15.600 (Material)
- R$ 26.000,00
R$ 26.000,00

R$ 10.400,00 2.000u x R$ 5,20 MOD


Variação do lucro
R$ 12.100,00
R$ 38.000,00

Preço (4,00 – 3,90) = R$ 0,10/m


- R$ 7.800,00 x 78.000m
Variação operacional Material
R$ 38.100,00 - R$ 15.600,00
Eficiência (78.000 – 76.000) =
- R$ 7.800,00 2.000u x R$ 3,90

Preço (10,70 – 10,40) = R$


- R$ 5.100,00 0,30) x 17.000h
MOD
R$ 15.700,00
Eficiência (19.000 – 17.000) =
R$ 20.800,00 2.000u x R$ 10,40

Tais resultados mostram os pontos e áreas em que ações podem ser tomadas e onde os
planejamentos futuros podem e devem ser ajustados.
Dentre algumas medidas que podem ser adotadas estão a reavaliação da quantidade
necessária para a fabricação de cada calça. Pode-se averiguar, por exemplo, se houve realmente um
cálculo errado com relação aos 2 metros que se julgavam necessários para a confecção de uma
calça, se houve desperdício de material ou ainda se algum processo de corte não está funcionando
como deveria. Caso não seja o caso, apenas ajustar a nova medida necessária para a fabricação de
cada calça a fim de adequar os próximos orçamentos. Outra medida relacionada à variação
desfavorável do material seria a renegociação do preço do tecido.
Com relação ao déficit de R$ 5.100,00 da mão de obra direta, resultado do aumento no
valor da hora trabalhada, uma medida a ser tomada seria contratar mão de obra mais barata. No
entanto, isso poderia gerar uma ineficiência da mesma, tornando “esse indicador” desfavorável. Em
resumo, mesmo o preço da mão de obra direta tendo aumentado, ela se mostrou tao eficiente que o
número de horas necessárias para a fabricação das calças foi 2.000 a menos que o orçado, gerando
uma variação favorável de receita de R$ 20.800,00.
E por último, uma ação que poderia ser tomada para tentar melhorar a receita comercial
(déficit de R$ 52.000,00) seria investir em propaganda, por exemplo, a fim de aumentar as vendas.

5. Referencias bibliográficas

PONTES, Ronaldo Miranda. Orçamento e controle. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2018. 90 p.
Apostila do Curso de Orçamento e Controle – Fundação Getúlio Vargas.

Você também pode gostar